Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Minha irmã adotiva {vondy}


Capítulo: 358

84 visualizações Denunciar


  - 5 meses depois-


 Christian: Christopher, relaxa. (ordenou, enquanto olhava a paisagem através da janela do carro)


Alfonso: Nem parece que vai se casar daqui 2 dias.(disse com a voz carregada pelo sarcasmo)


Christopher: Não estou preocupado com meu casamento, estou preocupado com o lugar que estão me levando.(admitiu recebendo um cutucão de Christian)


Christian: Pois não deveria. (negou com a cabeça) Você deveria aproveitar cada minuto de sua última noite de liberdade.


Christopher: Você diz como se Dulce fosse me prender e amordaçar.(fez careta)


Christian: Dizem que na prática é mais ou menos assim que funciona.(deu de ombros) Se você gostar podemos estender essa noite até a noite de amanhã e você pode ir para o casamento virado.(sugeriu sustentando um sorriso nos lábios)


Christopher: Você só pode estar tentando destruir meu casamento antes mesmo de começar.(negou com a cabeça sorrindo da sugestão do amigo)


Alfonso: Chris, você confirmou a presença de toda a galera? (indagou estacionando em frente a uma boate)


Chistian: Claro.(disse abrindo a porta do carro)


Christopher: Galera? (franziu o cenho) 


Alfonso: Relaxa Christopher (repetiu o pedido de Christian passando um dos braços em volta do pescoço do loiro o abraçando de lado e o conduzindo para dentro da boate) E vamos aproveitar.


A balada estava abarrotada de pessoas que se balaçavam conforme as  batidas freneticas da música exageradamente alta. Christopher encarou de forma aborrecida os amigos, não era isso que tinha acordado com Christian e Alfonso. Essa era a galera que convidaram? Não poderia ser, uma vez que não reconhecera um rosto se quer naquele ambiente. Observava um copo de bebida vermelho "voar" no meio da pista de dança seguido por um tumulto em volta acusando que provavelmente havia iniciado um briga. Sério que tinha saído de casa pra isso? Enquanto planejava em uma desculpa cabível para dar o fora daquele lugar Alfonso o puxou e apontou para que subisse a escada.


Alfonso: Um camarote só pra você parceiro.(deu uma piscadela para o amigo o seguindo pela escada) 


Christopher subiu as escadas e antes que pudesse fazer qualquer comentário recebeu um copo redondo e largo transparente com um líquido de cor caramelo.


Christian: Seja bem vindo a sua despedida de solteiro.(anunciou ao chegar no topo da escada)


Quando o loiro por fim alcançou o amigo, se virou para esquerda visualizando um grande letreiro de led colorido escrito "Despedida de Solteiro do Retardado Convencido", as letras grandes e garrafais eram grandes o suficiente para serem vistas por toda a boate embora não tenha a visto quando entrou no andar debaixo, o ambiente reservado era extremamante espaçoso o que fez com que Christopher apenas observasse três silhuetas abaixo do letreiro indicando que mais gente se fazia presente naquele ambiente.


Conforme se aproximava delas suas identidades eram reveladas, levantando um copo de champanhe como cumprimento Rodrigo caminhou de encontro ao loiro.


Rodrigo: Parabéns cara! ( lhe ofreceu um aperto de mão) Que você seja muito feliz, mas já sabe, néh?! (deu uma piscadela para o mesmo) Se pisar na bola eu te mato.


Christopher: Você só saberá se eu pisarei na bola se aceitar minha prosposta de emprego.(um sorriso vitorioso brotou em seus lábios.)


Rodrigo: Boa tentativa.(admitiu) 


Christopher: Mas não que seja da sua conta minha vida particular com Dulce, mas isso não vai acontecer..(mordeu seus lábios inferiores) Isso de pisar na bola.(concluiu envergonhado desviando o olhar para observar Pedro que se aproximava)


Pedro! Era esse mesmo que estava por ver? Fazia tanto tempo desde que o vira pela última vez que quase não o reconheceu. Ele havia ganhado alguns quilos e seu rosto se tornara mais cheio devido a presença da barba perfeitamente aparada.


Pedro: Olá Christopher. Fico feliz em reve-lo.(disse hesitante)


Christopher: É sempre bom te-lo por perto.(admitiu o cumprimentando com um abraço) Pensei que chegasse só amanhã.(franziu o cenho se lembrando que prometeu de forma contrariado a Dulce que o buscaria no aeroporto as quatro da manhã)


Pedro: Surpresa.(levantou as duas mãos de forma divertida e descontraida)


Rodrigo: Pega leve.(advertiu quanse em um sussurro apertando os ombros do loiro) Ele fez questão de vir.(apontou com a cabeça para Victor que se aproximava lentamente)


Isso só poderia ser uma brincadeira de péssimo gosto! Tudo bem que Victor era seu pai e que ele vinha se mostrando um pouco mais compreensivo do que o normal nos últimos meses, mas estar presente em sua despedida de solteiro, do casamento do qual ele era contra, já era demais.


Christopher: O que você veio fazer aqui? (indagou)


Victor: Vim comemorar esse momento especial na vida do  meu fillho.(disse com um sorriso fraco nos lábios)


Christopher: Não acho que minha despedida de solteiro seja motivo para o senhor comemorar.(deu de ombros) Ainda mais quando a noiva é Dulce.


Victor: Christopher meu filho, você precisa parar de achar que estamos sempre lutando um contra o outro.(justificou envergonhado enquanto atraia os olhares de todos ali) Claro que seu casamento é motivo para festejarmos e isso me inclui.(admitiu) Sei que não fui o maior fã do casal, mas não porque não os queria juntos, mas sim por medo. Vocês são jovens e o mundo é cruel demais pra aceitar que o que sentem é amor verdadeiro, principalmente por serem irmãos adotivos, e eu de forma egoista não estava preparado para ver meus dois filhos sofrendo pelo julgamento de olhos maldosos.(justificou)


Christopher: Que lindo, deem o prêmio de pai do ano para Victor Uckermann.(disse com a voz carregada pela ironia)


Christian: Ucker, no dia de hoje não há espaço para brigas.


Victor: Eu não importo em você achar que não sou um pai o suficiente, contando que você e Dulce estejam felizes. 


Christopher: Como você se importasse com isso.(revirou os olhos)


Victor: Por Deus Christopher, eu me importo. Estou te dando a presidencia de uma empresa pra que possa contruir uma família sem depender de mim, pra que possa ser feliz.(argumentou)


Christopher: Isso não tem nada ver com minha felicidade, isso tem haver com negócios, com exapansão do "império Uckermann`s".


Victor: Não seja tolo, fiz fui porque os amo.(disse por fim)


Era isso mesmo que acabara de ouvir? Victor estava demonstrando qualquer tipo de afeto a seus filhos? Ele estava se declarando, assim tão fácil? Ele teve tantas oportunidades, por que agora?


Christopher: Por que? (franziu o cenho)


Victor: Não tenho que te dar motivos para amar meus filhos.(negou com a cabeça)


Christian: (disse entregando distribuindo taças aos presentes) Eu proponho um brinde.(levantou sua taça) A paz reinada na família Uckermann.(gritou como se comemorasse aquele fato)


Todos levantando suas taças e brindaram sem contestamento. Tudo bem que não fora uma grande forma de reconciliação, mas Christopher conhecia seu pai o suficiente para saber que o mesmo estava fazendo um grande esforço para revelar todos seus sentimentos, mesmo que de forma interceptivel.


Alfonso: Ao casamento de Christopher.(levantou novamente a taça propondo outro brinde)


Todos em unissono: Ao casamento de Christopher.(novamente as taças encontraram uma as outras)


Christian: Eu queria dizer algumas palavras antes de começar a beber até esquecer meu nome.(anunciou)


Alfonso: Não precisa dizer nada Christian.(disse entre os dentes temendo o histórico de situações desembaraçosas que o amigo poderia coloca-los)


Christian: Mas eu quero.(afirmou com a cabeça subindo em cima de uma das mesas) Christopher, meu querido amigo, sempre achei que não encontraria alguém.(ouviu as gargalhadas dos presentes) Sério mesmo, sempre achei que não encontraria alguém de verdade e que eu ou Alfonso teriamos que construir um quarto na nossa casa para te acolher.(brincou) Porque sempre achei que nenhuma mulher seria capaz de te aguentar matrimonialmente por mais de 2 meses e que isso faria você se tornar um alcoolatra chato que só teria o amor dos seus amigos se conseguissemos sobreviver a isso ou então que se tornasse um grande empresário sem tempo para qualquer passatempo, familia e amigos. (encarou o amigo por alguns segundos)Fico feliz em dizer que eu estava errado.(admitiu) E mais feliz em dizer que Dulce tem uma boa parcela de culpa nessa história toda, e por mais que não queira assumir, seu pai também. Se não fosse ele e sua ideia de adoção você não teria a conhecido e não teria se tranformado em alguém tão maduro. Obrigado tio Victor, você brilhou! Mesmo que pra isso foi um chato.(deu uma piscadela para Victor) Por enquanto meu discurso se limita a isso, no casamento pretendo finaliza-lo.(disse virando todo o conteudo da taça)


Embora odiasse admitir Christian tinha toda a razão, foi Victor e Alexandra que decidiram trazer Dulce para sua vida, porque se fosse por si próprio jamais admitiria que alguém entrasse em sua vida a fim de substituir sua irmã. Christopher sentiu todo seu corpo de arrepiar ao se lembrar de sua irmã, jamais imaginou que algo tão trágico poderia acabar sendo o elo de encontro de sua desejada felicidade. Antes pudesse acabar se afundando nos pensamentos de culpa por se sentir feliz em poder estar vivenciando isso tudo o loiro foi desafiado a beber três doses de tequilas seguidas.


 


   - 2 horas mais tarde - 


 


Rodrigo: Eu espero que o noivo esteja se divertindo. (disse abraçando Christopher de lado visivelmente alterado) Eu estou me divertindo.(comentou) Mais alguém está?


Em respostas todos levantaram os copos e balbuciaram algo.


Christopher: Eu não sabia dessa sua fraqueza.(brincou apontando para a bebida)


Rodrigo: Tem muitas coisas sobre mim que você não sabe.(deu uma piscadela para o mesmo) Mas como estamos caminhando para uma possível amizade talvez você descubra.Galera o Christopher é um bom amigo ou é aquele cara que a gente só precisa suportar? (indagou encarando Alfonso)


Christian: Christopher é um bom companheiro.(afirmou com a cabeça)


Alfonso: Christopher é um bom companheiro (cantarolou) Vamos, todos juntos.(incentivou)


Todos cantarolaram em uníssono: O Christopher é um bom companheiro... o Christopher é um bom companheiro...O Christopher é um bom companheiro... Ninguém pode negar. 


O loiro encarou todos sorrindo e se abraçando em um momento descontraido comemorando sua felicidade e teve a certeza que ali estavam seus amigos sem qualquer exceção. Por mais contrariado que fosse, Pedro e Rodrigo fazia parte de seu ciclo de amigos, não como Christian e Alfonso, claro. Mas era nítido que eles sempre se preocuparam com Christopher, e suas desvenças era um reflexo do comportamento egocentrico do mesmo. Tinha chegado a essa conclusão há alguns meses atras, mas teve a certeza ao vê-los ali festejando seu futuro casamento e desejando toda prosperidade para a nova etapa que iria se iniciar. Tudo bem que ainda sentia uma pequena pontada de ciumes de ambos com Dulce, uma vez que demonstraram ter interesse amoroso nela algum tempo atras, contudo iria sufocar esse sentimento até que por fim desaparecesse, não iria permitir que um ciumes bobo destruisse suas amizades. Além do mais Pedro estava feliz com Zoraide e Rodrigo com Angelina.


 


    - 3 horas mais tarde - 


 


Alfonso: Ucker você precisa acordar seu pai, ele apagou.(comentou)


Christopher: Eu preciso registrar esse momento.(disse apontando a câmera para Victor)


Victor se encontrava "esparramado" sobre uma poltrona, com a cabeça pendida para o lado, o que provavelmente resultaria em um torcicolo na manhã seguinte, sua boca se encontrava aberta e Christopher poderia jurar que vira um filete de baba escorrer seguido por um ronco acusando que Victor dormia de forma profunda depois de tomar inumeros shots de tequila, subir na mesa e prometer levar todos pra casa depois da festa. 


Claro que a ideia de Christian do jogo de "Bebe ou passa" culminaria em Rodrigo debruçado sobre a bancada do bar, Christian deitado apenas de cueca sobre o um sofá que o loiro jurava ser apenas decoração do ambiente, Pedro escorado em um dos letreiros encarando Christopher, e Alfonso, que parecia representar o mais sóbrio daquele ambiente estava "contrabandeando" latas de cervejas do camarote para a galera que estava na pista de dança e isso seria muito mais fácil se pudesse subir na cadeira do qual Victor estava "desmaiado".


Christopher: Cara, se você continuar fazendo isso, vamos ser expulsos.(avisou)


Alfonso: Nada que não tenha acontecido antes.(deu de ombros) Além do mais os seguranças já são meus amigos.(levantou a garrafa para um dos seguranças que em resposta lhe ofereceu um sorriso amigavel)


Christopher: Acho que é isso então.(se sentou no sofá sentindo sua cabeça pesar) Obrigada Alfonso.(encarou o amigo)


Alfonso: Pelo que? (franziu o cenho)


Christopher: Por tudo... quero dizer, por essa despedida, por me ouvirem.(disse com a voz sincera) Foi muito bom esse momento com vocês.(admitiu)


Alfonso: Tenho certeza que foi bom pra todos.(disse se sentando ao lado do mesmo e apontando os amigos bêbados) Da próxima vez vamos cortar tequila das bebidas.(comentou com um tom de voz engraçado)


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


*Obs: Preparados para o casamento Vondy? 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): robertaa

Este autor(a) escreve mais 5 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 7410



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • nuness Postado em 05/01/2021 - 00:19:33

    to recomeçando a ler agora, pfv não abandona essa fic não sz

  • camilaaya Postado em 03/01/2021 - 19:56:50

    Menina que eu não acredito que tu voltou pra esse fic. Eu li ela, mas quando vi que ela tava sem continuação parei. Vi algumas vezes ela na página inicial, mas achei que era outra. Vou voltar a ler

  • raylane06 Postado em 03/01/2021 - 19:46:38

    Continua

  • raylane06 Postado em 31/12/2020 - 00:06:49

    Poxa parou logo ae..

  • raylane06 Postado em 29/12/2020 - 22:57:49

    Nossa nem eu saberia o que fazer assim de cara.

  • Mary_VondyandADR Postado em 28/12/2020 - 20:01:29

    Amo essa fic, continuaaa

  • raylane06 Postado em 27/12/2020 - 21:40:34

    Pai do ucker querendo separar eles de novo. Dando essa proposta.

  • raylane06 Postado em 23/12/2020 - 23:34:26

    Annie sendo annie

  • leninha123 Postado em 24/04/2020 - 00:14:19

    continuaaaaaaaaaaaaaaa!!!!

  • Magda Postado em 27/03/2019 - 22:42:45

    oii! Queria só divulgar minha fic, caso alguém se interesse. Obrigada! https://fanfics.com.br/fanfic/58951/100-razoes-pra-amar-voce-vondy-ponny-rebelde -drama-sobrenatural-familia



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...