Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: O amor simplesmente acontece AyA


Capítulo: 719

1471 visualizações Denunciar


Hola mundo!!!


Deixa eu dar um recadinho... a falta de posts frequentes deve-se à minha viagem. Estou no sítio dos meus avós, e não consigo postar tanto, igual quando estou em SP. Mas, estou tentando... Gracias pelos comentários!!! Muaks ♥ 




 


 


Anahí tinha o pequeno dormindo em seus braços 10 minutos depois que Alfonso fora para o chuveiro. Acomodou Davi no berço e o beijou na testa, como uma típica mãe coruja, depois saiu pulando para o quarto, apoiando-se nas paredes.


 


Poncho: Amor, cuidado! - - vestiu a cueca rapidamente quando a viu pulando, e foi ampará-la. – Pulando desse jeito é pior...


 


Any: Eu estou bem - - sorriu, segurando-se nele enquanto sentava no braço da poltrona do quarto.


 


Poncho: Deixa eu aproveitar e colocar a bota ortopédica em você... - - pegou a sacola da farmácia, onde estava o objeto.


 


Any: Graças a Deus que você encontrou, amor... - - suspirou aliviada


 


Poncho: Eu prometi, não foi? - - ajoelhou na frente dela, enquanto abria a caixa.


 


Any sorriu, acariciando os cabelos dele, ainda umidos: O que seria de mim sem você, não é verdade?


 


Alfonso deu um meio sorriso sem olhá-la, enquanto analisava concentrado a bota imobilizadora.


 


Poncho: Certo... eu vou apertar bem forte, tá bom? Pra ficar bem imobilizado... aguenta a dor só um poquinho...


 


Anahí assentiu, vendo-o posicionar o seu pé machucado cuidadosamente na bota, e ajustar as tiras, para logo em seguida puxá-las com força. A dor, que percorreu seu tornozelo e perna, fora inevitável. A loira apenas fechou os olhos e trincou os dentes, suportando a dolorosa sensação.


 


Alfonso olhou para a noiva e a viu com a sua típica expressão de dor. Seu coração se apertou, instintivamente, e as mesmas mãos que apertaram as tiras da bota, logo a massageavam no joelho e na coxa, apertando suavemente, como um terno carinho.


 


Poncho: Tudo bem?


 


Any assentiu: Vai passar... - - o encarou e tentou sorrir para acalmá-lo.


 


Poncho: Vamos, deita um pouco aqui no nosso super colchão moderno! - - riu, levando-a no colo até o colchão que ainda estava no chão.


 


Any riu: Precisamos urgente de uma cama


 


Poncho: Resistente, né? - - apagou a luz do quarto, indo pra junto dela


 


Any: Muito resistente!


 


Poncho: Deixa eu arrumar esse seu pézinho aqui nos travesseiros... - - aconchegou, cuidadoso, entre os 3 travesseiros. – Assim está bom?


 


Any: Ótimo! Agora, vem aqui me agarrar! - - estendeu os braços, o recebendo.


 


Alfonso mergulhou o rosto no pescoço dela, respirando profundamente e se permitindo embebedar-se com o aroma de flores que exalava da pele branca e macia. Em questão de segundos, os dedos da noiva já foram parar em seus cabelos, iniciando o famoso cafuné, que fez o suspirar.


 


Poncho: Essa é, sem dúvida, a parte que eu mais gosto do meu dia. - - disse com a voz arrastada, totalmente relaxado


 


Any riu: É minha parte preferida também. - - continuava os carinhos, com os olhos fechados, sentindo a respiração tranquila dele em seu pescoço. – Como foi o seu dia, gatinho?


 


Poncho: Estressante.


 


Any: Só isso?


 


Poncho assentiu: Ucker foi embora 2h mais cedo, porque tinha umas horas extras... fiquei sozinho, cheio de coisas pra fazer e ninguém na ronda da cidade, sem contar a ocorrência que atendi logo cedo...


 


Any: Sobre o que? - - franziu o cenho, intensificando o carinho no couro cabeludo do noivo.


 


Poncho: Sequestro... encontramos a vítima hoje, depois de 15 dias no cativeiro. Era um senhor de idade...


 


Any: Ay, que horror. - - fechou os olhos, relembrando


 


Poncho: O encontramos por uma denúncia anônima, e ele estava em perfeitas condições, apenas um pouco desidratado.


 


Any: Mas, deu tudo certo? Ele está bem?


 


Poncho: Sim, deu tudo certo. O senhor foi direto pro hospital e agora passa bem, e conseguimos prender 2 dos sequestradores.


 


Any suspirou: Sua profissão é muito perigosa


 


Poncho riu: É minha única vocação... - - ergueu o rosto e a olhou. – E o seu dia, como foi? Os preparativos...


 


Any: Nossa, amor! Eu fiquei louca! - - riu, o encarando. – De verdade, é bem dificil organizar um casamento! São centenas de coisas pra ver! - - contava entusiasmada e com um brilho nos olhos, que fez o moreno sorrir. – Sorte que sua mãe, a Mai e a Dul vão me ajudar.


 


Poncho: Eu sabia que elas topariam te ajudar - - arrumou a franjinha dela que lhe caía nos olhos.


 


Any: Eu liguei pra minha sogrinha hoje de tarde, e ela quase teve um treco!


 


Poncho gargalhou: Típico da Dona Ruth...


 


Any: Ela pareceu mais ansiosa que eu! - - riu. – Mas, ela disse que me ajuda sim, ela e a Mai. Só que, apenas semana que vêm a sua irmã conseguiu folga, aí elas vão vir pra cá.


 


Poncho: Hmmmm, entendi. - - acariciou a bochecha dela com o nariz. – Então, vocês só vão começar as ver as coisas em definitivo só semana que vem?


 


Any: É o que parece, porque preciso ir à várias lojas, experimentar coisas... Por enquanto vou vendo e anotando tudo pela internet, quando elas chegarem nós nos decidimos.


 


Poncho: Certo... Então, vamos deixar para nos preocupar com isso semana que vem! - - sorriu travesso.


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Nathy

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Holaaaaaaaaa mundo!!!!!!!    Calma!! Sei que estou em falta com vocês, mas vou resolver essa questão! Já estou de volta, tranquillas!!! Ah! Feliz 2016 pra todos!!! #BeAmazing ♥ Ps.: Obrigada aos que me desejaram coisas boas no meu aniversário, Natal e ano novo! Muaks!!   eduardah: Postando Duds! Mari Caloiaro: Claro que l ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 9341



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • NoExistente Postado em 28/01/2021 - 19:16:34

    Lembro de quando eu acompanhava isso. Faz tanto tempo

  • taynacolucci Postado em 11/06/2020 - 13:41:22

    não abandona, porfa

  • taynacolucci Postado em 11/06/2020 - 13:41:06

    posta maaaais :(

  • Beca Postado em 02/10/2019 - 08:36:24

    Por favor finaliza essa história merece um fim a altura

  • ligia Postado em 20/09/2019 - 19:55:10

    Finaliza por favor, uma estória tão bonita merce um final digno.

  • Mila Puente Herrera ® Postado em 14/06/2019 - 18:25:09

    Eu só queria o final da minha fanfic mais baby :'(

  • Beca Postado em 12/05/2019 - 21:10:50

    Por favor finaliza

  • misterdumpet Postado em 18/07/2018 - 21:17:38

    Algumas histórias não podem ser esquecidas, relembre a trajetória de Padre Guilherme. Um homem de bom coração que sempre seguiu um caminho de fé, porém pode ser acusado injustamente de pedofilia, devido a provas forjadas que foram feitas para lhe prejudicar. Para não ser preso e expulso da Igreja Católica, Guilherme terá que simular sua própria morte e assumir uma nova identidade, numa outra cidade, tendo uma esposa, num casamento conturbado e uma filha adolescente e revoltada. Mas os valores adquiridos não serão perdidos e no final das contas, em vez de Guilherme mudar, é ele que vai mudar a vida daqueles que estão ao seu redor, pois ele jamais se renderá ao DESVIO DE CONDUTA. Leia novamente esta saga em https://fanfics.com.br/fanfic/12089/desvio-de-conduta-terminada

  • foreverrbd Postado em 12/07/2018 - 23:08:38

    Por favor finalizem essa história!! ♥♥

  • leonarda_martins Postado em 20/05/2018 - 23:05:55

    Continua por favor❤❤❤



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...