Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: Watermark Fight - 2 | Tema: Enya, Sarah Brightman


Capítulo: Um ano se passa...

454 visualizações Denunciar


Um ano. Esse foi o tempo da trégua da rixa entre Enya e Sarah. Nesse tempo, tudo esteve às mil maravilhas, porém Sarah resolve provocar Enya novamente:


- Cansei de ser boazinha. Não consigo engolir aquela irlandesa de jeito nenhum! Está na hora da revanche! Já sei o que farei. – diz a britânica.


A cantora pega o telefone e resolve ligar para o fotógrafo Simon Fowler:


- Alô? Simon Fowler?


- Sim, sou eu. Quem fala?


- Sou eu, Sarah Brightman.  Vi o seu trabalho nas fotos dos últimos CDs da Enya, ficou maravilhoso! Ela o recomendou a mim e disse que você é um excelente fotógrafo! Gostaria de contratá-lo para fazer a sessão de fotos para o meu novo cd.


- Bem, vamos nos encontrar para acertar alguns detalhes. Podemos marcar um almoço amanhã?


- Sim, ótimo! Nos encontramos no restaurante ao meio-dia.  Até lá, tchau!


- Até! – e Fowler desliga o telefone.


- Ótimo, ótimo, ótimo! Minha vingança só está começando...


No dia seguinte, no Manderley...


- Enya, meu amor, você está pronta? – pergunta Bernd, que está sentado no sofá da sala de estar do castelo.


- Ainda não, espere só mais um minuto, por favor. – diz Enya, terminando de se arrumar em seu quarto.


- Eithne, Eithne, você é linda de qualquer jeito, não precisa de tanta produção.


Enya desce as escadas em um vestido preto deslumbrante. Dopp fica boquiaberto:


- Mas não custa nada se arrumar um pouco para sair com o meu namorado. – sorri a irlandesa, com os olhos brilhando.


Bernd fica encabulado:


- E quando eu acho que não tem como ficar mais linda, você consegue. E nem acredito que ouvi Eithne Patricia Ní Bhraonáin me chamar de seu namorado! – ele sorri.


Enya fica corada e ri também:


- Seu bobo! Vamos?


- Vamos! – e os dois vão de mãos dadas até o carro de Bernd.


Enquanto isso, no restaurante:


- Então está tudo certo! Quando podemos fazer o ensaio?


- O mais rápido possível. Tem como ser na semana que vem? – indaga Sarah à Fowler.


- Tem sim Sarah! Foi um prazer almoçar com você. Minha secretária vai combinar os detalhes com a sua assessoria, certo?


- Certo! Muito obrigada Simon, até mais. – e a cantora se despede dele e vai embora.


Cinco minutos depois, Enya e Bernd chegam ao restaurante e encontram o fotógrafo no estacionamento:


- Enya? Dopp? Que coincidência encontrá-los por aqui! – diz Fowler, sorrindo.


- Quanto tempo Simon! Como está? – responde Enya, sorrindo para o amigo.


- Muito tempo mesmo! Estou bem e vocês parecem estar muito bem também!


Os três riem:


- Estamos mesmo muito bem! – diz Bernd.


- Veio almoçar com sua esposa Simon? – indaga Enya.


- Não, vim almoçar com a Sarah.


- Sarah? A Sarah Brightman? – pergunta a cantora, incrédula.


- Sim. Vou fazer as fotos do novo cd dela. Ela me disse que você tinha me recomendado à ela.


- Como é que é?


- Espere aí: você não me recomendou à Sarah?


- Não, eu nem converso com ela! Tem um ano que não nos estranhamos, mas não somos amigas. Se eu conversasse com ela, com certeza te recomendaria, porém... como ela pôde usar meu nome assim?


- Que estranho! Me desculpem, tenho que ir. Qualquer dia, podemos marcar um almoço para conversarmos melhor sobre isso. Bom almoço para vocês!


- Obrigada Fowler! Marcamos sim! Até logo! – e se despedem.


Enya e Bernd vão caminhando devagar, em silêncio. Chegando à mesa, Bernd pede o cardápio e então, conversam sobre o ocorrido:


- Você ouviu aquilo?


- Muito estranho. Eu se fosse você tomava cuidado com essa mulher. Na minha opinião, ela quer uma revanche. – diz Dopp, preocupado.


- Será? Mesmo depois de ter apanhado tanto aquele dia?


- Acho que sim meu amor. Não quero ver ela te prejudicando novamente. – fala, enquanto segura levemente o rosto da amada, olhando profundamente em seus olhos.


- Não se preocupe, vai ficar tudo bem. Eu sei me defender sozinha.


- Espero que sim. Não quero ver a minha rainha celta mal. – sorri.


- E você não me verá mal, meu anjo. – sorri de volta, olhando carinhosamente para Bernd, ficando corada. – Eu te amo.


- Eu te amo mais, minha doce garota Eithne! – e assim, Bernd beija Enya apaixonadamente.


Chegando em casa, Sarah ri, satisfeita:


- Ótimo! O plano começou muito bem! Minhas fotos vão ficar infinitamente melhores que as daquela maldita. Mas isso é só o começo, mal aquela mulherzinha sabe o que eu vou fazer HAHAHAHAHAHAHA!


(Ai meu Deus, o que essa louca vai fazer? Voltemos ao casal 20!)


Depois de um almoço ótimo, Bernd leva Enya de volta ao Manderley.


A irlandesa está pensativa, olhando a paisagem pela janela do carro. Dopp repara:


- O que houve minha querida? Está quieta.


- Ai Bernd,estou preocupada.


- Por causa da Sarah não é?


- É. Estou com medo do que essa mulher pode fazer, não apenas a mim, mas aos meus familiares, aos meus amigos, aos meus fãs, e a você. Ela é capaz de qualquer coisa!


- Fique calma, ficará tudo bem, essa mulher não vai te prejudicar!


- Espero que não.


Os dois chegam ao castelo:


- Tenho que ir agora meu amor. Tenho uma reunião daqui a pouco. Mas se eu puder, voltarei mais tarde, tudo bem? – indaga Bernd.


- Não se preocupe comigo, eu vou ficar bem. Pode ir para casa descansar depois do trabalho.


- Tem certeza de que ficará bem minha querida?


- Vou sim, não se perturbe comigo. – sorri a cantora.


- Está bem, garota mistério! Eu voltarei depois. – riem juntos.


- Até logo, minha princesa! – diz Dopp, que a beija intensamente.


- Até logo, meu príncipe! – responde Enya, sorrindo e sem fôlego.


Enya vai até a sala de estar e se deita no sofá, e volta a ficar pensativa:


- Essa história do Simon está estranha. O que essa mulher pode aprontar dessa vez? Não sei por que, mas estou com um mau pressentimento – pensa.


A irlandesa fecha os olhos, e começa a refletir sobre o que houve em sua vida no último ano. Sorrindo, Eithne se lembra do primeiro beijo que ganhou de Dopp, e do pedido de namoro no Leo’s Tavern, depois da briga com Sarah:


- Tenho uma surpresa para você.


- Para mim? Uma surpresa?


- Sim. Se levante e feche os olhos.


- Tá.


- Eu queria fazer isso há muito tempo. Eithne Ní Bhraonáin: aceita ser minha namorada?


- Eu? Sua namorada? É... é claro que eu aceito!


- É tão lindo este anel! Não precisava...


- Esse anel é realmente muito bonito. Mas não tão belo quanto você.


Eithne se arrepia:


- Nunca pensei que teria um amor como esse. Ele é o homem que eu sempre quis, mas, estou insegura. Será que eu realmente o mereço? Será que eu sou o que ele quer?


No meio de tantos pensamentos, Enya acaba adormecendo e mergulhando em sonhos ali mesmo, sem se preocupar em quando irá acordar.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): bruninharz10

Este autor(a) escreve mais 3 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Enya dormiu tanto que a empregada do castelo só a acordou no dia seguinte. Antes de ir embora no dia anterior, a funcionária ajeitou a patroa no sofá, pois não quis acordá-la: - Meu Deus, ela está exausta mesmo! Coitada, anda muito ocupada com a gravação do cd novo. Melhor não acordá-la, está dormindo tão profundamente... Às oito horas da manhã, Enya acorda e estranha o fa ...



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 2



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Nananannana Postado em 09/07/2018 - 20:54:32

    QUEIMAAA SENHORRRR QUEIMA TODO MAL

  • Nananannana Postado em 09/07/2018 - 19:57:55

    Isso deve ser um encosto. Toma banho de sal grosso, Enya


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais