Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Namorada de Aluguel A&D | Tema: Portiñon


Capítulo: 463

2194 visualizações Denunciar


- Anahi? 
- Ahm? Oi. - ela levantou a cabeça meio atordoada- Que foi?
- Perguntei se você viu a minha irmã hoje. - Rafa.
- Não, não vi. Por que?
- Porque ela sumiu, não a acho.
- Vi não, Rafa.
- Também se tivesse visto com a cabeça avoada do jeito que tá, nem lembraria né. Que foi? - Chris- Aconteceu alguma coisa?
- Não...besteira. - ela suspirou olhando mais uma vez pro celular pra constatar que não tinha, realmente, nenhuma ligação ou mensagem de Dulce.
- Hum. Por falar em Pri, não vi a Mai também, vocês viram? - Chris perguntou pros dois.
- Não. - os dois falaram ao mesmo tempo.
- Hummm..... As duas sumiram....será qu...- Chris.
- Duvido! - Rafa respondeu e logo eles ouviram a porta da sala se abrindo.
- Aí, ela aí. - Anahi apontou pra Maite que acabava de entrar na sala.
- Bom dia Mai. - Chris disse assim que ela se aproximou deles.
- Oi. - respondeu toda triste e se sentou.
- Ihh, vocês duas hoje hein...- Chris revirou os olhos e se virou pra frente, o professor começava a escrever algo no quadro.



* Nenhuma das duas falou mais nada. Na hora do intervalo estavam sentados nos bancos, lanchando.


- Ela faltou. - Rafa disse se sentando, ele tinha ído até a secretaria descobrir.
- Hum. - Anahi respondeu só isso porque Mai estava ali também.
- Da licença. - a morena pediu e se levantou em seguida.
- Será que ela percebeu? - Chris.
- Não sei...- Anahi respondeu com a cabeça avoada ainda. 


 


 


* No outro campus.....na faculdade de medicina....
Dulce e Carol estavam sentadas na bancada, no laboratório. Julia tinha ído comprar chiclete enquanto a aula não começava. A professora terminava de separar os materiais para a aula.
Carol tinha reparado Dulce meio xoxa e quieta mas não tinha tido oportunidade pra perguntar, até porque ela achava que era besteira, mas agora as duas estavam sentada lado a lado e ela sem querer desviou o olhar pra mão de Dulce, que estava sobre a bancada e se espantou.



- Dulce, tá sem aliança? - Carol a olhou ao perguntar.
- Ah....- Dulce olhou pro dedo e depois desviou o olhar- aham.
- Por que? O que houve?
- Nada.
- Se não houve nada, cadê então? - a ruiva só suspirou olhando pro lado- Não vai dizer que vocês terminaram??
- Não. - Dulce olhou pra frente- Quer dizer, sei lá....
- Como assim?
- A gente discutiu porque ela veio me falar que a Mel só aceitou ir pra clinica se ela fosse com ela. Eu me irritei com isso, joguei a aliança e mandei ela dar pra ela. Afinal, ela faz tudo que essa garota quer mesmo....
- Você mandou ela dar a aliança pra Mel?


* Dulce levantou a cabeça pra olhá-la porque Carol estava rindo.


- Desculpa....mas foi engraçado. Como você faz isso, garota?! - Carol a olhou- Parece maluca hahahah.
- A Anahi faz tudo que ela quer agora, aí se eu reclamo eu que sou a insensível mas pow, tá demais já né!!
- Dul, eu também não gosto dela mas a Anahi se propôs a ajudar, e eu não vejo mal nenhum em ela ir com a Mel até a clinica. Qual o problema?
- O problema é que todo mundo sabe porque ela escolheu a Anahi pra ir com ela. Por que não chamou a Paty, a mãe dela, o pai....o caralho a quatro???
- Dul, o que importa não é o que ela sente pela Anahi e sim o que a Anahi sente. E nós duas sabemos que ela te ama, se ela quisesse a Mel teria ficado nas milhões de oportunidades que ela teve.... Você sabe!


* Dulce desviou o olhar e olhou pra baixo, afundando a cabeça entre as mãos.


- Até quando essa garota vai atrapalhar a minha vida hein?
- É só você parar de dar esse poder a ela. A Anahi não quer nada com ela, então para de ficar batendo nessa tecla e jogando a garota pra cima dela....- Dulce a olhou agora.
- Ela deve estar muito brava comigo....
- Nada que você não possa consertar....- Carol sorriu e piscou pra ela, Dulce deu um sorriso tímido, então Carol deu um beijo na bochecha dela ao dizer- Só não demora, não deixa passar outro dia pra fazer isso. - dito isso elas ouviram a professora falando que ía começar.
- Vou fazer.


* Carol piscou pra ela e Julia chegou.


- Querem? - ela ofereceu o chiclete enquanto sentava ao lado de Carol.
- Eu quero, amor. - Carol pegou.
- Quer, Dulce? - Julia.
- Não, valeu. 


 


 


* No fim da aula de Anahi, Mai, Chris e Rafa, Chris e Mai foram pra casa, menos Rafa que foi pro trabalho. E Anahi foi encontrar Mel na clínica, não quiz ir pra casa dela, não estava afim hoje, só foi mesmo porque já tinha prometido. Ainda estava chateada e por mais que quisesse falar com Dulce, dessa vez não iria atrás, Dulce havia sido muito dura com ela.
Na clínica até que foi rápido, não deixaram Mel falar direito com ngm, queriam agilizar tudo e Anahi agradeceu internamente por isso, a única coisa que pediram foi que ela deixasse seu telefone pra alguma emergência, no que ela aceitou e depois foi pra casa.



* Maite estava em casa, trancada no seu quarto e xingando tudo do q ela lembrava, quando sua mãe bateu no seu quarto. Nem esperou ela responder e foi entrando.



- Maite, tá lembrando do jantar hoje né?
- Eu não vou, já disse! - ela estava sentada na cama e nem olhou pra mãe.
- E eu já disse que você vai! Já está marcado e não vou deixar você fazer essa desfeita com meus amigos. - Mai revirou os olhos.
- Já te disse que é perda de tempo! Você pode me obrigar a me separar dela mas não pode me obrigar a ficar com ninguém! E eu não vou ficar com esse idiota, filho do seu amigo!
- Você nem o conhece, como pode dizer que não quer ou que ele é idiota?!
- Porque não é ele que eu amo! Se eu não posso ficar com ela, tudo bem, mas não vou ficar com mais ninguém também!
- Você diz isso agora....- a mãe falou se virando.
- NINGUÉM! - Mai gritou vendo ela se afastar e indo pra porta.
- Oito horas, Maite! Espero que esteja pronta. Não me faça vir aqui e te obrigar a isso. - dito isso ela saiu.


"Merda, merda!! Inferno de vida!!!
Por que?? Por que? Justo hoje, hoje não. Hoje não podia!"
Mai se jogou na cama se maldizendo. Logo algumas lágrimas banharam seu rosto e ela não teve mais forças pra parar.



* Mais tarde, quando Priscila saiu do trabalho, mais triste do que nunca e evitando todas as ligações dos amigos. Ela foi pra um bar, queria esfriar a cabeça e esquecer tudo! Justo hoje, estava ela sozinha, justo hoje que completaria mais um mês de namoro e ela estava lá, sozinha....
Entrou no primeiro bar que viu e pediu uma garrafa de whisky.


* Anahi chegou em casa desanimada, mais uma olhada no celular e a comprovação de que Dulce não havia se lembrado dela. Subiu pro quarto chateada e mais uma vez olhou pra aliança em cima da mesinha de sua cabeceira, ali esperando Dulce vir pegar.
Ela tentou se distrair e não pensar mas foi impossível, tentou então fazer o trabalho da faculdade. Pegou seu lap top mas mal o abriu, ouviu seu celular tocar, foi toda animada até ele achando que poderia ser Dulce, mas desanimou ao ver  o número de Paty.


- Oi amiga. - atendeu desanimada.


* Conversaram por um tempo, ela queria saber como tinha sido com Mel. Assim que desligaram Anahi tentou voltar ao trabalho, mais desanimada ainda, afinal já eram seis da noite e nada de Dulce dar um sinal de vida!  


 


 


* Natália entrou no bar procurando por suas amigas mas quando olhou e viu Priscila sentada sozinha numa mesa, desistiu das amigas e foi até ela. 
Priscila estava de cabeça baixa com um copo de whisky na mão e na mesa, estava uma garrafa de whisky quase na metade. Natália sentou e assim q percebeu movimento Priscila levantou a cabeça a olhando.



- O que você tá fazendo aqui? - perguntou sem a mínima paciência.
- Eu ía te fazer a mesma pergunta. - Natália esboçou um sorriso se encostando na cadeira.
- Não te interessa. Vai embora, quero ficar sozinha.
- Fico espantada com o carinho que você tem por mim, sabia? - ela sorria não deixando as grosserias de Priscila a afetarem, o que irritava mais Priscila que só queria ficar só no dia de hoje.
- É porque eu não tenho nenhum mesmo!


* Natália riu alto. Priscila bufou e ía pegar a garrafa pra encher mais seu copo mas Natália pegou antes, e deu um gole no gargalo mesmo.


- O que você pensa que está fazendo?
- Aqui nesse bar não tem nenhum garçom não? - Priscila a olhava espantada com a cara de pau dela- Por favor. - ela chamou um garçom que logo foi até a mesa- Um copo com gelo por favor.
- Olha só, se eu quisesse companhia eu estava com meus amigos! Por que não me deixa sozinha??  


 


* Anahi continuava sentada na sua cama tentando fazer aquele trabalho mas nada entrava na sua cabeça. Foi quando ouviu baterem na porta.


 



- Entra. - ela falou desanimada. A pessoa entrou e então ela olhou pra ver quem era. Se surpreendeu ao ver Dulce ali.
- Oi. - a ruiva disse timidamente, próxima a porta ainda.
- Oi. - Anahi respondeu tentando parecer frieza e voltou o olhar pra baixo, pro seu lap top, onde ela "fazia" o trabalho. 


 


 


* Priscila tinha tentado se livrar de Natália mas não conseguiu, então desistiu. Ligou o foda-se! Se ela queria ficar ali, que ficasse....
Ela continuava bebendo como se o mundo fosse acabar amanhã.


 



- Você não acha que está bebendo demais não? - Natália.
- E você não acha que está se metendo onde não deve, não?! - Priscila a olhou irritada.
- Só tô achando ridículo, uma mulher na sua idade nesse estado....tudo por causa dela?! - fez um olhar de desdém, ao se referir a Maite.
- Não te interessa Natália!! Vai embora e não enche meu saco! - Priscila gritou mas Natália nem se afetou, continuou no mesmo lugar.


 


* Ainda ficaram por ali por umas duas hs, dps Priscila quiz sair e Natália foi atrás dela, Priscila mal conseguia ficar em pé! 


 


 


* Dulce continuava parada no meio do quarto e Anahi a olhava esperando ela falar.



- A Maria disse que você estava aqui e que eu podia subir....- Anahi fez que sim com a cabeça olhando pro lap top- Você tá ocupada?
- Estava tentando fazer um trabalho.
- Ahm. - Dulce falou e depois ficou muda a olhando.
- Você quer alguma coisa, Dulce? - Anahi a olhava friamente.
- Eu...- Dulce falou enquanto caminhava na direção dela, mas num dado momento ela desviou o olhar e viu a aliança em cima da mesinha, fez um olhar de surpresa e nessa hora Anahi desviou o olhar do dela. Dulce sentou na cama, à sua frente- Você foi hoje lá na Mel, como foi?


* Anahi a olhou não acreditando naquilo. 


- Se você veio aqui pra discutirmos mais, é me...- Dulce a cortou.
- Não. Eu quero realmente saber como foi.



* Anahi a olhou por um tempo. Respirou fundo. Achou que aquilo daria mais brigas mas a respondeu.



- Foi tudo bem, normal. Nem falei com ela direito, não deixaram. Só pediram pra eu deixar o telefone lá em caso de emergência.
- Que bom. - 


* Anahi desviou o olhar e Dulce suspirou a olhando. Não estava indo nada bem aquela história, então ela resolveu ir logo ao ponto.


- Me desculpa? - Dulce pediu tocando na mão dela que estava sobre a perna. Anahi a olhou.
- Você ter jogado a aliança que eu te dei no chão? Como se fosse lixo? - Dulce percebeu o olhar magoado dela ao falar sobre o assunto- Pensei que significasse um pouco mais pra você, que eu significasse um pouco mais pra você! - Anahi se alterou um pouco.
- E significa! É óbvio! Senão eu não teria feito aquilo! 
- Ah claro, brigada viu!! - Anahi se levantou muito brava- Então e deveria estar feliz por você ter jogado a aliança no chão?! Pra você pode ser só um anel mas pra mim não é!!
- É claro que não é só um anel, amor. - Dulce se virou na cama, a olhando- Mas poxa, você podia entender o meu lado também né? Não é fácil ficar te vendo ao lado dela o tempo todo, tudo bem que você esteja a ajudando mas mesmo assim.... Eu acho que às vezes ela força algumas coisas e você nem percebe....
- Ah não. É, eu sou idiota agora Dulce! Não percebo nada! - Anahi continuava irritada.
- Não é isso, só que...- ela abaixou a cabeça, suspirou, tentando achar as palavras certas pro que falaria- sei lá, às vezes eu acho que você fica com pena e não nega por achar que pode piorar a situação dela, e ela se aproveita disso. Ela gosta de você, Annie!


* Anahi suspirou, olhando pro lado. Sabia que Dulce tinha uma certa razão, mas mesmo assim, estava magoada.
Dulce olhou de novo pra aliança em cima da mesinha e teve uma idéia.


- Fecha o olho. - a olhou ao falar.
- Oi?!
- Fecha o olho, Annie.
- Pra quê? Não vou fechar o olho, Dulce!
- Por favor, só fecha. - Anahi bufou sem entender nada- Por favor? - ela acabou fechando.


* Dulce pegou a aliança em cima da mesa e se aproximou dela. Se ajoelhou.


- Não abre ainda. - pediu e Anahi obedeceu. Ela pegou na mão de Anahi o que a fez abrir os olhos e ao vê-la naquela posição não entendeu nada- Anahi, você aceita casar comigo?
- O que você está fazendo, Dulce?
- Tentando fazer com que você me perdoe. Já que eu a joguei no chão, tô te pedindo em casamento pra você ver que eu ainda te quero e muito!


* Anahi ficou a olhando sem acreditar, depois sorriu.


- Você é louca! - Dulce ainda segurava na mão dela.
- Pelo menos você sorriu....
- Levanta daí, sua maluca. - ela puxou Dulce a ajudando a se levantar.
- Me desculpa? - Dulce pediu a olhando, estavam com os rostos próximos- Eu exagerei, eu sei. Não devia nunca ter feito o que eu fiz! - Anahi suspirou e depois fez que sim com a cabeça, Dulce sorriu quase encostando seus lábios- Será que você ainda aceita colocar ela no meu dedo? - ela tava com a aliança entre os dedos. Anahi olhou e sorriu. Dulce entregou então, a aliança, na mão dela, Anahi estava colocando quando parou e a olhou.
- Promete nunca mais fazer isso?
- Prometo. Eu juro.


* Anahi sorriu e as duas se beijaram, Anahi a abraçava forte pela cintura e Dulce se perdia nos cabelos da loira, pararam com vários selinhos.


- Não me trata mais assim não, achei que você não ía me perdoar quando eu cheguei. Você nem me olhava nos olhos. - Anahi abaixou a cabeça.
- Eu estava chateada com você, Dul. - a olhou agora- Magoou ver o que você fez.
- Desculpa, desculpa, meu amor! - Dulce pedia distribuindo vários beijos pelo rosto dela, Anahi fazia que sim com a cabeça- Eu tento me controlar mas eu não agüentei, eu sei que ela gosta de você e morri de ciúme! Eu morro de ciúme de você....
- Eu sei. - Anahi sorriu.
- A culpa é sua! - Anahi a olhou surpresa e rindo- Quem mandou me fazer te amar tanto?


* Elas se entregaram ao beijo de novo. Um beijo de saudade e carinhoso.
Quando se separaram, Dulce a olhou e sorriu.


- Agora me diz a verdade. Você estava estudando mesmo? - a olhou ainda com um sorriso nos lábios, como se tivesse desconfiando.


* Anahi sorriu indo na direção da cama.


- Pior que eu estava mesmo. Ao menos estava tentando. - Dulce sentou também olhando o lap top que estava virado pra elas- Mas não estava conseguindo....- a olhou e Dulce sorriu.
- Quer ajuda?
- E você entende disso? - Anahi a olhou surpresa.
- Sei lá. Quer que eu veja? - Anahi virou o lap top pra ela pra ela ver, enquanto ela se recostou na cama a olhando. Dulce ficou um tempo olhando- É, realmente....não entendo...



* As duas sorriram e Anahi a puxou pra ela. Dulce ficou entre as pernas dela.


- Depois eu vejo isso.
- Estava com saudade do seu quarto, sabia....
- Quase só ficamos na sua casa né....
- Pois é. - Dulce se virou a olhando.
- Tá com saudade de mais alguma coisa? 


* Dulce a olhou e depois sorriu.


- Deixa de ser safada, garota. - Dulce deu um tapa no braço dela e as duas riram.
- Ué, só perguntei. Você que está com a mente suja hahaha. 
- Aham, Anahi. Só se eu não te conhecesse....- Dulce continuou rindo e foi beijá-la.



* Colocou uma perna sobre o corpo dela e a mão foi pra baixo da blusa da loira mas a beijava calmamente. Elas ainda se beijavam quando ouviram batidas na porta, Dulce se afastou um pouco dela e Anahi falou que poderia entrar.


- Dona Anahi, seus pais avisaram que vão se atrasar hoje pro jantar, disseram que se quisesse poderia jantar....- era a empregada.
- Ok Maria. Quer jantar, Dul?
- Não tô com fome ainda não.
- É, nem eu. Qualquer coisa te avisamos Maria.
- Ok então.
- Brigada. - Anahi disse e então ela saiu do quarto. 


 


 


 Priscila, pára de graça, você não consegue nem andar direito! Precisa comer!
- Me larga garota, me deixa!


* Ela se soltou dos braços de Natália e tentou se afastar, mas desequilibrou e quase caiu, a sorte foi que Natália conseguiu a segurar.


- É pra isso que você quer que eu te deixe?! - Natália ainda a segurava, por trás.
- Eu tô bem! - Priscila se soltou dela e conseguiu se virar de frente pra ela.
- Tô vendo como você tá bem..... Seu plano é o quê? Cair com a cara no chão aqui no meio da rua? - Natália abriu os braços ao falar. Priscila a olhou ainda irritada.
- Natáliaaaa!! Me deixa! Que saco! - ela tentou se virar mas ela a segurou pelo braço.
- Pelo menos vamos comer em algum lugar, você não está bem!
- Não quero comer, mas que saco!
- Você vai passar mal assim, Priscila! Vamos ali, tem um restaurante. Você come, depois vai embora. - Natália a olhava pedindo.
- Ok. - Priscila suspirou- Se eu for, depois você vai me deixar em paz?
- Prometo. - Priscila, então, finalmente aceitou.


* As duas foram caminhando até o restaurante, que, realmente era perto.
Sentaram numa mesa e Natália fez os pedidos, já que Priscila não estava afim de nada, então deixou a menina escolher.


- Eu vou no banheiro, já venho tá? - Natália avisou se levantando. Priscila fez que sim com a cabeça- Não sai daí, tá?
- Eu não vou fugir Natália, pode ir ao banheiro.
- Ok. - ela deu um leve sorriso e em seguida seguiu para o banheiro.


* Priscila ficou na mesa sozinha. Queria beber novamente, sua boca já pedia por isso e não estava nem aí se a outra reclamaria ou não. Queria beber mas pra isso precisava achar um garçom, levantou a cabeça procurando algum e viu todos ocupados, mas viu algo mais, numa mesa mais ao fundo ela jurou ver Maite, mas não podia acreditar que era ela. Forçou um pouco mais sua vista e então teve certeza, era ela. O sorriso que se esboçou no seu rosto durou apenas alguns segundos, porque logo em seguida viu um garoto ao seu lado, um homem e uma mulher que ela reconheceu como sendo a mãe da morena.
Não acreditava que Maite estava ali e com um garoto, ela sorria e estavam perto demais. Sua mãe também sorria os olhando, parecia feliz, todos pareciam felizes, menos ela que sentia como se tivesse várias facas a perfurando ao mesmo tempo!


" Como ela pôde?"


Seus olhos quiserem lacrimejar e ela não conseguia acreditar no que seus olhos viam.


" Não, não era possível!! Não hoje! Não assim...."


A raiva foi dando lugar à dor e à decepção e ela não pensou duas vezes, iria até lá e diria tudo que estava entalado! Não estava nem aí pros outros, pra mãe dela, pro garoto, pra Natália, pra ninguém!!
Ela foi se aproximando da mesa, seus olhos fixos em Maite mas a morena só a viu quando ela havia chegado na mesa.


- Boa noite. - Priscila falou com a voz carregada de ódio, mas também era nítido seu estado alterado na sua voz. Todos se viraram e o menino e seu pai a responderam. Mai a olhava apavorada e sua mãe queria matar Prisicla- Vejo que estão se divertindo....
- O que você quer aqui? - a mãe dela perguntou.
- Com a senhora? Nada. - ela respondeu a fuzilando e logo depois olhou pra Maite. Seus olhos estavam vermelhos de raiva e ela tentava segurar as lágrimas- Pelo visto você já superou né....tão rápido..... Mas tinha que ser justo hoje e na minha frente?


* Mai a olhava mas não conseguia dizer nada, estava tão abalada quanto Priscila e surpresa também, por vê-la ali e da forma que ela estava, sabia que a estava fazendo mal.


- O que está acontecendo? - o pai do menino perguntou olhando pras duas, sem entender nada.
- Você não presta!!


* Mai não respondeu mas a olhou, Priscila a olhava com raiva e mágoa nos olhos. Em seguida, saiu.


" Dane-se ela também! Dane-se tudo!"



* Natália saiu logo depois e não entendeu nada, perguntou aos garçons se alguém a tinha visto sair mas ninguém viu nada. 


* Ela olhou em volta e viu Maite numa mesa, sua mãe parecia discutir com ela q estava com uma cara péssima. Começou a entender o que poderia ter acontecido, saiu atrás de Priscila mas não a achou, tentou ligar mas só dava desligado.
Resolveu então, ir pra casa. Afinal, não sabia onde ela morava, não podia fazer muita coisa aquela hora da noite, amanhã na faculdade conversariam. 
Priscila foi pra casa, ainda puta, chateada, com raiva e ciúmes. Não quiz falar com ninguém, se trancou em casa e foi beber mais, se é que ainda conseguia. Não demorou pra ela apagar na cama. 


 


 


- Amor, tem certeza que não quer que te leve? - Anahi perguntou a Dulce na varanda de sua casa. As duas haviam jantado já.
- Não precisa amor, seus pais acabaram de chegar. Fica aí com eles.
- Qual o problema? Eu te levo...- Anahi falava enquanto a beijava.
- Não precisa amor, sério.
- Então fica. - Anahi pediu mais uma vez, Dulce já tinha perdido a conta de quantas vezes tinha a dito não naquela noite.
- Não posso amor....- ela tornou a dizer sentindo os bjs no seu pescoço. Cada vez mais difícil de resistir.
- Então eu te levo.
- Ok. - Dulce se rendeu.
- Deixa só eu avisar eles e pegar a chave.
- Tá. - Anahi a beijou mais uma vez e depois entrou. Dulce ficou a esperando lá fora, em frente ao carro.


* Anahi logo voltou e em pouco tempo elas estavam na porta da casa da ruiva.


- Prontinho. Tá entregue, meu amor. - Anahi se virou pra ela ao dizer.
- Brigada. - Dulce sorriu a olhando- Vai com cuidado tá? - Anahi fez que sim com a cabeça e Dulce sorriu mais uma vez- Tá bom. A gente tá bem né, amor? - pegou na mão de Anahi.
- Claro amor. - ela se inclinou dando um beijo na bochecha dela.
- Me desculpa de novo tá? - Dulce a abraçou- Prometo que vou tentar me controlar com isso da Mel.
- Esquece isso amor. - Anahi deu vários beijos no rosto dela e depois foi descendo pro pescoço- Vai sonhar comigo hoje?
- Claro. - Dulce sorriu sentindo os beijos.
- Que bom! - Anahi sussurrou em seu ouvido- Então também vou sonhar com você....- ela falava distribuindo beijos e mordididnhas pelo pescoço dela.
- Tá....- Dulce estava com a voz mole já. 


* Anahi foi subindo os beijos até chegar perto da boca, passou a língua pelo queixo, dando uma mordida de leve, depois passou a língua pelos lábios dela, provocando.


- Annie, pára com isso....
- O que eu tô fazendo? - Anahi perguntou com a voz cínica, sorrindo.
- A gente tá no carro, pára de me provocar!


* Anahi sorriu mais uma vez e aproximou seus lábios.


- Tô te provocando é? - passou a unha de leve pela perna dela, mesmo que de calça, Dulce se arrepiou.
- Você sabe que está! - Dulce respondeu e nem esperou por nada. A puxou pela nuca a beijando urgentemente.


* Anahi passou de novo a mão pela perna dela mas dessa vez mais forte, chegando com a mão até a bunda dela e assim a puxou mais pra perto. Dulce a agarrou ainda mais pelo pescoço, puxando seus cabelos e intensificando mais o beijo.
Anahi foi subindo a mão pelo corpo dela, chegou até as costas e passou as unhas sentindo Dulce arrepiar, mas não satisfeita continuou subindo a apertando enquanto Dulce a abraçou completamente, apoiando o cotovelo no ombro de Anahi, estava quase em cima da loira. O beijo esquentava cada vez mais, elas suspiravam, Anahi subiu mais a mão e encostou na lateral do seio da ruiva, arrancando um gemido mais intenso, Dulce prendeu a respiração e Anahi a apertou.
As duas estavam ofegantes, separaram os lábios mas não afastaram os rostos.


- Vou fazer uma loucura desse jeito....- Anahi sussurrou e Dulce apertou a parte interna da coxa dela- Não faz isso....- ela quase suplicou. Uma onda de calor e desejo tomando conta das duas- A gente tem que parar....


* Dulce fez que sim com a cabeça mas não conseguiu se afastar, se beijaram de novo. As duas se puxando, se apertando. 
Anahi estava vendo a hora que ía perder o controle ali, não faltava muito, por isso se afastou um pouco. 


- Pára. - se afastou a olhando, tentando recobrar a respiração e a consciência- Melhor parar agora, porque daqui a pouco eu não vou conseguir!


* Dulce estava do mesmo jeito, a olhava tentando recobrar a respiração.


- Quem mandou me provocar? - Dulce a puxou pra um outro beijo, mas dessa vez mais calmo.
- Nem vem.
- Não tô fazendo nada. - ela sorriu- Não posso mais beijar a minha namorada?
- Por hoje é melhor não. - as duas riram alto, depois Anahi a puxou pra um abraço.
- Tá vendo o que você faz comigo só com um beijo?! - Dulce sorriu e distribuiu alguns beijos pelo pescoço dela.
- Quem manda ser gostosa assim? Eu não resisto. - elas se soltaram do abraço sorrindo.
- Agora eu acho melhor você ir né? Tá tarde já, daqui a pouco sua mãe vem aqui.
- Hahahah. Tá, tô indo. Vai com cuidado então.
- Pode deixar, meu amor.
- Boa noite e sonha comigo. - Dulce deu um beijo na bochecha dela ao falar.
- Sempre. Boa noite, minha noiva.


* Dulce se aproximou dela segurando no seu queixo.


- Sua mulher. - a olhou ao dizer.
- Breve...
- Sempre fui sua mulher Annie, mesmo antes de você saber....
- Eu sei...- Anahi sorriu ao dizer.
- Tchau então. Te amo. - Dulce estava com a mão na maçaneta já.
- Eu também te amo muito!
- Eu amo mais. Bem mais!
- Hahahah. Impossível! - as duas riram e Dulce sussurrou um "eu te amo" mais uma vez antes de abrir a porta do carro e sair. Anahi a esperou entrar e depois seguiu pra sua casa. 


 


* Priscila estava tão mal, tão bêbada que sentiu um peso na cama. Ela pensava estar em um sonho ao sentir beijos em seu pescoço, aqueles toques e aquelas mãos desfilando pelo seu corpo...... Aquele beijo.... Ah, aquele beijo.....


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): srtac

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

O peso que ela sentiu na cama, agora ela sentiu sobre ela, mas ela se sentia como se tivesse presa, como se tivesse num sonho mas as carícias pareciam tão reais e ela queria sair daquele sonho mas não conseguia.Sentia os beijos no pescoço, eram beijos agressivos mas deliciosos, sentiu sua pele se arrepiar toda e mãos entrarem por sua blusa ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 166



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • annie_ayd Postado em 24/07/2017 - 23:45:58

    Boa noite pessoal! Como havia prometido comecei a postar minha nova história no site "Lesword". Não é a continuação dessa porém é AYD, estou deixando o link aqui pra vcs como prometido... Espero que curtam! Bjsss

    • tammyuckermann Postado em 26/02/2021 - 22:30:45

      Vc posta fic no spirit ou Wattpad?

    • tammyuckermann Postado em 26/02/2021 - 22:30:44

      Vc posta fic no spirit ou Wattpad?

    • belvondy Postado em 19/08/2017 - 22:53:52

      Posta a segunda temporada vai

    • annie_ayd Postado em 24/07/2017 - 23:46:56

      O link: http://www.lesword.com/capitulo-1-outubro-2010/ O nome da história é: A verdadeira história de Anahi e Dulce....(?)

  • annie_ayd Postado em 22/06/2017 - 21:33:06

    Oi gente! Tudo bem?? Tô com a primeira temporada da web ayd pronta, e já até escrevendo a 2ª temporada porém preciso de tempo para a dividir em capítulos 😞 Mas eu aviso quando tiver feita, espero que logo!!! Beijos

    • belvondy Postado em 17/07/2017 - 15:11:28

      Nossa que legal!Lembro quando você escrevia pro Orkut,eu era uma das meninas que ficavam Vai posta mais....Por favor!acompanhei tudo da primeira temporada e estou muito empolgada esperando a segunda.Posta logo!Não quero que elas percam esse jeito ciumento delas kkkkk bjs!Até mais!

  • juhfer Postado em 19/04/2017 - 22:42:52

    já li umas 3 vezes essa história.... amaria uma segunda temporada, pfvr autora prossiga <3

  • annie_ayd Postado em 18/03/2017 - 12:27:43

    Boa tarde pessoal! Sou a autora dessa web, tô com a web que falei (a&d) praticamente com a primeira temporada completa e tô com a ideia de talvez uma segunda temporada pra essa.... Alguém interessado? Bjs

    • annie_ayd Postado em 22/06/2017 - 21:32:33

      Oi gente! Tudo bem?? Tô com a primeira temporada da web ayd pronta, e já até escrevendo a 2ª temporada porém preciso de tempo para a dividir em capítulos &#128542; Mas eu aviso quando tiver feita, espero que logo!!! Beijos

    • samarab1002 Postado em 09/05/2017 - 09:29:19

      Pelo amor de Deus, posta qq coisa q eu leio!!! Adoro a forma q vc escreve, vou adorar qq coisa q queira postar, basta dizer onde vai publicar!!!

    • jeeoliveira Postado em 22/03/2017 - 08:43:00

      uma segunda temporada para essa seria incrível e uma nova historia tbm... Li a historia inteira em 2 dias e amei, o amor que os casais tem é algo magico

  • juhhdm Postado em 30/08/2016 - 22:01:10

    eu vi o comentário dela de mais de ano atrás, ela perguntou se gostaríamos de ler outra história, mas não deixou o link :( eu leria até mesmo se fosse com outros personagens, nem precisava ser ayd sabe... se ela não quisesse postar aqui ok, em qualquer site eu acompanharia, inclusive daria como sujestão o site ''lettera'', mas infelizmente ela sumiu... :(

  • juhhdm Postado em 30/08/2016 - 21:56:46

    fic maravilhosa!!!! amei demais! gostei até da parte da mai com a priscila. a história delas foi bem escrita e envolvente! as partes de ayd nem preciso falar mt, amava principalmente as partes de ciumes (principalmente quando era a anahi com ciumes hahaha). Minha única crítica: queria uma continuação, queria ver a continuação da lua de mel delas e a vida de casadas, parece ter ficado inacaba, apesar da grande quantidade de cap's, mas..... :( PS: essa autora merece infinitamente ser enaltecida, e uma pena que ninguém aqui tenha algum contato com ela, pq eu queria mt ler uma próxima fic dela.... ela escreve tão bem, eu fiz essa conta só pra comentar essa fic poxa :/

  • dashneerblai Postado em 21/03/2016 - 22:12:44

    Onde vai chegar? (Portiñon) #wattpad http://w.tt/25h5d89 Onde vai chegar? (Portiñon) #wattpad http://w.tt/25h5d89

  • giovannamaria Postado em 13/03/2016 - 22:39:42

    Sim, vou reler essa web

  • tammyuckermann Postado em 11/11/2015 - 18:18:07

    Passa o link Annie tbm quero ler...

  • victorianegreiros Postado em 22/10/2015 - 15:17:35

    Onde acho sua outra fanfic, Annie? Manda link, por favor. :D



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...