Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: Volvere Junto a Ti | Tema: Portiñon


Capítulo: Capitulo 162

996 visualizações Denunciar


O sol se pôs por completo e Anahi olhou para Dulce, como o sol já tinha se posto ela não tinha mais para onde olhar, a não ser para Anahi, olhar nos olhos dela estava sendo mais difícil do que ela imaginava. Anahi a olhou com intensidade, bem daquele jeito que ela sabia que ela olhava quando ia dizer algo, que sempre a deixava nervosa e tensa.


Anahi: Saudade de estar aqui vendo o por do sol com você ao meu lado.


Dulce respirou fundo pensando porque ela estava fazendo aquilo, porque dizia aquelas coisas.


Dulce: Tem vindo ver o por do sol sempre?


Anahi: Todos os dias, e sempre pensando em você, no quanto era bom ter você aqui ao meu lado. Era engraçado porque de alguma forma me sentia mais perto de você.


Dulce sentiu o coração disparar, o que estava dando em Anahi? E perguntar ela não iria, tinha medo da resposta e novamente se concentrou em tudo o que conquistou desde que foi embora dali, deu a volta por cima e não podia se deixar levar por meras palavras doces.


Dulce: Bom, o sol já se foi e acho que deveríamos ir também né?


Dulce deu um passo para sair dali e Anahi segurou seu braço com delicadeza.


Anahi: Dul porque foge assim? Sempre que toco no assunto falta correr. Porque a gente não conversa sobre isso?


Dulce: Isso o que?


Anahi: Nós.


Dulce: Any, 'nós' ficou lá atrás, nos 6 anos atrás.


Anahi: Ficou mesmo?


Anahi se aproximou dela. Dulce se afastou puxando seu braço da mão dela devagar.


Anahi: Ai ta vendo? Mal me olha nos olhos e foge.


Dulce: Pensa que é assim Any? A 6 anos atrás eu faltei implorar pra você ficar comigo e aceitar meu pedido de namoro, me disse não e meu coração ficou destroçado, sofri como nunca imaginei sofrer e agora anos depois de eu ter conseguido juntar pedacinho por pedacinho do meu coração, você vem me dizendo essas coisas? E quer que eu abra os braços e diga 'oh vem Any, vamos fazer o que você quer, to aqui para você'?


Anahi: Eu não disse isso.


Dulce: Eu não sei o que você quer Any, ou o que pretende, mas as coisas não funcionam assim dessa forma. Bateu saudade dos velhos tempos e acha que posso simplesmente ficar com você? Eu tenho um noivo, devo respeito a ele, e amanhã eu to voltando pra minha vida que construí lá em Londres, então não complica as coisas.


Anahi: Mas Dul, não se trata apenas de ..


Dulce: Eu vou indo!


Dulce saiu e Anahi ficou a olhando ir, completando em voz baixa a frase que Dulce interrompeu de falar.


Anahi: Saudade .. não se trata apenas de saudade Dul.


Mas Dulce nem ouviu, pois saiu dali apressada. Anahi estava apostando todas as suas fichas, não tinha nada a perder mesmo, o que de pior poderia acontecer? Levar foras e mais foras? Já estava a 6 anos sem ela, e não se perde o que já se perdeu a muito tempo, porém, seu objetivo era recuperar o que havia perdido e pra isso teria que apostar, claro que a dor se não conseguir e levar um fora definitivo seria algo bastante doloroso, sofreria muito, mas o destino de alguma forma as colocaram próximas novamente, mesmo que por 3 dias, e isso ela não iria desperdiçar, iria fazer o que teria que ter feito a muito tempo. 


Algum tempo depois já estavam em uma área para churrasco, Daniel e Luciano tomavam conta da churrasqueira, os dois se deram muito bem e conversavam o tempo todo, parece que Daniel aprovou o genro. Poncho, Sindy, Maite, Angelique e Christian estavam lá, juntos com Anahi, Dulce, Marichelo e Blanca. 


Marichelo: Chris, seus pais não vão vir?


Christian: Sim madrinha, já devem ta chegando.


Marichelo: Ah sim.


Havia uma mesa enorme no área, onde Marichelo e Blanca conversavam enquanto bebiam caipirinha. Anahi, Christian, Poncho e Sindy também estavam na mesa e conversavam, Anahi sempre olhando Dulce discretamente. Dulce, Maite e Angelique não estavam na mesa, estavam em umas cadeiras e também conversavam.


Maite: Ta falando sério Dul? Ela te beijou assim?


Dulce: Beijou, não sei o que ta acontecendo com ela, cheia de atitude.


Angelique: Com certeza ta querendo recuperar o tempo perdido.


Elas falavam baixo e com descrição.


Dulce: Mas gente eu to noiva, eu não devia ter feito aquilo.


Maite: Mas fez, foi só um beijo Dul.


Dulce: Como ia se sentir se Angel beijasse outra pessoa?


Maite: Ah eu matava ela.


Elas riram.


Angelique: Mas o que sentiu Dul? Quando ela te beijou.


Dulce demorou a responder e respirou fundo.


Dulce: Ah gente, é complicado.


Maite: A gente sabe que ela ainda mexe com você Dul, não precisa disfarçar.


Dulce: Mas não ta certo, não é justo. 


Angelique: Mas você acha o que ela quer o que Dul?


Dulce: Acho que só ta com saudade do que tivemos, sei lá, vai ver me viu e bateu saudade. 


Maite: E se não for só isso?


Dulce: Não quero pensar nisso Mai. 


Angelique: Mas tem vontade de ficar com ela? Ter um remember?


Maite: Se eu fosse você matava essa vontade, como você mesma disse, amanhã ta voltando pra Londres.


Dulce: Não vou mentir, sinto vontade disso. Mas eu não posso, não é justo comigo e com meu coração, eu sofri demais por causa dela, e agora anos depois ela fica atrás de mim, e não posso ficar com ela e agir como se nada tivesse acontecido antes, só eu sei a dor que eu passei, e tenho medo de sentir aquilo tudo de novo, e sofrer tudo de novo quando eu tiver indo embora amanhã. Se coloquem em meu lugar, eu quis abrir mão de tudo por ela, e o que ela fez? Meu deu apenas um não.


Maite: Ta com medo de despertar o que ta adormecido né?


Dulce: Isso, agora tem outra pessoa em jogo, o Luciano, não posso pensar só por mim agora.


Nisso Luciano chegou perto delas abraçando Dulce e elas mudaram de assunto. Depois foram pra mesa, os pais de Christian chegaram. Anahi foi buscar mais limão pra fazer a caipirinha e chamou Poncho pra ir com ela, já na cozinha e a sós eles conversavam.


Poncho: Beijou ela então?


Anahi: Beijei! 


Poncho: E ai?


Ele a olhava super empolgado.


Anahi: Foi maravilhoso! (sorriu) Como eu desejei tanto isso, como tava com saudade daqueles lábios.


Poncho: Mas como foi? Onde? Conta.


Anahi contou tudo.


Poncho: E você acha que ela tinha ido pro quarto com você se a Manu não tivesse aparecido?


Anahi: Não sei. Tem tanta coisa que eu não sei Poncho.


Ela mexeu nos limões em cima da mesa meio desanimada.


Poncho: Pergunte a ela.


Anahi: Mas como? O noivinho dela não desgruda e sempre que ficamos sozinhas ela da um jeito de fugir.


Poncho: Se ela foge, isso é bom.


Anahi: Bom? O que tem de bom nisso?


Poncho: Any, se ela foge é porque tem medo de algo, porque se não tivesse nada a temer ficaria numa boa sozinha com você. 


Anahi: Sabe que você tem razão? Além do mais eu sinto, eu vejo nos olhos dela, vejo como ela fica nervosa. Só que tenho medo de ta vendo coisa onde não tem só porque quero muito ela.


Poncho: O coração nunca se engana prima. O que você tem que fazer é conversar com ela antes dela ir embora.


Anahi ouviu o que o primo disse e ficou pensando como iria fazer pra conseguir ficar sozinha com ela, pra ter uma conversa tranquila, sem que ninguém as interrompa, no caso o noivo de Dulce. Ele voltaram lá pra fora e o churrasco correu tranquilo, todo mundo aproveitando que Dulce estava com eles e ela o mesmo. Quase no fim do churrasco Dulce sentiu o celular vibrar no bolso e o pegou, vendo que tinha uma mensagem, não conhecia o numero, então abriu a mensagem.


'Depois que todos forem dormir me encontra no escritório da mamãe'


Depois que o churrasco acabou o pessoal foi embora e todos já estavam em seus quartos, era quase 23:00 horas. Luciano e Dulce acabavam de arrumar suas coisas, pois iriam viajar no dia seguinte cedo.


Dulce: O que achou da fazenda?


Luciano: Muito linda, nossa, com certeza se divertia muito aqui né?


Dulce: Bastante, tem muita coisa pra se fazer. Tem uma cabana com um lago perto, é perfeito lá, pena que não deu pra te mostrar. E tem uma cachoeira perfeita lá perto também.


Luciano: Que pena, queria ter conhecido.


Ele colocou a última peça de roupa na mala e se aproximou dela a abraçando com carinho, por trás. 


Lucianno: Mas haverá várias outras oportunidades.


Dulce: Vai sim.


Ele deu um beijo na bochecha dela e foi para o banheiro. Dulce olhou ele fechando a porta e largou a roupa na mala e suspirou, pensando na mensagem que recebeu de Anahi, não queria ir, aliás, querer ela queria, mas não podia. Tinha que se manter afastada de Anahi e além do mais, e se seu noivo desse por sua falta? Se visse que ela foi encontrar com Anahi? Não poderia se arriscar tanto assim, ainda mais porque ele sabe do que houve entre elas, tem todos os motivos pra desconfiar de qualquer coisa.


Ficou pensando nisso e apesar de saber que não deveria ir, tinha algo dentro dela que ficava dizendo pra ela ir, e isso não estava a deixando em paz, estava em guerra com seu interior. Anahi já estava no escritório. Estava sentada na cadeira olhando as horas no relógio era 00:20, usava uma sainha jeans com uma camisetinha rosa, estava ansiosa pela chegada de Dulce, pensando se ela ia ou não ia, já que não respondeu sua mensagem. 


Os minutos iam passando, agora era 00:40, Anahi ainda estava sentada esperando, então resolver mexer na internet pelo computador do escritório pra passar o tempo, o que foi inútil, Anahi olhava aquelas paginas da internet e era como se não visse nada do que havia nelas, só pensava em Dulce. 01:05 e ela estava em pé andando de um lado pro outro. 01:30 estava sentada no sofá folheando um livro. 01:50 estava deitada no sofá olhando pro teto, quase perdendo as esperanças de que ela não iria, afinal todos foram dormir era quase 23:00 horas e nada dela aparecer, já teria dado tempo de Luciano dormir. 02:30 ela estava sentada olhando pro celular, parecia que ela não ia mesmo, pensou em mandar outra mensagem, mas tinha medo de Luciano acabar vendo, vai saber né? 


Ou vai ver Dulce já estava dormindo a muito tempo. Ela escorou as costas no sofá, depois a cabeça e fechou os olhos, Dulce não ia a encontrar, ela não foi, e no dia seguinte partiria e não conseguiu falar nada do que queria pra ela. Precisava tanto saber o que ela sente por ela hoje. Ficou pensando nisso por mais uns 15 minutos, olhou o relógio e era 02:45, quase 03:00 da manhã, é, ela não ia mais. Deu um suspiro longo sentindo os olhos encherem de lágrimas e um nó enorme na garganta, uma tristeza enorme em seu peito.


Anahi: É, ela não vem, ela não veio!


Falou se lamentando e se levantou, foi andando em direção a porta quando escutou um barulho vindo dela, parou e ficou olhando a maçaneta da porta se virando e quando ela se abriu, levantou os olhos vendo sua amada aparecer, colocando o corpo para dentro de vagar. Anahi sentiu o coração saltar no peito e não pôde evitar o sorriso enorme nos lábios e as lágrimas nos olhos, que agora eram de felicidade, sua respiração aumentou de tanta emoção, o que era tristeza em segundo virou felicidade. Ela foi, demorou mas foi.


Anahi: Você veio! 


Dulce estava com os cabelos soltos, usava um casaco não muito pequeno, e por dentro uma camisola preta, escondida pelo casaco. Não pôde trocar de roupa se não Luciano poderia acordar e quanto menos movimento e barulho fizesse no quarto melhor, e também não iria ver Anahi apenas de camisola, só de imaginar os olhos azuis da loira percorrendo seu corpo usando aquela camisola lhe causava calor e quis evitar, assim usando o casaco.


Dulce: É, eu vim.


Dulce fechou a porta e estava meio tensa, não sabia se era mais por ter deixado Luciano dormindo e sabendo que ele poderia acordar a qualquer momento dar por sua falta, ou por estar novamente a sós com Anahi.


Dulce: Fala rápido que eu tenho que voltar, não posso demorar.


Anahi: Você demorou.


Dulce: Eu não ia vir.


Dulce andou para perto da mesa ficando de costas pra ela, Anahi a seguiu, se aproximou ficando atrás dela.


Anahi: E porque mudou de idéia?


Dulce: Nem eu sei.


Dulce se virou pra ela.


Dulce: E então, o que você queria?


Anahi: Ficar sozinha com você, conversar.


Dulce: Estou aqui.


Dulce abriu os braços e se mantinha séria.


Anahi: Dul porque ta me tratando assim?


Dulce: Assim como?


Anahi: Séria desse jeito, como se nem gostasse mais de falar comigo, parecendo uma obrigação. (falou docemente)


Dulce não queria deixar seu coração fraquejar e se render aos encantos dela, tinha que manter aquela armadura pra nada sair do seu controle. Mas tinha que confessar que seu coração amoleceu ouvir ela falar daquele jeito. Ah, maldito jeito doce de Anahi que sempre fazia seu coração acelerar e querer se render.


Dulce: Você também não ajuda hein.


Anahi: Que?


Dulce: Nada não, só pensei alto. Desculpa se to parecendo fria demais, é que eu to tensa, não posso demorar muito. Fala o que você queria.


Anahi a olhou nos olhos e Dulce estremeceu, pensou que vida injusta, passou 6 anos controlando tudo dentro dela e em apenas uns dias, com aquele olhar daqueles belos olhos azuis e tudo ia indo por água a baixo.


Anahi: O que eu queria?


Dulce: Sim.


Anahi: Muita coisa, e uma delas é isso.


Anahi se aproximou mais dela, levando as mãos ao rosto dela o segurando, e em seguida a beijando nos lábios com amor. Dulce levou as mãos aos braços dela perdida naqueles lábios macios sentindo eles a envolver e sua língua sendo buscada pela da Anahi, nem pensava, queria mas não conseguia, só conseguia corresponder ao beijo. Anahi deslizou uma mão para a nuca dela e a outra deslizou pelo braço dela, sentindo como ela estava arrepiada, deslizou mais a mão até a mão de Dulce e a segurou com carinho, a levando até seu peito onde seu coração batia acelerado e Dulce podia sentir. Finalizou o beijo pela falta de ar e permaneceu com uma mão na nuca de Dulce enquanto que a outra ainda segurava a dela em seu peito, encostou suas testas e ambas tinham os olhos fechados.


Dulce permaneceu quieta sentindo o calor que vinha da mão de Anahi segurando a sua, e as batidas no peito dela, sentia como o coração dela estava acelerado, assim como o seu.


Anahi: Ta sentindo? (ainda de olhos fechados)


Dulce apenas disse sim com a cabeça, também ainda de olhos fechados.


Anahi: Me diz ..


Anahi abriu os olhos afastando sua testa da dela, mas mantendo seus rostos próximos, Dulce abriu os olhos e agora Anahi podia encará-los.


Anahi: Acha que isso aqui ..


Bateu de leve a mão de Dulce em seu peito com o coração batendo forte.


Anahi: É só uma saudade? 



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): angelr

Este autor(a) escreve mais 8 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Dulce engoliu seco hipnotizada por aqueles olhos azuis, e não conseguia responder nada. Anahi levou os lábios indo beijá-la, mas Dulce fechou os olhos tirando forças sem saber de onde e se afastou, andando pro lado ficando de costas novamente, era muito difícil olhar pra Anahi e se controlar. Anahi foi até ela, colocou as mãos ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 698



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ..Peekena.. Postado em 15/01/2018 - 13:58:15

    Amei a fanfic!!!

  • angelr Postado em 09/01/2016 - 22:43:26

    naiara_ - Avisarei por aqui hahaha

  • flavianaperroni Postado em 04/01/2016 - 00:09:07

    Linda, perfeita que roubou meu coração, caraca essa web é tao linda, encantadora e nos prende fácil, amei acompanhar mais um trabalho seu, parabéns, e obrigada a autora que permitiu a postagem da fanfic,e esperarei para ler mais webs suas angelr.

  • babiportinon Postado em 31/12/2015 - 22:23:48

    Mds que final perfeito... web perfeita amei Angel...

  • pekenna Postado em 31/12/2015 - 19:47:38

    Que lindo final! Mto linda a fic <3

  • naiara_ Postado em 31/12/2015 - 09:23:38

    Mto lindo o final..aí um mobte de neném amo mto. Mais como vamos saber da proxima ficvc vai anunciar onde?

  • Furacao Maite Postado em 30/12/2015 - 23:38:05

    Fic lindaaaaa !!! Pena que no final foi rudo tao corrido !!!! Obrigada por postar e obrigada lana por deixar!!!! Feliz ano novoooooo. Beijoooos

  • portinonnessa14 Postado em 30/12/2015 - 01:15:48

    Briga por causa se ciúmes aí que fofo mais a Dulce não precisava ser mal educada também né grosseira sem necessidade isso Que triste que vai acabar Angelr não vai mais postar nada para a gente ?

  • babiportinon Postado em 29/12/2015 - 23:52:30

    Nossaaa perdi muita coisa por aqui :O .. Nossa foi tenso o que a Any passou com a mãe dela mas ainda bem que agora ta melhorando, e agora ela é titia *-* o Fernando deve ser lindo. E a Sindy nossa que vontade de dar uns tapas, mas ainda bem que ela caiu em si e volto atras antes de arruinar seu casanento. E tadiinho do Chris ele ta sofrendo tanto, gosto muito dele. Agora sobre a situação atual que palhaçada é essa Dulce? Confia no seu taco não? Porque você mesma não foi la e esfrego na cara dessa mulherzinha que a Any tem dona? Ai ja vai brigar por causa de quem não vale a pena. Sério mesmo que ja ta acabando? :( que pena gosto tanto dessa fic. Posta mais Angel.

  • Furacao Maite Postado em 29/12/2015 - 23:24:19

    genteeeeee!!! amanhã vai ser quente!!! estou triste porque a fic vai acabar!!!


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais