Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: Volvere Junto a Ti | Tema: Portiñon


Capítulo: Capitulo 163

1746 visualizações Denunciar


Dulce engoliu seco hipnotizada por aqueles olhos azuis, e não conseguia responder nada. Anahi levou os lábios indo beijá-la, mas Dulce fechou os olhos tirando forças sem saber de onde e se afastou, andando pro lado ficando de costas novamente, era muito difícil olhar pra Anahi e se controlar. Anahi foi até ela, colocou as mãos nos braços dela e encostou sua cabeça na dela, com ela ainda de costas. 


Anahi: Eu sinto tanto a sua falta Dulce. Eu queria tanto você de novo aqui comigo, eu sinto sua falta o tempo todo.


Dulce apertava os olhos tentando não ficar mexida com o que ela dizia, mas era impossível.


Dulce: É mas as coisas mudaram Anahi, você esperou seis anos pra vim me falar essas coisas?


Ela se virou pra ela.


Dulce: Depois que eu mudo minha vida e fico noiva vem com essas coisas?


Anahi: Você ama ele?


Dulce: Que?


Anahi: Perguntei se ama ele.


Dulce ficou sem resposta e olhou pro lado.


Dulce: Se eu to noiva dele.


Anahi: Olha nos meus olhos e reponde.


Dulce andou para o outro lado, voltando pra perto da mesa.


Dulce: Me chamou aqui pra isso?


Anahi se virou pra ela.


Anahi: É só uma simples pergunta Dul, é só dizer sim ou não.


Dulce: Porque isso importa tanto?


Anahi: Porque eu preciso saber.


Anahi novamente se aproximou dela.


Anahi: E por mim, o que você sente? Ainda sente alguma coisa por mim?


Dulce sentia o coração bater forte, Anahi estava a encurralando com essas perguntas.


Dulce: Anahi, o que essas coisas importam agora?


Anahi: Só me fala Dul, por favor, eu preciso saber do que você sente antes de você ir embora amanhã.


Dulce: E no que isso vai fazer diferença?


Anahi: Se ama ele e me esqueceu, te deixo em paz. Deixo viver sua vida e paro de te incomodar, como pediu, vou respeitar o fato de estar comprometida. Se ainda me ama, não vou desistir.


Dulce engoliu seco, porque ela não disse essas coisas antes? Porque hoje em dias as coisas não eram tão simples assim, tem outra pessoa envolvida, pessoa com sentimentos, ela não pode pegar Luciano e descartar assim sem mais nem menos, de um dia pro outro como se ele fosse um brinquedo, só porque Anahi descobriu que gostava dela de verdade. Ele foi a pessoa mais mais a ajudou e amou em sua fase difícil, não podia simplesmente virar as costas assim. Anahi teve sua chance no passado e desperdiçou, e agora voltava e achava que as coisas eram assim? E pra Dulce a Anahi que ela conhecia era aquela do passado, cheia de duvidas e incertezas, aquela que renegou seu amor, não era fácil confiar assim, agora quem tinha medos era ela, Dulce. E se Anahi quiser mesmo sua amada de volta, vai ter que s esforçar muito, mais do que ela pensa. Para Dulce acreditar que ela a ama mesmo e a quer de volta de verdade, vai ter que usar mais do que palavras bonitas, Dulce quer mais que isso, ela quer atitudes, que faça por ela de verdade e devido a imagem que guardou de Anahi do passado, não sabia se Anahi era mesmo capaz disso, sem contar com o orgulho, ah .. esse também estava falando alto. Estava lado a lado com seus medos. E o orgulho é perigoso, as vezes ele te faz deixar de lado o que você mais deseja. Mas será mesmo? Afinal, para o amor verdadeiro não há orgulho que seja maior, e se o orgulho foi maior, é porque não era amor de verdade.


Dulce: Anahi eu tenho que voltar pro quarto, logo Luciano acorda.


Anahi: Para de fugir da pergunta Dul, responde.


Anahi foi andando para perto dela e Dulce dando passos para trás, quando sentiu a mesa atrás dela, não dava pra recuar mais e Anahi aproveitou, ficando bem próxima a ela.


Dulce: Não to fugindo.


Anahi: Tudo bem, se não vai responder com palavras, acho que sei outra forma de saber.


Anahi se aproximou mais passando seus braços em volta da cintura dela e a beijando sem aviso prévio, sem dar tempo dela pensar, abriu seus lábios buscando a língua dela com paixão, Dulce de imediato correspondeu, como sempre era automático, era só os lábios de Anahi encostar nos seus, que eles pareciam ter vida própria. Suas línguas já entrelaçavam uma na outra, e Anahi tinha um braço em volta da cintura dela a segurando pelas costas, já que seu corpo estava meio inclinado sobre o dela e a outra mão subia perto da nuca e descia. Dulce que estava com as mãos soltas com seu corpo colado ao de Anahi, levou eles em volta do pescoço dela a puxando mais para si, não podia, mas seu corpo pedia, tava resistindo demais, desde que chegou, não aguentou mais e deixou se render por uns instantes. Até porque o beijo quente, cheio de desejo de Anahi e a forma que seus braços e mãos a tomavam, tudo feito com muita vontade e sem calma alguma, não a deixava ter tempo para algum raciocínio.


Anahi deslizou as mãos pelas costas dela descendo, foi até a cintura e a fez se sentar na mesa, depois com rapidez puxou Dulce pelas pernas com força fazendo o corpo dela bater no seu, Dulce sentiu um frio enorme na barriga pela puxada e agora estava com as pernas afastadas e Anahi entre elas, roçando sua intimidade na dela pela roupa como dava. Anahi passou a beijar o pescoço dela com desejo e bastante ofegante, sem parar de roçar seus corpos, e em seu ouvido sentia a ofegação forte de Dulce. A mesma estava cada vez mais surpresa pelas atitudes de Anahi, cheia de vontade sem temer a nada, sem contar que estava adorando ser pegada assim por ela. Anahi levou as mãos ao casaco de Dulce o abaixando nos ombros dela.


Dulce: Any .. espera ..


Ela não conseguia falar direito. Anahi abaixou o casaco até a altura dos braços dela e agora beijava seu ombro, abaixou a alça da camisola o beijando mais. Dulce bagunçava os cabelos dela, e acariciava a nuca também. Anahi foi deslizando a boca dando beijos pelo colo dela até entre os seios, no decote da camisola e com uma mão apertava e acariciava a cocha dela. Depois subiu a mesma mão para perto da alça da camisola que estava abaixada e puxou mais para baixo, deixando o seio de Dulce exposto, Dulce sentiu o corpo amolecer de tanto tesão que sentiu ao ver o que ela ia fazer, já estava excitada demais e agora só ficava cada vez mais molhada. 


Dulce: Any .. não ..


Ela respirava ofegante e sua cara era de puro prazer e desejo, Anahi levou a boca ao bico do seio dela chupando e depois passou a língua nele, Dulce jogou a cabeça para trás mordendo o lábio e gemeu baixinho, apertando os cabelos de Anahi na região da nuca dela e com a outra mãos as costas. Anahi sentiu o coração bater mais forte ao ouvir o gemido dela, e intensificou as caricias com a boca no seio e levou as mãos a camisola dela a subindo um pouco, depois levantou sua saia e puxou mais Dulce, suas intimidades se roçavam através de suas calcinhas, úmidas. Dulce puxou o rosto dela a beijando novamente, suas línguas se buscavam com loucura, e suas mãos perdidas no corpo uma da outra, Dulce passou as pernas em volta de Anahi e uma mão sua acariciava um seio dela por debaixo da blusa.


Anahi não parava de roçar suas intimidades e se beijava, ofegantes, as vezes paravam deixando os lábios um no outro tomando ar e gemendo baixinho, o tesão estava cada vez mais incontrolável. Anahi abaixou sua calcinha e levou as duas mãos uma de cada lado da calcinha de Dulce e começou a puxar, mas a mesma levou suas mãos a dela as segurando.


Dulce: Não Any .. a gente já foi longe demais ..


Anahi: Por isso não da pra voltar atrás.


Elas falavam ofegantes.


Dulce: Não faz isso ..


Anahi: Não faz isso você .. deixa ..


Anahi puxou mais e Dulce segurou.


Dulce: Isso não ta certo ..


Anahi: Mas é o que a gente quer, olha como eu to querendo.


Ela pegou a mão de Dulce e levou a sua intimidade, Dulce sentiu o quanto ela estava muito molhada, se excitando mais ainda. Anahi levou a boca ao ouvido dela.


Anahi: Ta vendo o que me faz?


Dulce não aguentou e começou a mover sua mão, seus dedos deslizavam pela intimidade de Anahi com facilidade por ela estar muito molhada. Anahi gemeu no ouvido dela e Dulce quase derreteu de tesão. Subiu a mão a clitóris dela o acariciando, e aumentando os movimentos, mas Anahi segurou a mão dela a tirando de lá.


Anahi: Quero go..zar com você.


Ela foi puxando a calcinha de Dulce que ainda estava meio relutante.


Dulce: Para Any ..


Anahi: Por favor .. deixa ..


Anahi falou dengosa e cheia de desejo.


Anahi: Eu to toda molhada pra você, e sei que ta do mesmo jeito ..


Anahi dava beijos perto do ouvido dela e falando ao mesmo tempo. 


Anahi: Imagina roçando nossas intimidades uma na outra, deslizando molhadas, indo e vindo devagar e depois com mais força, com vontade, igual a gente fazia antes. E eu gemendo pra você no seu ouvido.


Dulce gemeu instantaneamente e do jeito que ficou com essas palavras de Anahi, era capaz de go..zar aquela hora mesmo.


Dulce: Então faz logo. (ansiosa)


Anahi com rapidez puxou a calcinha dela até em baixo, tirou de uma perna de Dulce deixando na outra, pra ficar mais fácil de botar caso aparecesse alguém. Sem demora voltou a ficar entre as pernas de Dulce, voltou a beijá-la deitando ela na mesa, suas intimidades já estavam juntas e ela começou a roçá-las, primeiro devagar, mas a vontade não deixou seguir assim por mais segundos e aumento o ritmo, seus corpos pediam por mais rapidez, tinham urgência uma pela outra, necessidade. Dulce tinha as pernas em volta do corpo de Anahi, levantou a camisetinha dela e abaixou o sutiã em seguida, seus lábios estavam com saudade daqueles seios. Puxou o corpo de Anahi um pouco mais para cima, a mesma a ajudou levando um seio seu a boca dela, Dulce alternou entre chupadas e passadas de língua, Anahi gemeu baixo, o desejo só crescia nelas. Como não podia demorar voltaram a se beijar nos lábios e Anahi roçava suas intimidades cada vez mais e Dulce mexia em baixo dela como podia para suas intimidades ficarem no contato máximo possível.


Dulce: Geme no meu ouvido vai, geme gostoso como você disse que ia gemer aquela hora.


Elas se olhavam e deram um sorriso safado.


E assim Anahi fez, levou sua boca ao ouvido dela gemendo, mas baixo, para não serem ouvidas. Dulce também gemia, e assim gemendo uma no ouvido da outra, a excitação estava enorme e antes que gemessem mais alto, voltaram se beijar para abafar os gemidos. Anahi rebolou nela e o orgasmo se aproximava, depois voltou a se mover pra frente e pra trás e gozaram bastante com os lábios colados.


Após gozarem ficaram na mesma posição com suas testas encostadas, esperando as forças voltarem. Abriram os olhos e ficaram se olhando, o olhar preso um no outro, Anahi deslizou seu nariz devagar no dela e quando ia dizer que a amava, ouviram uma voz vindo lá da sala. As despertando.


Dulce: Luciano!


Ficaram assustadas e Anahi imediatamente a ajudou se levantar,  com rapidez as duas ajeitaram suas roupas.



Dulce: Droga, o que eu vou falar pra ele? (desesperada)



Anahi: Calma, se ajeita primeiro.



Anahi ajeitou os cabelos dela. Dulce passou as mãos na testa que estava um pouco suada.



Anahi: Diz que, sei lá .. fala que .. (pensando) 



Nem uma das duas encontrava uma desculpa.



Dulce: No caminho eu penso.



Dulce saiu do escritório com pressa, ao chegar na sala Luciano não estava mais lá. O chamou mas ele não respondeu, foi a cozinha e não estava, provavelmente tinha voltado pro quarto, pensou que estava ferrada, tinha que achar uma desculpa até o caminho do quarto. Assim que chegou no quarto viu ele deitado se virando para ela.



Luciano: Onde você tava?



Dulce: Eu .. er .. fui pegar esse casaco lá em baixo.



Luciano: As três horas da manhã?


 


Dulce não soube o que falar e andou para perto da comoda.



Dulce: É que na verdade fui beber água, ai lembrei do casaco.



Luciando: Engraçado, me lembro de você ter arrumado ele na mala.



Dulce: Claro que não amor, se ele tava lá em baixo.



Dulce tirou o casaco e deixou em cima da comoda.



Luciano: E ele tava onde?



Dulce: No escritório, deixei lá a tarde, quando você saiu com o papai.



Luciano: E porque não respondeu quando te chamei?


 


Ele perguntava desconfiado, mas num tom calmo.



Dulce: Luciano, porque esse monte de perguntas? Não to entendo.


Luciano: Só quero saber.


Dulce: Ta desconfiando de alguma coisa?


Luciano: Tem alguma coisa pra desconfiar?


Dulce: Eu que te pergunto.


Luciano: Tudo bem, desculpa!


Dulce: Tudo bem. Vou no banheiro pra dormir de novo porque amanhã a viagem será longa.


Dulce foi para o banheiro se sentindo culpada. Escorou na porta fechando os olhos, e veio Anahi em sua mente, os beijos dela, as caricias, o que elas haviam acabado de fazer no escritório, a loucura, tudo. E só tinha uma vontade: Ir ao quarto dela e fazer tudo de novo. 


Anahi entrava em seu quarto, fechou a porta se jogando na cama em seguida, suspirava apaixonada e boba, estava feliz, Dulce ainda sentia algo por ela, sentiu nos beijos dela, nas caricias, nos toques, era tudo exatamente igual antes, seu coração não poderia se enganar tanto assim. Se virou na cama abraçando o travesseiro pensando no quer iria fazer de agora em diante, Dulce estava noiva, as coisas não seriam tão fáceis assim. Depois ficou pensando se Luciano tinha desconfiado de algo, pelo silêncio que estava no quarto deles quando passou em frente a porta, provavelmente estava tudo bem.


 


E ai gostaram desse capitulo e desse sexo delas depois de muitos anos e a declaração de Anahi? hahahaha



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): angelr

Este autor(a) escreve mais 8 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

O dia amanheceu, todos estavam na mesa, Anahi foi a última a chegar dando bom dia e se juntou a eles, ela e Dulce se olharam rápido. Dulce não manteve seu olhar no dela e evitou fazer isso o café da manhã todo, não queria que Luciano desconfiasse de nada e nem que Anahi achasse que as coisas iam ser tão simples assim. Depois d ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 698



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ..Peekena.. Postado em 15/01/2018 - 13:58:15

    Amei a fanfic!!!

  • angelr Postado em 09/01/2016 - 22:43:26

    naiara_ - Avisarei por aqui hahaha

  • flavianaperroni Postado em 04/01/2016 - 00:09:07

    Linda, perfeita que roubou meu coração, caraca essa web é tao linda, encantadora e nos prende fácil, amei acompanhar mais um trabalho seu, parabéns, e obrigada a autora que permitiu a postagem da fanfic,e esperarei para ler mais webs suas angelr.

  • babiportinon Postado em 31/12/2015 - 22:23:48

    Mds que final perfeito... web perfeita amei Angel...

  • pekenna Postado em 31/12/2015 - 19:47:38

    Que lindo final! Mto linda a fic <3

  • naiara_ Postado em 31/12/2015 - 09:23:38

    Mto lindo o final..aí um mobte de neném amo mto. Mais como vamos saber da proxima ficvc vai anunciar onde?

  • Furacao Maite Postado em 30/12/2015 - 23:38:05

    Fic lindaaaaa !!! Pena que no final foi rudo tao corrido !!!! Obrigada por postar e obrigada lana por deixar!!!! Feliz ano novoooooo. Beijoooos

  • portinonnessa14 Postado em 30/12/2015 - 01:15:48

    Briga por causa se ciúmes aí que fofo mais a Dulce não precisava ser mal educada também né grosseira sem necessidade isso Que triste que vai acabar Angelr não vai mais postar nada para a gente ?

  • babiportinon Postado em 29/12/2015 - 23:52:30

    Nossaaa perdi muita coisa por aqui :O .. Nossa foi tenso o que a Any passou com a mãe dela mas ainda bem que agora ta melhorando, e agora ela é titia *-* o Fernando deve ser lindo. E a Sindy nossa que vontade de dar uns tapas, mas ainda bem que ela caiu em si e volto atras antes de arruinar seu casanento. E tadiinho do Chris ele ta sofrendo tanto, gosto muito dele. Agora sobre a situação atual que palhaçada é essa Dulce? Confia no seu taco não? Porque você mesma não foi la e esfrego na cara dessa mulherzinha que a Any tem dona? Ai ja vai brigar por causa de quem não vale a pena. Sério mesmo que ja ta acabando? :( que pena gosto tanto dessa fic. Posta mais Angel.

  • Furacao Maite Postado em 29/12/2015 - 23:24:19

    genteeeeee!!! amanhã vai ser quente!!! estou triste porque a fic vai acabar!!!


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais