Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: Volvere Junto a Ti | Tema: Portiñon


Capítulo: Capitulo 176

991 visualizações Denunciar


Angelique: Amor por favor, acredita em mim. Não menti por mal.


Maite: E porque chegou atrasada hoje?


Angelique: Eu te disse, tava no trabalho.


Maite: Agora me diz como vai ser? Mentiu pra mim, e vai passar um bom tempo trabalhando ao lado dessa sua ex.


Angelique: Amor por favor, ela não significa nada pra mim já faz muitos anos.


Maite: Não é só isso, é a mentira que dói também!


Maite a olhou nos olhos, visivelmente magoada e saiu, Angelique foi atrás mas ela a impediu.


Maite: Me deixa sozinha, por favor!


Angelique: Mas amor ..


Maite: Não me faz ser grossa com você Angelique.


Angelique respeitou o pedido dela e ficou a olhando sair, em seguida se sentou na cadeira chorando, elas raramente brigavam, e mesmo assim nunca eram brigas sérias, só que hoje foi diferente, estava se sentindo horrível por ter mentido pra ela, por ela ter descoberto da pior forma, por ter quebrado a confiança dela, por tê-la magoado dessa forma. Além do medo do que ela possa fazer diante de tudo isso, morria de medo de perdê-la.


No dia seguinte Maite saiu cedo, havia dormido no quarto de hospedes, evitou Angelique desde a briga da noite passada. Ligou pra Dulce a chamando para almoçarem juntas e pra desabafar com ela.


Dulce: Mai, mas você ouviu ela, deu a chance de se explicar?


Maite: Mais ou menos, a verdade é que eu tava com muita raiva e magoada, não queria ouvi-la muito, só falar mesmo.


Dulce: Olha, eu sei que ela pisou na bola em ter mentido. Só piorou a situação, mas ela é louca por você Mai, claro que não ta nem ai pra essa ex, nos conhecemos ela, e com certeza mentiu por medo. 


Maite: Mas e se essa ex ainda mexe com ela?


Dulce: É coisa de 8 anos atrás Mai.


Maite: Mas eu fico insegura, você não ficaria?


Dulce: Com certeza, iria morrer de ciumes se fosse comigo. Mas eu iria ter uma conversa sincera e franca, assim tiraria minhas duvidas, e Angel jamais te enganaria dessa forma.


Maite: Mas ela ter mentido ta me doendo muito.


Dulce: Mas precisa ouvi-la, pra assim entender seus motivos, se não a escuta fica ai tirando conclusões sozinha e só pensando besteiras. E em relação a você se sentir insegura dela com a ex, só se lembrar que já passou por isso.


Maite: Como assim?


Dulce: Quando eu vim morar aqui com papai, a 6 anos atrás, você ainda gostava de mim, ficava mexida comigo, mas seguiu em frente, se apaixonou pela Angel, e ela tinha total confiança em você, mesmo sabendo o quanto foi apaixonada por mim, mesmo sendo algo recente, ela confiou em você. Então se ela ta trabalhando com uma ex, é justo que confie nela e no amor de vocês, por isso digo que a escute e se coloque no lugar dela, acho que fica mais fácil de você resolver isso.


Maite: Falando assim parece que sou a errada.


Dulce sorriu e acariciou a mão dela.


Dulce: Boba, não ta errada. Já disse que Angel pisou na bola, mas não significa que ela tenha feito por mal.


Maite: Não sei o que pensar mais, o ciumes, a raiva, a magoa não me deixam pensar muito, mas eu sei que tenho que ouvi-la.


Dulce: Faça isso.


Em outro restaurante Anahi almoçava com Poncho.


Anahi: E a Sindy? Achei que ela ia almoçar junto com a gente.


Poncho: Ta no trabalho.


Anahi: Vai almoçar mais tarde?


Poncho: Não, disse que ia comer qualquer coisa por lá. Não gosto quando ela faz isso, mal se alimenta, não faz os horários de almoço sempre, e também ta sempre saindo depois do horário no trabalho.
 
Anahi: Ela trabalha demais, isso não é bom, tem que descansar o corpo e a mente.


Poncho: Já falei pra ela, fica fixada no trabalho. 


Anahi: E ela ta mais calma?


Poncho: Ta nervosa ainda, esse papo de gravidez, filhos, sei lá, ela fica estranha.


Anahi: Como assim?


Poncho: Tem um pavor absurdo de engravidar, e disse que não vai querer filhos tão cedo.


Anahi: Mas é porque ainda vão se casar, vocês ainda tem muito tempo pra isso. 


Poncho: Bom, espero que essa menstruação dela desça logo, porque até pra fazer sexo ela ta grilada, nem quer fazer mais, e como eu fico?


Anahi riu.


Anahi: Vai ficar na seca. 


Anahi ria divertida e Poncho fazia careta pra ela.


Poncho: Mas e você e a Dul? Só love né?


Anahi: Sim, to tão feliz Poncho, me sinto completa, realizada. (sorriu boba)


Poncho: Mas me diz, o que vai fazer como tia Mari? Logo vai te cobrar um namorado, até papai tava me perguntando se você não tava namorando.


Anahi: To vendo que logo vai começar as cobranças da família.


Poncho: Sabe que uma hora vai ter que tomar uma decisão né?


Anahi: Eu sei. O cerco vai se fechar mais cedo ou mais tarde, e que seja mais tarde, vai ser complicado demais, nossa família nunca entenderá.


Poncho: Mas eu to do seu lado pra tudo, aconteça o que acontecer to com você. (segurando a mão dela)


Anahi: Eu sei!


Anahi sorriu apertando a mão dele sobre a mesa. Mais tarde, 19:00 Anahi chegou na fazenda, foi direto ao quarto de Dulce, bateu na porta e ela abriu.


Anahi: Ta sozinha?


Dulce: To amor.


Dulce já estava com um sorriso enorme no rosto, Anahi entrou.


Anahi: Cade mamãe?


Dulce: Ela tava na cozinha a pouco, mas imagino que foi tomar banho.


Anahi abraçou Dulce dando um cheiro no pescoço dela, sentindo o cheirinho pós-banho dela.


Anahi: Que delicia, tava com saudade.


Dulce: E eu mais.


Elas deram dois selinhos longos, depois um beijo mais longo e se sentaram na cama.


Anahi: Como foi lá com a Mai no almoço? Angel me ligou tadinha, ta arrasada por ter magoado ela.


Dulce: Foi tranquilo, ela ta chateada demais com a Angel, mas a aconselhei a conversar e ouvir ela.


Anahi: Mas elas se acertam, Angel é louca por ela, jamais faria algo que a machucasse, nunca a enganaria.


Dulce: Foi o que eu disse a ela.


Anahi: Embora ela tenha pisado na bola, mas foi sem querer.


Dulce: Mas elas vão se acertar sim. E seu almoço com Poncho?


Anahi: Tranquilo também, se queixou que Sindy ainda ta grilada, mas ta tudo bem.


Dulce se escorou no cabeceira da cama e Anahi escorou em seu peito, estava um pouco pensativa, sentindo os carinhos de Dulce em seus cabelos.


Dulce: Tem algo te incomodando amor?


Anahi: Porque?


Dulce: Ta pensativa, aconteceu algo?


Anahi: To pensando numa coisa que Poncho me falou.


Dulce: O que?


Elas agora se olhavam.


Anahi: O que vou fazer em relação a mamãe e a minha família, logo vão me cobrar namorado, e tio Fausto já perguntou a ele se não to namorando.


Dulce: Ixi, logo é sua mãe.


Anahi: O cerco vai se fechar amor, mais cedo ou mais tarde terei que tomar uma decisão, não poderemos esconder o que temos pelo resto da vida, mas minha família nunca aceitará.


Dulce se lembrou da última vez que Anahi a disse isso a 6 anos atrás, uma lembrança nada boa, afinal foi de quando a pediu em namoro e recusou. Lembra perfeitamente bem da dor que sentiu, do quanto sofreu, e lembrar disso fez seu coração apertar, e sua feição mudou.


Anahi: O que foi amor?


Dulce: Nada. (sorriu forçada)


Anahi: To com medo amor.


Anahi voltou a cabeça no peito de Dulce.


Dulce: Eu também to.


Dulce a abraçou mais, como se fosse pra ela não escapar. Não disse nada, mas seu medo naquele momento era sobre o passado, ao ouvir essa conversa de Anahi, temeu que por medo ela a deixasse por uma segunda vez, e não iria suportar uma dor dessas novamente, enlouqueceria, com esses pensamentos a apertou mais no abraço.


Anahi: Amor, você ta me apertando.


Elas riram e Dulce afrouxou o abraço.


Dulce: Desculpa! (beijou a cabeça dela)


Dulce agora estava insegura, e se ela não aguentasse a pressão? E se terminasse com ela? Se deixasse o medo da família interferir novamente? Se apegou nas coisas que ela a disse de que enfrentaria tudo por ela, pensou nas inumeras promessas e juras de amor vindas dela e procurou deixar essa insegurança de lado, mas mesmo assim, seu coração estava apertado e com medo.


No apartamento de Angelique e Maite, a mesma chegou e encontrou Angelique no sofá trocando os canais, parecia impaciente, assim que a viu entrar, se levantou.


Angelique: Tentei falar com você o dia todo, fiquei preocupada.


Maite a notou bastante triste.


Maite: Precisava desse tempo.


Maite colocou a bolsa no outro sofá e a puxou para se sentarem.


Maite: Eu pensei muito o dia todo, conversei com Dul, enfim .. tenho que te ouvir, então pode começar.


Angelique contou toda sua história com Micaela pra ela, do porque terminaram.


Maite: Mas nunca me contou, nem quando éramos apenas amigas.


Angelique: Quando te conheci eu tava quase 100% recuperada, não gostava de tocar no assunto, e cada vez mas me envolvi por você, me apaixonei e virou algo totalmente sem importância, dai não contei não porque eu fiz questão de não contar, mas havia se tornado tão sem importância que eu nem lembrava mais, porque tava muito concentrada no que estava sentindo por você, e ia ser nada a ver estando querendo ficar pra valer com você e ficar falando de ex, e depois que ficamos juntas, pensava a mesma coisa.


Maite: O que sentiu quando a viu?


Angelique: Nada! Te juto que ela não mexe comigo, eu amo só você, quero só você. Está sendo apenas profissional.


Maite: E ela já se insinuou pra você.


Angelique demorou a responder, mas dessa vez não ia mentir.


Angelique: Quando nos reencontramos jogou umas indiretas, chamou pra sair, com aquela conversa de que havia tempo que não nos víamos. Mas e fui clara dizendo que tinha uma noiva, ai depois ela parou.


Maite: E porque não me disse logo sobre ela?


Angelique: Medo, ainda mais depois de ter me visto com ela e ter ficado com ciumes, tive medo que pensasse besteiras como ta pensando agora. Somente por isso, por medo mesmo, mas não estava bem escondendo isso de você, estava tomando coragem, juro que ia te contar, só tava tentando achar a melhor forma. Por favor amor, acredita em mim, eu nunca te trairia, jamais.


Maite ficou calada e depois falou.


Maite: Eu confio em você, não confio é nela. To magoada porque mentiu, mas me coloquei em seu lugar e consegui entender.


Angelique sorriu.


Angelique: Então vai me desculpar?


Maite: Calma, ainda to chateada, e não vai passar assim, mas eu sei que vai passar.


Angelique: Tudo bem, te entendo.


Maite: Mas não da trela pra essa Micaela hein!


Angelique: Amanhã vou te apresentar a ela, faço questão que ela conheça minha noiva.


Angelique segurou a mão dela, fazendo carinho.


Anglique: Posso te dar um beijo?


Maite: Não!


Maite se levantou e Angelique ficou a olhando com uma cara de cachorro sem dono, querendo encher os olhos de lágrimas. 


Maite: Não porque beijo não se pede, se dá.


Ela sorriu, e morreu de dó da carinha dela. Angelique se levantou a abraçando de dando um selinho longo, depois a abraçou mais apertado ainda, Maite correspondia. Se beijaram.


Angelique: Tava morrendo de saudade desse abraço, do seu beijo.


Maite: Eu também!


No outro dia, no apartamento de Anahi e Poncho, ela e Dulce escolhiam um filme pra ver.


Anahi: Quer ver de que amor? Terror? Comédia, ação?


Dulce: Tanto faz amor.


Anahi ficou segurando os dvd's na mão e a olhou.


Anahi: Amor, o que você tem?


Dulce: Nada, porque?


Anahi: Ta estranha, ta quieta, anda com o pensamento meio distante, aconteceu algo?


Dulce: Não amor, ta tudo bem, é impressão sua. (sorriu forçada)


Anahi: Não ta não, te conheço muito bem, tem algo te incomodando, o que foi?


Ela colocou os dvd's do seu lado no sofá e se virou por completo para Dulce.


Dulce: Nada amor, é bobagem.


Anahi: Me fala o que é meu amor, se fosse bobagem você não estaria assim tão quieta.


Dulce mexeu em suas mãos sem saber como começar a falar, enquanto Anahi a esperava dizer o que a incomodava, depois de uns segundos ela começou a falar.


Dulce: Lembra que ontem a gente conversou sobre sua mãe saber sobre a gente? Que mais cedo ou mais tarde tudo virá a tona, e que sua família e ela já vão começar a cobrar namorado?


Anahi: Sim, lembro amor.


Anahi a olhava, escutando atenta.


Dulce: Você disse que tava com medo, que terá que tomar uma decisão, deu pra ver que ta mesmo com medo e começando a ficar assustada com o rumo que tudo pode tomar, e sei lá ..


Anahi: Sei lá o que amor?


Dulce: Fiquei com medo também, mas um medo diferente do seu.


Anahi: Como assim?


Dulce: De na hora você não aguentar a pressão, ou de não aguentar antes mesmo de tudo.


Anahi: O que você quer dizer com isso de eu não aguentar a pressão?


Dulce abaixou a cabeça, esperou um pouco e falou, a olhando novamente.


Dulce: Tenho medo que sua família e sua mãe te bote pressão, porque eles não vão aceitar de forma alguma. Vai ter que brigar com eles Any, se afastar.


Anahi: E acha que eu não tenho consciência do que virá amor? Por isso to com medo, todos vão me virar as costas quando souberem.


Dulce: E você falando essas coisas ontem, me fez lembrar de quando eu te pedi em namoro aquela época e você recusou, e tudo por medo, é impossível não associar, eu me lembro de tudo o que passei e acabo ficando insegura.


Anahi: Insegura? Amor, depois de tudo o que eu fiz pra estar com você de novo? 


Dulce: Eu sei, mas é que eu to vendo que você ta insegura em como as coisas vão andar com sua família, enfim, eu não posso evitar.


Anahi ficou calada por uns segundos.


Anahi: Não acredita no que eu sinto por você? 


Dulce: Não, eu não falei isso.


Anahi: Mas é o que ta parecendo.


Anahi agora estava chateada.


Dulce: Não é isso que to falando, mas é que sofri demais aquelas vez, morro de medo de te perder e passar por tudo outra vez.


Anahi se levantou do sofá.


Anahi: Depois de tudo o que eu fiz? Dulce eu não ia fazer você acabar com um noivado pra depois fazer a mesma coisa com você, que fiz a 6 anos atrás.


Dulce: Eu sei.


Dulce se levantou também.


Anahi: Sabe? Ta duvidando do que eu sinto e sou capaz de fazer por você. 


Anahi se sentiu ofendida, por mais que realmente estivesse com medo do que teria que enfrentar, em momento agum passou pela sua cabeça desistir, isso estava fora de questão.


Dulce: Não to duvidando, eu não falei isso.


Anahi: Você sempre se lembra do que eu te fiz a 6 anos, parece que não consegue confiar em mim por causa disso.


Dulce: Any eu só comentei, não exagera também.


Anahi: Agora to exagerando? Tem certeza que sou eu?


Dulce: Como assim?


Agora a discussão ficava mais calorosa.


Anahi: Eu só me abri com você falando que tava com medo, e você já achando que talvez eu possa desistir.


Dulce: Eu não disse isso, ta vendo como você ta exagerando?


Anahi: Não to exagerando! Quer saber, eu não quero mais falar disso agora.


Ela saiu andando para o quarto chateada. Dulce ia a chamar mas desistiu e apenas a ficou olhando sair, quando a perdeu de vista se sentou no sofá respirando fundo. Anahi entrou no quarto e se jogou na cama, ficou com o rosto escondido no travesseiro por uns segundos e depois se sentou enxugando as lágrimas, engoliu o choro e jogou o corpo pra trás ficando deitada. 


Voltei hahaha desculpa a demora gente, mas nos ultimos dias tem sido corrido, mas enfim esta ai, tenho algo a dizer breve acaba essa web ja esta na reta final.


As brigas voltaram e agora? o que acham que vai acontecer?



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): angelr

Este autor(a) escreve mais 8 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

A noite Anahi estava na cozinha preparando o jantar e Dulce cortando a salada, ambas estavam caladas e passaram a tarde toda assim, cada uma no seu canto. Se olhavam de relance, quando uma ia olhar, a outra desviava o olhar. Depois que acabaram o jantar, jantaram no mesmo clima, agora era a hora de lavar a louça. Dulce: Deixa que eu lavo. Anahi: Não precisa, ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 698



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ..Peekena.. Postado em 15/01/2018 - 13:58:15

    Amei a fanfic!!!

  • angelr Postado em 09/01/2016 - 22:43:26

    naiara_ - Avisarei por aqui hahaha

  • flavianaperroni Postado em 04/01/2016 - 00:09:07

    Linda, perfeita que roubou meu coração, caraca essa web é tao linda, encantadora e nos prende fácil, amei acompanhar mais um trabalho seu, parabéns, e obrigada a autora que permitiu a postagem da fanfic,e esperarei para ler mais webs suas angelr.

  • babiportinon Postado em 31/12/2015 - 22:23:48

    Mds que final perfeito... web perfeita amei Angel...

  • pekenna Postado em 31/12/2015 - 19:47:38

    Que lindo final! Mto linda a fic <3

  • naiara_ Postado em 31/12/2015 - 09:23:38

    Mto lindo o final..aí um mobte de neném amo mto. Mais como vamos saber da proxima ficvc vai anunciar onde?

  • Furacao Maite Postado em 30/12/2015 - 23:38:05

    Fic lindaaaaa !!! Pena que no final foi rudo tao corrido !!!! Obrigada por postar e obrigada lana por deixar!!!! Feliz ano novoooooo. Beijoooos

  • portinonnessa14 Postado em 30/12/2015 - 01:15:48

    Briga por causa se ciúmes aí que fofo mais a Dulce não precisava ser mal educada também né grosseira sem necessidade isso Que triste que vai acabar Angelr não vai mais postar nada para a gente ?

  • babiportinon Postado em 29/12/2015 - 23:52:30

    Nossaaa perdi muita coisa por aqui :O .. Nossa foi tenso o que a Any passou com a mãe dela mas ainda bem que agora ta melhorando, e agora ela é titia *-* o Fernando deve ser lindo. E a Sindy nossa que vontade de dar uns tapas, mas ainda bem que ela caiu em si e volto atras antes de arruinar seu casanento. E tadiinho do Chris ele ta sofrendo tanto, gosto muito dele. Agora sobre a situação atual que palhaçada é essa Dulce? Confia no seu taco não? Porque você mesma não foi la e esfrego na cara dessa mulherzinha que a Any tem dona? Ai ja vai brigar por causa de quem não vale a pena. Sério mesmo que ja ta acabando? :( que pena gosto tanto dessa fic. Posta mais Angel.

  • Furacao Maite Postado em 29/12/2015 - 23:24:19

    genteeeeee!!! amanhã vai ser quente!!! estou triste porque a fic vai acabar!!!


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais