Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: Volvere Junto a Ti | Tema: Portiñon


Capítulo: Capitulo 183

868 visualizações Denunciar


Na casa de Ucker e Manuela, Maite e Angelique haviam chegando.


Maite: Gente, e cade o Poncho e a Sindy que não chegam nunca?


Anahi: To ligando pro celular do Poncho mas ele não atende.


Dulce: E nem a Sindy.


Ucker: Calma meninas, logo eles chegam ai.


O almoço seguiu tranquilo, tirando o fato de terem ficados preocupados com Poncho e Sindy que não apareceram, Anahi e Dulce combinaram de passar no apartamento deles quando fossem embora e assim fizeram. Estacionaram o carro no estacionamento do edifício e foram andando quando viram Poncho escorado no carro dele.


Anahi: Olha o Poncho ali amor.


Dulce: Vamos lá.


Se aproximaram e ele estava com os braços apoiados sobre o carro e a cabeça abaixada escorada nos braços.


Anahi: Primo?


Ele levantou a cabeça permanecendo de costas, passou as mãos nos olhos e se virou. Anahi e Dulce se espantaram em como os olhos dele estavam vermelhos e inchados, com algumas lágrimas.


Anahi: Poncho o que foi?


Dulce: Ta chorando?


Elas falaram preocupadas e ele apenas conseguiu suspirar.


Anahi: Poncho o que aconteceu? Porque ta assim? Cade a Sindy?


Ela se aproximou dele, passando a mão em seu ombro.


Poncho: Sindy ta em casa, eu acho.


Ele limpou as lágrimas.


Dulce: Mas ela ta bem? O que aconteceu? Não foram almoçar com a gente.


Ele respirou fundo.


Poncho: Ela ta grávida, o meu sonho, o que eu tanto queria.


Ele voltou a chorar e elas se olharam não entendendo nada, porque o choro dele não parecia de emoção e sim de tristeza.


Anahi: Poncho, isso é tudo que você mais queria, mas não parece chorar de felicidade.


Poncho: Ela quer tirar Any, tirar nosso filho.


Anahi e Dulce ficaram perplexas.


Anahi: O que?


Dulce: Como? 


Poncho: Isso mesmo, tirar. Eu to arrasado.


Dulce: Mas Poncho, ela não pode fazer isso, não deixa.


Anahi: Como pode fazer isso com um filho?


Poncho: Eu também queria saber, essa não é minha Sindy, não é a mulher por quem me apaixonei, não pode ser, como ela pode pensar numa coisa dessas?


Anahi: Calma, vai ver ela ta assustada, sei lá.


Poncho: Não, ela sabe muito bem o que ela ta falando, e tudo por causa do trabalho, o maldito trabalho.


Dulce: É, ela tem essa fixação pelo trabalho.


Poncho: Ela sempre trabalhou demais, por vezes isso foi motivo de brigas, mas querer tirar um filho, já é demais. Quero ter uma família com ela Any, e ela não quer.


Ele desabou em choro, estava extremamente decepcionado, magoado, triste, além de ser seu sonho ter um filho com a mulher que ama, e ver que ela não quer o mesmo, o machuca ver como ela não da a minima importância para um ser que ela está carregando dentro dela, um ser que não tenho culpa de nada.


Dulce: Olha Poncho, ela ta pensando só com a cabeça, mas eu tenho certeza que ela vai pensar com o coração depois, isso é agora no primeiro momento, mas quando ela pensar nesse filho crescendo na barriga dela, no que virá, pensar que é um pedacinho dela, ela vai desistir.


Poncho: Vocês não viram a frieza com que ela falava.


Anahi abraçou o primo, ela e Dulce estavam chocadas com o que Sindy queria fazer e sentindo muita pena de Poncho, ele estava arrasado.


Poncho: Bom eu vou subir.


Anahi: Quer que a gente vá?


Dulce: Se pudermos ajudar em algo.


Poncho: Não, obrigada meninas. (ele respirou fundo) Quero conversar com ela sozinho.


Anahi: Tudo bem, se precisar de qualquer coisa liga.


Elas se despediram dele e foram embora. Poncho entrou em casa e Sindy estava no quarto, foi até lá, a viu saindo do banheiro.


Sindy: Já tava preocupada com você.


Poncho: E você se preocupa com alguém além de você?


Sindy: Poncho não vamos brigar.


Poncho: Você quer tirar nosso filho e quer que eu te trate como?


Sindy: Já te expliquei meu motivos.


Poncho: Acha que se você tirar esse filho vou continuar com você?


Sindy: Vai se separar de mim?


Poncho: Não posso ficar com uma mulher que tem coragem de tirar o filho, que só pensa em trabalho, que coloca o trabalho acima de tudo, do nosso casamento. Eu não casei pra isso.


Sindy: Poncho, podemos ter filhos mais tarde.


Poncho: Se não quer nosso filho agora, tenha ele e me dê que eu crio sozinho. Você não vai ter trabalho nem um pra cuidar dele e seu trabalho não será deixado de lado.


Sindy: Não é isso que eu quero, não quero me separar de você.


Poncho: Nem eu. Mas não vou permitir que tire nosso filho.


Sindy: Pra você é fácil falar 'tenha ele e me dê que eu crio sozinho' não é você que vai carregar nove meses dentro da barriga, que vai ter enjoos, mal estar .. não pode me obrigar a isso.


Poncho: Para de ser ridícula Sindy!


Poncho gritou.


Poncho: Deixa de ser idiota! Olha com o que você ta preocupada, não passa de uma egoísta mesmo. Não vai tirar esse filho ta ouvindo?


Ele disse alto e apontando o dedo na cara dela.


Sindy: Não coloca o dedo na minha cara e não grita comigo.


Poncho: Ta avisada!


Ele saiu e foi pro banheiro tomar banho. Ela se sentou na cama irritada, respirando fundo.


No apartamento de Anahi e Dulce elas estavam no quarto conversando.


Anahi: Não acredito que a Sindy quer tirar o bebê.


Dulce: Nem eu. Como pode ter coragem? Enquanto uns lutam pra ter um filho, como  Manu mesmo, a gravidez dela foi toda complicada e ainda é, passou esses meses todos sem fazer esforço nem um, tendo todo cuidado do mundo, tendo mal estar, passando mal, mas fez de tudo pra nada acontecer e pedindo a Deus pra dar tudo certo, enquanto a Sindy quer tirar.


Anahi: Isso que eu pensei. Espero que Sindy volte atrás com isso.


Dulce: E nosso bebê?


Anahi: Quer ter um bebê é?


Anahi sorriu a puxando pra sentar em seu colo na cama.


Dulce: Sabe que quero, uma criança correndo ai por essa casa, fazendo bagunça. (sorriu boba)


Anahi: Vamos ter quantos quiser meu amor.


Dulce: Pena que a gente não pode fazer filho do modo tradicional né, se não já teria feito. (rindo)


Anahi: Mas fazer o que se faz pra ter filho podemos fazer, só não vai ter resultado.


Anahi sorriu maliciosa e depois levou a boca ao pescoço de Dulce dando beijinhos, sentindo ela se arrepiar, passando as mãos nas costas dela.  Dulce se ajeitou e sentou no colo dela de frente, depois iniciaram um beijo calmo, suas línguas se buscavam sem pressa. Anahi tirou a blusa de Dulce e depois levou as mãos abrindo o sutiã dela o jogando pelo chão, em seguida entrelaçou uma mão nos cabelos de sua amada na nuca, com a outra mão segurava as costas dela enquanto descia os beijos intensos do pescoço dela para entre os seios, dando beijos intensos, depois levou os lábios a um seio dela, passou a língua no biquinho e depois chu..pou, Dulce mordia os lábios e ofegava, sentindo a excitação tomar conta do seu corpo, enquanto acariciava os cabeos de Anahi e se mexia no colo dela.


Anahi chu..pou os seios dela, a fazendo gemer, depois voltou a beijá-la nos lábios. Dulce inclinou seu corpo sobre o dela a fazendo deitar, segurou os braços dela contra o colchão, e ficou sentada em seu quadril, rebolou devagar sobre a intimidade dela pela roupa, depois ficou roçando devagar pra frente e pra trás, agora Anahi quem gemia e ofegava. Dulce levou seus lábios a beijando, não demorou muito e Anahi girou seus corpos na cama, ficando por cima de Dulce, a beijando com vontade, depois beijando o pescoço enquanto davam jeito de tirarem suas roupas. Em segundos estavam nuas na cama.


Depois de beijos e muitas caricias mutuas pelo corpo uma da outra, Anahi virou Dulce de costas pra ela, distribuiu beijos pelas costas dela, descendo, depois subiu roçando os seus seios nas costas dela, Dulce se contorcia toda na cama se arrepiando. Anahi passou a beijar a nuca dela e levou a mão por baixo do corpo da sua amada, levou até a intimidade dela, e acariciou, estava muito molhada, ambas gemeram juntas, Dulce por sentir Anahi a acariciando ali e Anahi por sentir como ela estava molhada, lhe causou mais excitação ainda. Moveu seus dedos pela intimidade de Dulce, acariciando, levou ao clitóris dela, fazendo movimento circular, Dulce empinou o bumbum roçando no quadril de Anahi, que roçava nela o que deixava as duas mais molhadas ainda.


Anahi alternava os movimentos no clitóris de Dulce, enquanto roçava seu quadril no bumbum dela, tinha a outra mão apoiada na cama e beijava a nuca e costas dela. Dulce gemia com os olhos fechados e apertava o lençol da cama. Quando estava a ponto de gozar, Anahi parou tudo o que estava fazendo e a virou na cama, Dulce numa rapidez enorme colocou suas pernas em volta dela a puxando, a fazendo cair sobre seu corpo, levou as mãos as costas dela arranhando devagar e a beijou nos lábios com tesão, depois disse no ouvido dela.


Dulce: Quero go..zar com você, sentindo seu corpo no meu.


Dulce terminou a frase e gemeu no ouvido dela, Anahi sentiu o tesão consumir seu corpo, se arrepiou sentindo o coração disparar, sem perder tempo começou a roçar suas intimidades, e seus lábios não desgrudaram mais do de Dulce, queria devorá-la, seus corpos não desgrudaram pra nada, se roçando com paixão, se sentindo, como se fossem uma só, e nessa sintonia toda dos seus corpos, go..zaram juntas com intensidade. Enquanto recuperavam as forças, se beijavam com carinho.


Anahi: Eu te amo (selinho) muito!


Dulce: Também te amo muito meu amor. (selinho)


Anahi: Que tal um banho agora?


Dulce: Banho é? (sorriu maliciosa)


Anahi: O banho vai fazer parte.


Anahi deu um sorriso mais que safado e se levantou da cama, foi pra porta do banheiro e e se escorou nela.


Anahi: Vem cá vem.


A chamou com o dedo, Dulce babava olhando aquela mulher nua, linda, e era dela, só dela. Deu um pulo rápido da cama correndo até ela, Anahi riu e entrou no banheiro, Dulce a alcançou lá dentro a abraçando por trás com carinho e malicia ao mesmo tempo, dando bejinhos no ombro dela.


Dulce: Tava fugindo é? (rindo)


Anahi: Fugir correndo pra dentro do banheiro não é bem fugir né amor? 


Elas riram juntas. Entraram de baixo do chuveiro nesse clima, e tomaram banho depois de fazerem amor mais duas vezes lá dentro.


3 dias depois:


Sindy e Poncho haviam brigado feio, ele saiu e passou o dia sem dar noticias, ela havia ligado pra todo mundo mas ninguém sabia dele. No horário de almoço ela foi ao shopping que ficava ao lado do seu trabalho dar uma volta. Andava olhando as vitrines quando viu Manuela sentada em um banquinho, se aproximou, notando como ela estava pálida.


Sindy: Manu? Ta tudo bem?


Manuela: Não to me sentindo muito bem.


Sindy: O que ta sentindo?


Sindy se sentou do lado dela.


Manuela: Dores, falta de ar .. acho que minha pressão aumentou.


Sindy: E ta sozinha?


Manuela: To com uma amiga que foi buscar água pra mim.


Sindy: Quer que eu ligue pro Ucker?


Manuela: Não. Não quero assustar ele.


A amiga de Manuela chegou com a água, cumprimentou Sindy e deu a água a Manuela.


Sindy: Olha Manu, vou te levar ao médico, você não ta nada bem. 


Manuela deu um gemido de dor, colocando a mão na barriga.


Sindy: O que foi? (preocupada)


Manuela: Ta doendo mais.


Sindy: Vamos pro hospital e pelo caminho ligo pro Ucker.


Sindy e a amiga de Manuela a levaram até o carro de Sindy e foram pro hospital. Ao chegar lá  o atendimento foi rápido, o médico disse que ela estava em trabalho de parto e que o bebê ia nascer antes do tempo, e o parto ia ser complicado. Manuela estava deitada indo ser levada para a sala de parto.


Manuela: Sindy, preciso que me prometa algo.


Sindy: O que?


Sindy segurava a mão de Manuela, enquanto ela falava em meio as dores e lágrimas.


Manuela: Minha gravidez foi toda complicada e sei que o parto também vai ser .. então .. diz ao Ucker que se ele tiver que escolher, que escolha nosso bebê.


Sindy começou a chorar.


Sindy: Não fala isso Manu, não vai acontecer nada.


Manuela: Por favor, me promete isso.


Sindy: Vai sair tudo bem.


 



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): angelr

Este autor(a) escreve mais 8 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Sindy via ela sentindo dores e ao mesmo tempo com as lágrimas escorrendo pelos olhos, era um momento pra estar sendo emocionante, feliz e empolgante, mas devido as condições e complicações, estava sendo ao contrário. Sindy não aguentava segurar as lágrimas. Manuela: Diz pra ele que eu o amo muito! Agora me promete. Si ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 698



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ..Peekena.. Postado em 15/01/2018 - 13:58:15

    Amei a fanfic!!!

  • angelr Postado em 09/01/2016 - 22:43:26

    naiara_ - Avisarei por aqui hahaha

  • flavianaperroni Postado em 04/01/2016 - 00:09:07

    Linda, perfeita que roubou meu coração, caraca essa web é tao linda, encantadora e nos prende fácil, amei acompanhar mais um trabalho seu, parabéns, e obrigada a autora que permitiu a postagem da fanfic,e esperarei para ler mais webs suas angelr.

  • babiportinon Postado em 31/12/2015 - 22:23:48

    Mds que final perfeito... web perfeita amei Angel...

  • pekenna Postado em 31/12/2015 - 19:47:38

    Que lindo final! Mto linda a fic <3

  • naiara_ Postado em 31/12/2015 - 09:23:38

    Mto lindo o final..aí um mobte de neném amo mto. Mais como vamos saber da proxima ficvc vai anunciar onde?

  • Furacao Maite Postado em 30/12/2015 - 23:38:05

    Fic lindaaaaa !!! Pena que no final foi rudo tao corrido !!!! Obrigada por postar e obrigada lana por deixar!!!! Feliz ano novoooooo. Beijoooos

  • portinonnessa14 Postado em 30/12/2015 - 01:15:48

    Briga por causa se ciúmes aí que fofo mais a Dulce não precisava ser mal educada também né grosseira sem necessidade isso Que triste que vai acabar Angelr não vai mais postar nada para a gente ?

  • babiportinon Postado em 29/12/2015 - 23:52:30

    Nossaaa perdi muita coisa por aqui :O .. Nossa foi tenso o que a Any passou com a mãe dela mas ainda bem que agora ta melhorando, e agora ela é titia *-* o Fernando deve ser lindo. E a Sindy nossa que vontade de dar uns tapas, mas ainda bem que ela caiu em si e volto atras antes de arruinar seu casanento. E tadiinho do Chris ele ta sofrendo tanto, gosto muito dele. Agora sobre a situação atual que palhaçada é essa Dulce? Confia no seu taco não? Porque você mesma não foi la e esfrego na cara dessa mulherzinha que a Any tem dona? Ai ja vai brigar por causa de quem não vale a pena. Sério mesmo que ja ta acabando? :( que pena gosto tanto dessa fic. Posta mais Angel.

  • Furacao Maite Postado em 29/12/2015 - 23:24:19

    genteeeeee!!! amanhã vai ser quente!!! estou triste porque a fic vai acabar!!!


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais