Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: Volvere Junto a Ti | Tema: Portiñon


Capítulo: Capitulo 190

1719 visualizações Denunciar


As duas foram caladas no carro de Maite.  Maite as deixou no apartamento delas, e
seguiu para casa. Entraram no apartamento e ainda sem nem uma conversa.
Chegaram no quarto e começaram a trocar de roupas, vestindo suas roupas de
dormir, enquanto se vestiam Anahi olhava Dulce de canto de olho, mas parecia
como se Dulce estivesse ali sozinha, nem a olhava. Quando se deitaram Dulce
logo se virou de costas pra Anahi que ficou deitada de barriga pra cima.
Minutos depois ela se virou pra Dulce.



Anahi: Dul, já dormiu?



Não ouviu resposta.



Anahi: Dul, me responde. Eu sei que não dormiu ainda.



Ela falava calma.



Dulce: Não Anahi, não dormi.



Anahi sentiu o tom sério dela na voz, seu coração
apertou, parecia que ia ser difícil se entenderem. Se aproximou mais do corpo
de Dulce, encostando nela. Acariciou o braço dela e escorou o queixo em seu
ombro, depois a abraçou de conchinha.



Anahi: Vamos dormir assim não, não quero dormir
brigada com você. Vamos resolver tudo.



Dulce sentiu seu coração apertar, quase se derreteu
com essa voz meiga dela, e o jeito dengoso de dizer. Imaginou a carinha de
cachorro sem dono dela e quase se rendeu, mas ao se lembrar do jeito que Anahi
estava na boate com Ana Paula e lembrou da frase 'conhece meus amigos né?' sua
raiva e ciumes voltou.



Dulce: Anahi eu quero dormir, to cansada. Hoje não!



Ela apertou os olhos, estava com raiva, mas mesmo
assim doeu. Deu Graças a Deus por estar escuro e Anahi não poder ver seu rosto.
Anahi sentiu o coração doer mais ainda, o desprezo de Dulce com ela a machucou
muito naquele momento. Se afastou dela e seus olhos estavam cheios de lágrimas,
se levantou da cama e saiu do quarto antes que ela notasse seu choro.



Assim que ela saiu Dulce se virou de barriga pra cima,
estava com raiva ainda, mas seu coração a dizia pra ir atrás. Se levantou,
acendeu a luz e foi até a cozinha, vendo que era a única luz acesa. Parou na
porta e Anahi estava de costas, estava escorada na pia com um copo de água na
mão e limpava suas lágrimas. Dulce viu que ela chorava e não suportou,
aguentava tudo, menos vê-la chorar. Devagar se aproximou dela e a abraçou por
trás carinhosamente. Escorou seu queixo no ombro dela.



Dulce: Desculpa por ser tão grossa.



Beijou o ombro dela e a apertou mais em seus braços,
Anahi fechou os olhos, logo depois Dulce a virou de frente para ela, viu os
olhos dela avermelhados pelo choro e algums lágrimas, passou os dedos as
secando.



Dulce: Não chora, por favor! Tudo menos te fazer
chorar.



Anahi: Doeu demais o seu desprezo.



Dulce: Eu sei, doeu em mim também.



 
Anahi: Olha Dul, eu entendo o seu ciumes. Talvez
demorei a dar um chega pra lá na Ana Paula, demorei a te apresentar como minha
namorada. Mas não fiz por mal, ela ficou lá falando e eu me enrolei toda e
acabei que fiquei como uma idiota sem ação.


 


Dulce: Mas tem que ter atitude Any, essas mulheres são
folgadas, quando você vê já tão quase te agarrando.


 


Anahi: Eu sei, mas eu não tava gostando daquilo, eu
juro.


 


Dulce: Eu sei. E percebi que ainda não perdeu sua
inocência quando se trata de mulheres, fica perdida ainda do mesmo jeito. Vindo
da boate pra cá com sangue mais frio consegui raciocinar melhor.


 


Anahi: E porque me desprezou quando fui falar com você
no quarto?


 


Dulce: Porque a cena toda voltou na minha cabeça e o
ciumes me dominou, e por orgulho também.


 


Anahi: Olha, eu não me importo que tenha ciumes. O que
mais me incomodou sabe o que foi?



Anahi: Sua grosseria comigo, eu não quero que nossas
brigas sejam na base do grito, e essas coisas. Podemos conversar, resolver com
calma. Você foi grossa comigo, e por conta disso fiquei nervosa e também fui
grossa com você, e onde isso vai parar? O respeito se diminui, e respeito é uma
coisa que quero ter sempre entre nós duas.



Dulce: Eu sei, me desculpa! Não vai mais acontecer, eu
me arrependi de cada palavra e grosseria com você.



Anahi: Tudo bem que no passado a gente faltava se
matar.



Elas riram.



Anahi: Mas a gente ainda era muito nova, não tinhamos
um relacionamento e ao mesmo tempo nos odiavamos.



Elas riram mais.



Dulce: Eu sei meu amor.
 



Dulce acariciava o rosto dela com carinho.


 


Dulce: Me deixei levar pela raiva, ciumes, o momento,
alcool na cabeça.



Anahi: Promete que vamos sempre resolver as coisas com
respeito?



Dulce: Prometo!



Anahi: Sempre?



Dulce: Sempre!



Elas se olhavam nos olhos e sorriram.



Dulce: Então agora ta tudo bem?



Anahi: Ainda não.



Anahi disse séria e Dulce desfez o sorriso.
 


Anahi: Ta faltando ..


Anahi a abraçou pelo pescoço, levando uma mão nos cabelos dela na região da nuca e passando a pontinhas das unhas ali devagar, com a perna direita, a levantou roçando na lateral do corpo de Dulce até a altura da cintura dela. Dulce ofegou e seu corpo foi dominado por um calor enorme e o desejo crescendo por entre suas pernas. 


Dulce: Ta faltando?


Anahi levou os lábios aos dela roçando devagar e falando baixinho com a voz rouca.


Anahi: Ta faltando, você ..


Levou a boca ao ouvido de Dulce, ela sentia seu coração bater acelerado, como desejava aquela mulher. Anahi novamente disse com a voz rouca, cheia de desejo.


Anahi: Você fazer amor gostoso comigo!


Ela passou a perna em volta do corpo de Dulce a puxando para si. Essa ação fez Dulce perder o ar, e sua calcinha já tava pra lá de molhada. Anahi não precisava fazer muito pra deixá-la louca de tesão.


Elas sorriram, dessa vez maliciosas. Dulce apertou a cintura dela a encostando mais na pia, pressionando seu corpo no dela, levou a mão a perna dela que estava em volta da sua cintura e apertou sua coxa.


Dulce: Então vem que eu quero te amar!


Dulce falou com uma voz rouca meio sussurava, fazendo Anahi se arrepiar inteira e puxar o ar ofegando, sentindo ela apertar mais sua cintura. Dulce beijou seu pescoço, começando a dar chupadas, porém lentas, mas intensas.  Anahi  sentia sua calcinha ficar mais molhada ainda. Dulce seguia segurando a perna dela e apertando, enquanto roçava suas intimidades como dava. E o beijo cada vez mais intenso, queriam se devorar pelos lábios.


Dulce girou seus corpos, em seguida levantou Anahi a sentando na mesa. Sentiu um friosinho gostoso na barriga, quando ela passou as pernas em volta da sua cintura e puxou para si. Anahi bagunçava os cabelos de Dulce, enquanto a outra mão estava de baixo da blusa dela, arranhando com desejo. Dulce se arrepiava cada vez mais, levou os lábios ao pescoço dela, dando chu..padas, fazendo com que Anahi jogasse a cabeça para trás, oferecendo mais espaço a ela, tinha os olhos fechados sentindo a sensação gostosa dos lábios quentes e molhados de Dulce em sua pele, mordia o lábio gemendo baixo.


Entre beijos e caricias tiraram suas blusas, Dulce levou os lábios a um dos seios descobertos de Anahi, enquanto sua outra mão acariciava o outro. Anahi agora gemia mais alto, com seu corpo desinquieto em cima da mesa. Dulce a empurrou pelo peito, a fazendo se deitar na mesa, desceu com beijos por sua barriga, intercalando com algumas mordidinhas e lambidas, quando chegou no short dela, o puxou, o tirando junto com a calcinha, deixando-os cair pelo chão. Anahi se sentou e rapidamente, colocou uma mão na nuca dela, a segurando pelos cabelos ali e puxando com certa força, fazendo seus lábios e corpos se chocarem. Buscou o ar que lhe faltava, e disse soltando aquela voz rouca.


Anahi: Hoje eu quero você dentro de mim.


Dulce sorriu maliciosa, seus olhos brilhavam desejo. Levou uma mão a nuca de Anahi, segurou firme nos cabelos dela e puxou com certa força, Anahi gemeu no mesmo momento, com sua excitação indo lá em cima. Se tivesse algum aparelho que medisse a excitação, com certeza ele explodiria. Dulce permaneceu com a mão segurando firme os cabelos dela, e com a outra mão, acariciou a coxa dela, seguindo para sua intimidade, ao chegar onde tanto queria, passou as pontas de dois dedos da entrada dela até o clitóris. Anahi gemeu novamente, e seu peito subia e descia com rapidez. Dulce passou a acariciar o clítoris dela, o sentindo durinho. Depois de dar mais beijos no pescoço dela, levou a boca ao ouvido da amada.


Dulce: Me quer dentro de você?


Anahi: Quero!


Anahi falava com dificuldade, pois as caricias de Dulce em seu clítoris eram cada vez mais intensas.


Dulce: Quer que eu faça o que? Que eu meta gostoso em você?


Dulce falava devagar, tentando controlar a respiração, a provocando.


Anahi: Quero!


Dulce: Quer o que? Fala pra mim, vai.


Anahi: Quero que meta gostoso em mim. (suas mãos apertavam a costas de Dulce, cravando suas unhas ali) 


Dulce: Que mais?


Dulce estava indo a loucura com a voz dela cheia de tesão em seu ouvido e estava se segurando pra não penetrá-la logo.



Anahi: Me pega com vontade (ofegante) com força, até eu não ..



Ela parou de falar, gemendo, ao sentir os dois dedos de Dulce em sua entrada, quase penetrando.


Dulce: Até você o que?


Anahi: Não aguentar mais, e go..zar pra você ..



Ela mexeu o quadril, o levando mais a mão de Dulce, querendo senti-la logo.



Anahi: Faz logo amor!


Ela disse dengosa, gemendo manhosa. Dulce não aguentou ouvir aquilo e penetrou seus dois dedos nela, de uma vez só. Arrancado um gemido alto dela, perdendo quase todas as forças que tinha, seu corpo estremecia de tesão. Dulce começou a fazer um vai e vem, nem lento, nem rápido. Beijava o pescoço de Anahi com loucura, com seu corpo incendiando por ouvi-la gemer, Anahi rebolava como dava em seus dedos, pedindo por mais, enquanto dava mordidinhas no ombro dela, e suas mãos apertava o corpo dela com força. Dulce passou a penetrá-la com mais força, quanto mais gemidos ouvia, mas força fazia, não aguentando e por vezes gemendo com ela, poderia facilmente ter um orgasmo só de ouvi-la. Não demorou muito e sentiu seus dedos melarem, Anahi estava go..zando intensamente, gemendo enquanto suas bocas estava uma na outra, na tentativa de um beijo, mas Anahi perdeu as forças que nem seus lábios conseguiu movimentar, tamanho foi seu orgasmo.


Levou seu queixo ao ombro de, o deixando ali, com o corpo mole. Dulce tirou seus dedos de dentro dela, o levou até a boca, sugou tudo e depois ficou fazendo carinho nas costas dela, esperando ela se recuperar.


Anahi: Você ainda me mata!


Elas sorriram juntas, já com as forças voltando, Anahi a olhou, sorriu.


Anahi: Amo tanto você! (ela agora acariciava o rosto da amada com carinho) Não faz ideia.



Dulce: Claro que faço, do mesmo jeito, ou até mais. (virou o rosto beijando a mão dela)



Anahi: Não vem com essa de que ama mais, ok?


Dulce: Eu sei, se não vamos ficar discutindo aqui até amanhã. 


Riram juntas. Iniciaram um novo beijo cheio de desejo e foram para o quarto, fizeram amor até o dia amanhecer e dormiram exaustas.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): angelr

Este autor(a) escreve mais 8 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Um mês se passou. Era domingo de manhã, o dia estava lindo e o sol irradiante. Dulce e Anahi estavam na fazenda, decidiram passar o fim de semana na cabana perto do rio. Anahi acordou, Dulce ainda dormia. Olhou para ela admirado o seu sono, fez carinho no rosto dela, deu um beijo em sua bochecha e foi para o banheiro, fez sua sua higiene matinal e foi para a coz ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 698



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ..Peekena.. Postado em 15/01/2018 - 13:58:15

    Amei a fanfic!!!

  • angelr Postado em 09/01/2016 - 22:43:26

    naiara_ - Avisarei por aqui hahaha

  • flavianaperroni Postado em 04/01/2016 - 00:09:07

    Linda, perfeita que roubou meu coração, caraca essa web é tao linda, encantadora e nos prende fácil, amei acompanhar mais um trabalho seu, parabéns, e obrigada a autora que permitiu a postagem da fanfic,e esperarei para ler mais webs suas angelr.

  • babiportinon Postado em 31/12/2015 - 22:23:48

    Mds que final perfeito... web perfeita amei Angel...

  • pekenna Postado em 31/12/2015 - 19:47:38

    Que lindo final! Mto linda a fic <3

  • naiara_ Postado em 31/12/2015 - 09:23:38

    Mto lindo o final..aí um mobte de neném amo mto. Mais como vamos saber da proxima ficvc vai anunciar onde?

  • Furacao Maite Postado em 30/12/2015 - 23:38:05

    Fic lindaaaaa !!! Pena que no final foi rudo tao corrido !!!! Obrigada por postar e obrigada lana por deixar!!!! Feliz ano novoooooo. Beijoooos

  • portinonnessa14 Postado em 30/12/2015 - 01:15:48

    Briga por causa se ciúmes aí que fofo mais a Dulce não precisava ser mal educada também né grosseira sem necessidade isso Que triste que vai acabar Angelr não vai mais postar nada para a gente ?

  • babiportinon Postado em 29/12/2015 - 23:52:30

    Nossaaa perdi muita coisa por aqui :O .. Nossa foi tenso o que a Any passou com a mãe dela mas ainda bem que agora ta melhorando, e agora ela é titia *-* o Fernando deve ser lindo. E a Sindy nossa que vontade de dar uns tapas, mas ainda bem que ela caiu em si e volto atras antes de arruinar seu casanento. E tadiinho do Chris ele ta sofrendo tanto, gosto muito dele. Agora sobre a situação atual que palhaçada é essa Dulce? Confia no seu taco não? Porque você mesma não foi la e esfrego na cara dessa mulherzinha que a Any tem dona? Ai ja vai brigar por causa de quem não vale a pena. Sério mesmo que ja ta acabando? :( que pena gosto tanto dessa fic. Posta mais Angel.

  • Furacao Maite Postado em 29/12/2015 - 23:24:19

    genteeeeee!!! amanhã vai ser quente!!! estou triste porque a fic vai acabar!!!


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais