Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: A Stripper | Tema: Vondy, Strip-tease


Capítulo: 96° Capitulo

1266 visualizações Denunciar


            Era para ser um dia comum, rotineiro, Dulce iria para seu trabalho, sua mãe ficaria cuidando de seus filhos, Levaria o Miguel para escola e ficaria tomando conta da Luz, já que a mesma ainda não frequentava a creche, mas infelizmente o dia não havia ocorrido desta forma, antes que Dulce fosse trabalhar, a pequena Luz que já havia acordado, reclamou com sua mãe que estava com falta de ar o que preocupou a mãe, uma vez que a pequena estará desde a noite anterior com febre e já havia sido medicada por Dulce com um remédio para a febre, Dulce então decidiu que não iria ao trabalho e sim iria levar sua pequena ao medico, pois não era normal ela reclamar de estar com dificuldade para respirar. Dulce então levou a menina para o banheiro afim de dar um banho na mesma e então sua preocupação aumentou, pois ao retirar a roupa da menina pode notar pequenas manchas roxas que haviam surgido pelo corpo da pequena, então Dulce deu um banho bem rápido na menina e foi direto para a emergência mais próxima.


            Chegando na emergência, a pequena Luz demorou cerca de 35 minutos para ser atendida, o pediatra do pronto socorro – Um homem de aparentemente 54 anos, alto, falso magro, de olhos grandes que pareciam duas jabuticabas, com um sorriso largo –  passou de cara após examina-la um exame de sangue e pediu para que Dulce aguarda-se o resultado na recepção junto de sua pequena e assim Dulce fez, foi para a recepção com a menina e aguardou cerca de 2 horas e meia até que novamente foi chamada pelo pediatra, ao entrar na sala do Dr. Pedro, Dulce sentou-se com a pequena no colo e encarou o medico que a olhava agora com um olhar um pouco mais serio.


 


E então doutor? – Perguntou Dulce em relação ao resultado do exame de sangue.


 


Então mãe, eu preciso que me escute com atenção. – Dulce assentiu porem aquelas palavras lhe deixaram bastante nervosa. – a paciente apresenta um quadro de Anemia Aplástica e... – Dulce o cortou.


 


Anemia? Mas ela se alimenta tão bem, sempre come frutas, verduras.


 


Eu sei mãe, mas este tipo de anemia não é por má alimentação, a Anemia Aplástica é um problema que está relacionado com as células da medula óssea e as células tronco chamadas também de células mãe ou células estaminais. As células estaminais são células básicas que se desenvolvem em três tipos de células do sangue. Na anemia aplástica, as células-tronco são destruídas ou não se desenvolvem adequadamentese devido a alterações na medula óssea. – Explicou o pediatra.


 


Isso é grave? – O coração de Dulce neste momento já estará acelerado.


 


Infelizmente sim... – A partir desde momento Dulce sentiu o chão se abrir e seu semblante começou a mudar, dava para ver o pânico em seus olhos. – Deixaremos a menina aqui internada, realizaremos outros exames. – Dulce assentiu. – Existe algum histórico familiar de anemia aplástica ou alguma doença no sangue?


 


Não! – Afirmou. – Quer dizer, não na minha família.


 


E na do Pai a senhora saberia dizer? – Dulce negou.


 


Doutor ela vai ficar bem não vai? – Disse Dulce acariciando os cabelos da pequena que estará em seu colo.


 


Farei todo o possível. – Essa resposta fez os olhos de Dulce se encherem de água, não podia acreditar que estará passando por isto, será que jamais seria feliz? Era o que ela questionava dentro de si.


 


 


            Logo fizeram a internação da pequena, a colocaram na enfermaria, ao lado da pequena cama onde colocaram a pequena havia uma cadeira para que Dulce se senta-se, no local haviam outras crianças com suas mães, muitas com o semblante esgotado. Colocaram Luz para tomar soro misturado com um remédio na veia, por ter acordado muito cedo á pequena acabou adormecendo, mas Dulce não, sentada naquela cadeira fria, vendo sua filha naquelas condições a única coisa que conseguia era implorar a Deus em seu interior para que a poupasse de tanto sofrimento, para que aquele diagnóstico fosse equivocado, que sua filha estivesse completamente bem, era a única coisa conseguia fazer, era fechar os olhos e pedir a Deus com todo o seu coração deixando que lagrimas rolassem pelo seu rosto.


 


 


 


O que ela tem? – Perguntou uma mãe puxando assunto, desviando assim Dulce de sua oração interior. Dulce que estará de costas para a autora da voz, tratou de limpar os vestígios de suas lagrimas e olhar na direção da mulher que estava a mais ou menos 2 metros de distancia dela.


 


Algum tipo de anemia que afeta as células da medula óssea, eu não sei direito o que é. – Disse Dulce com a voz embargada.


 


Tadinha, ela é tão pequenininha. – Comentou a mulher. – Mas vai ficar tudo bem, tenha fé em Deus. – Dulce assentiu.


 


Obrigada. – Disse Dulce voltando a olhar para sua filha e acariciando os cabelinhos a mesma.


 


 


            Neste meio tempo um homem moreno, alto, forte que pelas vestimentas se tratará do segurança do pronto socorro apareceu na porta da enfermaria.


 


 


Quem é Dulce Maria? – Dulce que até então nem havia notado a presença daquele homem o olhou.


 


Sou eu. – respondeu.


 


Sua mãe esta lá fora. – disse o homem serio.


 


Ela não pode entrar? – Perguntou ela.


Não, só é permitido um acompanhante, ela só poderia entrar se fosse horário da visita. – Afirmou o homem.


 


Ok, Obrigado. – Agradeceu pela informação. Porém não obteve nenhuma palavra como resposta, o homem apenas virou as costas e saiu andando. Dulce então virou seu rosto na direção da mulher que havia lhe perguntado o que a Luz tinha e gentilmente pediu. – Será que você poderia dar uma olhadinha nela rápido, eu preciso ir falar com a minha mãe. – A mulher assetiu.


 


Mas é claro, pode ir.


 


Obrigado. – Dulce então levantou-se da cadeira, inclinou-se na direção de sua filha e depositou um beijo na testa da mesma e então saiu da sala.


 


 


 


            No meio tempo que Dulce soube que a sua filha ficaria internada, Dulce ligou para a sua mãe para contar o que estará acontecendo e pediu também para que ela levasse roupas tanto para ela quanto para a menina.
            Dulce caminhou pelos corredores daquele pronto socorro com as paredes cinzentadas com algumas partes até mesmo descascadas, a triste realizado do atendimento publico, precário. Dulce caminhou até a recepção e logo avistou sua mãe que estará com um semblante triste, Dulce apressou os passos e se jogou nos braços de sua mãe, neste instante ela não conseguiu conter mais o nervosismo, as lagrimas vinham a tona, seu choro era forte, do fundo da alma, sua mãe tentava lhe acalmar, pedindo para que ela se acalma-se enquanto acariciava as costas da filha porém no fundo dona Blanca, também tinha vontade de desabar em lagrimas, mesmo sem saber ao certo o que estará acontecendo. As pessoas que aguardavam o atendimento na recepção olhavam a cena sem entender o que estava acontecendo, porem acreditavam ser algo bem grave pelo estado em que Dulce se encontrará.


 


 


Tem que ser forte minha filha, não chora, tem que estar forte para a Luz, ela não vai gostar de te ver assim. – Eram as palavras de Blanca porem Dulce não conseguia conter-se.


 


Mamãe por que? Por que Deus esta fazendo isto comigo? Ele quer me castigar pelo o que? Por que ele é tão injusto. – Blanca desfez o abraço e então olhou nos olhos vermelhos inundados de sua filha.


 


Dulce não blasfeme, não faça isto meu amor, Deus sabe de todas as coisas... – Dulce a cortou.


 


Mãe eu não mereço isto, ele já não achou suficiente tudo o que passei? Porque Deus me odeia mamãe? – perguntou em meio ao seu desespero.


 


Não fale besteira, Deus não te odeia! – Afirmou Blanca com os olhos cheios d’agua.


 


Então por que ele esta querendo tomar a minha filha, por que ele quer levar ela? – Perguntou em meio aos soluços de seu choro.


 


Calma minha filha, não sabemos os planos de Deus, mas temos que ter fé que isso é só mais uma provação, olha tudo o que você já passou, você foi guerreira meu amor, agora é só mais uma luta que você ira vencer, você vai vê! – As palavras de sua mãe de certa forma a confortava porém o medo de perder seu tesouro lhe dava agonia. – Agora me diga, o que o medico lhe disse?


 


O que eu te disse no telefone. – Dulce secou as lagrimas com as costas das palmas de suas mãos. – Que ela esta com essa tal de anemia aplástica, que isso é grave, que afeta a medula óssea dela. – Dulce respirou fundo.


 


Mas temos que ter fé, ela irá melhorar, vamos orar muito por ela, Deus vai abençoar, logo, logo ela estará em casa, tão sapeca quanto antes. – Dulce deu um sorriso fraco.


 


Deus te ouça mamãe.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): cynnthyavargas

Este autor(a) escreve mais 6 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

1 mês depois....                     Sem muitos recursos no hospital de sua cidade, Dulce se viu obrigada a voltar para aquela cidade onde tanto havia sofrido, onde o destino tanto havia lhe castigado, novamente ela estará na cidade do México, na capital, mas desta vez ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 719



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • BGOMES Postado em 29/10/2019 - 21:17:29

    Abandonou :/

  • amanda.dourado Postado em 14/10/2019 - 18:32:23

    Anem continua pfv

  • dada Postado em 12/10/2019 - 09:12:50

    cont....faz maratona ansiosa pro Christopher descobri a verdade logo

  • Ellafry Postado em 23/07/2019 - 19:43:49

    up

  • dudinhah Postado em 08/07/2019 - 10:57:57

    Continua

  • anacaroline98 Postado em 30/06/2019 - 09:30:56

    qqqqqq drogaaaaaq cadeeeeeee e

  • Ellafry Postado em 06/06/2019 - 23:30:24

    up

  • BGOMES Postado em 04/06/2019 - 00:26:39

    Cnt

  • Ellafry Postado em 06/05/2019 - 01:11:56

    maaaaaais

  • tatayvondy Postado em 28/04/2019 - 23:52:54

    CONTINUAAAAA



AVISO

BAIXE O APP PARA ANDROID - https://fanfics.com.br/download/FanficsBrasil.apk

 

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...