Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: A Stripper | Tema: Vondy, Strip-tease


Capítulo: 91° Capitulo

863 visualizações Denunciar


 


            Era difícil segurar tanta dor dentro de si, era difícil entender o rumo que sua vida havia novamente tomado, mas ela não iria se render, como poderia? Já havia levado tantas porradas da vida que não pensará em se render, agora sim estará mais que claro para ela que aquele homem bom que havia conhecido não existia mais, que a dor daquela armação havia o transformado em um homem cruel. As lagrimas que insistiam em rolar ela limpava antes mesmo que chegasse a maça de seu rosto, ele não merecia suas lagrimas. Ela apertou o botão chamando o elevador, torcendo para que o mesmo chegasse o mais rápido possível, que ela pudesse sair dali o quanto antes, mas para o seu azar quando o elevador chegou e as portas se abriram, ela deu de cara com Alfonso que ao vê-la levou até um susto.


 


 


O que você faz aqui? – perguntou serio. Ela respirou fundo como se puxasse do fundo do seu ser forças para talvez encarar um novo tipo de humilhação.


 


Eu já estou de saída. 


 


Veio atrás do Christopher não é? – ele cruzou os braços. – Já não basta o tanto que o fez sofrer? Ainda tem a cara de pau de... – Ela o interrompeu.


 


Pode parando por ai, não pedi sua opinião para absolutamente nada, agora me dê licença por que não vou ficar aqui escutando suas reclamações.


 


Até porque nem precisa né? – Ironizou ele. – Pela vermelhidão em seus olhos creio que Christopher já lhe colocou em seu devido lugar.


 


Pense o que você quiser. – ela passou suas mãos pelo seu rosto. – só saia da minha frente.  – Alfonso então saiu deixando-a adentrar o elevador que ainda os aguardava devido ele ter parado na porta do elevador.


 


Espero não voltar a vê-la.


 


Não mais que eu! – disse ela enquanto a porta ia se fechando.


 


 


 


            Assim que a porta se fechou, Alfonso mirou a secretaria que assistiu toda a conversa em silêncio, então sem dizer nada ele caminhou em direção a sala de Christopher e já saiu entrando, pois sabia que aquela visita com certeza havia lhe machucado muito, assim que Alfonso entrou na sala de Christopher o viu sentado de cabeça baixa, sabia que o amigo estará chorando, então ele fechou a porta e caminhou até a mesa do seu melhor amigo e sentou-se de frente para ele.


 


 


Encontrei com a Dulce no elevador. – comentou Alfonso e então Christopher levantou o rosto e Alfonso pode vê as lagrimas que desciam.


 


Porque tenho que ama-la tanto? – ele então jogou a cabeça para trás e suspirou. – Será que nunca vou tira-la da cabeça?


 


Claro que vai, com o tempo você vai esquecê-la, não será fácil, mas você vai conseguir. O que ela queria com você?


 


Me devolver o cheque. – Alfonso franziu o cenho.


 


Que cheque? – Perguntou ele.


 


Ontem fui procura-la naquele maldito lugar, a levei para o meu apartamento, fiz amor com ela, eu precisava dela, daquele corpo, nem que fosse pela ultima vez. – ele fechou os olhos e uma lagrima rolou e ele logo limpou. – então deixei um cheque para ela. Pagando pela noite.


 


Você não fez isso? – Alfonso estará incrédulo. – Como pode se deitar com essa mulher de novo sabendo tudo o que ela fez?


 


Eu fiz por amor, por desespero!


 


Mas isso não vai te ajudar em nada, só vai te deprimir mais, esquece essa mulher Christopher, existem muitas mulheres maravilhosas nesse mundo, porque sofrer tanto por uma que não vale absolutamente nada?


 


Eu sei que tem razão, mas eu não consegui evitar.


 


– Eu não vou julga-lo, mas pense bem, ela não merece.


 


Foi a ultima vez, eu precisava de despedir.


 


Espero mesmo que tenha sido a ultima vez, por que isso só faz mal a você. – Christopher assentiu.


 


 


 


 


****


 


 


 


            Quando Dulce chegou em casa que abriu a porta Zoraida pode respirar tranquilamente, Dulce não havia dito nada sobre ir dormir com Christopher, também ela não sabia que Christopher há esperava do lado de fora porém ela poderia ter ligado, mas tudo havia acontecido de forma tão intensa que nem mesmo pensou que Zoraida poderia estar preocupada com ela.


 


 


Onde você estava sua louca? Meu Deus quer me matar do coração?


 


Me desculpe. – disse Dulce caminhando até o sofá e se sentando.


 


Por onde esteve? Eu já estava imaginando o pior, me deixou tão preocupada, o Miguelzinho não parava de perguntar por você!


 


Onde esta meu filho? – perguntou Dulce estranhando o total silencio naquela casa.


 


Foi com a vizinha no parquinho, ela foi levar o neto dela e pediu para o Miguel ir junto, para ele não notar meu desespero, eu o deixei. – Dulce então assentiu. – Mas me diga, o que houve? Onde estava?


 


Estava com o Christopher. – Zoraida então arregalou os olhos e logo um sorriso surgiu no rosto dela porém Dulce tratou logo de retira-lo. – Mas não se alegre, ele apenas me humilhou. – Ela então franziu o cenho.


 


Mas como assim? – Dulce então sentiu seus olhos queimarem, só em pensar em ter que contar tudo aquilo.


 


Quando e sai da boate ontem encontrei o Christopher no estacionamento, foi um sonho, ele estará lá me esperando como antigamente, ele foi aquele homem maravilhoso por quem me apaixonei, me levou para seu apartamente e ficamos juntos, foi incrível... Eu fui dele por inteira, seus beijos, seus toques... – Dulce fechou os olhos e sentiu as lagrimas rolarem. – tudo parecia ser como nos velhos tempos, até que eu acordei e a cama estava vazia e no criado mudo havia um bilhete junto com um cheque a qual ele pagava pela noite. – Dulce desabou a chorar. – Como se eu fosse uma prostituta, logo eu! – Zoraida arregalou os olhos.


 


Mas que filha da mãe! Como ele pode fazer isso com você. – Era inacreditável.


 


Ele me matou por dentro... Me matou!


 


– Me da o endereço do trabalho dele por que ele vai se ver comigo!


 


– Não, não vale apena, isso tudo agora é parte do meu passado, jamais quero nem ao menos ouvir o nome dele. A partir de hoje ele esta morto para mim!


 


– Vem cá vem. – Zoraida a puxou para um abraço.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): cynnthyavargas

Este autor(a) escreve mais 6 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

UM MÊS DEPOIS...                   Dulce e Zoraida sentadas em cadeiras na recepção de um hospital aguardavam o resultado de uma serie de exames feitos por Dulce, após um desmaio repentino dentro de casa, o que foi um grande susto para Zoraida ao encontrá-la caí ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 716



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Ellafry Postado em 23/07/2019 - 19:43:49

    up

  • dudinhah Postado em 08/07/2019 - 10:57:57

    Continua

  • anacaroline98 Postado em 30/06/2019 - 09:30:56

    qqqqqq drogaaaaaq cadeeeeeee e

  • Ellafry Postado em 06/06/2019 - 23:30:24

    up

  • BGOMES Postado em 04/06/2019 - 00:26:39

    Cnt

  • Ellafry Postado em 06/05/2019 - 01:11:56

    maaaaaais

  • tatayvondy Postado em 28/04/2019 - 23:52:54

    CONTINUAAAAA

  • dudinhah Postado em 13/04/2019 - 19:00:20

    Continua

  • kaalexander_ Postado em 08/04/2019 - 10:06:17

    Meu deus posta mais!!!! Quero ver o Chris descobrindo tudo e tentando se desculpar

  • BruGomes Postado em 28/03/2019 - 11:37:33

    Continua



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...