Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: - Mentiras | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo - CDXI

2925 visualizações Denunciar


Alfonso parara de falar na hora, embora já soubesse disso, não esperava que Anahí fosse lhe contar daquela forma, fora então que ele vira as duas malas prontas ao lado da porta e encarara Anahí apavorado, com medo de perdê-la novamente.



- Eu entendo que isso não é o que você quer, eu entendo que você tenha outros planos para o seu futuro, mas isso é o que eu quero! - ela disse decidida, quando vira que Alfonso estava olhando para suas malas.



- Pelas minhas contas eu acho que você deve estar de 6 semanas, embora eu ache que ainda é cedo para alguns sintomas que você vem apresentando. - ele disse como se estivesse pensando. - Mas mesmo assim eu ainda não consigo entender o porque de você ter demorado tanto para me contar. - ele disse.



- 7 semanas e meia. - ela o corrigiu, antes de encará-lo surpresa. - Pelas suas contas?



- Eu já sabia, só estava esperando você me contar. - ele disse abrindo um sorriso, e ela viera furiosa em sua direção, acertando sua mão com força no ombro dele.



Anahí estava furiosa, ela não podia acreditar que Alfonso sabia e não havia lhe falado nada, que havia deixado que ela ficasse tão desesperada, tão preocupada, se torturando, pensando em como as coisas seriam, fora então que ela percebeu que quem estava gritando era ela, não Alfonso, como ela imaginara que aconteceria.



- Como você descobriu? - ela perguntou furiosa, depois de acertar pela ultima vez um tapa forte no ombro de Alfonso.



- Enjoos frequentes, oscilação de humor, desejo sexual aflorado, aumento de apetite. No começo eu pensei que fosse apenas estresse, mas depois eu percebi que eu só estava me enganando...



- Se enganando porque você não queria ter um filho. - ela completou.



- Não. - ele se apressou em dizer. - Bom, sim, mas no começo, quando eu ainda tinha medo de ser pai novamente, isso foi antes de eu perceber que formar uma família com você é o que eu mais quero...



- Mas... Mas você não queria ter mais filhos. - ela disse confusa, estava esperando uma reação completamente diferente da que Alfonso tivera.



- Eu não queria porque eu era medroso, tinha medo de ser um pai como o Marcelo, tinha medo de ter que escolher entre a minha profissão e minha família, porque as coisas foram assim com os meus pais, eles tiveram que escolher e acabaram optando pela profissão. Embora eu tenha demorado para perceber, eu não sou como o meu pai, eu não me vejo obrigando os meus filhos a estudarem onde eu quero, também não me vejo escolhendo a profissão deles, eu posso ser diferente, eu posso conciliar a família e o trabalho. - ele disse, se aproximando de Anahí e levando sua mão até a barriga dela.



- E como você vai fazer isso? Ainda mais agora, com essa proposta de ir para a Alemanha, você vai ter que escolher, porque eu não vou me mudar, não vou largar a minha vida aqui...



- Eu vou dar um jeito. - ele a interrompeu. - Eu vou conseguir conciliar as duas coisas. - ele prometeu, mais para si mesmo do que para Anahí.



- Você me fez viver um inferno, eu imaginei que você iria gritar, se zangar, dizer que não queria esse filho...



- Eu sinto muito, eu fui um idiota, eu nunca deveria ter dito metade das coisas que eu disse. - ele a encarou. - As malas são por isso? Você imaginou que eu não iria reagir bem a isso? - ele perguntou.



- Você sempre deixou claro que não queria ter mais filhos.



- Mas agora isso é tudo o que eu mais quero. - ele abriu um largo sorriso. - Nós seremos cinco agora. - ele disse, se agachando antes de depositar um beijo na barriga de Anahí, a fazendo chorar, já que nem mesmo em seus melhores sonhos ela imaginara Alfonso reagindo daquela forma. - Eu te amo. - ele disse com a voz embargada, como se apenas agora ele tivesse se dado conta de que seria pai novamente e que formaria uma família com Anahí. - Não pense em me deixar de novo, eu não sei o que faria se vocês três fossem embora.



- Três? - ela perguntou confusa.



- Você, o Enzo e o bebê. - ele disse, já que se Anahí fosse embora deixaria apenas Clara com ele.



- Eu amo você. - ela disse tentando controlar suas lagrimas, já que ultimamente tudo a fazia chorar. - Mas eu ainda estou brava com você. - disse, se deixando aconchegar no peitoral dele que a abraçara.



Alfonso afagava seus cabelos, tentando tranquilizá-la, demonstrando que estaria por perto, embora agora não soubesse o que fazer e estivesse dividido entre acompanhar a gravidez de Anahí ou aceitar a proposta de trabalho e se mudar para a Alemanha durante longos seis meses.



            Quando anoiteceu, ambos já estavam mais tranquilos, deitados a cama, Anahí de barriga para cima, enquanto Alfonso a acariciava sorrindo, completamente o oposto de como Anahí imaginava que ele se comportaria.



- Tenho uma ultrassonografia amanhã. - contou, acariciando os cabelos dele. - Eu pensei que talvez você pudesse ir comigo. - disse timidamente.



- Eu adoraria. - ele sorriu e em seguida se virou para selar seus lábios nos dela. - Imagino que não seja no centro médico já que você parecia estar tentando esconder isso de mim.



- É no St. Mary. - contou.



- Posso desmarcar e marcar no Centro médico? - perguntou, afinal, queria que Anahí tivesse o acompanhamento dos melhores profissionais. - Quero que você e nosso filho tenham o melhor acompanhamento.



Anahí apenas assentiu, para logo em seguida abraçá-lo, se aninhando em seus braços, ainda sem acreditar na forma como ele havia reagido, tão calmamente, demonstrando também querer este filho.



- Filho? - ela sorriu. - Talvez seja uma filha. - disse, levantando sua cabeça para olhá-lo nos olhos.



- Acho que eu não aguentaria ter outra filha, assistir mais peças de balé, filmes da Disney, isso é demais pra mim.



- Eu adoraria uma menina, Clara é como se fosse minha filha, mas eu não acompanhei ela desde bebê, então queria que fosse outra menina.



- Será um menino, eu tenho certeza. - ele sorriu. - Já pensei até em alguns nomes. - disse timidamente.



- Você já pensou em nomes? - ela abrira um largo sorriso, sem acreditar que estava tendo aquela conversa com Alfonso.



- Sim, Rooney, Ryan ou Ronaldo. - disse Alfonso, que havia perdido horas pensando em quais foram os melhores jogadores do Manchester para escolher os nomes.



- Eu não vou esperar meu filho por nove meses para quando ele nascer você colocar esse nome horrível nele! - ela disse brava, o fazendo rir. - E não será um menino, eu estou carregando, eu que sei o que vai ser. - disse, puxando o braço de Alfonso para que ele voltasse a lhe abraçar.



- Eu te amo. - ele disse com seu corpo colado ao dela.



- Eu também te amo. - ela respondeu, realmente feliz.



 



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): alinerodriguez

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

            Embora estivesse bem com Anahí, e a mesma quase não tivesse lhe acordado durante a noite – o que ultimamente era raro acontecer –, Alfonso quase não conseguira dormir pensando em como faria para conciliar sua família e seu emprego, já que no dia em que ele recebe ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 3925



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • tatah_gioherrera Postado em 18/02/2019 - 19:09:51

    Por essa eu não esperava. Nunca imaginei essa reação da Rtuh. Tomara que nada aconteça nesse caminho da Annie até lá. Estou com medo já. Sinto que vem coisa por aí.

  • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:26:05

    Sinto cheiro de confusão e lágrimas 😭 Anahí vai atrás dele o que será que vai acontecer ? #PostaLogoSdds #QueremosMAratona PLIS

  • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 16:01:42

    Porra Ruth eu não esperava isso de vc ,vc está sendo muito ganacioda está pensando só na carrera vc não está pensando na felicidade do seu filho.

    • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 23:51:39

      Né ,ela falava tanto do Marcelo que agora ela está do mesmo jeito que ele anos atrás ,acho que a Gama subiu na cabeça dela

    • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:27:20

      Né isso a Ruth virou Marcelo é isso produção ?

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:17:21

    Go any go any goooo

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:16:57

    Ruth merece una tapas pra acordar pra vida zzzz

  • linda1 Postado em 18/02/2019 - 00:30:59

    Você, não me decepciona dona Ruth, eu não te criei pra isso. Voltei viu e já quero mais.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:51:50

    Posta mais, please.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:50:26

    Continuaaaaaaaaaaa, por favor. Não demore tanto para postar 😭😭😭. Amo essa história.

  • karla_rafaela Postado em 07/02/2019 - 00:43:00

    Amooooooo a Clarinha!!!!!!

  • vicunhawebs Postado em 04/02/2019 - 16:22:36

    Nova leitora. Ainda tô no início da história, mas já tô.amando

    • daicavalcante Postado em 06/02/2019 - 21:53:46

      Tua vai amar , já li mil vezes e li denovo e denovo rsrsrs



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...