Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: - Mentiras | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo - CDXIII

1694 visualizações Denunciar


- Você é um ótimo observador Dr. Herrera. - disse a Dra. Torres sorrindo para ele, ela já estava acostumada com esse tipo de reação dos pais ao descobrirem que teriam filhos gêmeos. - Quer dar a noticia ou eu dou? - ela perguntou, mas se assustou ao virar e encontrar Alfonso completamente pálido. - Alfonso, você está bem? - ela perguntou preocupada, vendo Alfonso se sentar na cadeira mais próxima. - Vou chamar uma enfermeira para medir sua pressão. - disse, sem saber se tranquilizava Anahí ou acudia Alfonso.


As pernas de Alfonso tremiam, não lhe dando sustentação para que ele continuasse de pé, Anahí estava ainda mais preocupada, tanto com o que Alfonso vira em seu ultrassom, como com o próprio, que estava pálido e tremia sem responder quando Anahí e a Dra. Torres lhe chamavam.


Uma enfermeira chegara correndo instantes depois da Dra Torres anunciar que precisava de ajuda, indo direto até Alfonso que aos poucos recuperava a cor em seu rosto, embora ainda suasse frio.


- Eu estou bem. - disse Alfonso, quando a enfermeira tentara puxar seu braço para medir sua preção, mas era nítido que ele ainda estava assustado com algo.


- Eu quero saber do meu bebê. - disse Anahí, preocupada com a reação que Alfonso tivera ao ver seu ultrassom.


- Anahí, seu bebê esta ótimo. - Dra. Torres disse se virando para ela, deixando que a enfermeira cuidasse de Alfonso. - Na verdade os seus bebês estão ótimos. - Ela abrira um largo sorriso, e contrariando todas as reações que ela esperava que Anahí tivesse, a mesma tivera um ataque de risos, coisa que só acontecia quando estava muito nervosa.


Uma hora depois, quando estavam saindo do hospital – já que Alfonso ganhara o resto do dia de folga depois de quase desmaiar –, ambos ainda estavam calados, Alfonso porque ainda estava assustado, sem conseguir acreditar que teriam gêmeos, e Anahí porque tinha medo da reação que Alfonso teria.


- São gêmeos. - dissera Alfonso depois de respirar fundo, caminhando em direção ao estacionamento do hospital, e Anahí apenas confirmara, balançando a cabeça positivamente.


- São dois. - ele dissera apertando o alarme de seu carro, sem olhar para Anahí, pensativo.


- São. - isso fora tudo o que ela fora capaz de dizer.


- Dois bebês. - ele voltara a dizer.


- Sim, são dois. - ele disse, embora também estivesse surpresa, estava lidando com a noticia melhor do que Alfonso.


- Gêmeos. - ele dissera, respirando fundo novamente.


Cada um fora em seu carro, aproveitando assim o tempo que tinham para refletir sobre a novidade, Alfonso estava sem reação, há pouco tempo era irredutível quanto a ter outro filho, e agora seria pai de gêmeos, e esse era mais um motivo para que ele não fosse para Alemanha, já que não podia deixar Anahí grávida de gêmeos, e ainda cuidando de Clara e Enzo.


Anahí chegara e fora direto até a cozinha preparar algo para comer, sem falar com Alfonso, deixando que ele tivesse o tempo que precisava para assimilar o que estava acontecendo, a mudança que teria em sua vida, já que poucos dias atrás Alfonso não aceitava nem conversar sobre ter outro filho, e agora precisava lidar com o fato de que teria mais dois filhos.


Anahí olhara pela janela e vira Alfonso no quintal com Tulia, tentando se organizar e planejar sua vida, enquanto desabafava com a cachorra que parecia entender o que ele estava falando, deixando Anahí curiosa para saber o que ele tanto desabafava com a Tulia.


- Vamos precisar de uma casa maior. - ele disse, deitado na grama, com Tulia deitada ao lado dele, com a cabeça apoiada em seu peito. - E de um carro maior. Vamos precisar de espaço para 4 crianças, e você não vai poder pular nos bebês como pula na Clara e no Enzo.


- Já está fazendo planos para quando os bebês nascerem? - perguntou Anahí sorrindo, já que não aguentara de curiosidade, e assim que preparara seu lanche fora até o quintal escutar o que Alfonso tanto conversava com Tulia.


- Estou assustado. - ele foi sincero, ainda deitado no gramado.


Verdade era que Alfonso ainda tinha medo de ser um pai como Marcelo, de não saber administrar bem seu tempo entre trabalho e família e acabar sendo um pai ausente.


- Isso é normal. - disse Anahí se sentando ao lado de Alfonso, com medo que Tulia pulasse nela para pegar o seu lanche. - Eu também estou assustada. - admitiu, cortando um pedaço do seu lanche e dando para Tulia comer.


- Não sei se consigo conciliar o meu trabalho com tudo isso. - ele fora sincero, e Anahí embora o entendesse, ficara chateada por ele pensar em trabalho em um momento como esse.


- Você vai conseguir, nós vamos dar um jeito. - ela dissera, porque tinha medo que se Alfonso tivesse que escolher entre a família e seu trabalho, ele escolhesse o trabalho.


- Vou abrir mão da pesquisa... - ele disse, depois de um tempo em silencio.


- Não faça isso! - Anahí o interrompeu. - Se você fizer isso você vai se culpar e me culpar para sempre.


- Eu não vou culpar ninguém... É só que agora o melhor a ser feito é isso, não tem como eu me mudar pra Alemanha agora...


- Não quero que você desista da pesquisa, eu sei o quanto você estava animado com isso, não quero que abra mão dos seu sonhos. - disse, quando Tulia saiu de perto de Alfonso e foi até Anahí, deitar sua cabeça na perna dela.


- Não vejo outra saída agora, não acho que me deixariam coordenar tudo de longe. - ele respirou fundo, seria difícil abrir mão de sua pesquisa, depois de tanto tempo lutando para ser reconhecido por seu trabalho, e não por seu sobrenome.


- Proponha isso para eles, tente antes de desistir, não quero me sentir culpada por isso, e eu sei que você irá me culpa.


- Eu não estou te culpando, estou fazendo uma escolha, escolhendo o que é melhor para mim, o que eu quero é ficar ao seu lado, com os nossos filhos, e se pra isso eu precisar abrir mão de algumas coisas, eu não me importo.


- Mas eu me importo, porque eu sei o quanto essa pesquisa é importante pra você, se a única opção for você ir para Alemanha, então que você vá, eu posso ficar seis meses sozinha com a crianças, a Helena me ajudaria, mas eu não posso lidar com você desistindo dessa pesquisa. - disse, já sem fome, dando o resto do seu lanche para Tulia.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): alinerodriguez

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Alfonso estava deitado em sua cama, ainda pensando sobre como sua vida mudaria agora que teria mais dois filhos, e em como seria difícil abrir mão de sua pesquisa, quando Anahí saiu do banheiro depois de um longo banho e entrou no quarto vestindo um conjunto vermelho de calcinha e sutiã rendados, e rapidamente se ajeitou na cama, puxando o bra&cce ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 3925



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • tatah_gioherrera Postado em 18/02/2019 - 19:09:51

    Por essa eu não esperava. Nunca imaginei essa reação da Rtuh. Tomara que nada aconteça nesse caminho da Annie até lá. Estou com medo já. Sinto que vem coisa por aí.

  • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:26:05

    Sinto cheiro de confusão e lágrimas 😭 Anahí vai atrás dele o que será que vai acontecer ? #PostaLogoSdds #QueremosMAratona PLIS

  • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 16:01:42

    Porra Ruth eu não esperava isso de vc ,vc está sendo muito ganacioda está pensando só na carrera vc não está pensando na felicidade do seu filho.

    • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 23:51:39

      Né ,ela falava tanto do Marcelo que agora ela está do mesmo jeito que ele anos atrás ,acho que a Gama subiu na cabeça dela

    • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:27:20

      Né isso a Ruth virou Marcelo é isso produção ?

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:17:21

    Go any go any goooo

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:16:57

    Ruth merece una tapas pra acordar pra vida zzzz

  • linda1 Postado em 18/02/2019 - 00:30:59

    Você, não me decepciona dona Ruth, eu não te criei pra isso. Voltei viu e já quero mais.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:51:50

    Posta mais, please.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:50:26

    Continuaaaaaaaaaaa, por favor. Não demore tanto para postar 😭😭😭. Amo essa história.

  • karla_rafaela Postado em 07/02/2019 - 00:43:00

    Amooooooo a Clarinha!!!!!!

  • vicunhawebs Postado em 04/02/2019 - 16:22:36

    Nova leitora. Ainda tô no início da história, mas já tô.amando

    • daicavalcante Postado em 06/02/2019 - 21:53:46

      Tua vai amar , já li mil vezes e li denovo e denovo rsrsrs



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...