Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: - Mentiras | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo - CDXXIII

370 visualizações Denunciar


Alfonso acordou as 6 horas da manhã com o seu despertador tocando, pensou em voltar a dormir por mais alguns minutos, mas não queria chegar atrasado novamente, ainda mais porque hoje teria uma palestra de Ruth para os novos residentes do hospital, e ela lhe daria um sermão de duas horas se ele não assistisse a sua palestra.


- Fica mais um pouco. – Pediu Anahí, segurando no braço de Alfonso quando ele se levantou da cama.


- Eu adoraria, mas hoje será impossível. – Ele se abaixou e depositou um beijo carinhoso em sua testa.


Assim que chegou ao centro médico, ainda sonolento, Alfonso sabia que aproveitaria a palestra de Ruth para dormir, não importava o assunto da mesma, já que todos os anos eram iguais, e todos os anos ela o obrigava a vê-la, até quando ele ainda era uma criança, ela o levava a suas palestras.


- Animado com os novos residentes? – perguntou Laura, enquanto Alfonso revisava um prontuário, na recepção da UTI.


- Eu já demonstrei animação algum dia? – perguntou Alfonso ironicamente, sem tirar seus olhos do prontuário.


- Nunca. – Ela respondeu, enquanto ele devolvia o prontuário a enorme pilha de papeis.  Nos vemos por aí. – Ela disse, quando ele se afastou para atender seu primeiro paciente pré cirúrgico do dia.


- Herrera. – Chamou o dr. Martin, diretor do hospital, antes que Alfonso começasse o que tinha para fazer. – Esqueça tudo o que você tem agendado para hoje, você vai entrar em uma cirurgia em trinta minutos. – Ele disse, praticamente jogando um prontuário para Alfonso, que assim que começou a ler o mesmo, pensou que o Dr. Martin só poderia estar brincando com a cara dele.


- Sem chances, chame outro médico. – disse Alfonso.


- O Dr. Rodriguez pediu exclusivamente por você, ele quer que você o auxilie. – respondeu Martin.


- Ele pode conseguir outro residente para isso. – disse Alfonso, fechando o prontuário e o devolvendo para o dr. Martin.


- Você pode escolher Alfonso, auxiliar o dr. Rodriguez na cirurgia, ou auxiliar a dra. Herrera na palestra. O que você prefere?


Alfonso não respondeu nada, apenas bufou e pegou o prontuário de volta, essa seria a primeira cirurgia de Marcelo que ele participaria.


- Hoje é um dia que vai entrar para a história, Herrera, então dê o seu melhor dentro daquele centro cirúrgico. Eu vou pedir para a dra. Evans cobrir os seus casos.


Alfonso respirou fundo, sem saber como reagir, pensava não estar pronto para auxiliar Marcelo em uma cirurgia, e tinha medo das críticas que viriam depois, mesmo com Marcelo tentando demonstrar que havia mudado, ele ainda esperava que seu pai acabasse gritando com ele dizendo o quando ele era fraco e imaturo, e o quanto sempre o decepcionava.


Mil coisas se passavam pela cabeça de Alfonso naquele exato momento, mesmo que ele tentasse se concentrar e agir como se aquela fosse uma cirurgia normal, já que no fundo ele sabia que não era, e o medo de que Marcelo o tivesse chamado apenas para vê-lo falhar, se tornava cada vez mais vivo.


Alfonso tentou afastar esse pensamento, afinal, ele conhecia Marcelo muito bem, e sabia que ele não o chamaria para auxiliá-lo em uma cirurgia se ele não confiasse em seu potencial, já que Marcelo jamais levaria a briga entre os dois a esse nível.


Alfonso olhou para a enfermeira Laura e para uma das residentes do centro médico, que o encaravam enquanto ele lia o prontuário, só agora reparando que as mesma estavam conversando na porta do quarto dos residentes, e quando ele ia dizer que elas não precisavam ficar lhe encarando, seu chefe entrou na sala dos residentes – onde ele havia ido para tentar ter um pouco de calma –, o procurando.


- Preciso de você no leito 11. – Disse o dr. Harris, apressado.


- Agora não dá, vou entrar em uma cirurgia em menos de meia hora. – respondeu Alfonso.


- Esqueça isso, preciso de você no leito 11, e você faz o que eu mando. – Disse o dr. Harris pegando o prontuário que estava em sua mão, afinal, ele detestava quando Alfonso tentava passar por cima da sua autoridade. – Exceto quando o dono do hospital passa por cima da minha escala. – Ele riu ironicamente, entregando de volta o prontuário para Alfonso. – Vou procurar outro residente, algum que realmente queira aprender e que não tenha um pai que lhe coloque nas melhores cirurgias. – Disse, antes de sair, sem dar tempo para que Alfonso o respondesse.


Alfonso jogou o prontuário com raiva na pequena mesa que estava a sua frente, fazendo com que as duas mulheres se assustassem, afinal era isso o que ele mais detestava, o fato das pessoas pensarem que ele só havia chego onde estava, por ser filho da famosa Dra. Herrera e do Dr. Rodriguez.


- Você é um dos melhores da sua geração, seu pai... O dr. Rodriguez. – Ela logo se corrigiu. – Ele não teria te chamado para auxiliá-lo se você não fosse bom. – disse Laura, que assim como todo mundo que trabalhava naquele hospital, sabia da relação difícil entre Alfonso e Marcelo, já que por diversas vezes os dois haviam se desentendido na frente de todos os funcionários daquele hospital.


- Eu não preciso que ninguém me diga o que eu já sei. – respondeu Alfonso, sabendo que estava sendo rude, mas ele sempre acabava descontando sua raiva em quem não merecia.


Quando Marcelo chegou ao centro médico, foi procurar Alfonso, esperando vê-lo receptivo e tão animado quanto ele estava por finalmente entrar em uma sala de cirurgia com o seu filho, ambos trabalhando lado a lado. Marcelo sabia a importância e o peso que aquela cirurgia teria, simplesmente por ele estar trabalhando ao lado do seu filho, e isso era o que mais o animava, o fazendo pensar que assim, de certa forma Alfonso fosse aos poucos o perdoando, já que ele sabia que não seria fácil fazer com que Alfonso se esquecesse de tudo o que havia acontecido entre eles e o perdoasse.


Quando já estava correndo o risco de se atrasar, Marcelo desistiu de ir atrás de Alfonso, se lembrando que o mesmo nunca se atrasava para nada, por isso logo se deu conta de que seu filho provavelmente já estava à postos na sala de cirurgia, o esperando para que pudessem começar logo.


Assim que encontrou Alfonso, se higienizando no ambiente estéril, Marcelo respirou fundo, havia planejado dezenas de diálogos para ter naquele momento, mas nenhum começaria com Alfonso lhe olhando da forma como o mesmo o encarara, tão indiferente.


- Esse é um grande momento... – Marcelo começara a falar, mas logo fora interrompido por Alfonso.


- Eu sei disso, por isso eu já te aviso que não assinei a liberação de imagem, eu não quero que isso vire só mais uma forma de promover a sua imagem, eu não quero fotos durante a cirurgia e eu quero a galeria fechada, eu não quero ninguém observando. – Disse Alfonso, observando Marcelo assentir, antes de interromper sua higienização e pegar seu celular, avisando que não queria o fotografo do centro médico, e que não queria ninguém assistindo a cirurgia da galeria.


- Ótimo. – disse Alfonso, antes de se afastar, deixando Marcelo o observando, afinal, de todas as cenas que ele criara em sua imaginação, nenhuma se comparava com aquela, com Alfonso falando com ele como se ele só tivesse o chamado para promover a própria imagem.


Marcelo acreditava no potencial de Alfonso e sabia que de todos os residentes do centro médico, Alfonso era o mais competente para estar ao seu lado naquela cirurgia. Marcelo nunca deixaria seu ego falar mais alto em uma sala de cirurgia.


- Pensei que você não gostasse de salas de cirurgias silenciosas, Dr. Rodriguez. – Comentou Alfonso, enquanto esperava o paciente ser anestesiado, já que estranhara o fato de Marcelo não ter pedido para colocarem música quando ele entrou na sala de cirurgia.


- Sei que você prefere ambientes silenciosos quando precisa se concentrar, por isso pedi silencio hoje. – Respondeu Marcelo, que estava acostumado a escutar música clássica durante suas cirurgias.


- Eu sou apenas o seu residente hoje, então faça as coisas do seu jeito. – Ele disse, detestando a forma amigável como Marcelo queria trata-lo, como se com isso quisesse que ele se esquecesse de todas as brigas que ambos tiveram.


Eu quero escutar Mozart. – disse Marcelo. – Pelo visto essa cirurgia será mais longa do que eu imaginava. – Ele foi irônico.


Você deveria saber disso quando pediu que eu fosse o residente responsável por te auxiliar...


Chega! – Mandou Marcelo, percebendo que Alfonso não conseguiria se esquecer dos problemas que ambos tiveram e os estava trazendo para dentro da sala de cirurgia. – Se você quiser sair, ninguém está te impedindo, eu só não quero que você traga esse clima pesado aqui para dentro.


Alfonso não disse mais nada, assim como não saiu de seu lugar, deixando claro que não desistiria, assim como dando aquele assunto por encerrado.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): alinerodriguez

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Horas mais tarde, quando Ruth terminou sua palestra e soube que Marcelo e Alfonso estavam juntos em uma sala de cirurgia, ela decidiu ir até a galeria, vê-los trabalhando juntos, mas quando soube que Marcelo havia proibido que qualquer pessoa ficasse na galeria, ela acabou desistindo, já que sabia que esse fora um pedido do seu filho, pois Marcelo gostava ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 3925



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • tatah_gioherrera Postado em 18/02/2019 - 19:09:51

    Por essa eu não esperava. Nunca imaginei essa reação da Rtuh. Tomara que nada aconteça nesse caminho da Annie até lá. Estou com medo já. Sinto que vem coisa por aí.

  • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:26:05

    Sinto cheiro de confusão e lágrimas 😭 Anahí vai atrás dele o que será que vai acontecer ? #PostaLogoSdds #QueremosMAratona PLIS

  • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 16:01:42

    Porra Ruth eu não esperava isso de vc ,vc está sendo muito ganacioda está pensando só na carrera vc não está pensando na felicidade do seu filho.

    • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 23:51:39

      Né ,ela falava tanto do Marcelo que agora ela está do mesmo jeito que ele anos atrás ,acho que a Gama subiu na cabeça dela

    • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:27:20

      Né isso a Ruth virou Marcelo é isso produção ?

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:17:21

    Go any go any goooo

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:16:57

    Ruth merece una tapas pra acordar pra vida zzzz

  • linda1 Postado em 18/02/2019 - 00:30:59

    Você, não me decepciona dona Ruth, eu não te criei pra isso. Voltei viu e já quero mais.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:51:50

    Posta mais, please.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:50:26

    Continuaaaaaaaaaaa, por favor. Não demore tanto para postar 😭😭😭. Amo essa história.

  • karla_rafaela Postado em 07/02/2019 - 00:43:00

    Amooooooo a Clarinha!!!!!!

  • vicunhawebs Postado em 04/02/2019 - 16:22:36

    Nova leitora. Ainda tô no início da história, mas já tô.amando

    • daicavalcante Postado em 06/02/2019 - 21:53:46

      Tua vai amar , já li mil vezes e li denovo e denovo rsrsrs



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...