Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: - Mentiras | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo - CDXXV

680 visualizações Denunciar


Anahí acordara de madrugada com Alfonso se debatendo e dizendo algo que ela não conseguia decifrar, agora ela podia imaginar como era atordoante para ele vê-la enquanto ela tinha um pesadelo, porque era assim que ela se sentia ao vê-lo se debater.


- Poncho. – Ela o chamou, afastada, com medo que ele acabasse a acertando, afinal, Alfonso era um homem grande e forte. – Poncho. – Ela voltou a chama-lo. – Meu amor, por favor acorda. – Ela disse, tomando coragem de se aproximar para tocá-lo, tentando acordá-lo. – Meu amor... Poncho. – Ela o chamou, tocando nele, que acordou eu um sobressalto, fazendo com que ela se afastasse assustada e quase caísse da cama.


Alfonso acordou assustado, com a respiração ofegante e suado, confuso por voltar a ter o mesmo pesadelo que há anos ele não tinha mais, além de se sentir culpado por ver como aquilo havia assustado Anahí.


- Você está bem? – Ela perguntou timidamente, conhecia Alfonso o suficiente para saber que ele ficaria envergonhado pelo pesadelo que tivera, por isso ela tinha medo de se aproximar.


- Eu estou ótimo. – Ele disse, se virando para se levantar da cama, mas Anahí o impediu, segurando em seu braço, mesmo receosa.


- Você teve um pesadelo...


- Você não precisa me informar algo que eu já sei. – Ele a interrompeu, sempre acabava sendo rude quando estava frustrado consigo mesmo.


- Isso foi por causa do Marcelo? – Ela perguntou, mesmo correndo o risco de que ele voltasse a responde-la de forma rude.


Alfonso respirou fundo e bagunçou seu cabelo, a única coisa que ele queria naquele momento era ficar sobre Anahí e fazê-la gritar seu nome enquanto ele a penetrava fundo, aliviando toda a sua tensão, mas ele não o faria, porque com o tempo aprendera que por mais que Anahí pedisse por ele descontroladamente quando eles transavam apenas para aliviar a tensão de Alfonso e acalmá-lo, ele sabia o quanto aquilo mexia com o emocional dela depois, então ele apenas balançou a cabeça, sabendo que esse era um dos momentos em que ele deveria se abrir com ela.


- Depois que eu sai de casa, com 18 anos, eu comecei a ter pesadelos, eram todos iguais, sempre a mesma cena, Marcelo gritando, dizendo o quanto eu era imprestável, dizendo que eu não chegaria a lugar algum, e no final, ele acertava o meu rosto, dizendo que ele não me considerava seu filho. – Ele voltou a respirar fundo quando Anahí segurou em sua mão, lhe dando forças para continuar a falar. – Esses pesadelos me perturbavam tanto, que eu precisei voltar para terapia, e depois de um tempo, eles pararam, mas agora, não sei porque eu tive o mesmo pesadelo.


- Ter visto o Marcelo hoje, e ter trabalhado ao lado dele, talvez tenha feito com que o pesadelo voltasse. – disse Anahí, que mesmo com Marcelo tentando se mostrar uma pessoa diferente, não conseguia gostar dele.


- Eu não sei se consigo perdoá-lo. – confessou Alfonso. – Eu juro que eu gostaria, mas eu não sei se consigo.


- Você vai conseguir, não vai ser fácil, mas você é uma pessoa boa, então você irá perdoá-lo, não porque ele mereça, mas porque você merece isso, então não se cobre tanto, apenas se dê o tempo que você precisa.


No dia seguinte, Alfonso acordou e tentou se levantar da cama de vagar, para não acordar Anahí, já que ele sabia que assim como ele, ela também deveria estar exausta pela longa conversa que eles tiveram durante a madrugada; assim como ele também não queria que ela despertasse alegre, lhe desejando os parabéns, mas assim que ele se levantou da cama, Anahí despertou, lhe olhando sorrindo, fazendo com que ele percebesse o quanto era um homem de sorte.


- Bom dia. – Ela disse sorridente. – E feliz aniversario. – Ela se sentou a cama.


- Obrigado. – Ele sorriu.


- Comprei um presente pra você. – Ela disse, se levantando da cama e pegando uma pequena caixa que estava guardada em sua gaveta.


- É lindo, eu adorei. – Ele sorriu ao abrir a pequena caixa, onde havia um relógio dourado, com a pulseira de couro preto e que provavelmente valia o salário de Anahí. – Você não precisava...


- Eu sei que não precisava, mas eu quis. – Ela sorriu.


Alfonso terminava de se arrumar enquanto escutava Anahí falar sem parar, planejando o que fariam naquela noite, já que ela pretendia comemorar o aniversario de Alfonso, mesmo com ele se opondo a isso.


- Esqueci de te avisar que tenho uma consulta hoje no hospital. – disse Anahí, despreocupada.


- Você terá que adiar. – disse Alfonso, parando de se arrumar, olhando para ela apavorado.


- Por quê? – ela perguntou curiosa pela atitude de Alfonso.


- Hoje é meu aniversario, então provavelmente Ruth ainda estará por perto, ela sempre vem para essa unidade do centro médico no meu aniversario, desde que eu era apenas um incidente, esse é o jeito dela de ficar por perto e acabar almoçando comigo, é por isso que você precisa adiar essa consulta, a Ruth não pode te ver, muito menos o Marcelo. – Ele se explicou, parecendo apavorado.


- Tudo bem, eu posso fazer isso. – Ela concordou, apenas porque depois de tanto desentendimento e de tanto ela pedir, ele finalmente havia desabafado com ela na noite anterior.


- Eu sei que eu estou te pedindo demais, e eu entendo se você ficar brava comigo...


- Está tudo bem. – Ela o interrompeu. – Eu te entendo.


Assim como já imaginava, Ruth e Marcelo ainda estavam trabalhando naquela unidade do centro médico, e Alfonso sabia que era apenas por causa do seu aniversario, mas dessa vez, quando Ruth lhe chamou para que eles almoçassem juntos – o que incluía Marcelo –, Alfonso não aceitou, dizendo que estava ocupado demais para isso, embora seus pais soubessem que essa não era a verdade.


- Preciso de um residente para ficar de plantão hoje, cuidando da paciente do leito 201, quem se candidata? – perguntou o Dr. Harris, e Alfonso logo se ofereceu, já que não queria ir para casa e correr o risco de Anahí colocar seus planos em prática para tentar comemorar seu aniversário.


Quando Alfonso ligou seu celular – que passara o dia todo desligado para que ninguém lhe desejasse parabéns –, ele recebeu desenas de mensagens, as quais ele ignorou, antes de ligar para Anahí, avisando que passaria a noite no hospital, já que havia sido escalado para ficar de plantão.


- Está tentando fugir da nossa comemoração? – perguntou Anahí ao telefone.


- Não sou um grande fã de comemorar aniversário. – Ele confessou.


Assim que desligou novamente seu telefone, ele encontrou Ruth, que estava parada, encostada a porta da sala dos residentes, o observando enquanto ele conversava com a Anahí.


- Vá almoçar com a Anahí e as crianças em casa nesse final de semana. – Convidou Ruth. – Você está trabalhando mais do que deveria, então não vejo problema em você tirar um sábado e domingo para passar um tempo com a sua família.


Alfonso até pensou em recusar o convite, dizer que não iria, mas então se lembrou da conversa que tivera com Anahí, e se lembrou que ele havia prometido para ela que contaria para os seus pais ainda essa semana, que ela estava gravida.


Fora difícil para Anahí dormir sem Alfonso ao seu lado, por isso ela demorara tanto para pegar no sono, e no dia seguinte quase perdera a hora de acordar as crianças para que eles fossem para a escolinha.


“Esqueci de te avisar que adiei minha consulta para hoje cedo, tudo bem? Ou você quer que eu adie a consulta novamente?”


Anahí enviou a mensagem para Alfonso as 08hrs da manhã, assim que saiu de casa, já que primeiro passaria no centro médico e depois iria para o seu trabalho, já que a cada dia que passava ela estava mais próxima de conseguir sua promoção.


“Está tudo bem, a Ruth e o Marcelo já voltaram para casa. Me avise quando você chegar”


Ela recebeu a mensagem de Alfonso assim que chegou ao centro médico, e logo lhe respondeu, avisando que já estava na sala de espera, e poucos minutos depois Alfonso chegara correndo.


- Não vou poder ficar aqui com você, hoje isso aqui está uma loucura, só estou passando pra te ver, mas já vou ter que voltar. – Ele se explicou, antes de selar seus lábios aos dela.


- Você realmente não pode ficar? Isso é importante para mim. – Ela confessou, já que queria que Alfonso acompanhasse cada passo de sua gravidez.


- Eu sinto muito. – Ele disse quando seu pager começou a apitar.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): alinerodriguez

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Poucos minutos depois de Alfonso sair, uma enfermeira morena e alta chamou Anahí para a triagem, dizendo que Alfonso havia pedido que ela permanecesse ao seu lado já que ele não poderia estar ao lado dela. Anahí já havia visto essa enfermeira uma vez, quando Enzo tivera uma crise epiletica, mas mesmo assim não gostara que Alfonso ti ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 3925



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • tatah_gioherrera Postado em 18/02/2019 - 19:09:51

    Por essa eu não esperava. Nunca imaginei essa reação da Rtuh. Tomara que nada aconteça nesse caminho da Annie até lá. Estou com medo já. Sinto que vem coisa por aí.

  • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:26:05

    Sinto cheiro de confusão e lágrimas 😭 Anahí vai atrás dele o que será que vai acontecer ? #PostaLogoSdds #QueremosMAratona PLIS

  • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 16:01:42

    Porra Ruth eu não esperava isso de vc ,vc está sendo muito ganacioda está pensando só na carrera vc não está pensando na felicidade do seu filho.

    • hittenyy Postado em 18/02/2019 - 23:51:39

      Né ,ela falava tanto do Marcelo que agora ela está do mesmo jeito que ele anos atrás ,acho que a Gama subiu na cabeça dela

    • daicavalcante Postado em 18/02/2019 - 16:27:20

      Né isso a Ruth virou Marcelo é isso produção ?

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:17:21

    Go any go any goooo

  • julia_loveponny_aya Postado em 18/02/2019 - 03:16:57

    Ruth merece una tapas pra acordar pra vida zzzz

  • linda1 Postado em 18/02/2019 - 00:30:59

    Você, não me decepciona dona Ruth, eu não te criei pra isso. Voltei viu e já quero mais.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:51:50

    Posta mais, please.

  • lila Postado em 17/02/2019 - 22:50:26

    Continuaaaaaaaaaaa, por favor. Não demore tanto para postar 😭😭😭. Amo essa história.

  • karla_rafaela Postado em 07/02/2019 - 00:43:00

    Amooooooo a Clarinha!!!!!!

  • vicunhawebs Postado em 04/02/2019 - 16:22:36

    Nova leitora. Ainda tô no início da história, mas já tô.amando

    • daicavalcante Postado em 06/02/2019 - 21:53:46

      Tua vai amar , já li mil vezes e li denovo e denovo rsrsrs



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...