Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: - Mentiras | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo - CDXXXVII

440 visualizações Denunciar


Alfonso fora rapidamente até a cozinha, preparara uma calda de chocolate e esperara que a mesma esfriasse enquanto Anahí lhe olhava ansiosa, sorrindo em expectativa, enquanto criava cenas em sua cabeça de como queria que fosse aquela noite.


- Vai demorar muito? – Ela perguntou, tão ansiosa quanto uma criança.


- Acho que já esfriou. – Ele respondeu, levando o dedo na panela e em seguida lambendo o mesmo, fazendo com que todos os pensamentos indecentes de Anahí viessem à tona.


Anahí passou por Alfonso e pegou a panela, em seguida olhou para o mesmo, pedindo mesmo que sem dizer nada para que ele a seguisse e caminhou em direção as escadas, já que mesmo o querendo com ânsia, não poderia fazer o que desejava na sala, temendo que as crianças acordassem.


Assim que entraram no quarto Anahí deixou a panela na cama e puxou Alfonso pela nuca, dando início a um beijo quente, mas carinhoso, que logo se transformou em algo provocativo, seus lábios se juntaram e a língua de Alfonso invadira sua boca, cheio de malicia em um beijo intenso, os deixando sem fôlego, a mão esquerda de Alfonso puxara levemente os cabelos de Anahí enquanto a direita segurava forte em sua cintura.


Quando Anahí percebera que logo se deixaria levar, deixando de lado o que havia planejado para aquela noite, ela se afastou de Alfonso, recuperando o fôlego perdido.


- Tire a camisa e se deite na cama. – Ela pediu, como se estivesse lhe dando uma ordem.


- É você quem manda. – Ele sorriu fazendo o que ela havia pedido.


Anahí o observou por um momento, lambendo seus lábios, Alfonso era todo definido, cheio de gominhos, mesmo não dedicando o tempo que gostaria a exercícios físicos. Em seguida, com a ajuda do mesmo, tirou a calça que ele vestia, ansiosa, como se estivesse desembrulhando um presente, o deixando apenas com sua cueca boxer branca.


- Você parece muito saboroso, preciso provar. – Ela disse, antes de começar a colocar em pratica o que havia planejado para aquela noite.


- Pode fazer o que quiser. – Ele sorriu maliciosamente, largado na cama, com as duas mãos atrás da cabeça.


Alfonso gostava quando Anahí se entregava daquela forma, sem medos, pudores ou timidez, apenas dando vasão aos seus desejos e fantasias.


Anahí pegou a colher de dentro da panela e lambeu um pouco do chocolate antes de passá-lo nos lábios de Alfonso, que sorria divertido, esperando pelo que Anahí faria. Ela então lambeu seus lábios para em seguida depositar um pouco da calda de chocolate no pescoço de Alfonso, que assim que sentiu o contato da língua de Anahí no local, se arrepiou.


Desde que conhecera Alfonso, Anahí sonhara em lamber cada parte do corpo dele, e agora ela o faria, traçando um caminho com a calda de chocolate que passava por seu pescoço, ombros, bíceps e abdome para lambe-lo, lasciva.


Anahí já estava lambendo o abdome de Alfonso com a ponta da língua, sem desviar seu olhar do dele, e era visível o quanto aquilo estava mexendo com a imaginação dela e o quanto a estava excitando.


Aos poucos e lentamente Anahí foi descendo o caminho traçado, lambendo toda a calda de chocolate, sentindo o gosto doce do chocolate se misturando à pele de Alfonso, a inebriando e a deixando ainda mais excitada.


Alfonso a olhava em expectativa enquanto Anahí se livrava da última peça de roupa que ele vestia – uma cueca boxer – Alfonso soltou um gemido rouco quando ela, após lamber mais uma vez a colher com a calda de chocolate, deslizou o membro rígido de Alfonso em seus lábios, trabalhando sua língua de baixo até em cima de seu membro, antes de abocanha-lo, o sugando


Alfonso passou os dedos entre os cabelos de Anahí, os agarrando suavemente, deixando que ela continuasse a ditar o ritmo, mesmo que agora quisesse possui-la.


- Isso. – Alfonso deixou escapar de seus lábios quando Anahí aumentou a pressão e a velocidade em seu membro.


- Porra! – Ele quase gritou enquanto a segurava para que ela parasse, já que se ela continuasse a trabalhar sua boca em seu membro, o levaria a loucura antes do previsto.


- Delicioso. – Ela disse, lambendo seus lábios, satisfeita.


- Fico feliz que tenha gostado. – Ele sorriu malicioso, enquanto se levantava. – Agora é a minha vez de aproveitar. – Ele a despiu rapidamente, em seguida a pegou no colo e a deitou na cama de barriga para cima, antes de seguir os passos de Anahí, primeiro colocando a calda de chocolate em seus lábios para lambe-la, depois traçou um caminho entre seu pescoço e seios, onde lambeu e sugou a fazendo gemer e jogar sua cabeça para trás.


Sem nenhum aviso, Alfonso a puxou, a deixando de costas para ele, afastou os cabelos dela para o lado e despejou um pouco da calda de chocolate em suas costas, e assim que ela sentiu a língua de Alfonso voltar a percorrer seu corpo, seu corpo inteiro se arrepiara e ela se contorcera em resposta.


Anahí não poderia descrever a sensação de ter Alfonso a provocando com sua língua, agora dando leves mordidas em seu pescoço, a deixando ofegante e ansiosa por mais.


As mãos de Alfonso apertaram a bunda de Anahí antes dele soltar um tapa fraco, mas estalado, a fazendo pedir por mais.


- Você gosta? – Ele perguntou, a virando novamente, para que ela ficasse de frente para ele.


- Muito. – Ela respondeu, antes de puxá-lo pela nunca para beijá-lo.


- Acho que não vamos mais precisar disso. – Ele disse, tirando a panela com a calda de chocolate da cama e a depositando no pequeno móvel. – Gosto de sentir o seu gosto, sem nada por cima.


Alfonso voltou a traçar um caminho com sua língua pelo corpo de Anahí, dessa vez sem depositar a calda de chocolate, então chegou no ponto que ela tanto ansiava por ser tocada, a chupando com vontade, e ela já não conseguia mais controlar seus gemidos, agarrando o cabelo de Alfonso, o empurrando para dentro de suas pernas, suplicando por mais.


Não demorara para que Anahí atingisse seu primeiro orgasmo, chamando por Alfonso, que parecia se controlar para não assumir o controle de vez e penetrá-la como desejava.


- Sente-se na cama. – Ela mandou, ainda com a respiração ofegante, enquanto se levantava da cama.


Em seguida Anahí passou uma perna por cada lado do corpo de Alfonso, roçando sua intimidade em seu membro, voltando a puxá-lo para que ele a beijasse com desejo.


Em seguida seus corpos se encaixaram perfeitamente, comprovando que haviam nascido um para o outro, Alfonso levou suas mãos até a cintura de Anahí, a apertando e deixando que ela ditasse os movimentos de seus corpos como desejava.


- Isso Alfonso. – Ela gemeu, jogando sua cabeça para trás, arranhado os ombros de Alfonso, se permitindo sentir todo o prazer que julgava ser possível.


- Mais. – Ela gritou. – Mais por favor. – Pedira e Alfonso intensificara seus movimentos e seus corpos se uniam trabalhando em perfeita sincronia.


- Alfonso. – Ela gritou, atingindo seu clímax e Alfonso precisara apenas de mais algumas investidas para também atingir o ápice do prazer.


Alfonso passou os dedos pelos cabelos de Anahí, a afagando, antes de deitá-la na cama e depositar um beijo em sua testa antes de se levantar e caminhar em direção ao banheiro para um banho rápido e quente.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): alinerodriguez

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Já eram quase três horas da manhã quando Alfonso e Anahí foram acordados por Enzo, que entrara no quarto agarrado a seu cachorrinho de pelúcia, com os olhos cheios de lágrimas e Anahí logo soube que ele tivera um pesadelo. - O que foi meu amor? – Perguntou Anahí se sentando na cama, enquanto Alfonso acendia a luz ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 4004



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ginja2011 Postado em 10/10/2019 - 22:52:34

    Ainda bem que ele chegou a tempo!

  • camilaaya Postado em 05/10/2019 - 22:24:39

    Ah, eu sabia

  • ginja2011 Postado em 05/10/2019 - 15:23:03

    Agora o bicho pegou, chega rápido Alfonso!!

  • camilaaya Postado em 03/10/2019 - 23:05:37

    Ñ sei, tenho pra mim que Alfonso ñ vai ver o nascimento dos gêmeos

  • taibm Postado em 03/10/2019 - 08:29:01

    Nao para nao

  • izabelaSpaniColungaPortillaHer Postado em 03/10/2019 - 06:35:26

    fazia tempo que não lia essa fanfic, muito boa. o poncho foi idiota com a Anahí, mas pelo menos ele resolveu mudar e perdoar o Marcelo, esse Lourenço tá mexendo em casa de maribondo, kkkkk.. Posta mais!!!!

  • taibm Postado em 01/10/2019 - 22:08:29

    Amandooo continua

  • daicavalcante Postado em 27/09/2019 - 19:30:14

    Posta mais

  • taibm Postado em 24/09/2019 - 17:32:58

    Por que parou? Parou por que? Continuaaa

  • camilaaya Postado em 23/09/2019 - 21:51:52

    Sdds de ler capítulo novo, ñ acredito que já esteja quase na reta final, ñ estou preparada para o fim dela. Estou relendo ela no momento



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...