Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: - Mentiras | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo - CDXL

236 visualizações Denunciar


Os dias de Alfonso pareciam passar voando, ele mal tinha tempo para ficar com as crianças ou com a Anahí – embora depois do dia em que ela desmaiara, ele vivesse lhe enviando mensagens perguntando se ela estava bem – , precisava com urgência corrigir o que havia dado errado em sua pesquisa, além de dividir seu tempo com os longos plantões que estava fazendo.


Alfonso estava na cozinha, terminando de colocar as louças na lavadora, enquanto Helena preparava um chá, o observando, preocupada com ele, há dias Alfonso estava amuado, recluso em seu escritório.


- O que está acontecendo? – Perguntou Helena, se aproximando de Alfonso. – Estou te achando tão abatido. – Ela o acariciou, do jeito que apenas uma mãe acariciaria seu filho.


- Estou cansado Lena. – Ele respirou fundo. – Estou realmente cansado e sem saber o que fazer.


- Faça o que seu coração te manda fazer. – Ela aconselhou.


- Não seria um pouco irracional fazer isso? – Ele perguntou, já sabendo a resposta.


- Você às vezes é racional demais meu menino.


- Quero ir para a Alemanha, quero estar por perto quando a fase de testes começar, só não sei como vou fazer isso, como vou deixar as crianças aqui, Clara chora cada vez que eu tenho que ir, pedindo para que eu não faça como a Angelique e não a deixe, Enzo não está dormindo direito, acho que porque a Clara vive dizendo que eu vou embora, eu não quero ser como os meus pais, eu não quero que eles me odeiem por isso depois.


- Eles não vão te odiar, você é um ótimo pai Alfonso, Clara e Enzo sabem disso. – Ela o abraçou, e Alfonso se permitiu ser abraçado.


Ao entrar na cozinha Anahí encontra Alfonso de costas, abraçado a Helena que o afagava, ela era tão menor que ele, já que Alfonso era um homem grande, alto e forte, mas que parecia um menino quando buscava pelo abraço de Helena.


Helena afagava Alfonso, querendo tranquilizá-lo, e sorriu ao ver Anahí se aproximar, então se afastou, deixando que ela o abraçasse, em silencio, apenas lhe dando o que ele precisava naquele momento.


- Eu te amo. – Ela disse, sabendo que aquilo acabaria com aquele momento, mas era difícil para ela vê-lo tão abatido.


- Eu também te amo. – Ele respondeu se afastando dela.


- Está tudo bem? – Perguntou preocupada, há dias Alfonso parecia distante.


- Está. – Ele disse, querendo encerrar aquele assunto.


- Então por que você está assim? – Perguntou, tentando não invadir o espaço dele.


- Eu estou cansado. – Ele se limitou a responder, afinal, aquela estava sendo uma semana extremamente cansativa para ele.


- Você precisa decidir o que você quer, se você quer ir ou ficar, se está nessa comigo ou não, eu não quero você pela metade. – disse Anahí, sabendo que aquele assunto devia ser resolvido logo.


- Eu sei o que eu quero, eu sempre soube o que eu queria, eu tinha a minha vida toda planejada...


- Então vá, porque se você ficar aqui, assim, tão infeliz, todos nós ficaremos infelizes, se o que você quer é ir, então vá! – Ela o interrompeu.


- Você não entende! Eu tenho uma equipe na Alemanha e eles estão praticamente reconstruindo corações em um laboratório enquanto eu estou aqui porque... – Ele parou de falar antes que dissesse algo do qual poderia se arrepender depois.


- Porque eu engravidei, é isso? Eu sou a culpada?


- Eu não disse isso.


- Mas ia dizer. – Ela respirou fundo. – Alfonso, se você quer ir para a Alemanha, vá, não há nada que te prenda aqui.


- Você não entende...


- Então me explique! – Ela gritou, estava cansada de Alfonso dizendo que ela não lhe entendia. - Se você quiser ir, vá, é melhor do que você ficar aqui e acabar me culpando por isso, porque você está me afastando de você e você está fazendo isso porque está me culpando.


- Eu não estou te culpando!


- Está! – Ela respirou fundo. – Vá para a Alemanha.


Alfonso passou a mão em seu rosto, respirando fundo, ele sabia que precisava tomar uma decisão, sabia que assim como estava, não daria para continuar.


- São apenas seis meses, nós podemos fazer isso. – disse Alfonso, havia sido difícil tomar aquela decisão.


- Só me prometa que você estará aqui quando os gêmeos nascerem. – Ela pediu.


- Eu farei o possível. – disse Alfonso.


- Talvez o seu possível não seja o suficiente, Alfonso. – Ela disse, antes de se virar para sair da cozinha e Alfonso a seguiu, mas antes que pudesse falar alguma coisa, seu celular tocara, e ele rapidamente atendera, já que sabia que era alguém da sua equipe na Alemanha que estava ligando.


- O papai está triste. – disse Clara entrando no quarto de mãos dadas com Enzo, assim que Alfonso desligara seu celular e se sentara na cama.


- Ele só está cansado. – disse Anahí para tranquilizar Clara.


- Vamos dar um abraço apertado no papai pra ele ficar feliz. – Disse Clara, se esforçando para conseguir subir na cama.


Clara e Enzo subiram na cama com a ajuda de Anahí e Alfonso, a pequena logo pulara em seu pai, o abraçando com força, já Enzo, apenas encostara sua cabeça no ombro de Alfonso, e naquele momento Alfonso soube que não teria coragem de ir para a Alemanha sozinho.


Alfonso estava exausto, precisara ir para a Alemanha três vezes naquele mês, sem contar que seu chefe já havia voltado da suspenção e agora parecia estar no seu pé, esperando pelo menor de seus deslizes para poder se vingar.


Quando Alfonso entrou em casa após chegar de viagem, pensou que as crianças ainda estariam acordadas, mas quando o silencio se fez presente, chegou a acreditar que os pequenos já estavam dormindo, ele largou suas malas na sala e subiu até seu quarto silenciosamente, estranhando ao não encontrar Anahí, então passou pelos quartos das crianças e começou a ficar preocupado quando não os encontrou.


Helena também não estava em sua casa e por mais que Alfonso tentasse ligar para ela e Anahí, as duas não atendiam, fazendo com que ele acreditasse que algo ruim havia acontecido.


Quando seu celular tocou e ele viu o nome de William no visor, precisou respirar fundo antes de atender, já sabendo que algo havia acontecido.


- Alfonso, você já chegou na sua casa? – William perguntou e aquela falsa calma em sua voz, denunciava que algo havia acontecido.


- O que aconteceu? – Alfonso preferiu ser direto.


- Você precisa vir para o centro médico, aqui a gente conversa. – Respondeu William.


- A Anahí está bem? E as crianças? Merda William, me fale logo o que aconteceu. – Pediu Alfonso.


- Eu não quero te preocupar agora, estou te esperando na entrada principal do centro médico, não demore. – Ele disse antes de desligar, deixando Alfonso angustiado.


Quando Alfonso chegou no centro médico, encontrou William parado em pé na entrada principal, ele estava sério, não tinha a mesma expressão de sempre e isso fora o suficiente para que Alfonso entendesse que algo havia acontecido.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): alinerodriguez

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

William estava na casa da Maite quando Anahí ligara desesperada para sua melhor amiga, sem saber o que fazer e assim que ela explicara o que havia acontecido os dois foram ao seu encontro, preocupados, tanto com ela, que estava apavorada, quanto com Clara. - O que aconteceu? – Alfonso perguntou ao se aproximar de William. – Onde está a Anahí ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 4004



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ginja2011 Postado em 10/10/2019 - 22:52:34

    Ainda bem que ele chegou a tempo!

  • camilaaya Postado em 05/10/2019 - 22:24:39

    Ah, eu sabia

  • ginja2011 Postado em 05/10/2019 - 15:23:03

    Agora o bicho pegou, chega rápido Alfonso!!

  • camilaaya Postado em 03/10/2019 - 23:05:37

    Ñ sei, tenho pra mim que Alfonso ñ vai ver o nascimento dos gêmeos

  • taibm Postado em 03/10/2019 - 08:29:01

    Nao para nao

  • izabelaSpaniColungaPortillaHer Postado em 03/10/2019 - 06:35:26

    fazia tempo que não lia essa fanfic, muito boa. o poncho foi idiota com a Anahí, mas pelo menos ele resolveu mudar e perdoar o Marcelo, esse Lourenço tá mexendo em casa de maribondo, kkkkk.. Posta mais!!!!

  • taibm Postado em 01/10/2019 - 22:08:29

    Amandooo continua

  • daicavalcante Postado em 27/09/2019 - 19:30:14

    Posta mais

  • taibm Postado em 24/09/2019 - 17:32:58

    Por que parou? Parou por que? Continuaaa

  • camilaaya Postado em 23/09/2019 - 21:51:52

    Sdds de ler capítulo novo, ñ acredito que já esteja quase na reta final, ñ estou preparada para o fim dela. Estou relendo ela no momento



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...