Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: - Mentiras | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo - CDLIV

321 visualizações Denunciar


Assim que avião em que Alfonso estava pousara no aeroporto internacional, seu celular começara a vibrar com notificações de mensagens e ligações em sua caixa postal, mas só após descer do avião Alfonso pegara seu celular e vira as cinco ligações perdidas de Christian, assim como as várias mensagens em sua caixa postal e mensagens de texto.


Enquanto esperava por sua mala na esteira Alfonso decidira escutar uma das mensagens, e assim que o fez sairá correndo do aeroporto deixando sua mala para trás. Alfonso entrou em seu carro e arrancara em alta velocidade, precisava correr contra o tempo para não quebrar a promessa que fizera para Anahí, de que estaria ao seu lado quando os bebês nascessem.


- Merda. – Ele xingou quando Christian não atendeu a sua ligação.


Alfonso dera sorte por não estar trânsito, por isso, em pouco mais de meia hora ele conseguira chegar na maternidade do centro médico, torcendo para que Anahí ainda estivesse em trabalho de parto e para que os gêmeos não tivessem nascido.


- Merda, atende. – Ele tentou ligar novamente para Christian enquanto estacionava seu carro.


Assim que estacionara seu carro em sua vaga, Alfonso saíra correndo em direção a maternidade, esbarrando em quem passasse a sua frente, precisava fazer o possível para chegar a tempo.


- Boa noite, preciso saber onde está a paciente Anahí Portilla. – Ele disse na recepção, precisava saber onde Anahí estava para poder ir atrás dela.


- Boa noite dr. Herrera, um minuto que irei verificar. – Disse a recepcionista enquanto buscava pelo nome de Anahí em seu computador e os poucos minutos que a recepcionista levara buscando pelo nome de Anahí no sistema, para Alfonso parecera uma eternidade.


- A paciente está na ala 3. – Informou a recepcionista.


- Merda. – Disse Alfonso, já que estava na ala 1 e teria que sair correndo. – Sabe me dizer em qual leito ela está?


- O leito dela é o 21, mas ela não está lá no momento, já foi levada pela dra. Torres.


- Obrigado. – Ele agradeceu antes de sair correndo.


Alfonso sabia que Anahí falava sério quando disse que se ele não estivesse presente durante o parto dos gêmeos ela o deixaria, ele sabia o quanto esse momento era importante para ela, não que não fosse para ele, por isso ele correra o mais rápido que podia pelos corredores da maternidade.


- O senhor não pode entrar aí. – Disse um médico quando Alfonso passou pelas portas do centro cirúrgico da maternidade.


Alfonso tentou ignorá-lo e seguiu correndo em direção ao quadro onde os nomes dos médicos estavam marcados junto a qual sala eles estavam, mas o médico não estava disposto a deixá-lo passar.


- Dr. Herrera, o senhor não pode entrar aqui. – Disse o Médico.


- Dr. Steves, não quero ser antiético, mas há poucas coisas nesse hospital que eu não possa fazer. – Disse Alfonso, que aproveitaria do seu sobrenome para poder passar por aquelas portas.


- Dr. Herrera, sei as vantagens que seu sobrenome lhe dá, no entanto estamos em um centro cirúrgico e se você tentar passar eu serei obrigado a chamar os seguranças.


- Meus filhos vão nascer, isso se já não nasceram, eu prometi para minha namorada que eu estaria com ela quando isso acontecesse então eu preciso passar. – Ele disse desesperado.


- Ela está com qual doutora? – Perguntou o dr. Steves.


- Com a dra. Torres. – Respondeu Alfonso.


- Elas acabaram de entrar na sala 02. – Ele respondeu saindo da frente de Alfonso para que ele pudesse passar e Alfonso respirou aliviado por saber que os gêmeos ainda não haviam nascido.


- Obrigado. – Alfonso disse antes de sair apressado em direção a sala 02.


Alfonso passou correndo pela porta da sala cirúrgica 02, em seguida fez sua higienização, respirando aliviado por ver Christian junto a Anahí, e assim que a dra. Torres o vira, sorrira, como se soubesse que Anahí esperava por isso.


- Anahí, o Herrera acabou de chegar. – Disse a dra. Torres e Anahí virara seu rosto para vê-lo entrar.


- Me desculpa pelo atraso, demorei, mas estou aqui. – Disse Alfonso, antes de beijar sua testa.


- Graças a Deus. – Disse Christian apavorado, já que nunca lidava bem com esse tipo de situação. – Vou esperar lá fora, me dê notícias assim que os gêmeos nascerem. – Ele disse antes de sair apressado.


- Eu pensei que você não chegaria a tempo. – Disse Anahí, antes de começar a chorar aliviada.


- Eu estou aqui. – Alfonso se aproximou dela depois de checar com a dra. Torres como Anahí e os bebês estavam. – E eu não vou sair do seu lado. – Ele disse acariciando seu rosto.


O parto fora rápido, assim como a dra. Torres informara que seria, os bebês nasceram saudáveis, um menino e uma menina, ambos com os cabelos escuros, assim como os de Alfonso, pesando cada um cerca de 2,5 kg, o que era um peso bom para gêmeos, e surpreendendo Anahí, Alfonso chorara ao escutar o choro dos pequenos pela primeira vez.


- São lindos. – Disse Alfonso quando Anahí estava com os dois bebês no colo pela primeira vez.


- São lindos. – Ela concordou emocionada.


Horas depois, quando Anahí já estava no quarto e havia descansado um pouco, Alfonso levara algum tempo conversando com Clara e Enzo antes de finalmente levá-los para conhecer os gêmeos, dando uma mão para cada um, Alfonso caminhou em direção a porta onde o nome dos gêmeos estava escrito em uma placa de madeira: Eduarda e Daniel.


- Eu vou poder pegar eles no colo? – Clara perguntou ansiosa.


- Ainda não. – Respondeu Alfonso, que perdera a conta de quantas vezes respondera aquela pergunta.


- Eles vão chorar quando a gente chegar? – Perguntou Enzo.


- Eu não sei. – Alfonso respondera. – Mas nós não podemos fazer muito barulho. – Ele voltou a dizer.


- Por que eu não vou poder pegar os bebês no colo? – Clara voltou a perguntar.


- Porque eles acabaram de nascer e ainda são muito pequenos. – Respondeu Alfonso calmamente, se perguntando por que deixara Anahí convencê-lo de que seria uma boa ideia levar os pequenos ao hospital para que eles conhecessem os gêmeos.


Assim que Alfonso abrira a porta, Clara correra até Anahí que agora estava sorrindo amamentando Eduarda, se sentindo realizada, feliz pela família que havia construído com Alfonso.


- Eles são tão pequenos. – Disse Clara que esperava ver dois bebês maiores, talvez do tamanho de Juan, o filho de Christopher e Dulce.


- Ele está dormindo? – Enzo perguntou e antes que Alfonso pudera responder, Daniel começara a chorar.


- Estava. – Alfonso respondeu, pegando Daniel no colo antes de entregá-lo para Anahí e pegar Eduarda que agora estava dormindo.


- Preparado para dias sem dormir? – Perguntou Anahí e Alfonso sorriu sabendo que seus dias seriam corridos, mas feliz pela família que construíra com Anahí.


Além de Christian e Benjamin, a família de Alfonso também viera logo conhecer os bebês e quando Ruth vira seus netos, se arrependera por ter implicado com Alfonso.


- Tem certeza que não precisa que eu passe uns dias com vocês para ajudar a cuidar das crianças? – Manuela perguntou pela terceira vez.


- Acho que eu tenho certeza. – Respondeu Alfonso, sabendo que seria difícil cuidar de duas crianças e dois bebês, mas ele não queria que Clara e Enzo se sentissem deixados de lado, por isso daria um jeito de dividir sua atenção com os bebês e as crianças.


- Vai dar tudo certo. – Ela tentou encorajá-lo.


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): alinerodriguez

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Os dias pareciam passar lentamente já que nem Alfonso nem Anahí conseguiam ter uma noite de sono tranquila, os bebês choravam durante a madrugada querendo mamar e acabavam acordando Clara que sempre acordava Enzo. Alfonso já havia pedido e tentado conversar com Clara algumas vezes para que ela não acordasse Enzo, mas não importava o ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 4012



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • vicunhawebs Postado em 11/11/2019 - 17:23:58

    Nossa nem acredito que acabou. Perfeita do começo ao fim

  • camilaaya Postado em 11/11/2019 - 14:29:51

    Vai ter epílogo? Ñ acredito que depois de anos ela chegou ao fim Ñ estou preparada para isso. Essa fic Ponny é uma das poucas que li que realmente vale a pena. Sentirei sdds

  • emily.ponny Postado em 08/11/2019 - 20:27:27

    Preciso desse casamento pra ontem !!!! E Alfonso acho bom você se desfazer em lágrimas quando vê Anahi !!

  • vicunhawebs Postado em 06/11/2019 - 18:09:42

    Tô com medo do que vai acontecer

  • emily.ponny Postado em 05/11/2019 - 12:01:52

    Que não aconteça nada nessas despedidas de solteiro!! Meu casal tá muito feliz pra acabar com isso

  • vicunhawebs Postado em 04/11/2019 - 19:55:33

    Que família linda. Perfeitos. Mais

  • emily.ponny Postado em 31/10/2019 - 21:58:11

    Finalmente o pedido !!! Estou chorosa haaaaa

  • vicunhawebs Postado em 23/10/2019 - 14:30:50

    Tá tudo perfeito

  • ginja2011 Postado em 10/10/2019 - 22:52:34

    Ainda bem que ele chegou a tempo!

  • camilaaya Postado em 05/10/2019 - 22:24:39

    Ah, eu sabia



AVISO

BAIXE O APP PARA ANDROID - https://fanfics.com.br/download/FanficsBrasil.apk

 

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...