Fanfics Brasil - Capítulo - 083 - Maratona 3. Almas Opostas - Vondy

Fanfic: Almas Opostas - Vondy | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo - 083 - Maratona 3.

389 visualizações Denunciar


Dulce Maria


 


Uma hora depois...


 


Trocava Maria Paula com o único momento que consegui com a minha filha. Lucy tinha ido para o banho. Tanto Christopher quanto eu, estávamos de roupão em nosso quarto e ele lia o relatório de Shay andando de um lado para o outro. Maria Paula riu pra mim.


 


Peguei o pezinho dela e beijei.


 


Christopher: Shannon Ashley García Mitchell, mais conhecida como Shay, tem 28 anos, de ascendência filipina, casada a sete anos com Sasha Pieterse, se formou com honras na faculdade de direito, mas nunca exceceu a profissão. Tem um filho de inseminação in vitro, os pais são empresários. Morou durante três anos em Madri como intercambista. Sem ficha criminal. Nem multa de trânsito. E nas horas vagas vai para o karoke. Ela e a mulher abriram um negócio de...moda. Roupas. - fez uma pausa lendo mais o papel.


 


Dulce: Sabe o nome do primeiro animal de estimação dela? - brinquei.


 


Christopher: Pandora. Uma gata.


 


O encarei.


 


Dulce: Sério?


 


Christopher: Sim. - suspirou - Ainda não sei se devemos...


 


Dulce: Relaxa Chris. - o interrompi pegando Maria Paula no colo - Nossa filha está muito bem cuidada e segura.


 


Christopher: Vocês duas são o amor da minha vida. - deixou o papel de lado e veio nós abraçar. 


 


Dulce: Olha filha, como seu pai está tão romântico hoje, hein? - falei enquanto era esmagada pelos braços dele.


 


Segurava nossa filha bem forte. 


 


Ela olhou para o pai dela e sorriu.


 


Não aguentei e a enchi de beijos. 


 


Ela riu.


 


Christopher: Vêm com o papai enquanto a mamãe vai se arrumar. - falou puxando ela de mim. - Vamos fazer uma vídeo chamada para sua tia Julie que está com ciúmes de você princesa. - apertou ela nós braços.


 


Sorri.


 


Dulce: Ainda não conta para Julie. 


 


Christopher: Vou esperar. - garantiu indo com ela para cama e pegando o celular que estava na cômoda.


 


Dulce: Vou atrás de Lucy. - avisei antes de sair. Não dei mais que quatro passos e já batia na porta ao lado entrando. O quarto de Lucy estava com várias araras com vestidos, bolsas e sapatos. 


 


Ela também estava de roupão e olhava para vários modelos de vestidos. E assim como Julie, ela mandou trazer a loja para o apartamento.


 


Lucy: Esses aqui são do meu tamanho - apontou para as araras em frente à ela - E aquelas do seu tamanho - apontou para o outro lado - Pedi para trazer de todos os modelos. Acho que isso só fez me deixar mais confusa. - coçou a cabeça - Todos são lindos. 


 


Toquei em alguns modelos.


 


Dulce: Bem decotado, não? - comentei.


 


Lucy: Qual é? Look para a nigth tem que ser bem sexy. - sorriu pegando um modelo para ela - O quê acha desse? - era um branco com uma abertura nas costelas.


 


Me aproximei um pouco e peguei outro modelo para ela. Um azul escuro brilhante de alcinha e um decote nos seios. Muito bonito. Sorri.


 


Dulce: E esse? - coloquei o vestido contra ao corpo dela. - Lindo.


 


Lucy olhou para o branco e o azul em dúvida, mas sorriu abertamente escolhendo o azul.


 


Lucy: Esse é mais minha cara. - falou animada e pendurou o branco de volta.


 


Voltei para minhas opções enquanto Lucy escolhia uma bota. Eram muitos vestidos, das mais variadas grifes, todos lindos e bem decotados. Suspirei sem saber qual escolher. Lucy deixou o vestido, o par de botas pretas e uma bolsa na cama e se aproximou de mim.


 


Lucy: O quê acha desse? - pegou um preto com um decote gigante nos seios. 


 


Dulce: Meu peitos irão pular a cada passo que der. - sorri.


 


Ela riu.


 


Lucy: Ok. Mas é sexy, vai? - devolveu o vestido - E esse? - pegou um rosa nude, até que comportado, mas era muito muito curto. - Hum..- analisou o vestido também o achando muito curto.


 


Dulce: Vão ver até meu útero nisso e seu irmão vai sair batendo em todo mundo. - balancei a cabeça e olhei outros modelos - Queria um vermelho.


 


Lucy: Tipo...- fez uma pausa pegando um modelo no final da arara - Esse aqui? 


 


Olhei o que ela tinha nas mãos e sorri.


 


Dulce: Sim. Perfeito! - peguei o vestido olhando o decote - Hum...acho que esse decote aqui...


 


Lucy: Você vai ficar sexy. - me interrompeu - Tipo, absurdamente sexy. 


 


Dulce: O quê acha daqueles saltos? - apontei para o outro do quarto.


 


Lucy: Amei. E vai fazer par com aquela bolsa da Channel. - puxou umas das diversas bolsas. - Gostou?


 


Dulce: Perfeito! Vamos nós arrumar? 


 


Lucy: Eu faço sua maquiagem. - falou primeiro animada. 


 


Dulce: E eu faço a sua. Mas vou fazer primeiro meu cabelo. - falei deixando minhas peças na cama e andei em direção do banheiro.


 


Lucy: Tenho babylis. - falou atrás de mim e assim que entrou no banheiro abriu uma gaveta tirando duas chapinhas, escovas e todos os produtos de cabelo - Vou fazer cachos por todo o meu cabelo. Ainda bem que não é grande. Vou terminar rápido.


 


Peguei uma chapinha e liguei na tomada.


 


Dulce: Vou deixar bem liso o meu e acho que nas pontas faço alguns cachos. - peguei uma escova e passei no cabelo - Onde está Igor?


 


Lucy: Se arrumando em outro quarto. Daqui a uma hora, Shay está chegando. - avisou. - Christopher já desencanou?


 


Dulce: Não. Acho só quando conhecê-la pessoalmente. - sorri adorando meu cabelo preto e grande.


 


Lucy: Sidney vai ficar aqui. E nem vamos voltar tarde. - colocou o babylis na tomada e começou ajeitar o cabelo. - Faz um mês que Igor está aqui e que tentamos sair para se divertir, mas sempre acontece algo que eu preciso resolver. Hoje enfim, vou poder ficar bêbada com ele.


 


Dulce: Sou vou ficar no energético, refrigerante e água. Não bebo. Mas adoro dançar, a música, o ritmo, é a primeira vez juntos na boate.


 


Lucy: Igor e eu também. - sorriu - Encontro de casais e o meu irmão faz parte do casal. - fez uma caretinha me fazendo rir. 


 


Fizemos o cabelo em meio a conversa. Ela tinha os cabelos até altura dos ombros, o que fez terminar rápido o babylis. Ficou lindo. Todo cacheado. Já eu alisei muito bem meu grande cabelo, demorou um pouco e meus braços doeram também, mas finalizei com cachos nas pontas.


 


Fiz primeiro uma maquiagem na Lucy, marcando principalmente os olhos. E ela fez em mim, marcando muito bem meus lábios com um batom vermelho, coloquei meu vestido ainda no banheiro e calcei os sapatos altos pretos. Lucy me emprestou algumas jóias, como uma gargantilha e brincos de rubi. Passei um dos mais cheirosos perfumes dela e me encarei no espelho.


 


Uau.


 


Sorri.


 


Lucy entrou no banheiro também arrumada, muito linda e sorriu abertamente.


 


Lucy: Estamos muito, muito, muito gostosas. Principalmente você Dulce Maria. - analisou minha roupa. - Um espetáculo. - garantiu.


 


Dulce: Não acha exagerado? - olhei no espelho o decote.


 


Lucy: Não. Está maravilhosa.


 


Usava um vestido vermelho vinho, tinha uma abertura de argola pelo pescoço o que destacava a gargantilha. As mangas iam até meus pulsos e o vestido em si, era curto. Estava bonito e elegante pela parte da frente, bem comportado, mas atrás, ele era costa totalmente nua. O que faltava na frente, sobrava até demais atrás.


 


Era bastante decotado nas costas. 


 


Totalmente costa nua.


 


Ok.


 


Era muito sexy.


 


Mas nunca tinha usado algo assim antes.  


 


Dulce: Acho que podemos ir.


 


Lucy: Vamos. - se olhou mais uma vez no espelho antes de sairmos do quarto.


 


Quando entramos na sala, observamos Christopher e Igor conversando com Shay Mitchell. Maria Paula estava no colo de Shay olhando para o pai dela como se participasse da conversa. Sidney estava mais afastada prestando atenção na conversa. Tinha um garotinho de uns quatro anos sentado no sofá mexendo no celular. Christopher interrompeu a pergunta que estava fazendo para Shay e ficou me olhando dos pés a cabeça. Fiz o mesmo.


 


Estava extremamente gostoso. E super moderno. Sapato branco, calça jeans preto e uma camisa de mangas azul escuro que ele dobrou até os pulsos. Parecia aqueles modelos de capa de revista. Sexy. Sorri.


 


Christopher: Linda! - se aproximou de mim e ao puxar minha cintura, percebeu abertura - Uau. - sorriu me fazendo dar uma voltinha - Que gata. 


 


Dulce: Você que está um gato Uckermann. - passei os braços ao redor dos ombros dele e suas mãos tocaram minhas costas nuas. - Vou ficar de olho em você o tempo todo.


 


Christopher: Quem tem que dizer isso sou eu. Quando acho que é impossível ficar ainda mais gostosa, você me surpreende pequena. 


 


Ri e dei um selinho nele.


 


Shay: Já conquistei a confiança de vocês, então, se divirtam. - a voz dela me trouxe de volta - Essa mocinha aqui é muito comportada. Não é Maria Paula? - sorriu para minha filha.


 


Me aproximei delas e peguei minha filha dando vários beijos nela. O batom graças a Deus era matte.


 


Dulce: Por favor, qualquer coisa liga. Nossos celulares vão está ligados o tempo inteiro e qualquer coisa, de verdade, nós liga. - falei abraçando minha bebê apertado - Mamãe ama você filha.


 


Christopher: Ela vai cuidar muito bem da nossa filha, pequena. - falou calmo.


 


O encarei surpresa.


 


Dulce: Mas você não estava hesitando? 


 


Igor: Shay conseguiu convencer ele. - explicou abraçando Lucy pela cintura.  


 


Shay riu.


 


Lucy: Ele não te ameaçou a nada, né amiga? - a encarou preocupada.


 


Christopher: Lucy! - a repreendeu - Não faço isso.


 


Lucy: Faz sim. 


 


Shay: Não. Relaxa. - garantiu - Ele só percebeu que sou confiável e sei cuidar de crianças. - olhou para o filho que estava quieto no celular. - Christopher já me passou todo os horários dela. E Sidney não vai sair daqui. Aproveitem a noite. - sorriu. - Tudo o que ela precisa está na geladeira. Tudo perfeito.


 


Lucy: Vou mandar trazer o jantar. E obrigada por ficar com minha sobrinha. Não vejo pessoa melhor e mais confiável. - sorriu.


 


Shay: Não é nada Lucy. Você já ficou de babá para mim e Sasha muitas vezes. 


 


Dulce: Tem sorvete na geladeira e doces nós armários se ele quiser. - falei olhando o garotinho - Ele é muito bonito. - sorri.


 


Shay: Obrigada. E sua filha é uma princesinha. - falou babando nela.


 


Lucy: Ok. Vamos?


 


Dulce: Vamos! - me despedi da minha filha com vários beijos fazendo-a rir. O pai dela fez o mesmo e a entregamos para Shay que a pegou contente. Maria Paula não estranhava. Não chorava.


 


Antes de sair Christopher ordenou que Sidney não saísse nem por um minuto de perto delas. Todos os nossos seguranças iam ficar no prédio. De modo que hoje, íamos ficar livres deles, toda a segurança ia ficar para nossa única filha. Entramos no conversível branco de Lucy. Igor dirigindo.


 


Íamos primeiro jantar no restaurante e depois para a boate. Minutos depois, assim que chegamos Lucy mandou logo providenciar um jantar de primeira para Shay, sentamos na mesma mesa e jantamos em meio a conversa.


 


Quase duas horas depois, antes de ir para a boate, recebemos uma foto de Maria Paula dormindo igual um anjinho no berço no quarto da tia. 


 


Sorri.  


 


Ainda mais tranquila que antes, guardei o celular sabendo que minha vida estava segura e cuidada. Já eram quase dez horas da noite e a boate ficava a vinte minutos do restaurante. Voltamos para o carro com Igor sendo o motorista


 


 


 


 


 


 


 


 


 


{...}


 


 


 


 


 


 


 


 


A Story Night Club a mais famosa boate de Miami estava lotada. Igor parou no estacionamento, onde Lucy indicou uma única vaga que estava reservada justamente para ela, saímos do carro e passamos pela grande fila em frente a boate, Lucy ia na frente com Igor e Christopher e eu mais atrás. 


 


Paramos em frente aos seguranças ouvindo a música eletrônica, enquanto Lucy sorria para o segurança e ele liberava nossa entrada. Lucy era amiga do dono e tinha acesso vip. Christopher segurava na minha mão quando entramos. Subindo para a parte vip, outro segurança liberou a entrada. A parte vip era praticamente vazia. Ao contrário da pista. Nossa mesa com estofados tinham nossos nomes.


 


Igor: Querem o quê para beber? - gritou por cima da música.


 


Lucy: Tequila. Só para começar. - falou sentando ao meu lado.


 


Christopher: Whisky duplo. 


 


Dulce: Energético. - peguei meu celular só para garantir que não tinha nenhuma mensagem de Shay.


 


Nada.


 


Guardei de volta.


 


Lucy: Faz muito tempo que não venho aqui. - falou alto - Está mudado. - olhou ao redor - Pena que o dono, meu amigo, não esteja aqui hoje. Iam adorar conhecer ele. - falou olhando o namorado no bar. 


 


Minutos depois, Igor trouxe as bebidas e ficamos observando a pista. Ao nosso redor as outras mesas estavam razoavelmente cheia e algumas pessoas dançavam e bebiam nós corrimões.


 


Christopher: Acho que estou ficando velho mesmo. - falou no meu ouvido observando a pista - Foi o tempo que ficava a madrugada inteira na pista.


 


Ri.


 


Dulce: Acho isso ótimo. Assim mostra o quanto sossegou. - belisquei o braço dele brincando. Suas mãos puxaram minha perna para o colo dele por baixo da mesa e ficaram alisando. - Eii..


 


Christopher: Por quê está tão gata? - falou no meu ouvindo. 


 


Dulce: Eu sou gata. - beijei o rosto dele e tirei minha perna do colo dele - Vamos dançar na pista. - peguei na mão dele e o puxei para levantar. Lucy e Igor falavam também no ouvido um do outro, quando nós viu levantar sorriram. - Pista. - entreguei minha bolsa para ela e puxei Christopher para fora do vip.


 


Descemos as escadas e passamos por outro segurança. Em segundos, estávamos nós expremendo na multidão, sorri ao ouvir uma outra música eletrônica começar. Amava dançar, já tinha frequentando boates antes, mas não era exatamente meu estilo. Mas era ótimo para sair da rotina.


 


E naquele momento dançando com meu noivo, o amor da minha vida pela primeira vez na boate, ia ficar gravado, dançávamos ao som da música agitada entre as pessoas. Hora dançávamos separados, hora juntinhos sempre no ritmo das músicas. Uma atrás da outra. 


 


Foi inevitável não notar os olhares de cobiça da maioria das mulheres para o meu homem. Mas as entendia. Christopher era gato demais. E além de gato, gostoso, maravilhoso de cama e bom em tudo. Exatamente em tudo, era até mesmo em dança.


 


Nossos corpos se crônizavam como se estivesse ensaiado antes. Éramos perfeitos até nisso. Suas mãos tocavam meu corpo inteiro, principalmente as coxas e quando nossos corpos se colavam, suas mãos grudavam em minha cintura. Tantas músicas se passaram, até que já suada e um pouco cansada, decidi pegar uma água no bar da pista mesmo. Ele me seguiu e sentamos nos bancos. Pedi uma água e ele pediu outro whisky duplo.


 


Christopher: Você dança muito bem. - tocou nas minhas coxas. 


 


Dulce: Tenho minhas experiências também. - pisquei - Obrigada. - agradeci pegando minha água com barmem.


 


Christopher: Ah, é? - bebeu o whisky dele me encarando.


 


Dulce: Uhum...- murmurei bebendo praticamente a garrafa toda.


 


Christopher: E que experiências são essas..? - deixou o copo na mesa e se inclinou quase grudando nossa bocas.


 


Dulce: Hum..nada que você já não tenha feito. - sorri antes de beija-lo.


 


 


 


 


 


 


 


 


{...}


 


 


 


 


 


 


 


 


Passava das uma da manhã. Tínhamos dançando de novo e voltado para o vip, agora eu estava sentada no colo de Christopher o beijando. Tanto ele quanto Lucy, já estavam bêbados. Chris tinha bebido tantos whisky que perdi as contas, o gosto do whisky estava forte, mas isso não me incomodava. As mãos dele passeavam pelas minhas costas totalmente nua.


 


Quando o ar faltou larguei a boca dele, suas mãos saíram das minhas costas e foram para os meus seios. Ri me afastando dele.


 


Dulce: Estamos em público. - falei alto olhando ao redor. Escuro, com poucas pessoas. Lucy estava na pista com Igor.


 


Ele e eu éramos os únicos sóbrios. Ele ia voltar dirigindo e eu não bebia. Lucy estava tão bêbada quanto o irmão. A bolsa dela, com a chave do carro estava na mesa ao lado da minha bolsa. Minha filha estava bem e dormindo.


 


Tudo tranquilo. 


 


Olhava a cada uma hora o celular.


 


Christopher: Você é tão linda meu amor...- se inclinou para voltar a me beijar e eu virei o rosto - Por quê me rejeitou? - reclamou.


 


Ri.


 


Dulce: Não te rejeitei. Só vou pegar mais energético. - olhei para o bar que ficava distante da nossa mesa - E você chega de beber. Seus olhos já estão baixos e daqui a pouco vai trocar as palavras.


 


Christopher: Tá bom amor. - sorriu tocando na gargantilha - Eu vou te dar dez desses aqui, tá? E vai usar só para mim. - me deu um selinho.


 


Dulce: Dez? Não acha muito? 


 


Christopher: É pouco. Vou te dar o mundo. - sorriu.


 


Ri.


 


Dulce: Você já me deu o mundo. - dei mais um selinho nele e levantei - Vou pegar uma água para você. Não sai daqui, viu? - gritei por cima da música.


 


Ele assentiu se encostando por inteiro no estofado. Caminhei até o bar e pedi uma água e um energético. O barmem terminava a preparação de uma bebida e eu sentei no banco para esperar. Olhei para trás e Christopher olhava para a pista em baixo. Um grupo de homens e mulheres entraram no vip e ocuparam uma da mesas vazias.


 


Mas um deles, se aproximou do bar e pediu uma vodka. E me encarou.


 


Xxx: Hi. - sentou no banco ao meu lado. 


 


Apenas balancei a cabeça.


 


Xxx: Está sozinha? - gritou por cima da música. Balancei a cabeça.


 


Dulce: Estou bem acompanhada. - coloquei praticamente minha mão com aliança na cara dele - Meu noivo está lá atrás. - indiquei com a cabeça.


 


Xxx: Ah, que pena! Só poderia ter alguém. É tão gata para ficar sozinha.


 


Encarei o barmem que terminava de servir uma mulher e ia pegar meus pedidos do outro lado do balcão.


 


Xxx: Sorte sua que adoro as comprometidas. - tocou no meu braço e o encarei irritada me afastando do toque dele.


 


Dulce: É melhor você parar por aqui. - gritei ficando em pé.


 


Xxx: Calma. - riu - Adoro as bravas também. - ficou em pé e no segundo seguinte se colava em mim - Esse decote é um convite, gata?! - a mão tocou nas minhas costas e desceu para minha bunda.


 


Dulce: É sim. - sorri e ele abriu um sorriso gigante.


 


Xxx: Eu sabia. E..


 


Dulce: Um convite da minha mão nessa sua cara. - falei brava o empurrando e levantando minha mão para dar um tapa mais alto que a música na cara dele, mas antes que minha mão encostasse, o homem foi jogado de supetão para bem longe do bar. 


 


Christopher: VOCÊ ESTÁ TOCANDO NA MINHA MULHER?! - gritou furioso.


 


Dulce: Christop..


 


Xxx: Ficou louco? - gritou irritado indo para cima de Christopher.


 


Christopher: EU VOU TE ENSINAR A COMO TRATAR UMA MULHER. PRINCIPALMENTE A MINHA! - antes que o cara desse um soco no meu noivo, Chris já o segurava pelo o pulso e o socava três vezes no rosto. 


 


Dulce: CHRISTOPHER! PARA! - gritei tentando segura-lo. Obviamente não consegui, as pessoas ao redor olhavam a cena e dois seguranças quando viram Christopher socando pela quinta vez o sujeito, correram em nossa direção.


 


Christopher: ME SOLTA! ESSE NOJENTO VAI SE AJOELHAR E PEDIR DESCULPAS PARA MINHA MULHER AGORA! - gritou sendo afastado pelos seguranças.


 


Segurança: O SENHOR PRECISA SE ACALMAR. - gritou de volta o segurando.


 


O outro segurança levantava o cara que choramingava tocando no rosto.


 


Christopher: Ok. - falou mais calmo.


 


Calmo até demais. 


 


O segurança soltou ele e assim que ficou livre, Christopher correu e passou a perna para o cara cair de joelhos, o outro segurança tentou afastar ele, mas Christopher o empurrou e deu outro soco no cara que caiu deitado ao chão.


 


O segurança que estava ao meu lado correu para perto deles. E o que estava perto, levantava do chão desorientado.


 


Christopher: PEDE DESCULPAS PARA MINHA MULHER AGORA OU VOU TE MATAR! - gritou furioso.


 


Xxx: Des..cul..pas! Aii Aiii d.esc..ulpa..


 


Dulce: Já chega Christopher! - também me aproximei dele e toquei. - Já chega!


 


Segurança: JÁ CHEGA DE CONFUSÃO! - gritou o que tinha caído no chão - OS TRÊS ESTÃO EXPULSO DAQUI. ANDEM! FORA DAQUI! - - apontou para a porta fora da boate furioso. 


 


Bufei.


 


Christopher: Você está bem, pequena? - tocou no meu rosto preocupado ignorando o segurança.


 


Dulce: Sim.


 


Segurança: RUA AGORA OU VOU TIRAR OS TRÊS A FORÇA! - encarou o cara no chão - E VOCÊ SEU VERME, PODE IR SE ARRASTEJANDO NO CHÃO MESMO. 


 


Suspirei. 


 


Dulce: Só vou pegar minhas coisas. - avisei para o outro segurança mais calmo. Andei até a mesa e peguei minha bolsa e a de Lucy sob os olhares das outras pessoas ao redor. Saímos do vip e com tantas pessoas na pista, não vi Lucy e Igor. Estava com bolsa dela. 


 


Mas Igor estava com o celular no bolso da calça dele. Ia mandar uma mensagem avisando que tínhamos sido expulsos. Saímos da boate olhando ao redor. Estava bem agitado. 


 


Já no estacionamento, estava vazio. 


 


Deserto.


 


Puxei Christopher em direção de lá.


 


Christopher: Aquele filho da puta fez alguma outra coisa com você, Dul? - me fez parar de andar e puxou a mão. 


 


Dulce: Não. Estou bem. Você deu o que ele merecia. - dei um sorrisinho - E você bêbado conseguiu dar uma rasteira naquele cara - não consegui controlar e ri, ri muito. Ao ponto de me inclinar gargalhando.


 


A cena era agora super icônica e engraçada.


 


Christopher também riu.


 


Dulce: A..m..or, Aiii - recuperei fôlego - Obrigada. Eu te amo. - toquei no rosto dele.


 


Christopher: Também te amo amor. 


 


Dulce: Vêm. Vamos para o carro. - falei voltando andar e pegando meu celular mandando uma mensagem explicando para Igor a expulsão e avisá-lo que estaríamos no carro até eles saírem. 


 


Assim que ficamos de frente para o conversível, o destravei e entramos. Christopher ligou o ar-condicionado. Eu estava no banco do motorista e ele do passageiro de olhos fechados. Deixei as bolsas no porta luvas.


 


Christopher: Ok. Talvez eu esteja um pouco bêbado mesmo. - murmurou.


 


Dulce: Um pouco? - acariciei o rosto do meu amor - Sua irmã está igual a você.


 


Christopher: Somos assim mesmo. - sorriu e abriu os olhos - Tirando aquele filho da puta, eu amei a noite.


 


Dulce: Eu também amor. - toquei na mão dele e percebi que ficaria inchado mais tarde. - Preciso colocar gelo nisso.


 


Christopher: Estou bem. - se inclinou me dando um beijinho - Você é linda, seu vestido é lindo. Não tem nada de errado com ele amor. Deveria até usar mais se quiser, mais vestido assim. Fica muito sexy, muito, muito sexy. - murmurou. 


 


Dulce: Eu te amo. - sorri antes de beija-lo.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): tatayvondy

Este autor(a) escreve mais 6 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Dulce Maria    Dia Seguinte    Fechei os olhos ao sentir o vento em meu rosto, bagunçando meus cabelos e arrepiando minha pele. Dessa vez, Christopher tinha colocado um capitão na direção, era a lancha dele, a mesma do Rio no dia dos namorados. Já estavamos no mar a mais de três horas, eram quase o horár ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 1579



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Ellafry Postado em 23/03/2022 - 17:47:32

    Ei amiga. Se cuida, saúde em primeiro lugar. Saiba que se precisar pode chamar. Quando voce se sentir bem, e quiser voltar, estaremos aqui. Não pensa na gente, pensa em voce e faça o que é melhor pra voce. Estou na torcida pela sua recuperação. Fique em paz, e estamos aqui para o que voce precisar.

  • ana_vondy03 Postado em 06/03/2022 - 20:21:13

    Aí amiga, não se preocupa com a gnt, se cuida e fica bem. Depressão é coisa séria e sei como são as crises de pânico pq minha mãe tbm tem, ent eu espero do fundo do meu coração que você se recupere e que quando você voltar, sem importar a data, você esteja 100% para continuar dando o seu melhor! Estou aqui desde o início da história e vou estar aqui para o final dela! Te adoro e te espero recuperada! S2 S2 S2

  • taianetcn1992 Postado em 23/02/2022 - 06:49:51

    melhoras, fique tranquila, estaremos sempre aqui por vc

  • Srta Vondy ♥ Postado em 19/02/2022 - 23:33:18

    Tome todo o tempo necessário, as verdadeiras fãs teu trabalho esperaram todo o tempo. Sei o quão empenhada e dedicada você sempre foi. Melhoras e todo o amor do mundo nesse momento tão difícil. Se cuida por favor, estou te esperando p finalizar essa história incrível

  • taianetcn1992 Postado em 07/02/2022 - 07:40:40

    quero mais post

  • taianetcn1992 Postado em 07/02/2022 - 07:40:26

    saudadessss

  • taianetcn1992 Postado em 07/02/2022 - 07:40:19

    voltaaaaaaa

  • taianetcn1992 Postado em 07/02/2022 - 07:40:11

    sumiuuuu

  • taianetcn1992 Postado em 07/02/2022 - 07:40:04

    cade vc ?

  • taianetcn1992 Postado em 21/01/2022 - 05:22:11

    Mais mais mais mais pelo amor


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais