Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: A Promessa | Tema: Belo Desastre, A Seleção, Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais, Desastre Iminente, Estilhaça-


Capítulo: Game Of Hades

106 visualizações Denunciar


A tela estava completamente escura, devia ser a bateria foi o que pensei e antes que pudesse fechá-lo e esquecê-lo ali, uma imagem piscou na tela me fazendo gritar, cair no chão e me afastar rapidamente até minhas costas baterem contra minha cama.


Eu estava chorando e tremendo, escondi meu rosto com as mãos e não queria erguer o olhar, não queria arriscar ver alguém – ou algo – em minha frente, não queria me assustar.


Um bipe.


Meu coração acelerou, meus olhos se ergueram automaticamente esperando ver algo ali, esperando o susto outra vez. O notebook estava completamente aberto, virado para a parede e de costas para mim. Engatinhei de volta a cama em minha frente e levantei, tomando fôlego o suficiente antes de virar a tela para mim.


A porta abriu de repente e eu gritei.


Tay gritou.


– Mas que diabos, Karlla. – ela resmungou com uma mão no peito. – O que houve?


– O q-que é i-is-so? – apontei para o notebook, ainda de costas e Tay fez uma careta, talvez irritada por eu ter olhado, talvez apreensiva. Ela se aproximou e sentou ao lado do notebook pegando-o no colo e observou por um tempo.


– Está falando do jogo?


– Jogo?


– É. O jogo está aberto, você estava jogando?


– Que jogo? – gritei completamente nervosa, completamente desesperada. – Do que está falando?


– Do jogo. Você não está sabendo? – ela me olhou esperando resposta e suspirou, virando a tela para mim. Dei um passo para trás levando as mãos aos olhos. – Não acredito que está com medo! Pode olhar. É de mentirinha. – ela riu baixinho e me senti uma estúpida. 


Baixei os dedos e encarei a tela, mostrava um quarto parcialmente escuro, iluminado apenas com o flash da câmera que alguém segurava.


– Não foi isso que vi.


– Não? – ela perguntou com uma sobrancelha erguida, balancei a cabeça e Tay virou o notebook para ela. – É só um jogo. Precisamos da câmera para poder enxergar o que os olhos não veem. É algo assim.


– Qual a finalidade dele? – perguntei controlando a voz trêmula, controlando a vontade de gritar e sair correndo dali, voltar para os braços do meu pai e me sentir segura. – O que você ganha com isso?


– Na descrição diz que se o jogador chegar vivo até a última fase, são dez no caso, ele pode fazer um pedido.


– Um pedido? – ela concordou com a cabeça, os olhos fixos na tela. – Que bobagem! Como se fosse o gênio da lâmpada? – revirei os olhos e sentei na ponta da cama, repassando a imagem na minha mente mil vezes.


Que bobagem, repeti a mim mesma.


– Deve ser um código para ganhar dinheiro ou algo assim. Até que é legal. – ela disse distraída. – As primeiras fases são muito fáceis, são só perguntas, mas parei na terceira. É uma cena, eu diria que muito real até, e você precisa escolher.


– Escolher o que? – me ouvi perguntar.


Que bobagem. 


Bobagem. 


Bobagem. 


Bobagem.


– Bem, aqui diz: Você precisa fazer uma escolha, pode seguir em frente e deixar seu companheiro ferido para trás. Ou poderá ajudá-lo achando o kit de primeiros socorros. – minhas sobrancelhas quase tocaram o teto. – Eu não conhecia meu parceiro, mas tenho pena de deixá-lo.


– Simplesmente seguir em frente? Simplesmente passar de fase? – perguntei chocada.


– É. – foi sua única resposta.


– Não pode ser. – falei me movendo até ela, sentando ao seu lado. – Não pode ser tão fácil assim. Onde estão as instruções do jogo?


– Não tem. Somos incentivados a escolher entre duas opções na primeira fase, acontece o mesmo na segunda e terceira. A única diferença é que, a partir da terceira, ele mostra o que aconteceu. Por exemplo, eu estava com meu parceiro, procurando moedas em um bar e ao sairmos, um carro praticamente o esmagou... – Dylan. – Foi terrível ver a imagem, pareceu real para mim. – Dylan. – Então, surgiu a opção e eu estou com as moedas, mas não sei qual decidir.


Engoli o nó na garganta.


– E se você escolher salvá-lo?


– Não sei, tenho de encontrar esse kit e é difícil. Está vendo? – ela apontou para a tela parcialmente escura. – É escuro demais, cheio de tralhas.


Engoli mais uma vez.


– E se escolher seguir em frente?


– Acho que meu parceiro morre.


NÃO.


– Qual o nome desse jogo?


– Game Of Hades.


Sai do quarto como um vento, pude ouvir Tay chamar meu nome, perguntar para onde eu estava indo mas já era tarde para responder, eu já estava descendo as escadas do Morgan, tropeçando em meus próprios pés, contendo o nó na garganta, as lágrimas nos olhos e o tremor nas mãos e pernas. Eu vou aguentar, eu vou aguentar, eu vou aguentar. Era o que eu precisava repetir para chegar, para não cair, para não desistir.


Os alunos estavam saindo em grupos do prédio das aulas e eu sabia que eu não iria vê-lo ali, sabia que ele já estava um semestre a mais do que eu, mas eu precisava encontrá-lo, precisava falar... Falar.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): ladymidnight_

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

Prévia do próximo capítulo

Vi Julia e o casal – Lethicia e Rob – conversando distraidamente enquanto passavam pelas portas abertas do prédio e eu tinha de tropeçar e quase cair na frente deles porque meu corpo era fraco demais, idiota demais. “O que aconteceu?” ouvi a voz dos três em meus ouvidos, mas eu não sabia se falaria, não sabia se chora ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 1



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Ju Franco Postado em 10/09/2016 - 02:33:38

    CONTINUAAAA MINHA NOVA FIC FAVORITA NÃO ABANDONE PRA SEMPRE PFVR



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...