Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Complicado Am💔r!! — Contém Intersexualidade. | Tema: Anahí, Dulce **Portiñón**


Capítulo: 12° - Eu só faço mal a ela.

39 visualizações Denunciar


Pov. Anahi°°


Em todos os momentos que teve para aparecer Dulce tinha que fazer isso justo agora, logo nesse momento em que resolvi deixar de sofrer e seguir minha vida ao lado da Chandelly. Esta que sempre esteve comigo nos momentos bons e ruins. Que sempre me apoiou e esperou que eu pudesse olhar para ela, eu tentei, juro que tentei, mas o amor é uma droga mesmo!  


E a Dulce com toda certeza é o meu vício, eu a amo tanto que chega dói. Eu queria tanto estar com ela, queria tanto amá-la, sou tão dela que chega a me assustar.


Saí da delegacia afoita correndo os olhos pela rua e a pequena pracinha que tem ali perto, tentando inutilmente achá-la. Porém, a ruiva parece ter desaparecido. Então achei melhor ligar para a Perroni, expliquei a situação e perguntei se estava melhor. Me respondeu que sim e que provavelmente Dulce estava na casa dela. Minha amiga passou o endereço, finalizei a ligação, corri até meu carro e entrei nele seguindo para a casa da mulher que me tem nas mãos.


Vinte minutos mais tarde cheguei a casa que atualmente Dulce tem morado. Avistei seu carro na garagem estacionado de qualquer jeito, então definitivamente cheguei a conclusão de que ela com certeza ouviu minha conversa com a Delly. Saí do carro, travei as portas e segui em direção a entrada da casa, um pouco nervosa e ansiosa ao mesmo tempo toquei a campainha. Uma, duas, três vezes, quando já estava para desistir escutei a porta ser destrancada e logo mais fiquei frente a frente com o meu amor.


Ela estava simplesmente linda dentro de um blusão preto, no cabelo um pequeno laço azul turquesa pendendo para o lado direito, nos pés pantufas azuis de fadas – as preferidas dela – e nem precisei analisar muito seu rosto para saber que Dulce andou chorando, seus olhos estavam inchados e avermelhados como a pontinha de seu nariz. Me encarou surpresa e tão logo vi seu olhar marejar.


– O que aconteceu? — Perguntei, ela fungou movendo a cabeça negativamente enquanto secava as lágrimas que insistiam em sair.


– Nada. Por favor vai embora. — Sua voz estava embargada. Tentou fechar a porta, mas consegui impedir a tempo usando o pé.


– Dulce por que foi me procurar?


– Eu... Por favor Anahi, me desculpe. Eu não devia ter ido. Não vai mais acontecer. — Tinha alguma coisa errada, Dulce estava estranha demais. Ela estava sem jeito na minha frente.


Suspirei, preciso saber o que fez ela ir até a delegacia me procurar. Eu estava com tanta saudade que foi inevitável não correr os olhos por seu corpo, confesso que achei a ruiva mais cheinha do que de costume, suas coxas encontravam-se mais torneadas e pouco a mostra, por causa do blusão que terminava na metade delas. Sem falar que seu rosto estava mais redondinho que o normal.


Dulce sempre se manteve em forma. – Pensei comigo.


– Perroni estava preocupada com você, porque saiu correndo de lá. Ela disse que você não podia ter saído daquela maneira, no estado que se encontra. Só não entendi por quê. — Cocei a nuca confusa. E o que vi a seguir iluminou meu dia, Dulce deu um pequeno sorriso. Triste, mas deu.


– Não é nada demais, May exagera as vezes.


– Pode ser, mas você tinha ido lá falar comigo? O que foi? Pode dizer. — Não sei porque, no entanto, um fio de esperança tomou conta de mim, como se a qualquer momento eu fosse escutá-la dizer que me amava e que aceitava casar comigo.


 


Pov. Dulce❤️


Depois de ter escutado aquilo eu só queria ficar quietinha com o meu bebê, queria esquecer por algum tempo que a vida real existia, que errei feio em minhas escolhas e por essa razão perdi o amor da minha vida. Queria esquecer que fui enxergar isso tarde demais, e que muito provavelmente daqui a alguns meses Anahi se casaria. Seria um golpe fatal para mim que sempre tive ela, porém nunca dei valor. Nunca quis assumir. Nem preciso falar que se arrependimento matasse eu já estaria morta.


A única alegria que tenho é sentir todos os dias essa pequena e inocente vida crescendo dentro de mim, o fruto do meu amor escondido por ela. A prova de que esse sentimento existiu, e chegou a transbordar tanto que gerou um fruto. As vezes que olho minha barriga mal posso acreditar que realmente estou grávida, meu bebê será para sempre uma lembrança viva da Any na minha vida. Sempre.


Eu estava tentando a todo custo segurar as lágrimas, porém ter a Anahi aqui na minha frente me encarando tão intensamente e com tanto amor, não está ajudando. Sei que uma hora ou outra ela vai ter que saber do nosso filho, entretanto, esse não é um bom momento, ainda mais depois de saber que ela pretende casar com outra mulher. A Any mais do que ninguém merece muito ser feliz, e se a felicidade dela está ao lado de outro alguém eu apenas tenho que aceitar. É por esse motivo que não quero falar sobre a gravidez por enquanto, não quero que ela desista de tudo por mim, ou mesmo por nosso bebê.


Juntando todas as forças que me restava encarei a mulher que amo.


– Eu só tinha ido lá te dizer que as vezes que tivemos relações foi um erro. — Eu podia sentir como aquelas palavras estavam ferindo-as, mas eu precisava disso. Só assim ela vai me deixar e seguir em frente com a Chandelly.


– O quê...? — Any estava pasma e a única coisa que eu queria era me jogar contra os braços dela, dizer o quanto a amo e revelar que vamos ser mamães. Porém, essa vontade ficou entalada na garganta.


– É isso mesmo. Me arrependo muito. — A lágrima teimava em descer, e por mais que eu tentasse segurar foi inútil porque ela correu livre por minha bochecha.


Tive vontade de tocar meu ventre e pedir perdão ao meu bebê, eu não estava arrependida coisa nenhuma.


– Dulce você sabe o que está fazendo não sabe? — Balancei a cabeça confirmando.


– Claro que sei. — Sequei rápido a lágrima e tentei parecer indiferente, só tentei mesmo porque estava quebrada por dentro ao ver o olhar desolado dela.


– Então por que está chorando porra?! — Agarrou ambos braços meus e arregalei os olhos pelo susto. – Por que está derramando essa lágrima se nunca sentiu nada por mim! Me diz!?


– P-porque acabei machucando uma das minhas melhores amigas por pura curiosidade. — Mordi o lábio quando senti ela apertar os dedos em volta de meus braços.


– Caralho Dulce não fode a minha cabeça!! Está querendo o quê? Me enlouquecer? Se for isso você está de parabéns porque conseguiu! — Soltou meus braços e passou a mão direita no cabelo raivosamente. – Se era só a merdinha de uma curiosidade por que deixou chegar tão longe?? Por quê permitiu que eu me apaixonasse mais?!


– Não é culpa minha se você quis se iludir, e faz um favor vai embora da minha casa. Não quero mais te ver. — Cada palavra amarga que eu dizia sentia meu coração morrer aos poucos. Any está tão decepcionada comigo que nem conseguia mais me encarar.


Vi ela me dar as costas e em curtos passos chegou até a saída, já que estávamos próxima a porta.


– Tudo bem Dulce, você venceu. Se eu já estava machucada antes agora estou dez vezes pior. Como você mesma pediu vou te deixar em paz. — Ela continuou andando até chegar no carro, minha vontade foi correr até lá e desmentir tudo, mas eu não podia. Any precisa me esquecer para conseguir ser feliz. Eu só faço mal a ela.


Fechei a porta, corri até o sofá e chorei. Chorei o resto do dia e adormeci ali mesmo. Quando acordei enchi a banheira e tomei um bom e demorado banho, foi impossível não deixar uma e outra lágrima escapar enquanto acariciava minha pequena barriga.


Agora já deitava na cama e de pijama escuto a companhia tocar. Eu estava desanimada e com vontade de ignorar, porém a pessoa era insistente então decidi ir atender. Assim que abri a porta vi meu pai ali parado, ele abriu os braços e sem pensar duas vezes me joguei contra ele, aninhando-me em seu abraço.


– Como você está meu amor? Sua mãe fez uma guerra por eu ter vindo aqui, mas não vou abandonar minha única filha, ainda mais estando grávida.


– Pa-pai... — Funguei sentindo lágrimas desceram, não sei como eu ainda tinha depois de ter chorado tanto. – O... Obrigada.


– Ei ei ei, não chora Maria, e não me agradeça. Sou seu pai meu dever é estar ao seu lado sempre que precisar.


– Pai, estou tão destruída. Any... Any veio aqui e eu e-eu mandei-a embora. Magoei a outra mãe do meu bebê ainda mais.


– Xiii calma, ficar nervosa assim não vai ajudar, vamos entrar e aí se quiser me contar ficarei aqui apenas te ouvindo. — Balancei a cabeça concordando. 


Naquela noite contei tudo ao papai, eu precisava desabafar. Ele não concordou comigo sobre não falar para Anahi do bebê, mas disse que conseguia me entender. E eu apenas agradeci por isso.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): @Jhamy_22

Este autor(a) escreve mais 6 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 107



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Bia_Fagundes Postado em 23/05/2020 - 12:30:50

    AAHHH como eu quero elas juntassss

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:51:16

      Kkkk sou suspeita para falar, mas eu também.

  • Bia_Fagundes Postado em 12/05/2020 - 23:06:09

    Aaaahhhh eu preciso demais!!!

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:49:16

      Postado amore.

  • Precious💎 Postado em 09/04/2020 - 01:17:13

    Capítulos maravilhosos! Pena que já tá no fim.

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:47:52

      Aaah obrigada, sim tá no finalzinho.

  • universo☆webs Postado em 09/04/2020 - 01:12:06

    Logo quando tá fikando bom!!!! Volta logo.💙

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:47:12

      Postado mulher kk

  • hunter1d Postado em 09/04/2020 - 01:05:51

    Uhuuuu vc voltou!!!!

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:43:49

      Sim kkkk, demorei, mas voltei.

  • origem26 Postado em 04/09/2018 - 13:14:32

    Continua!! Continua!!

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:43:17

      Continuando<3

  • nanda_reys Postado em 03/09/2018 - 22:29:45

    Continua!!!

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:42:11

      Continuando.<3

  • ..Peekena.. Postado em 17/01/2018 - 23:45:48

    Posta mais!!!

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:41:38

      Postado<3

  • Gabiih Postado em 09/01/2018 - 12:37:55

    continua!!!

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:40:51

      Continuando.(•&#8255;•)

  • ..Peekena.. Postado em 05/01/2018 - 19:00:24

    Sou nova aqui continua! !

    • @Jhamy_22 Postado em 23/05/2020 - 12:39:50

      Seja bem vinda, e desculpa a demora para responder.



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...