Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Os Opostos Se Completam | Tema: AyA Rebelde Opostos


Capítulo: Capítulo 105

185 visualizações Denunciar


Anahí narrando:



Era por volta das 17 horas e estava quase tudo arrumado. Tínhamos passado a tarde toda ajudando Ruth com a comida, enquanto Maite cutucava algumas coisas e Alfonso só atrapalhava com suas fracinhas. Mas nem isso me tirou do sério. Acho que eu estava feliz demais por tê-lo ao meu lado. Era tão bom que nada poderia me tirar do sério.



Fizemos tanta comida, que eu estava satisfeita apenas por olhar tantos pratos espalhados pela cozinha. Ainda fiquei terminando a sobremesa quando Ruth recebeu uma ligação e disse que precisava dar uma saída. Alfonso lambeu as vasilhas e ainda comeu um pedaço do chocolate que eu iria derreter para fazer brigadeiro para comer antes da ceia. Todo aquele doce tinha me deixado com vontade.



Arrumei a mesa para deixar Ruth somente com poucas coisas. Ela estava com uma carinha de cansada que dava até pena, e não parecia feliz, considerando a data. A mesa estava arrumada com uma toalha que ela tinha deixado ali em cima. As sobremesas geladas estavam na geladeira, e um bolo de cenoura para o fresco do Alfonso, estava no forno. Ainda tivemos que ocupar o forno da vizinha, porque era comida demais. Acho que nem a minha casa tinha tanta comida quanto na do Poncho. Parecia que alimentaríamos um batalhão. E bem, considerando todos os convidados... Alguns comiam por dez. Alfonso era um deles.
Às 19h30m, Alfonso subiu para tomar banho, enquanto eu descansava no sofá. Maite estava cochilando em seu quarto e o Miguel ainda não tinha voltado para casa. Fiquei minutos ali sozinha assistindo televisão, até o celular tocar. Era minha mãe.



- Oi, mãe! – atendi animada, mas pedindo mentalmente para que não chorasse,
Dona Regina chorava por nada, era tão sensível que às vezes dava medo de falar algo e ela entender errado e chorar.



- Oi, amor! – e lá estava ela com a voz embargada, denunciando que havia chorado ou começaria a chorar – Não vou te ver hoje?



Eu até pensei em vê-la. Queria visitar meu tio, ela e Christopher, mas o doutor Ricardo não estava em meus planos. Enquanto podia evitar, eu evitaria.



- Não, mãe. Não quero encontrar o pai, a senhora sabe.



- Eu não entendi muito bem a birra de vocês – fungou – mas, não é justo, filha. Não é justo você parar de me ver por causa do Ricardo. Estou com saudades.



Eu também estava. Apesar de não ser uma mãe como Ruth, que abraçava toda hora e fazia-nos sentir seguros sempre quando batia tristeza, eu amava minha mãe. Mesmo estando poucos dias fora de casa, eu sentia falta de beija-la de estar junto. Sentia falta até de trocar poucas palavras, ou apenas olhá-la.



- Tá, mãe. Vou tomar banho e vou ai rapidinho. Mas, não vou me demorar.



- Seu pai não está – fungou – Se vier agora, não o verá.



Respirei aliviada.



- Então eu vou. Ah! vou levar meu namorado para a senhora conhecer.



- Namorado, é? – riu – Quero conhecê-lo mesmo!



- Mas, presta atenção, dona Regina...Meu moreno não é engomadinho como o Cadu. Não quero olhar torto e nem nada que possa desagradá-lo. Meu namorado é tatuado, tem alargador, usa roupas largas e boné de aba reta, mas é muito educado e tem um sorriso lindo.



- Calma – riu – Até parece que sou o carrasco do seu pai, Anahí! Quem seria contra é ele, não eu.



- Mas o pai não é contra – revirei os olhos – Eles se conhecem. É motoboy e ajuda o pai no escritório.



- POXA! – disse alto – E eu não o conheço? Estou magoada contigo, viu?



- O pai acabou conhecendo no escritório, mãe. Eu só o conheci por causa disso. Depois te conto a história, tá? – revirei os olhos e ela sussurrou um “uhum” – Agora preciso desligar, mãe. Senão o doutor Ricardo chega aí e a senhora sabe...



- Tudo bem, amor – pausou – Fique com Deus, beijos.



- Você também mãe. Beijos.



- Qual o nome dele? – pausou – Do seu namorado?



- Chama de Poncho – sorri, mordendo meu lábio inferior – O marrentinho ama que o chamem assim.
Nos despedimos novamente e desliguei o celular, levantando-me para avisar Poncho que iríamos sair. Entrei no quarto e ele estava terminando de descer sua camiseta. Estava tão lindo que eu poderia fazer um quadro. Calça jeans, camiseta, tênis e boné tudo branco para o Ano Novo. O perfume exalava quase da escada. Estava sem barba, e com uma corrente de cruz dourada no pescoço. Aproximei-me dele e cheirei seu pescoço, fazendo-o arrepiar.



- Hum, cheirosinho – sorri – Amor, vamos sair rapidinho? Vou desejar feliz Ano Novo para minha mãe.



- Claro, vida – sorri – Mas, e seu pai?



- Meu pai saiu. Vou lá por causa disso – suspirei – Ainda não me sinto pronta para vê-lo.



- Seu pai disse que sente a sua falta – disse rapidamente, como se estivesse receio da minha reação. Confesso que meu coração pulsou ao ouvir aquilo, mas eu queria ignorar aquela reação.



- Também sinto a dele – confessei dolorosamente – Mas não estou pronta para vê-lo.



Alfonso não disse nada. Terminei de tirar minhas roupas e as coloquei no cesto do banheiro. Entrei no box, fechei a porta e liguei o chuveiro deixando a água gelada cair sobre meu corpo. Estava tão calor, que eu não me importei em deixa-la bem fria. E eu precisava esfriar a cabeça.



Demorei cerca de vinte minutos, e quando saí vi um papel sobre a cama de Alfonso, que aguçou minha curiosidade. Corri até lá ainda de toalha, e o peguei.



“Branquinha, tive que dar uma saidinha, mas volto logo, tá? Não fica brava, mas não pude te levar. Eu te amo, beijos... Seu moreno.”



Confesso que fiquei muito chateada. Fiquei tão chateada por não ter me falado onde iria, que decidi não esperá-lo. Coloquei uma roupa qualquer, a primeira que achei em minha bolsa, e liguei para o Bingo, pedindo uma carona. Se saiu sem se dar o trabalho de me avisar para onde iria, também não o esperaria para sair comigo.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): anyeponcho

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Ricardo e Ruth no mesmo bar da Zona Norte. Ruth ainda estava tentando assimilar todas as coisas que pareciam cair sobre seus ombros de uma vez, sem conseguir impedir. Ricardo, também, mas ao contrário dela, tudo o que mais o amedrontava, era pensar que Ruth podia não querê-lo mais. Poderia querer evitar seus sentimentos, ou até mesmo esquec ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 246



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • degomes Postado em 16/08/2019 - 07:06:00

    Contínua 🙏

    • anyeponcho Postado em 27/08/2019 - 11:29:34

      Continuei =)

  • AnaCarolina Postado em 11/08/2019 - 18:54:57

    Mas como assim gente? Me diz que esse exame foi alterado

    • anyeponcho Postado em 27/08/2019 - 11:30:28

      Será? Vamos saber o que aconteceu daqui a alguns capítulos... Só digo uma coisa: a história é AyA, então....

  • AnaCarolina Postado em 30/07/2019 - 09:17:33

    Aaaaah esse momento é todinho meeeeu Continua

    • anyeponcho Postado em 04/08/2019 - 16:52:08

      =) Foi pequenininho o poste, mas, mais tarde tem mais ;)

  • luananevess Postado em 28/07/2019 - 21:35:41

    Continua

    • anyeponcho Postado em 04/08/2019 - 16:51:23

      Continuando.... =)

  • AnaCarolina Postado em 07/07/2019 - 22:19:16

    Continuada <3

    • anyeponcho Postado em 18/07/2019 - 23:37:48

      Postei 2 vezes hoje &#128512;

    • AnaCarolina Postado em 07/07/2019 - 22:19:44

      Continua* hehehe

  • AnaCarolina Postado em 10/06/2019 - 18:36:10

    Caramba, que merda! Não vejo a hora de tudo se resolver de vez :'(

    • anyeponcho Postado em 14/06/2019 - 17:07:20

      Eu também :) Mas, infelizmente vai demorar um pouquinho pra acontecer

  • AnaCarolina Postado em 10/06/2019 - 13:59:58

    Oláaaa já já vou ler os capítulos e volto pra comentar <3

  • AnaCarolina Postado em 04/05/2019 - 00:05:27

    Cadê você?

    • anyeponcho Postado em 14/05/2019 - 20:49:51

      Volteiiiii!!! Passei por uns momentos ruins, mais agora estou de volta =)

  • AnaCarolina Postado em 09/04/2019 - 21:51:48

    Tadinha da Mai :(

  • AnaCarolina Postado em 31/03/2019 - 22:43:19

    Que bom que apesar de tudo o Ricardo entendeu e não demitiu ele... Continua



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...