Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Os Opostos Se Completam | Tema: AyA Rebelde Opostos


Capítulo: Capítulo 141

179 visualizações Denunciar


Alfonso narrando:



Seus olhos encheram-se de lágrimas. Eu tentava me esforçar ao máximo para não demonstrar o quanto gostaria de me debulhar em lágrimas, não queria demonstrar fraqueza, ainda mais para a causadora de tudo isso. Não queria que ela percebesse o quão perdido estava, por mais que meu show demonstrasse o meu total fracasso.



- Era minha mãe - murmurou, como se tivesse correta em sua opinião.



- Éramos nós dois! – cuspi as palavras, sem dar chance para que ela se afastasse de mim ou pensasse em um argumento para virar o jogo.



Anahí soltou o ar dos pulmões devagar e puxou seu braço, mas não a soltei. Aproximei nossos rostos ainda mais e engoli em seco.



- Está me machucando, Alfonso. Me solta – choramingou – Por favor, me solta!



Bufei, mas não a soltei. Queria que ela sentisse a dor que eu estava sentindo. Queria que sentisse o aperto no peito que eu sentia por sua causa. A minha raiva estava me impedindo de raciocinar, e naquele momento eu já não sabia mais separar o certo do errado, o homem da mulher, a covardia da vingança. Eu queria era que Anahí pagasse por cada gota do sofrimento que senti aquela manhã. Pagasse por ser tão mesquinha, tão egoísta. E droga! O que mais me matava era ter de assumir o quanto a amava. Mesmo naquela situação, olhando em seus olhos, eu a amava mais que a minha própria vida.



- ESTOU TE MACHUCANDO, SÉRIO? VOCÊ ACHA QUE FEZ O QUÊ, COMIGO? HEIN? ACHA QUE FOI FÁCIL OUVIR DO RICARDO QUE VOCÊ NÃO IRIA MAIS FAZER O EXAME?



- FALA BAIXO E ME SOLTA! – puxou o braço, e deu um passo para trás, mantendo-nos em uma razoável distância – Você não está dentro de mim para saber o que sinto. Se coloque no meu lugar. Se fosse a sua mãe pedindo para que acreditasse nela, o que você faria? Iria contra a mulher que te pariu, hein? Que fez tudo por você? – ergueu as mãos, passando sobre seu rosto – Foi a coisa mais difícil que fiz.



Dei um passo em sua direção e tirei suas mãos de seu rosto, forçando-a a me olhar.



- Se fosse a MINHA mãe... Uma mulher digna de respeito, e que tenho certeza que não traiu meu pai... Eu daria esse crédito à ela. Ruth sempre deu tudo para o melhor dos dois filhos, e não mente para mim e Miguel. Sempre foi sincera e nunca deu motivos para que desconfiássemos dela – bufei – Não confunda nossas mães, Anahí. A sua merece seu respeito, hein? Te respeitou? – neguei com a cabeça – Ela te magoou, garota. É por culpa da Regina e do Fábio que estamos nesse impasse, sofrendo desse jeito!



- Por que são culpados? Isso acontece...



- ELES PODERIAM TER NOS CONTADO DESDE SEMPRE, MERDA! – a interrompi – Poderia ter evitado todo esse drama, todo esse sufoco estamos passando – virei-me de costas para que ela não me visse chorar – Você quebrou nossa única chance de ficarmos juntos. Você não quis nem tentar. Jogou fora o mínimo de esperanças que ainda tínhamos – neguei com a cabeça – Isso não é amor.



- É AMOR! EU TE AMO...



- NÃO É AMOR! – virei-me em sua direção – Se fosse amor você toparia fazer o exame. Se fosse amor, estaria lá comigo, Anahí, no horário marcado! Eu estava ansioso, nervoso, esperançoso e... – suspirei – Você quebrou a chance de estarmos juntos.



- Amor, não – deu um passo em minha direção. Me afastei, esquivando-me de sua mão que se ergueu para tocar meu rosto – Não faz assim, eu amo você! Amo demais, moreno. É que minha mãe disse que somos irmãos. Como vou duvidar disso?



- E PREFERE ACREDITAR EM QUEM MENTIU ANOS PARA VOCÊ? – ri, sarcástico – OLHA BEM, ANAHÍ! VOCÊ PASSOU A VIDA INTEIRA PENSANDO QUE ERA FILHA DO RICARDO, E NÃO É! SERÁ QUE NÃO DEU PARA PERCEBER QUE SUA MÃE PODE ESTAR MENTINDO?



- Por Deus, Alfonso, não faz isso! – suspirou. Seus olhos eram fundos, tristes, mas não mais que os meus. Eu estava tão derrotado, que sentia minhas pernas fraquejarem. Eu só queria minha casa e o colo da minha mãe. Apenas isso. – Eu não fiz nada – a olhei nos olhos.



- Você fez! – aproximei-me dela sem tocá-la. Era a hora que eu falaria as palavras mais duras que poderiam sair de mim naquela noite. Era hora de eu parar de ser idiota. Se Anahí desistiu de mim facilmente, eu também poderia.



- Amor...



- Não me chame mais de amor! A partir de hoje, não somos mais nada além de irmãos. Mas não se ilude achando que vou ficar atrás de você como o Christopher faz, porque nossa relação será apenas visual e nada mais. Eu trabalho com seu pai e querendo ou não, teremos que nos aturarmos pelo menos até eu achar outro emprego, mas você – a apontei – não vai me dirigir a palavra. Se encontrar comigo, se afaste, troque de calçada, finge que nem me conhece. Esqueça meu nome e tudo o que fizemos – suspirei, prendendo as lágrimas – Você me decepcionou, e não vou ficar me iludindo, achando que quando a maré baixar você pensará melhor sobre tudo isso, porque eu não quero mais saber da merda que somos. Você preferiu deixar-nos como irmãos, e então seremos. Irmãos à distância! Não quero ouvir mais a sua voz, não quero mais te ver na minha frente, e nem ter notícias suas. Vou te esquecer, e em breve não sentirei mais esse amor que está me matando! – bufei – Eu odeio você, Anahí. Odeio cada coisa que está me fazendo passar, odeio te amar tanto! Eu vou esquecer de cada mínima coisa que passamos juntos. Vou esquecer e viver a minha vida...



- Não fala isso – interrompeu-me – Não me esqueça, por favor!



- Por que não? Você prefere acreditar que somos irmãos, então não tenho mais nada a fazer sobre isso. Eu vou arrumar outra namorada, e você também... Vai viver a sua vida – neguei com a cabeça – E amar de verdade, porque com sua atitude de hoje, provou que nunca me amou de verdade. Você foi egoísta, baixa. Não foi por essa Anahí que me apaixonei, mas não vou esperar que a outra volte. Vou embora!



Anahí agarrou o meu braço assim que me virei, e segurou-me pela cintura. Me balancei freneticamente fazendo seus dedos afrouxarem e caminhei rapidamente até a porta. Suas mãos agarraram minhas pernas com tanta força, que tive que me apoiar na parede para não cair. Olhei em sua direção e vi que ela estava ajoelhada, agarrada à mim como um bicho preguiça, tentando me impedir de sair porta a fora.



- Não vai assim! Eu te amo, por favor me entende...



- Me solta! – puxei minhas pernas sem sucesso – Me solta, Anahí!



- Eu amo você, Poncho! Fica... Vamos conversar e...



- ME SOLTA AGORA ANAHÍ! – a interrompi – AGORA, ANDA! EU NÃO TENHO MAIS NADA A DIZER E A FALAR COM VOCÊ. SOLTA MINHAS PERNAS!



Ricardo apareceu naquele momento, junto de Christopher. Os dois olhavam a cena como se fôssemos atores da Broadway. Olhei para Ricardo, e com apenas aquele olhar quase mortífero que o lancei, foi o suficiente para entender o que realmente queria. Ele se aproximou de Anahí e a fez me soltar.


Custou muito, mas finalmente ela me soltou e agarrou seu pai, como se fosse seu refúgio.



- Não deixa ele ir, papai. Eu preciso dele – olhou por cima dos ombros de Ricardo – Chris, conversa com ele. Vocês tem quase a mesma idade, por favor...



Christopher fez menção de se aproximar de mim, mas neguei com a cabeça, o impedindo de falar qualquer coisa que fosse relacionada aquele assunto. Eu já tinha dado por encerrado, e não queria ter de me estressar com mais ninguém. Nada do que falariam iria me fazer mudar de ideia. Era minha palavra final. Não iria mais existir Anahí em minha vida, e nem lembraria mais do que passamos.



Ao sair pela porta da sala, deixei para trás todo meu passado com Anahí. Iria seguir minha vida dali em diante, como se antes fosse apenas um sonho. Eu iria arrancá-la de mim nem que fosse à força.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): anyeponcho

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

Prévia do próximo capítulo

Anahí narrando: Assim que Alfonso saiu de casa, corri para o meu quarto e deitei na cama, querendo esquecer o que tinha acontecido naquele dia todo. Meu coração doía, meus olhos ardiam de tanto chorar, e eu já desejava fugir de casa, morrer, sumir. Sentia-me presa em uma teia. Cada vez mais longe de sair daquela realidade que me consumia ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 246



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • degomes Postado em 16/08/2019 - 07:06:00

    Contínua 🙏

    • anyeponcho Postado em 27/08/2019 - 11:29:34

      Continuei =)

  • AnaCarolina Postado em 11/08/2019 - 18:54:57

    Mas como assim gente? Me diz que esse exame foi alterado

    • anyeponcho Postado em 27/08/2019 - 11:30:28

      Será? Vamos saber o que aconteceu daqui a alguns capítulos... Só digo uma coisa: a história é AyA, então....

  • AnaCarolina Postado em 30/07/2019 - 09:17:33

    Aaaaah esse momento é todinho meeeeu Continua

    • anyeponcho Postado em 04/08/2019 - 16:52:08

      =) Foi pequenininho o poste, mas, mais tarde tem mais ;)

  • luananevess Postado em 28/07/2019 - 21:35:41

    Continua

    • anyeponcho Postado em 04/08/2019 - 16:51:23

      Continuando.... =)

  • AnaCarolina Postado em 07/07/2019 - 22:19:16

    Continuada <3

    • anyeponcho Postado em 18/07/2019 - 23:37:48

      Postei 2 vezes hoje &#128512;

    • AnaCarolina Postado em 07/07/2019 - 22:19:44

      Continua* hehehe

  • AnaCarolina Postado em 10/06/2019 - 18:36:10

    Caramba, que merda! Não vejo a hora de tudo se resolver de vez :'(

    • anyeponcho Postado em 14/06/2019 - 17:07:20

      Eu também :) Mas, infelizmente vai demorar um pouquinho pra acontecer

  • AnaCarolina Postado em 10/06/2019 - 13:59:58

    Oláaaa já já vou ler os capítulos e volto pra comentar <3

  • AnaCarolina Postado em 04/05/2019 - 00:05:27

    Cadê você?

    • anyeponcho Postado em 14/05/2019 - 20:49:51

      Volteiiiii!!! Passei por uns momentos ruins, mais agora estou de volta =)

  • AnaCarolina Postado em 09/04/2019 - 21:51:48

    Tadinha da Mai :(

  • AnaCarolina Postado em 31/03/2019 - 22:43:19

    Que bom que apesar de tudo o Ricardo entendeu e não demitiu ele... Continua



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...