Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Estúpido Desejo - Vondy - Adaptada - Finalizada | Tema: Romance/Hot/Comedia


Capítulo: Capítulo 66 - Maratona 7/8

1481 visualizações Denunciar


DULCE


Dormi bem a noite porque a bebida sempre me dá um pouco de sono. Ao acordar, tenho três mensagens do Luciano; eu queria realmente sentir alguma coisa por ele, mas não consigo.


Sonhei com Christopher à noite, que ele me deixava e eu ficava arrasada. Eu não posso correr o risco de me apaixonar de novo, não estou pronta para isso!


Por que me incomoda tanto o que ele faz? Pior que isso, doeu vê-lo com outra. E não deveria ser assim. Chego a pensar que ele fez isso de propósito, porque eu saí com o Luciano e ele quis vingar-se. Mas eu não dei para o Luciano, e mesmo se tivesse dado, acho que ele não se importaria tanto quanto eu me importo com a atitude dele. Sei que não tenho o direito de me sentir como estou me sentindo, nós não temos nada, conversamos sobre isso ontem mesmo, mas ele não precisava esfregar isso na minha cara tão rápido.


Nem tenho como fazer a higiene nesse quarto novo, pois todas as minhas coisas estão no quarto do Christopher. Pelo menos hoje não temos que ir à empresa, é o dia do tão esperado coquetel, e só preciso pegar minhas coisas e sair de fininho sem que Christopher perceba. Depois vou desligar meu celular e ele não vai saber onde estou até a hora do coquetel. Não preciso vê-lo hoje. Não saberei como agir perto dele, tampouco posso demonstrar raiva, ou ele saberá que sinto alguma coisa. Preciso agir como se fosse a coisa mais natural do mundo tê-lo visto comendo outra.


Me enrolo no roupão e me certifico de que não há ninguém no corredor, estou no décimo oitavo andar. Resolvo não ir de elevador, para não correr o risco de encontrar alguém. Ontem saí por aí com esse roupão porque estava desesperada. Agora que estou pensando direito e não há a menor chance de fazer isso novamente!


Subo as escadas até o vigésimo terceiro andar. Meu coração acelera quando me aproximo do quarto, e preciso me recompor por um momento antes de entrar. Quando abro a porta, tudo está escuro. Vou até a cortina na enorme janela e a abro, e então ouço o resmungo de Christopher. Ele está jogado no sofá, com o cabelo mais emaranhado que o normal, os olhos inchados e um monte de comprimidos estão ao seu lado na mesinha de centro.


-Que mer/da é essa? -ele resmunga.


-Foi mal. -digo, mas não fecho a cortina. Vou até o quarto pegar minhas coisas. Quando estou juntando tudo, ele aparece cambaleando na porta.


-Eu preciso falar com você.


-Pode falar.


-Sobre o que aconteceu ontem. Eu não queria ter feito aquilo, eu bebi demais! Ela veio me trazer em casa porque eu não podia dirigir e acabou acontecendo. Eu juro que não tinha a intenção de magoar você...


-Você não me magoou, Christopher! Nós não temos nada, lembra? Você sai com quem você quiser, é um direito seu. -ele me olha por um tempo, depois completa:


-Por que está chegando agora? Onde você passou a noite? -continuo juntando minhas coisas e não respondo. -Dulce, onde você passou a noite? Para onde foi quando saiu daqui?


-O que eu faço ou deixo de fazer fora do meu horário de trabalho não é da sua conta!


Ele tenta vir na minha direção, mas tropeça em um sapato e cai, batendo a cabeça na cama. Corro até ele e o ajudo a levantar.


-Christopher! Você ainda está bêbado?


-Não, só com um pouco de dor de cabeça. Eu disse, ontem bebi muito mais do que estou acostumado.


-E a troco de que você fez isso?


-Porque precisava tirar você da cabeça mesmo que por cinco minutos. Eu só queria esquecer você!


Preciso fingir que as palavras dele não me atingiram, mas meu coração quase saiu pela boca quando ele disse isso. Eu o empurro até o banheiro, e não respondo ao que ele disse, mas minha mente já está a mil pensando no que aquilo significa. Ele tem ciúme de mim, mas isso pode ser explicado, nós estávamos transando. Ele pode ser desses homens possessivos que não aceitam que a mulher queira outros se já tem a eles. Mas ele ter bebido para me esquecer, se parece muito com a minha atitude quando saí com Luciano, para tirá-lo da cabeça. Mas eu não fui tão longe como ele, e não posso me esquecer disso.


Entro com ele no banheiro e percebo que ele está olhando para mim, esperando que eu diga alguma coisa. Não quero falar sobre o assunto, mas sem querer escapa dos meus lábios:


-E você conseguiu?


É óbvio que ele conseguiu. Ele estava aqui transando com outra! Que pergunta ridícula!


-Nem por um segundo. Mas vi você em cada rosto que encontrava a minha frente. Talvez isso explique porque dormi com outra, eu estava enxergando você. Sei que isso não justifica o que eu fiz. Acho que se você tivesse dormido com outro, eu seria capaz de matá-lo!


Não posso ficar ouvindo essas coisas, ele não pode achar que me engana tão fácil. Então, mudo de assunto.


-Espero que esteja bem para o coquetel hoje à noite. -eu o recosto na bancada e vou sair do banheiro, mas ele me segura.


-Toma banho comigo.


-Nem sonhando! Não vou tocar em você enquanto ainda estiver com o cheiro daquelazinha! -ele abre um sorriso enorme e me abraça, mas eu me afasto.


-Espera! Me ajuda a tirar essa cueca.


-Fala sério Christopher! Você consegue fazer isso sozinho.


Eu saio do banheiro e bato a porta. Volto para o quarto e tento não pensar nas coisas que ele me disse, mas elas ficam voltando aminha mente e então começo a pensar numa música, isso, começo a cantar uma música qualquer para tirá-lo da minha cabeça, mas acabo trocando as palavras pelo nome dele, e não consigo esquecer a sensação de que ele está me fazendo de boba. Mesmo sabendo disso, estou caindo na dele. Oh céus não posso ser tão fraca!


Arrasto a minha mala pelo corredor, quando ouço um barulho enorme vindo do banheiro. Largo a mala e corro até lá, e Christopher está caído no chão, com a cabeça encostada no box.


-Quer parar de bater essa cabeça? Você precisa estar bem no coquetel hoje. -ele começa a rir.


-Eu não estou batendo minha cabeça de propósito, Saviñón.


O fato de que ele tenha me chamado pelo sobrenome me irrita. Já estou acostumada a ser chamada pelo meu nome, saber que ele se lembra de quem eu sou. Eu o ajudo a levantar e ele me puxa para debaixo da água.


-Christopher! Não acredito que fez isso!


Ele ri e beija meu pescoço. Tenho que me afastar dele, eu tenho que fazer isso. Mas ele passa o braço pela minha cintura e então não tenho mais forças para ir a lugar algum. E a forma como meu corpo precisa do dele tão perto me assusta, ele sussurra meu nome e me beija e eu retribuo. Ele me beija com desespero, com vontade, chega a morder meus lábios. Nossas línguas se encontram numa dança da qual não quero me afastar nunca. Quando estamos sem fôlego, ele começa a beijar meu rosto, me abraça forte e fica sussurrando no meu ouvido.


-É você que eu quero, só você. Nunca mais vou ficar com nenhuma outra mulher que não seja você.


Fecho os olhos e me deixo acreditar nisso por cinco minutos, quando ele volta a me beijar. Mas, quando ele tenta abrir meu roupão, me afasto dele. Estou magoada, estou confusa com o que sinto por ele. E por mais que necessite tê-lo em mim agora, não estou pronta ainda.


Eu me afasto e saio do banheiro. Vou pingando pelo corredor até minha mala, procurar uma roupa. Ele vem atrás de mim segurando uma toalha, e me enrola nela quando tiro a roupa. Eu permito que me enrole e me afasto em seguida.


-Você está chateada. -ele diz cabisbaixo.


-Estou confusa. Ontem você me disse que não se importaria se eu não quisesse mais transar com você. Desde então estou pensando nisso.


-Eu disse isso da boca para fora. Jamais permitiria que você se afastasse de mim!


Mais uma vez ele me pega de surpresa. Eu visto a primeira roupa que encontro e deixo o roupão molhado pendurado no banheiro. Ele ainda está só com a toalha em volta da cintura, e fica avaliando cada movimento meu.


-Para onde você foi ontem?


-Bom, eu não queria atrapalhar vocês, então fui para o bar beber um pouco.


-Você foi para o bar de roupão e sozinha? Dulce, como faz uma coisa dessas?!


Quero gritar: "Você estava comendo outra, o que queria que eu fizesse?", mas não faço isso. Ele não precisa saber que me atingiu. Dou de ombros e comento calmamente:


-Não estava sozinha. Encontrei com o Luciano lá embaixo e ele foi comigo. Não corri risco algum! -ele se aproxima de mim a passos largos e me pega pelos ombros.


-Onde você passou a noite? Você dormiu com ele?


Ele está com tanta raiva pela possibilidade de eu ter dormido com o Luciano, mas não se lembra que saí daqui porque ele estava transando com outra. Qual o problema dele? Só ele pode fazer isso? Sinto a raiva me dominar e o empurro.


-Não é da sua conta onde eu passei minha noite!


-Você dormiu com ele. -afirma ele.


-Não acho que preciso explicar o que fiz para você. Você não é ninguém para julgar minhas atitudes, não é mesmo?


Volto a arrastar a mala pelo corredor e ele vem atrás de mim.


-Para onde vai com essa mala?


-Para o meu quarto.


-Para onde?


Bufo. Detesto ter que repetir as coisas, mas antes que o faça ele assente, para que eu saiba que ele entendeu o que eu disse.


-Luciano disse que a convenção acabou há três dias e arrumou um quarto para mim. -ele fica ainda mais nervoso.


-É mesmo? E foi lá que você passou a noite?


-Sim.


-E ele passou a noite com você?


-Não é da sua conta.


Ele se aproxima de mim de repente e me puxa para os seus braços. Ele sempre tem essas ações que me deixam sem reação.


-Por favor Dulce, eu sei que não sou ninguém para julgar você, não vou fazer isso. Não precisa entrar em detalhes, eu nem quero que entre. Quero apenas saber se ele passou a noite no seu quarto com você. Por favor, me diz!


Fico tentada a responder, mas que espécie de mulher sou eu que não pode resistir a um abraço molhado de um homem delicioso só de toalha?


-Christopher, isso realmente não é da sua conta. -espero ele se afastar, mas ele me aperta ainda mais.


-Tudo bem! Mas me diz o que você pensou, nós ainda vamos ficar juntos, não vamos? -então eu me afasto, antes que perca as foças para ir para o meu quarto.


-Não pensei nisso ainda. Mas você não precisa de mim, Christopher! Você consegue sexo fácil, não é mesmo?


-Não diga isso! Você não é só sexo para mim.


Tento fingir que não ligo para o que ele disse, mas por dentro estou começando a gostar desse negócio de Christopher arrependido e doido para me ter de volta. Talvez eu possa tirar algum proveito disso. Mas, quando olho para ele, ele parece em pânico, parece mais despedaçado do que eu. Será que ele sente mesmo alguma coisa por mim? Para com isso, Dulce, sua burra! Ele estava comendo outra! Outra! Lembre-se disso!


Ele tenta pegar minha mão, mas eu me afasto e abro a porta. Vejo que ele vai me seguir e aviso.


-Não acho que você deveria sair no corredor só de toalha. Estou indo para o meu quarto. E só para constar, as despesas estão na sua conta. -tento abrir um sorriso brincalhão para ele e vou para o meu quarto.


Enquanto espero o elevador, fico pensando no que fazer. Será que eu devo dormir com ele de novo? Não, por mais que eu o deseje é melhor não. Nossa viagem já está acabando, só faltam dois dias, então é melhor cortar o que quer que esteja começando a sentir e não ficar mais com ele.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): AnazinhaCandyS2

Este autor(a) escreve mais 23 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

CHRISTOPHER Tento não me concentrar tanto na mer/da que fiz. Fiquei tão bêbado que só pensava na Dulce. Cheguei a sentir o cheiro dela! Tenho certeza que chamei a Lorena de Dulce, mas ela pareceu não se importar. Achei que estava com ela, até que ela acendeu a luz e apareceu ali na minha frente, em choque. Assim que ela bateu a porta ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 526



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Giullya Postado em 17/03/2019 - 22:24:08

    Oii diva, estava lendo aqui essa história ai pah cheguei ao fim dela e fui ver quem escrevia, tinha que ser vc né pra fic estar um arraso desses! Parabéns arrasou demais, amei do começo ao fim. Sdd bjo <3

  • Tia_Olaf Grey♥ Postado em 07/08/2018 - 21:26:52

    Venho aqui divulgar minha primeira adaptação, se chama: No limite do seu desejo - Mal sabe Anahi que nesta casa há entre os filhos um misterioso moreno de olhos verdes sedutores, tatuado, arrogante e controlador, que segue sua vida conforme traça seus desejos. O Advogado Criminalista Alfonso Herrera será sua perdição e a fará viver dentro de seus limites. Mas será que Anahi terá amor e forças suficientes para conseguir viver no limite de seu desejo? Link: https://fanfics.com.br/fanfic/58362/adaptada-no-limite-do-seu-desejo-aya-18-anah i-alfonso-aya

  • yan10 Postado em 22/03/2018 - 19:06:40

    Acompanhe essa historia de amor e traição que tá mexendo com todos os leitores, FEMME FATALE https://fanfics.com.br/fanfic/57883/femme-fatale-rebelde

  • Dul ☮ Postado em 19/03/2018 - 13:22:25

    Nossaaaaaaa! Eu ameiiiii. Li em uma semana essa fi, não vejo a hora de ver a próxima. Beijos &#10083;&#65039;

  • vondytasiempre Postado em 01/03/2018 - 08:52:41

    Gente visitem la minha fanfic https://fanfics.com.br/fanfic/57802/irresistivel-vondy-e-um-pouco-ponny-hot-rebe ldevondy

  • MissMistake_Vondy Postado em 22/02/2018 - 14:59:32

    AAAAAAAAAAAAAH não acredito que acabou :( melhor fanfic que eu ja li ... dei muitas risadas dul maluquinha é a melhor <3 PARABÉEEEEEEENS

  • vondy_forever15 Postado em 17/02/2018 - 07:18:52

    finalmente..... agora eu sei oq é ter raiva odio e felicidade td ao mesmo tempo kkkkk leitoraa nova.... já to amando

  • linevondy Postado em 14/02/2018 - 13:39:46

    Quero mais linda, me avise quando tiver outra fic ADORO Suas fics! Muita luz e muito amor e o melhor pra ti <3 Beijo lindona *-*

  • linevondy Postado em 14/02/2018 - 13:38:58

    Awntttttttt vontade de chorarrrrrrr

  • linevondy Postado em 14/02/2018 - 13:38:27

    Vou sentir muitas sdds dessa fic, desse casal e dessa autora maravilhosa *-*



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...