Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Estúpido Desejo - Vondy - Adaptada - Finalizada | Tema: Romance/Hot/Comedia


Capítulo: Capítulo 94

1155 visualizações Denunciar


DULCE


A polícia não demora a chegar. Estou sentada, tranquilamente com as pernas para cima, acariciando a barriga. Já sinto uma diferença quando a toco, dá para sentir que há algo dentro de mim. Isso é o máximo!


A mocoronga está sentada na poltrona e não tira os olhos de mim. Tive uma crise de riso no momento em que ela tirou o pano do nariz, acho que teve muita sorte por não ter quebrado, mas ficou uma bola, que até combinou com ela. Ela deveria me agradecer afinal de contas.


Agora ela está ao telefone se desculpando e fazendo todo um drama porque não vai poder desfilar. E estou olhando bem para a cara dela e rindo. O sorriso não quer sumir do meu rosto. Sei que a estou irritando mais, mas fazer o que se estou feliz? Quando ela desliga o telefone olha para mim e diz:


-Você vai ser presa, sua louca! E internada.


-Reza para eu ser mesmo, porque agora só fiz uma bola no seu nariz. Mas, se eu não for presa, vou atrás de você e quebro seu nariz enorme em mil pedacinhos.


Ela tampa o nariz imediatamente e sua expressão de espanto me faz rir ainda mais.


-Christopher! -choraminga.


É aí que a campainha toca. Permaneço onde estou enquanto Christopher abre a porta. Dois policiais aparecem, e um deles abre um enorme sorriso para Christopher.


-O que foi que a sua noiva louca fez agora?


Percebo que é o mesmo policial que segurou o Christopher no dia do cassetete.


-Ei! A noiva dele está bem aqui! -ele sorri ao olhar para mim.


-Foi mal.


Mas noto que coloca uma mão no cassetete e a outra na arma. Idiota! Eu nem pretendia pegar nada dele. Vernee se levanta e começa a contar aos prantos que tentei matá-la. Mas a voz dela já é esganiçada, chorando então. Rapidamente ele tapa os ouvidos e pede que ela se cale. Então se aproxima de mim, senta-se na mesinha de centro e diz:


-Quer me explicar como tentou matá-la?


-Não tentei. Seria uma tentativa de homicídio se eu tivesse enfiado a faca no peito dela cem vezes seguidas, como pensei em fazer. Ou se eu tivesse atirado o secador de cabelo ligado quando ela estivesse na banheira, também pensei em fazer isso. Você sabe, como nos filmes? -sei que ele está segurando o riso quando concorda.


-E o que foi que você fez?


-Nada demais. Apenas atirei um socador de alho no nariz dela.


-No nariz?! -ele diz admirado.


-Ah sim, minha pontaria é muito boa.


-Estou vendo. E por que você fez isso?


Aí eu me sento. Cruzo as pernas e olho bem para ele.


-Imagine o senhor, que essa mocoronga descolorida apareceu aqui querendo roubar o meu noivo. E eu tenho um filho desse pervertido na barriga. Não posso permitir que uma qualquer apareça aqui e ache que tem o direito de se instalar nessa casa. Ele era um tremendo de um pervertido. Imagina se todas as mulheres que ele já comeu resolvem fazer isso? Isso aqui vai virar um hospício.


O policial dá uma risada, mas se controla e continua me encarando.


-Bom, o fato é que ela inventou um noivado para fazer o pai investir na empresa do meu noivo e claro, depositar uma grana alta todo mês na conta dela. E agora ela precisa confirmar essa farsa. Ela queria armar um casamento falso. Isso não é falsidade ideológica?


Observo Vernee arregalar os olhos e ficar ainda mais branca.


-Sim, pode ser caraterizado assim. Se ela tivesse realmente assinado algum documento.


-Entendo. E seu eu tiver provas das intenções dela?


Claro que isso nunca daria certo. Mesmo porque, se eles já tivessem assinado algum documento, Christopher também pagaria. Só quero assustar Verme. E claro, o policial gente boa está me ajudando. Acho que por medo do que posso fazer com a arma que está na cintura dele.


-Isso não vem ao caso! -grita Verme. -Ela tentou me matar! -diz e mostra a bola no nariz. O policial se levanta e diz para ela com toda paciência.


-Senhorita Mathieu, levando-se em conta que o objeto utilizado foi um socador de alho, que não é uma arma, e que a senhora está viva e bem, isso não se caracteriza como tentativa de homicídio. A senhorita pode dar queixa por agressão. Mas pelo que entendi, nesse caso, a senhorita Saviñón poderia dar queixa contra a senhora por invasão. Então sugiro que deixe as coisas como estão.


-O quê? Não é possível. Mas a justiça nesse país é atrasada mesmo!


Ela diz e sai batendo o pé, mas sei que ela desistiu por medo do crime de falsidade ideológica, que é burra demais para saber que não cometeu. O policial diz alguma coisa para Christopher, que sorri em agradecimento, depois se despede de mim e vai embora. Christopher se aproxima sorridente e me pega no colo.


-O que ele disse?


-Que você não é louca afinal de contas, só esperta demais.


Antes de chegarmos ao nosso quarto, Verme passa por nós como um furacão, em suas mãos está uma das malas e ela sai andando com o que lhe resta de dignidade.


-Já vai Verme? Que pena! Adeus!


Ela me encara com fúria no olhar e se dirige a Christopher.


-Pegue minhas malas, por favor.


Rapidamente ele me deposita no chão e corre para pegar, vou também, é claro. Quero ajudar a levar as coisas dela. Nada a ver com o fato de querer atirar a mala dela na varanda de novo. Não é isso. Mas acredita que quando chego a entrada da casa a mala escorrega da minha mão e desse os degraus sozinha?


-Ops! Foi mal!


-Meus cremes!-ela grita em mais uma cena.


Ela deveria ser atriz e não modelo, mas se bem que com essa voz, não, não dava mesmo para ser atriz.


******


À noite Christopher recebe um telefonema de Chris, fica cerca de trinta minutos com ele ao telefone. Os dois estão discutindo alguma coisa e Christopher está nervoso. Fico atrás da porta de seu escritório prestando atenção e então entendo. Ele não está falando mais com Chris, está falando com Nicolas, que deve estar gritando, pois Christopher grita ainda mais alto.


-Não me importa. Nunca houve noivado, nunca haverá casamento! Nós mentimos! E o motivo foi o seu dinheiro. Tanto para a minha empresa quanto para a conta da sua filha. É uma farsa. Pode pegar sua família, seu dinheiro e voltar para o seu país! Que se dane! Retire todo seu dinheiro, eu não me importo! Nunca me casaria com uma pessoa tão fria e mentirosa quanto sua filha!


Não preciso ouvir mais. Ele e Nicolas estão brigando. Vernee fez alguma coisa, se fez de vítima, no mínimo. Não queria que Christopher fosse prejudicado, por isso aceitei-a na minha casa. De que valeu todo meu esforço se no fim das contas ela venceu?


Volto para a cama e finjo estar dormindo. Christopher me beija quando chega, me cobre e me puxa para seus braços. E apesar dos planos que estão em minha mente, adormeço também. Acordo mais cedo que ele, me levanto sem fazer barulho e me arrumo. Deixo um bilhete dizendo que precisei sair.


Vou até minha antiga casa e peço a ajuda de Annie. Ela não concorda com o que vou fazer, mas ajuda assim mesmo. E é graças a sua ajuda que estou aqui agora, em frente à porta do quarto em que Nicolas Mathieu está hospedado. Ele mesmo abre a porta e sorri ao me ver. Acho que não sabe que a noiva de Christopher sou eu. Ele me oferece um monte de coisas, mas digo que estou enjoada por conta da gravidez, o que ele entende imediatamente e não me oferece mais nada. Comenta sobre algumas coisas que são diferentes no Brasil e na França, e por fim, pergunta por que estou aqui.


-Preciso falar sobre Christopher Uckermann.


-Não quero falar desse manipulador! Ele enganou a mim e minha filha e não vou descansar até acabar com a empresa dele.


Eu sabia que ele faria isso. Foi o que Christopher fez com Luciano quando ele o enganou, não foi? Claro que Nicolas agiria da mesma maneira.


-É sobre isso que quero falar. Ele não o enganou exatamente. Bom, enganou, mas não enganou sua filha. -ele começa a protestar, mas o interrompo. -Eu a conheço, a Vernee. Ela esteve hospedada na minha casa esses últimos dias.


-Mas ela estava na casa do Uckermann.


-Sim, também é minha casa. Quer dizer, estou morando lá há um tempo. Eu sou a noiva dele. O filho que estou esperando, é dele.


Nicolas se levanta chocado.


-Então você também estava nessa farsa?


-Não, não é nada disso. Escuta-me. Eu não sabia sobre a Vernee até ela aparecer lá em casa com as malas e tudo dizendo que ela e Christopher precisavam se casar. Eu quis matar o Christopher por ter me escondido isso, e foi aí que ele me explicou. Ele traiu a Jamille com a Vernee, e foi um escândalo quando o senhor descobriu. Para se safar, ela inventou que estava noiva de Christopher, e ele confirmou para que o senhor não a deserdasse. Ele se sentiu culpado. Depois o senhor investiu todo aquele dinheiro na U.C.A., como rapidamente começou a ter retorno do dinheiro, Christopher e os sócios deixaram para lá. Mas ele e Vernee nunca mais tiveram contato depois disso. Agora ela aparece de repente querendo se casar porque o senhor está ameaçando cortar a mesada dela. -ele pensa por um momento e depois diz:


-Não acredito em você! Está inventando essa coisas para defender seu noivo. O que ele fez não tem defesa. Ele tem que pagar.


-O que ele fez foi errado, sim, foi uma mentira. Mas ele não deve ser punido mais do que merece. Acredite, ele já pagou por isso, eu mesma fiz questão de fazê-lo pagar. Entendo se quiser retirar seu capital da empresa, embora vá sair perdendo, pois tem obtido excelentes lucros. Tenho como provar que não estou mentindo.


Tiro o celular da bolsa e encontro a gravação. A gravação do dia em que Christopher se declarou para mim, a gravação da Vernee fazendo uma proposta para ele. Nicolas assiste aquilo calado. Quando percebe que estou falando a verdade, parece em choque. Tem um momento que acho que ele vai desmaiar, mas o velho aguenta firme. Quando a gravação acaba, ele não diz nada. Seus olhos estão marejados e me sinto culpada. Mas tinha que fazer isso, tinha que defender Christopher.


-Eu vou indo senhor Mathieu. O senhor tem o direito de agir como quiser para punir sua filha, mas não Christopher. Ele é minha responsabilidade, não sua. Só peço que antes de decidir acabar com a empresa em que muitas pessoas trabalham duro por causa disso, pense no que o senhor mesmo faria se fosse ele. O que faria se recebesse uma proposta como essa? Só pense um pouco nisso.


Então eu saio e o deixo ali, com seus pensamentos e sua decepção.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): AnazinhaCandyS2

Este autor(a) escreve mais 23 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

DULCE Chego à empresa atrasada. Mal me sento, Mônica me avisa que os chefes estão me aguardando na sala do Chris. Os três. Mer/da, alguma coisa deu errada. Meu plano não deu certo. Tanto trabalho para gravar a Verme confessando as coisas, mesmo que tenha sido quase sem querer, e o imbecil do Nicolas vai ferrar com a U.C.A. assim mesmo. Mas e ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 526



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Giullya Postado em 17/03/2019 - 22:24:08

    Oii diva, estava lendo aqui essa história ai pah cheguei ao fim dela e fui ver quem escrevia, tinha que ser vc né pra fic estar um arraso desses! Parabéns arrasou demais, amei do começo ao fim. Sdd bjo <3

  • Tia_Olaf Grey♥ Postado em 07/08/2018 - 21:26:52

    Venho aqui divulgar minha primeira adaptação, se chama: No limite do seu desejo - Mal sabe Anahi que nesta casa há entre os filhos um misterioso moreno de olhos verdes sedutores, tatuado, arrogante e controlador, que segue sua vida conforme traça seus desejos. O Advogado Criminalista Alfonso Herrera será sua perdição e a fará viver dentro de seus limites. Mas será que Anahi terá amor e forças suficientes para conseguir viver no limite de seu desejo? Link: https://fanfics.com.br/fanfic/58362/adaptada-no-limite-do-seu-desejo-aya-18-anah i-alfonso-aya

  • yan10 Postado em 22/03/2018 - 19:06:40

    Acompanhe essa historia de amor e traição que tá mexendo com todos os leitores, FEMME FATALE https://fanfics.com.br/fanfic/57883/femme-fatale-rebelde

  • Dul ☮ Postado em 19/03/2018 - 13:22:25

    Nossaaaaaaa! Eu ameiiiii. Li em uma semana essa fi, não vejo a hora de ver a próxima. Beijos &#10083;&#65039;

  • vondytasiempre Postado em 01/03/2018 - 08:52:41

    Gente visitem la minha fanfic https://fanfics.com.br/fanfic/57802/irresistivel-vondy-e-um-pouco-ponny-hot-rebe ldevondy

  • MissMistake_Vondy Postado em 22/02/2018 - 14:59:32

    AAAAAAAAAAAAAH não acredito que acabou :( melhor fanfic que eu ja li ... dei muitas risadas dul maluquinha é a melhor <3 PARABÉEEEEEEENS

  • vondy_forever15 Postado em 17/02/2018 - 07:18:52

    finalmente..... agora eu sei oq é ter raiva odio e felicidade td ao mesmo tempo kkkkk leitoraa nova.... já to amando

  • linevondy Postado em 14/02/2018 - 13:39:46

    Quero mais linda, me avise quando tiver outra fic ADORO Suas fics! Muita luz e muito amor e o melhor pra ti <3 Beijo lindona *-*

  • linevondy Postado em 14/02/2018 - 13:38:58

    Awntttttttt vontade de chorarrrrrrr

  • linevondy Postado em 14/02/2018 - 13:38:27

    Vou sentir muitas sdds dessa fic, desse casal e dessa autora maravilhosa *-*



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...