Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Mentira Perfeita - Vondy - adaptada | Tema: vondy adaptada


Capítulo: Capítulo 61 - Dulce

160 visualizações Denunciar



Algumas vezes, tudo o que se precisa é de uma grande mudança, algo totalmente novo, que faça você tremer só de pensar no que o futuro lhe reserva.
Porque eu sabia o que o presente havia me reservado, e não estava nada satisfeita.
O beijo no banheiro me disse duas coisas: a) eu não havia esquecido Christopher coisa nenhuma, e b) eu acabaria caindo na lábia dele, mesmo que relutasse.
Então, ir para Munique era a coisa certa a fazer. Eu repetia isso dezoito vezes por dia desde que aceitara a proposta, tentando me convencer de que não estava cometendo um grande erro.
Minha mãe ficou eufórica com a novidade, embora tenha chorado às escondidas em seu quarto, quando pensou que eu estivesse dormindo. O novo coração dela estava aguentando firme, e os medicamentos o deixaram estável.
Depois de uma longa conversa com o dr. Victor — que agora nos visitava todas as noites; eu ainda não sabia o que pensar sobre isso —, em que ele me garantiu que as chances de uma complicação eram muito pequenas àquela altura, acreditei que ela poderia viver sem que eu estivesse por perto. Como eu iria viver sem ela era outra história, mas eu descobriria.
Christian não chorou, mas o sentimento agridoce da separação iminente pairava entre nós. Eu não sabia como viveria sem ele também. Maite ficara animada com a notícia, a ponto de planejar uma festa de despedida para meu último dia na L&L. Até Ivan estava contente.
Todo mundo estava feliz. Exceto eu, mas isso não significava nada.
Apenas dizia que eu precisava de um pouco mais de tempo para entender como aquilo era bom. Era ótimo! Era maravilhoso! Era... Aterrorizante.
Sim, aquela era a chance da minha vida, mas, caramba, a Europa era longe demais do mundinho que eu amava e ao qual pertencia. É claro que eu estava assustada, mas tentava bravamente esconder isso. Sobretudo de minha mãe. Às vezes eu a enganava. Mas só de vez em quando.
O tempo então foi passando depressa. Entre acertar os documentos necessários para a mudança e me inteirar sobre os problemas da filial da Alemanha, eu me vi às portas de embarcar para a Europa.
Naquela noite de sexta-feira, Christian e eu seguíamos para a tal festa de despedida que May havia organizado. Minha mãe foi proibida pelo dr. Victor de participar, pois haveria muita gente e ela ainda precisava manter certa distância de vírus e bactérias, de modo que Magda e ela decidiram fazer uma sessão de carteado, com dona Inês e o próprio dr. Victor como parceiros. 


O bar em formato de oca indígena estava cheio, mas, naturalmente, a maioria era de frequentadores do lugar. No entanto, eu conhecia umas vinte pessoas ali, e fiquei feliz que elas tivessem comparecido a minha despedida. Maite era a dona da festa, pedindo porções e bebidas e discutindo com o barman por não ter
nenhum drinque que pegasse fogo.
— Eu queria tanto que você tomasse um desses! — Ela retorceu os lábios em um biquinho.
— Eu não ligo, May. Pode ser qualquer coisa.
— Mas você tinha que tomar um desses. É tão divertido.
Eu a abracei com força.
— Obrigada pela festa, May. Estou adorando.
— Vou sentir sua falta, Dul. Não demora para mandar notícias, tá?
— Vamos continuar nos falando todos os dias. Prometo.
Todos do setor de TI apareceram, até Américo e seu Hector, para minha surpresa. Anahí e Poncho também estavam presentes, mesmo que o casamento deles fosse ocorrer dali a três dias. Paulo, é claro, estava todo animado tomando umas e outras, e acompanhava May com olhos apaixonados.
Mas o que me surpreendeu foi ver Christopher ali. Ele se manteve meio à margem das conversas e passou o tempo todo me observando. Falei com todo mundo, recebi votos de sucesso e sorte de todos, colando meu sorriso mais corajoso no rosto, enquanto Christian se socializava com facilidade.
Mantive Christopher em meu radar, sempre conservando uma distância segura, pois a última coisa que eu queria era falar com ele. Não tive alternativa, no entanto, quando o vi se aproximar de minha mesa lá pelas tantas da noite.
Ivan judiava do karaokê, com a ajuda de Christian.
— E aí? — Christopher tomou um gole de sua bebida. — Preparada para a grande mudança?
— Estou.
— Dizem que Munique é bem gelada no inverno. Leve uns agasalhos.
— Vou levar. — Mantive o olhar na dupla ao microfone. Não queria ver o que ele vestia, como a roupa lhe caía bem, como seus olhos de turmalina reluziam à meia-luz do barzinho. Não queria mais lembranças. As que eu já tinha me
perseguiriam para onde quer que eu fosse.
— Você está feliz, Dulce? — ele quis saber.
— Estou tendo a oportunidade dos sonhos de qualquer profissional de TI.
— Não foi isso o que eu perguntei.
— Claro que estou feliz. — Ou quase.
— E como é que ele fica?
— Ele quem? — Cometi o erro de olhar para Christopher.
Ele vestia a mesma camiseta preta do nosso primeiro encontro. Os cabelos estavam arrumados, mas um pouco compridos demais, de modo que se curvavam de leve nas pontas. Uma mecha lhe caía sobre o olho esquerdo. A barba curta escurecia seu queixo, fazendo as íris verdes parecerem duas estrelas.
Droga, por que ele tinha que ser tão bonito?
— O Christian — apontou para meu amigo com a cabeça.
— Bom, acho que as coisas ficam como estão agora. Só vai existir um oceano entre nós, e uma saudade de igual tamanho.
Ele assentiu, olhando em volta.
— Eu te trouxe uma coisa. — Ele puxou uma caixinha de CD sob a coxa direita e me entregou. — Espero que te ajude a passar o tempo quando se sentir sozinha. Ninguém viu ainda. Eu queria que você fosse a primeira, porque... Bom, você vai entender.
Era impressão minha ou ele ficou vermelho?
— O que tem aí? — perguntei, desconfiada.
— Meus dois maiores sonhos. — Seu olhar encontrou o meu, e havia tanta intensidade nele que minha respiração ficou presa na garganta.
Eu não fazia a menor ideia do que ele estava falando, mas aceitei, com os dedos trêmulos, o que me oferecia. Torci para que ele não tivesse notado a maneira como a caixinha sambava na minha mão.
— Bem, é isso. — Ele soltou o ar com força. — Boa viagem, Dulce.
— Obrigada. Boa... boa sorte com a sua vida, Christopher.
Ele me encarou por um instante antes de começar a se afastar. Meu coraçãobatia ensandecido, sobrepondo-se ao ritmo da música que Ivan e Christian uivavam.
Era isso. O derradeiro encerramento. A partir daquele instante eu estaria livre para seguir em frente. Então, por que eu não me sentia livre? Por que me doía fisicamente vê-lo ir embora?
Enquanto eu lutava para me manter na cadeira, Christopher se deteve. Eu o vi fazer a volta e em um piscar de olhos ele estava diante de mim outra vez.
— Só quero te dizer mais uma coisa — começou, a ansiedade e... algo que eu não consegui identificar o torturando. — Só existiu você, Dulce. Para mim, só existiu você.
— Uma pena que eu não tenha bastado, não é? — me ouvi dizer.
Ele sacudiu a cabeça, um sorriso de partir o coração curvando um dos cantos da boca.
— Você teria me satisfeito por uma vida inteira. Dez vidas. Cem delas, Dulce. Eu sei que você não acredita em mim e não posso culpá-la, mas eu precisava dizer. Nunca houve mais ninguém para mim. Apenas você. O que tem aqui dentro é seu. — Colocou a mão sobre o peito. — E vai continuar sendo, não importa para onde você vá.
Uma parte minha estava louca para pular no colo dele e enterrar a cabeça em seu pescoço, se embriagar com seu perfume. A outra, a sensata, não estava certa do que devia fazer.


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): wermelinnger

Este autor(a) escreve mais 6 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

  Ele se afastou, falou brevemente com o irmão e deixou o bar. Meu coração estúpido queria acreditar nele. Queria tanto que ameaçava estourar. Minha cabeça, no entanto, gritava para que eu não lhe desse ouvidos. Christopher era um tremendo mentiroso, eu sempre soube disso.— Dulce, nós não podemos ficar ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 202



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Vondy Forever❤ Postado em 20/02/2020 - 19:32:55

    Nossa eu amei essa história do começo ao fim, e uma história linda de amor e de superação e bastante engraçada. Amei a tia Berê ter casado com o médico que acompanhou o seu caso no final. Abraços..

    • wermelinnger Postado em 29/02/2020 - 17:02:59

      Oii eu tambem amei esse final feliz para a tia Bere. Obrigada por ler e comentar Beijinhos

  • ana_vondy03 Postado em 18/02/2020 - 17:40:58

    Aaaaa eu não acredito que acabou! Vou dar uma passadinha lá nas outras histórias! Simplesmente adorei o final da história, bem q poderia ter uma continuação né? Kkkkk

    • wermelinnger Postado em 19/02/2020 - 07:14:38

      Pois É nem eu acredito:( passa sim tenho certeza que vai adorar

  • mari_vondy Postado em 18/02/2020 - 10:31:29

    Ai que final lindo, dona Berenice se deu bem. Vondy finalmente juntos, tão fofo. Amei a fanfic

    • wermelinnger Postado em 19/02/2020 - 07:14:06

      Pois É dona Berenice finalmente realizou seu sonho de casar. Que bom que gostou

  • ana_vondy03 Postado em 17/02/2020 - 13:19:11

    Hahahaha amei a reconciliação! Aaaa eu n qro q acabe, vou sentir mta falta de ler a história! Continuaaa amoreee S2

    • wermelinnger Postado em 19/02/2020 - 07:14:56

      Eu tmb vou sentir falta

  • mari_vondy Postado em 17/02/2020 - 10:30:22

    continuaaaaaaaaa, que reconciliação mais fofa, amei

    • wermelinnger Postado em 17/02/2020 - 13:08:55

      Gostou? Tambem achei fofo!!

  • ana_vondy03 Postado em 15/02/2020 - 12:04:59

    Naaaao cara tô chorando aqui! O Christopher eh um fofo! Espero q agora ela perdoe ele! Continuaaa amoreee S2

    • wermelinnger Postado em 17/02/2020 - 13:08:36

      Ele quando nao tá sendo um idiota É um fofo mesmo

  • mari_vondy Postado em 15/02/2020 - 08:45:02

    continuaaaaaaaaa, aí Dulce vai atrás dele logo kk ansiosa pelos próximos capítulos

    • wermelinnger Postado em 17/02/2020 - 13:08:08

      Continuando

  • ana_vondy03 Postado em 14/02/2020 - 13:10:15

    Não tinha pensado q a Dulce era o alvo da Samantha, mas do msm modo ela tava louca kkkkk continuaaa amoreee S2

    • wermelinnger Postado em 15/02/2020 - 07:40:09

      Quando eu li eu também não imaginav que era esse motivo Continuando

  • mari_vondy Postado em 14/02/2020 - 10:34:21

    continuaaaaaaaaa, tadinho do Christopher, ainda bem que Samantha vai ficar bem longe agora

    • wermelinnger Postado em 15/02/2020 - 07:39:18

      Continuando....

  • mari_vondy Postado em 14/02/2020 - 09:12:49

    continuaaaaaaaaa, posta outro sim, nem imaginei que a Samantha queria era a Dulce, Vondy tem que se acertar logo

    • wermelinnger Postado em 14/02/2020 - 09:37:13

      Prontinho... depois posto a continuação do cap



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...