Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Aprendendo a Amar! | Tema: Rebelde; RBD; Ponny; AyA


Capítulo: Capítulo 16 – Que os anjos me perdoem, mas eu tenho sonho de ver esse homem pelado.

277 visualizações Denunciar


 


 



 


 


 


 


 


 


Profana, promíscua, indecente, imoral, obscena, sem vergonha, sem limites... Inúmeros adjetivos que combinam exatamente comigo e, ainda assim, não me fazem sentir como uma mulher desvirtuada e corrompida.


 


Desde que sou eu quem pago minhas contas, ninguém tem o direito de se meter na forma como eu conduzo minha vida. Eu sou solteira, de carteirinha e tudo que quer e tenho feito é "goz@r" das maravilhas que a liberdade me oferece.


 


A minha principal característica e que não abro mão é a Intimidação. Homens tanto adoram, quanto morrem de medo de mulheres intimidantes. Se você mostrar fraqueza logo na primeira frase que trocarem f0deu! Homens gostam de mulheres difíceis, mas não as que fazem isso sendo frescas e manhosas. Eles curtem as que se fazem de difíceis e ao mesmo tempo brincam com a mente deles, deixam no ar a dúvida e questionamentos sobre as condutas das mesmas.


 


Mostre que você é fraca, cheia de mimimi, grudenta e aguarde seu lugar embaixo dos pés deles.


 


Mostre que você é f0da, bem decidida, independente, conhecedora do pr@zer e assim eles estarão sob seus pés.


 


É a lei da sedução, atração e algo mais.


 


Se existe algo que eu amo nessa vida é ver um homem ansiando por mim. Eu gosto de jogar com isso, por mais que eu não vá fazer nada, sou a p0rra de uma mulher provocativa. E Agora eu estou me sentindo no auge do poder após deixar o veterinário gostosão de p@u duro largado na calçada do meu prédio.


 


E eu não era do tipo dele, heim?


 


Nesses últimos dias Alfonso Herrera tem feito a minha intimidade dar cambalhotas de excitaçã0, é assim todas as vezes que o vejo. O simples fato de estar próxima a ele é o suficiente para me causar essas contrações involuntárias. Quer saber? Eu acho que qualquer mulher que goste de homem pira nele.


 


Hoje ele estava magnífico com uma calça social preta que moldavam com perfeição as suas protuberâncias: coxas, bunda e o seu espetacular membro, que pude ter a honra de vê-lo e senti-lo excitado. Put@ merda. Que os anjos me perdoem, mas eu tenho sonho de ver esse homem pelado. Na verdade acho que só morrerei em paz se um dia conseguir descobrir tudo que está escondido ali.


 


Gostoso pra caralh0.


 


Santo Deus, esse themonio é uma tentação, eu lamberia cada pedaço dele, até mesmo a sobrancelha. Encostada na porta dentro do meu apartamento, olho para Bartô, que está sentado a minha frente me olhando enquanto balança o rabo…


 


É Bartô. Vejo muitas vantagens agora em ter você comigo. – Sorrio comigo mesmo enquanto fecho os olhos passando os dedos pelos meus lábios e com um sorriso nos mesmos.


 


(…)


 


No dia seguinte acordo com uma disposição a mais para trabalhar. Lembrar da excitação do Poncho debaixo de mim me faz dar um salto estilo Daiana dos Santos e ir me arrumar!


 


Hoje opto por uma calça jeans escura, uma camisa social preta e uma sandália de salto grosso marrom. Até animo passar uma maquiagem básica e colocar acessórios. Prendo meus cabelos em um coque frouxo. Abro os dois primeiros botões da camisa e coloco um cordãozinho delicado. Passo meu perfume 212 vip Rose.


 


Vou ate a lavanderia e vejo Bartô ansioso por me ver.


 


Agradeço mentalmente ao Poncho por me dar umas dicas de como ludibriar um cachorro para que ele não chore a noite com saudades da dona. E agradeço mais ainda quando não encontro cocô e apenas duas poças de xixi. Limpo tudo o que está desorganizado, pego a correia de Bartô, que já está afoito para sair, e o prendo. Passo pela sala pego minha Glock e meu distintivo e saio com Barto para dar sua volta matinal, que Alfonso me instruiu a fazer.


 


Porr@… esqueci a sacola! – Puxo Bartô e volto para o apartamento em busca da “sacola de cocô”.


 


Eu poderia deixar o cocô na rua, já que Poncho não estar por perto? Poderia. Mas não farei isso. Até porque sou uma mulher da lei, e devo agir com responsabilidade.


 


Meia hora depois estou de volta ao apartamento, com um cachorro exausto, de correr e latir. Troco a água dele e renovo a sua ração. Segundo Poncho, dessa forma, eu não teria muitos problemas com o comportamento de Bartolomeu.


 


Bebo um copo de suco e saio saltitante rumo ao subsolo para pegar meu carro e partir para mais um novo dia de trabalho.


(...)


 


Ei preciso falar com vocês! – Digo as meninas que estavam sentadas na copa da delegacia tomando café.


 


Fala amiga. – Disse Maite levando o seu copo de suco de limão a boca quando eu soltei a bomba.


 


Eu beijei o veterinário!! – Digo eufórica e no segundo seguinte Maite cuspiu todo o suco, que por um centímetro não molha Dulce.


 


Put@ que pariu Maite!!! – Bradou Dulce ao seu lado. – Se um dia pegar em mim você será uma mulher morta!


 


Ah deixa de ser mulherzinha Dul… e como assim Anahí você beijou o Poncho? – Perguntou ela mais eufórica do que eu.


 


Ontem quando eu fui ao mercado eu o encontrei lá, e ele veio com o papo de que era meu veterinário e tal e eu aproveitei a chance…


 


Você beijou o cara no supermercado?? – Perguntou Dulce animada.


 


Por pouco não o ataquei ali mesmo, porque me deu um tesã0 da porr@ vê-lo com roupa social, mas me segurei e o levei até meu apartamento… – As meninas soltaram um “nãoo” com sorrisinhos pervertidos nos lábios. – ..com o pretexto de ver o Bartô…


 


Aí você pulou nele como uma rã no cio? – Dulce tacou uma migalha do seu pão em mim, enquanto me sorria travessa.


 


Ele me intriga meninas. Eu troquei de roupa, coloquei uma roupa super curta e que deixa os homens a desejar, mas ele não me comeu com os olhos, ele apenas me avaliou rapidamente e fugiu os olhos de mim.


 


Será que ele é virgem? – Maite questionou e uma luz de alerta se acendeu dentro de mim.


 


Eu não havia pensado nesta possibilidade.


 


Será? – Perguntei com um sorriso no rosto. – Eu nunca tirei a virgindade de um homem, antes. – O tom de empolgação era nítido em minha voz.


 


Não creio… – Dulce mastigava seu pão pensativa. – Se ele for, bem que você poderia deixar a gente participar da festa também em Annie? – Disse se animando e eu franzi meu cenho. Porr@ nenhuma que vou dividi-lo.


 


Vai pra porr@ Dul. Nem a p@u. Se ele for mesmo virgem, quero desvirginá-lo sozinha. – Dulce revirou os olhos enquanto eu sorria só em pensar em tê-lo em minhas mãos como uma tábua rasa, que você poderia moldá-la a seu bel prazer.


 


E que prazer!!!


 


Você nunca foi egoísta Annie. – Foi a vez de Maite protestar. – Sabe o quanto isso é raro hoje em dia?


 


Não interessa, eu o vi primeiro. E deixem de cobiçar o meu peguete e deixa eu terminar de falar…


 


Hummm peguete… ela tem peguete, ela. – Dulce ria enquanto me provocava.


 


Claro Dul, depois que eu provei daquela boca, quero provar o corpo todo até eu cansar. Daí eu passo a vez.


 


Fala logo como foi o beijo, que eu já to ficando molhada aqui com esses relatos sobre esse homem. – Disse uma Maite assanhada.


 


Então, ele me levou para passear com Bartô na rua a fim de condicioná-lo a fazer suas necessidades na rua e tal. E quando ele me deixou no prédio eu o convidei para subir novamente, porque eu o atacaria lá de qualquer forma, porém ele recusou. E meninas quando ele me olhou, eu não resisti, avancei pra cima dele que caiu no chão e sentei em seu colo o beijando em seguida.


 


SAFADAAA!! – Dulce gritou batendo no meu ombro enquanto sorria orgulhosa do meu feito.


 


Ai eu daria tudo pra ter visto isso Annie. – Maite completou eufórica.


 


E vou te falar o maldito beija muito bem, que logo imaginei os seus lábios na região sul do meu corpo e um fogo me atingiu de tal forma que eu rebolei várias vezes no colo dele a fim de aliviar a “Dora aventureira”. – As meninas gargalhavam com meu relato fogoso.


 


Ele ficou de p@u duro?


 


Como uma rocha Mai. – Digo para minha amiga que se abanou. Dulce estava quase babando coitada. – E o mais interessante nisso tudo, foi quando eu me levantei, a final não queria ser denunciada por atentado ao pudor, e o vi em sua magnitude. Vocês tinham que ver o como ele ficou envergonhado, que chegou a se cobrir com desespero…


 


Porr@ ele é virgem mesmo!! – Dulce decretou enquanto deu um tapa na superfície da mesa.


 


Mas não conseguimos dar prosseguimento a nossa conversa porque logo Viegas surgiu ao meu lado.


 


Quem é virgem, meninas?


 


Revirei os olhos com impaciência. Com que direito ele tem de querer se meter na nossa conversa?


 


Ninguém Vargas! – Digo e ele sorri.


 


Adoro o seu bom humor, Portilla. – Revirei os olhos enquanto Dulce e Maite se entreolharam e sorriram para mim.


 


Não enche! – Respondi a ele, enquanto o fuzilava com os olhos.


 


Só vim avisar que o Jorge quer falar conosco sobre o caso. – Ele disse. Logo depois apareceu um sorriso malicioso em seus lábios e ele se curvou até minha orelha, falando sem se importar se as meninas escutariam ou não as suas palavras. – Você não precisa se aventurar em águas nunca navegadas enquanto eu estiver aqui para te levar até as profundezas dos 0rgasmos, Annie. – Disse convencido. Já falei o como detesto homens convencidos a fod0es de cama?


 


Me virei para encará-lo. Aquele comentário me fez rir, ou melhor gargalhar, o que deixou Viegas sem graça.


 


Desculpe Viegas, mas você não me fez chegar nem perto das marolas da lagoa. – Digo triunfante frente ao macho convencido.


 


Dulce e Maite gargalham com o meu comentário e se levantam junto comigo, deixando-o a ver navios e com cara de taxo na copa. A pesar da sua intromissão em nossa conversa, a possibilidade de Poncho ser virgem pairava na minha cabeça de uma forma, que atiçava ainda mais o meu corpo e o meu desejo em tê-lo em minha cama.


 


Agora mais do que nunca eu iria atrás dele, para em fim desfrutar daquele monumento em forma de homem.


 


Ou eu não me chamo Anahí Giovanna Puente Portilla


 


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): lenaissa

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

    Olhei no relógio. Uma e meia da manhã e dentro de meia hora eu estaria com Maite e Viegas fazer uma batida policial. Hoje pela manhã Jorge nos chamou para avisar sobre uma denúncia anônima de um galpão supostamente abandonado na zona Oeste do RJ com movimentação suspeita ontem de madrugada. Nós n ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 118



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • pattyhd Postado em 13/10/2018 - 20:42:42

    Posta mais um amanhã por favooooooor

  • pattyhd Postado em 13/10/2018 - 20:41:33

    Meeeeeeeu Deeeeeeuss eu to chocadaaaaaaaaaa! Melhor capítulo até agora!!!! Por favor posta mais, preciso saber como vai ser o dia seguinte e como a Any vai se comportar!

    • pattyhd Postado em 14/10/2018 - 10:07:35

      Aaaaah por favor por favor posta hoje, estou muito ansiosa!!!

    • lenaissa Postado em 13/10/2018 - 22:00:36

      O que vem por ai, se eu n mudar de ideia, claro kkk ... – Acho que tá na hora de você ir… – Sussurro, quase que inaudivelmente. Tive a certeza que ele me ouviu, pois a decepção ficou evidente em seus olhos. ....

  • Nandacolucci Postado em 11/10/2018 - 20:18:01

    CONTINUAAAAA <3

    • lenaissa Postado em 12/10/2018 - 14:52:00

      Amanha darei continuidade amore kkk

  • ginja2011 Postado em 11/10/2018 - 17:00:24

    A timidez do Poncho fez com que ela acredite que ele seja virgem, quando na verdade ele não o é, espero que quando eles ficarem ela seja surpreendida pela intensidade dele!!!

    • lenaissa Postado em 12/10/2018 - 14:51:23

      Kkkkkkkkk menina fogo no cabaré!!!!! Imagina uma madruga intensa...uma cena de hot de 9 paginas de word? É fogo q n acaba mais...

  • pattyhd Postado em 11/10/2018 - 09:01:02

    Tô com medo deles transarem e ela se afastar dele mas tô muito ansiosa pra ler o próximo!

    • pattyhd Postado em 12/10/2018 - 16:08:12

      Tô torcendo que não!!

    • lenaissa Postado em 12/10/2018 - 14:49:15

      Sera que ela seria capaz?!?! O_o

  • pattyhd Postado em 11/10/2018 - 08:59:55

    Graças a Deus era só um filme pornô!!! Fiquei desesperada enquanto lia cada frase kkkkkkkkk por favor posta maaaaais!!!! Você vai postar o próximo ainda essa semana?

    • pattyhd Postado em 12/10/2018 - 16:07:21

      Se o Flamengo perder fico até de boas só por saber que você vai postar!! Sua história é naravilmara, você escreve muito bem!

    • lenaissa Postado em 12/10/2018 - 14:46:56

      Kkkkkkkkkkkkkkk Annie n é mto adepta a esses filmes e justo no dia que ela viu recebeu a visita do crush Kkkkkk irei postar o hot deles amanha dps do jogo Fla x Flu

  • hittenyy Postado em 11/10/2018 - 00:14:09

    Reh quando que a Anny vai se tocar que o Poncho não e Virgem é só tímido mesmo &#128514;&#128514;&#128514;&#128514;

    • lenaissa Postado em 11/10/2018 - 06:45:20

      Kkkkkkkkkk no proximo capitulo, quando ele fizer ela alcançar as estrelas.

  • pattyhd Postado em 10/10/2018 - 00:16:02

    To ansiosaaaaaa

  • pattyhd Postado em 30/09/2018 - 22:58:30

    Poxa :(

  • pattyhd Postado em 24/09/2018 - 08:57:57

    Cadê os capítulos? &#128557;


loading...

AVISO

Boa noite, estou reassumindo a administração do site (Ricardo Barros), o único usuário que responde pelo site é o Admin ou Ricardo Barros.