Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Fantasma - Trendy | Tema: Trendy, Dulce, Poncho, Máfia


Capítulo: Capítulo 34

33 visualizações Denunciar


Alfonso


"Arman enviou uma palavra sobre as remessas", Viktor me informa. "Você vai precisar informá-lo em breve."


"Claro." Eu aceno meu consentimento, mas, Viktor dúvida das minhas garantias.


É uma coisa duvidar de mim, mas, fazê-lo na frente da Vory, é algo novo. Viktor tem sempre apenas me mostrado respeito.


Mas, agora ele está dando a Sergei exatamente o que ele quer. Uma razão para duvidar de mim. Para provar que não sou digno do meu título. Do meu posto.


"Isso pode muito bem ficar feio", Viktor acrescenta. "Ele pode não querer se separar da menina."


"É tarde demais." Eu dou de ombros. "Está feito. Ela é minha esposa. Ele não tem nenhuma reclamação sobre ela agora. E ele será compensado em conformidade. A escolha é dele. Ele pode ter seu dinheiro e sua vida, ou nada."


"E o que vai acontecer com nossos embarques?", Pergunta Sergei.


"Há uma abundância de outros fornecedores."


"Não com seu arsenal", ele zomba. "Você sabe muito bem disso."


"Então nós assumiremos a suja oferta. Executamos a sua operação nós mesmos. Não seria a primeira vez que o faríamos."


"O que você está falando, são meios de começar uma guerra, Poncho", responde Viktor.


"Bem, vamos para a guerra, então."


Todos os olhos estão em mim. O olhar de desaprovação do meu pai. E mesmo depois de todos esses anos, me queima. Ele ainda tem o poder de me fazer sentir-me inadequado em sua presença. Que é precisamente o que ele quer. Ele quer que eu duvide de mim mesmo. Um vacilo na frente desses homens, e vou provar que não valho nada. Mas, a minha determinação é firme sobre este assunto. E isso não vai mudar.


"Ir para a guerra é uma solução fácil para você." Sergei não tenta esconder seu desprezo por mim. "Quando você tem os irmãos que fazem todo o trabalho sujo para você."


Eu encontro o seu olhar e o seguro. "Eu sou um Vory também. Você parece esquecer."


Seus lábios zombam e Christopher anda até colocar a mão em seu ombro antes que ele diga algo que vá se arrepender. Aquilo que vai incriminá-lo e permitir que todos os outros saibam do seu segredo sujo. Que ele é o pai de um filho que nunca vai viver de acordo com as regalias de Christopher. Que ele é o meu pai.


"E eu vou ser o primeiro através da porta", acrescento. "Devemos ir a uma guerra."


Viktor passa ao meu lado e coloca uma mão no meu ombro, mostrando o seu apoio para mim sem falar uma palavra. Isso irrita Sergei, e seus olhos permanecem na conexão por muito tempo.


Que seu filho defeituoso teve classificação mais elevada do que ele em sua própria organização, é algo que ele nunca vai aceitar. Enquanto ele continua a ser um capitão - de Avtoritet - sua posição nunca vai subir mais. Sou inestimável para Viktor. Isso não deve ser uma surpresa para ele. Ele colocou a haste para mim quando eu e minha mãe fomos lançados na rua. Quando ele definiu o rumo de seu destino, também definiu o meu.


Eu estava sempre destinado a provar o meu valor. Para servir como lembrete constante do que ele fez. De como ele estava errado sobre mim. E isso me dá um enorme prazer, ver esse feio desdém torcido em seu rosto, cada vez que ele me olha desse jeito.


"Eu não acredito que ele virá para baixo para isso", afirma Victor. "Arman sabe melhor do que tentar assumir os Reds. Há apenas uma razão, o homem jamais iria cercar-se com tantas armas".


Eu encontro o olhar do meu pai e aceno concordando. "Porque ele é uma vadia." Sua resposta é preenchida com igual veneno.


"Eu espero que você esteja certo." Ele bate em Christopher nas costas e sorri para ele com orgulho. "Porque eu não iria enviar meu único filho para a batalha com você, muito menos por sua esposa puta sem valor."


O que acontece a seguir é uma completa perda do meu autocontrole. Estou acostumado ao insulto que ele dirige a mim. Mas, Dulce é outra questão.


Eu não percebo o que está acontecendo até que Viktor me puxa de cima dele e me acalma. Christopher ajuda Sergei a ficar de pé, e ele cospe um dente sangrando no chão enquanto olha para mim. Seu dedo está tremendo quando ele aponta na minha direção.


"Eu estou cansado dele, Viktor," ele ruge. "Já é suficiente. Eu não quero vê-lo aqui novamente."


"Você está certo", Viktor afirma calmamente. "Já é suficiente. Todos para fora."


O filtro Vory permanecendo fora da sala, deixando apenas Viktor e eu, de um lado, e Christopher e Sergei no outro.


Quando a porta é fechada e a sala está em silêncio, o olhar de Viktor se move sobre Sergei. E enquanto ele sempre manteve uma maneira legal, agora seu desgosto é óbvio. E embora ele não deva, já que Viktor sempre foi leal a mim, vem como uma surpresa.


Eu estou fora da linha, bater em Sergei em uma reunião de negócios. Incitando-o na frente de todos os outros Vory. Mas, é claro, neste momento, não sou eu a pessoa com quem Viktor deseja falar.


"Diga-me o que você faz para esta fraternidade", pergunta a Sergei.


O olhar de meu pai muda-se para ele, e ele responde. "Tudo o que se pede de mim. Sou apenas leal ao Vory."


"É verdade que você faz tudo o que lhe é pedido", Viktor responde. "Mas, você não é fiel ao Vory. Vocês não são leais ao código que vivemos."


Sergei tem o bom senso de manter a boca fechada enquanto Viktor continua.


"Você não valoriza a família. E esse não é um dos nossos valores mais importantes?"


"Eu valorizo meu filho," meu pai responde.


"Ah, sim." Viktor move o olhar de Christopher para mim. "Mas, você tem dois filhos. Um que você tem descartado e rejeitado. E me deixou assumir o papel de uma figura paterna em sua vida. É assim que honra a sua família?"


A sala fica em silêncio, e eu não posso encontrar o olhar de meu pai. Sua vergonha.


Nós não falamos disso. Nunca.


Mesmo quando eu expliquei minha situação para Viktor e fui introduzido na fraternidade, nós não falamos disso. Estávamos todos cientes da situação, mas, o tema tem sido evitado. Até agora.


E é claro para mim, que não sou o único que quer que isso permaneça enterrado.


"E sua esposa?" Viktor continua. "O que acontece com ela? Você fez dela uma escória para que todos pudessem ver. Trazendo suas amantes em sua própria casa. Para dormir no seu leito conjugal? E, em seguida, lançando-a para fora na rua com o seu filho."


Minhas têmporas estão doendo. E eu quero que Viktor pare. Mas, ele é o Pakhan. E nem Sergei ou eu, nos atrevemos a interrogá-lo agora. Eu sei que todas essas coisas são verdade. E falar delas não vai romper a divisão entre nós. Mas, Viktor parece que acha necessário.


E como ele é como um pai para mim, eu confio em seu julgamento.


"Agora você entra em minha reunião e faz de Poncho um pária para que todos possam ver? Ofende sua esposa na frente dos irmãos? Você está ciente das consequências de tais ações. E se fosse qualquer outra pessoa, você não teria feito isso."


É verdade que meu pai sabe as consequências. É por isso que ele permanece sem remorso quando encontra o meu olhar. Ele está consciente que não há como evitar isso agora. E a única coisa que lhe resta é o seu orgulho, que ele não vai sacrificar a qualquer custo.


"Ele está com defeito", responde Sergei. "Inútil. Ele não é meu filho".


Viktor pega seu telefone e digita uma mensagem para um de seus soldados, a sala em silêncio, enquanto esperamos o que vem a seguir. Depois de alguns momentos, um Boyevik aparece com as tesouras, passando-os para Viktor.


"Christopher", diz Viktor. "Você vai fazer as honras."


Christopher olha para Sergei, e recebe o sinal de aprovação. Em seguida, ele leva a tesoura de Viktor e aponta para sua mão.


"Não", Viktor impede. "Não os dedos."


Sergei tenta esconder o medo em seu rosto, mas, está lá. Ele encontra o olhar de Viktor, sem palavras, enquanto espera a sua punição. Mesmo que eu não esteja respirando, eu sei que Christopher não é qualquer um.


"Uma orelha", diz Viktor.


A sala está tranquila. Por um longo momento. Mas, Christopher não atrasa por mais tempo, e Sergei não protesta.


Eu vejo quando meu pai tenta permanecer impassível enquanto Christophe corta sua orelha. Não dura por muito tempo. Como o covarde que ele é, a dor o faz cair de joelhos. É somente por Christopher que eu sinto uma pequena pontada de arrependimento. Isso certamente vai conduzir uma briga entre eles, como Viktor pretendia.


Mas, uma ordem do Pakhan nunca será questionada ou ignorada, por qualquer pessoa. E Christopher não merece a minha simpatia.


Quando o ato está feito, Viktor joga a Christopher um lenço para estancar o sangramento. E há um suspiro de alívio de Sergei.


Nós todos acreditamos que ele tenha terminado. A punição por seus crimes foi realizada, e ele agora sabe que nunca deve falar mal de minha esposa novamente.


Mas, Viktor não terminou.


"Eu estou tirando você de seus deveres como Avtoritet", ele anuncia. "E de agora em diante, você terá suas ordens como um Boyevik para Christopher. Quem eu estou promovendo em seu lugar."


"Você não pode estar falando sério", fala Sergei. "Ele é apenas uma criança."


"Ele tem vinte e cinco. E ele se comporta da mesma forma que um Vory deveria."


Viktor me chama a atenção antes de continuar. "Além disso, você deve estar feliz. Ele é o seu orgulho e alegria, não é?"


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 46 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Dulce Alfonso chega tarde. Eu sei, porque eu não consigo dormir na sua ausência. Mesmo que ainda são mundos separados e provavelmente nunca confiaremos um no outro, o seu ser na casa é a única coisa que me faz sentir segura. Mesmo que não deveria. Mesmo que seja a coisa mais tola que eu poderia fazer depois de Dmitri. Eu o ou&cced ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 65



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Ellafry Postado em 09/12/2018 - 12:13:13

    maaaaaais

    • Dulce Coleções Postado em 10/12/2018 - 01:40:17

      Postando

  • Ellafry Postado em 04/12/2018 - 10:26:46

    iiiiiiiiiih caralho

    • Dulce Coleções Postado em 07/12/2018 - 04:51:14

      Kkkkk

  • Ellafry Postado em 13/11/2018 - 10:32:08

    ela precisa se abrir, se não nao tera processo :9

    • Dulce Coleções Postado em 22/11/2018 - 15:14:02

      Verdade absoluta

  • Ellafry Postado em 10/11/2018 - 22:23:19

    esses dois tem um fogo q so o capeta na causa kkkkkkkkkk

    • Dulce Coleções Postado em 13/11/2018 - 03:23:48

      Quando será q irão apagar esse fogo kkkk

  • Ellafry Postado em 08/11/2018 - 08:12:58

    nao gosto do Viktor ¬¬

    • Dulce Coleções Postado em 10/11/2018 - 03:24:47

      Eitaaa

  • Ellafry Postado em 05/11/2018 - 11:52:28

    mack tem que aparecer pra ver a dulce com os proprios olhos

    • Dulce Coleções Postado em 07/11/2018 - 17:19:39

      O reencontro das duas vai ter, só não sei quando kkk

  • Ellafry Postado em 01/11/2018 - 10:24:49

    uaaaaalll. ela ta se entregando aos poucos *-*

    • Dulce Coleções Postado em 04/11/2018 - 01:52:24

      *-*-*-**-*

  • Ellafry Postado em 29/10/2018 - 15:49:38

    continuaaaaa

    • Dulce Coleções Postado em 01/11/2018 - 01:58:51

      Continuando*-*

  • Ellafry Postado em 26/10/2018 - 10:37:08

    qual sera a reação dela? medo

    • Dulce Coleções Postado em 29/10/2018 - 15:00:00

      Bora descobrir

  • Ellafry Postado em 23/10/2018 - 11:04:00

    amei a atitude de dulce kkkk

    • Dulce Coleções Postado em 26/10/2018 - 00:46:59

      Né kkkk



AVISO

Boa noite, estou reassumindo a administração do site (Ricardo Barros), o único usuário que responde pelo site é o Admin ou Ricardo Barros.