Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: DESTINADOS/ Adaptada/ VONDY | Tema: VONDY


Capítulo: tormenta

621 visualizações Denunciar


A noite chegou, escura, triste e chuvosa, filtrando o odor de  terra molhada nas pedras do castelo. Marlon que mal havia se deixado tratar esperando notícas com impaciência junto com seus  netos, enquanto as tochas acesas iluminavam o corredor frio.


Christian observava a rigidez nas costas de seu irmão, que, abaixado com as mãos na cabeça, não havia se afastado um instante da porta, repetindo em murmúrios sem para: "Não a tire de mim , por favor. Não a tire de mim".


O tempo passava e as mulheres entravam e saíam com panos ensanguentados. Os guerreiros mais próximos, como Miles, Gelfried e mais alguns, esperavam sérios, com seu Lord no corredor iluminado. De súbito um forte trovão fez retumbar todas as pedras do castelo. Christopher sorriu.


-O que é tão engraçado? - perguntou Christian, espantado.


-Dulce -respondeu Christopher, fechando os olhos. -Ela sempre diz que noites com trovões e raios são as suaspreferidas.


-Sério? -sorriu Christian, notando que até nisso ela era diferente.


-Sim -assentiu Christopher enxugando disfarçadamente um lágrima que rolava por seu rosto -Ela é tão valente que não teme nem a escuridão nem os  trovões.


-Christopher -disse Marlon, tossindo, comovido por suas palavras -Essa moça é tão valente que é capaz de enfrentar até o todo poderoso.


Com um sorriso cansado. o Highlander assentiu.


-Ela tem caráter para isso. -concordou Christian, vendo o padre Gowan chegando.


-E loucura também -acrescentou Christopher sem olhar para eles -Adoro a loucura dela.


De madrugada, a porta se abriu. Christopher deu um pulo quando as mulheres saíram  do quarto.


-Meu Lord -disse Sara com um sorriso de satisfação nos lábios -Milady está perguntando pelo senhor.


Escutar essas palavras era o que  Christopher mais desejava no mundo. Christian, sentindo seu irmão suspirar, abraçou-o.


-Irmão -sorriu Christian -Não a faça esperar.


-Claro que não! -sorriu Christopher.


E desapareceu pela porta. Os Highlanders sorriram.


-Mas ela está bem? -perguntou marlon com os olhos marejados -Ela está bem?


-Ela é jovem e se recuperará rápido -respondeu Morgana, que apareceu nas sombras, ainda contrariada por não lhe haverem permitido entrar com as mulheres.


-Senhor -sorriu Sara com os olhos marejados -Milady me pediu que lhe agradeca em seu nome até que ela mesma possa fazer.


Ouvindo isso,  Marlon tomou as mãos da jovem criada e ambos choraram.


-Mas que bando de chorões! -debochou Christian


Empurrou todos para a escada,  com o coração transbordando de alegria por saber que sua cunhada, a quem adorava, estava fora de perigo.


-Vamos todos chorar no salão para que Christopher  e Dulce possama descansar.


Christopher apoiou-se atrás da porta, de onde tentava ver sua mulher deitada na cam. Os reflexos do fogo da lareira iluminavam o  quarto, e foram eles que o advertiram que Dulce olhava para ele.


-Olá Impaciente -sussurrou ele com a voz rouca e um sorriso -Como está o meu amor?


Pálida, com olheiras, ela respodeu retribuindo o sorriso:


-Bem, não se preocupe.


-Agora que está falando comigo, e estou com você, não me preocupo mais -sussurrou Christopher com a voz cheia de alívio, afastando-lhe o cabelo suado do rosto.


Depois de um silêncio carregado de  emoção, foi ela quem falou:


-Está bravo comigo, não é? -Com certeza pensa que eu não deveria ter saído deste quarto.


-Não minha querida -sorriu ele com doçura, deitando-se ao seu lado.


Os trovões se ouviam mais distantes.


-Não posso ficar bravo com você, mas comigo sim. -Como não me dei conta do que estava acontecendo? -Como não cheguei antes?


Ao escutá-lo, Dulce sorriu.


-Aproveite -brincou ela, fazendo-o rir - E  pergunte-se como não me ocorreu pedir a você para que não partisse, para o caso de que fossemos atacados por Omalley e não conseguisse chegar a tempo.


-Vai acabar comigo -disse ele, beijando-lhe a face com delicadeza -Desde que me casei com você, minha vida é um sobressalto constante.


-Eu o adverti -murmurou ela, tomando-lhe a mão, sem forças.


-Você é incorrigível, impetuosa, impaciente, cabeça-dura, e às vezes, maravilhosa, sabia?


-Sim -assentiu sonolenta ao lado dele -Mas pode me recordar isso sempre.


Christopher passou a noite observando-a para aplacar seu  medo. Pensar que algo pudesse acontecer a ela era uma tortura. Anaisou várias vezes como havia caído na armadilha de Omalley sem se dar conta. Como não havia suspeitado?


A única resposta que encontrava era a de sempre: Dulce. Estava tão absorto em suas feições, em seu sorriso, que ignorava detalhes que antes esmiuçava ao máximo. Por fim, exausto, adormeceu ao lado dela, ciente de que sua vida nunca mais voltaria a ser como antes.


Sete dias depois, Dulce não conseguia não fazer que Christopher a deixasse sair do quarto. Ele a mantinha ali contra a sua vontade e não lhe permitia fazer nada. Nos primeiros dias, foi divertido não fazer nada e dormir quanto quisesse, mas, à medida que seus ferimentos se curavam e ela recuperava as forças, a reclusão fazia seu  sangue ferver.


-Quero sair, dar uma volta! -protestou como uma menina.


-Vai esperar até estar mais forte -respondeu Christopher, cansado de escutá-la.


-Por todos os santos, Christopher! -gritou ela -Pretende me manter trancada aqui mais tempo?


-Sim -assentiu ele com suavidade, calçando as botas, sentado na cama.


-Nem pense nisso! -ameaçou ela, jogando-lhe uma escova de cabelo e acertando-o nas costas -Sairei daqui, você queira ou não.


Christopher olhou para ela sisudo, mas, ao ver sua expresssão infantil, sorriu. Estava linda com aquele roupão de cor terra. Mas, por mais que protestasse, ele não lhe permitiria sair dali enquanto não tivesse certeza de que estava totalmente bem.


-Pretende acabar com minha paciência? -perguntou ele, esboçando um  sorriso.


-E você? -respondeu ela com os braços cruzados -Pretende acabar com a minha?


-Você não tem paciência -riu ele -Acaso se  esqueceu?


-Você é um bruto insensível! -protestou Dulce, horrorizada diante da perspectiva de passar mais um dia trancada no quarto -E não ria, ou juro que jogo a cadeira na sua cabeça.


-Ah, isso significa que está melhor! -ele debochou -Venha aqui querida.


-Não estou com vontade -respondeu Dulce, emburrada.


-Não é questão de vontade -Christopher sorriu, feliz por vê-la comas faces coradas, com a testa franzida e o olhar desafiador -Estou lhe dando uma ordem.


Isso a fez sorrir. Ele a fazia sorrir.


-Acha divertido me dar ordens, Highlander? -sorriu ela ao vê-lo tão bonito à sua frente.


-O que acho divertido é voc~e -admitiu ele, aproximando-se mais.


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Lucas

Este autor(a) escreve mais 5 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

E fazendo-a cair para trás na cama, disse, antes de desamarra-lhe o roupão e beijá-la: -Gosto de você. -Só gosta? -sussurrou ela, ansiosa por escutar as palavras que ele nunca dizia. Olhando-a com aqueles olhos dourados como os campos da Escócia, ele sussurrou no ouvido dela: -Você me diverte, me irrita e me desafia. -Esper ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 64



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Nat Postado em 24/01/2019 - 10:27:58

    Alguém sabe quem é a autora/autor do livro original?

    • deehsantos53_ Postado em 14/05/2020 - 18:13:57

      Megan Maxwell- desejo concedido

  • Soyvondy Postado em 19/08/2018 - 14:41:32

    Continua por favor!!

  • bels Postado em 19/08/2018 - 10:13:08

    continua por favor!!!!!!!!!!!

  • samira17 Postado em 18/08/2018 - 20:28:44

    Continua por favor

  • oioioi Postado em 18/08/2018 - 19:58:40

    Continua

  • samira17 Postado em 18/08/2018 - 14:46:51

    Continua por favor

  • Soyvondy Postado em 17/08/2018 - 19:28:39

    Continua!!!! TT-TT

  • samira17 Postado em 17/08/2018 - 15:37:51

    Cadê você continua

  • Soyvondy Postado em 17/08/2018 - 06:18:54

    O melhor soco da vida!! Anahí virou uma idiota, aff.... Continue!!!

  • samira17 Postado em 16/08/2018 - 22:31:47

    Continua por favor



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...