Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Doce Coisinha - Trendy, Vondy | Tema: Triangulo Amoroso


Capítulo: Capítulo 14

277 visualizações Denunciar


Christopher estava terminando o café quando Alfonso entrou na casa. Ele estava vestido com jeans desgastados e uma camiseta preta. Eu nunca vi ele se vestir como Christopher. Ele saiu todos os dias, mas eu não achei que fosse para o trabalho.


“Ela faz waffles muito bons. Ela coloca algumas coisas de creme de frutas neles e há morangos dentro,” Christopher disse a Alfonso enquanto eu pegava seu prato.


"Parece delicioso", disse ele sem entusiasmo.


"Você poderia trazer uma dessas coisas para o meu amigo encantador aqui?" Christopher disse com um revirar de olhos.


"Claro", eu respondi e me virei para Alfonso. "Posso pegar café para você?"


Ele não olhou para mim, mas assentiu. “Suco também. Laranja. Espremido na hora."


Saí com o prato de Christopher antes de começarem a falar. Eu me perguntei se ele contaria a Christopher sobre o meu segundo emprego esta manhã. Talvez ele estivesse esperando até que fosse estranho para mim. Isso se encaixa nele. Ser cruel.


Eu fiz vários waffles, não sabia quem eu estaria me alimentando. Então a única coisa que levou algum tempo preparando a refeição de Herrera foi espremer as laranjas no espremedor. Depois que tomei o suco espremido na hora, levei o café da manhã até a mesa.


"Você vai ter que discutir isso com ele mais cedo ou mais tarde", Christopher estava dizendo quando eu voltei para dentro.


"Eu não perguntei", respondeu Alfonso.


Christophe sorriu e voltou sua atenção para mim. “Ele é sempre uma alegria. Você já notou isso?”


Eu não falei nada. Eu nem sorri. Coloquei sua comida na frente dele e me afastei para ver se havia mais alguma coisa de que precisassem.


“Eu pretendo ficar por aqui esta manhã e falar com Portia. Se você gostaria de estar presente, estou bem com isso.”


Eu parei então. Ele ia falar com ela sobre Heidi e eu? Por que ela nos ajudou? Isso significava que ele possivelmente obteria as respostas que eu estava curiosa sobre mim mesmo. Não que eu não fosse grato por tudo que ela fez, mas porque ela conhecia minha mãe. Ela a conhecia uma vez e eu queria saber como. Sentia falta da minha mãe e não tinha ninguém para conversar sobre ela. Não tem amigos para se lembrar dela. Trazendo-a quando eu estava com Heidi sempre a confundia. Eu tentei uma vez e não tinha corrido bem.


Se Portia conhecesse a mamãe e pudesse falar comigo sobre ela, eu queria isso. Eu queria qualquer coisa que Portia pudesse oferecer. Qualquer link para ela. "Eu gostaria disso", eu disse a ele.


Alfonso parou no meio da mordida, com o garfo quase na boca. "O que eu pedir?"


Christopher olhou para mim e foi como se palavras não ditas fossem trocadas. Com apenas um olhar entendi sua pergunta e ele entendeu minha resposta. Eu nunca tinha experimentado isso antes. “Apenas Portia sendo Portia. Preciso estabelecer algumas regras para ela seguir em relação a Dulce - ela também trabalha para mim. Mãe não está lembrando que é tudo.”


Alfonso virou o olhar para mim e vi a acusação em seus olhos. Ele pensou que eu havia mentido sobre o meu trabalho. Que eu estava escondendo isso. Eu tive o desejo de me defender, mas eu não. O que ele pensava de mim não importava.


“Encontre-me na grande sala às dez. Ela estará em seu uísque até então, tenho certeza”, disse ele.


Eu balancei a cabeça uma vez, depois saí da sala.


“Você tem sua própria merda para lidar. Jesus, o drama. Fique fora da minha,” eu ouvi Alfonso dizer a ele.


Christopher riu. "Mas o seu é mais divertido de discutir."


"Porque você gosta de fingir que sua vida é foda pêssegos."


“Minha vida nunca foi pêssego. Mas então nem o seu. Agora me diga. Sua mãe escolheu o anel de noivado que ela pretende dar a Margot?”


Quem quer que fosse Margot, senti simpatia por ela. Nenhuma quantidade de boa aparência e dinheiro poderia tornar a vida com Alfonso uma coisa agradável. Mas ele não mencionou o meu trabalho. Isso foi surpreendente. Eu esperava que ele quisesse me causar problemas. Parecia ser o jeito dele de fazer as coisas.


Pensar nisso e na pobre Margot era inútil. Eu empurrei de lado e pensei em outras coisas. Como quantas noites eu poderia ficar sem dormir apenas três horas antes de cair. Preparei uma garrafa térmica de café e levei-a comigo enquanto ia ao segundo andar para fazer a limpeza semanal e a troca de lençóis por camas em que ninguém jamais dormia.


A única coisa real necessária naquele andar era limpar o pó e o chão tinha que ser varrido. Tudo o resto ficou impecável porque ninguém estava lá em cima. A suíte master de Portia ficava no terceiro andar. Eu só fui lá quando ela se foi por um dia. Ela gostava de sua privacidade.


As próximas três horas passaram rapidamente, e eu estava checando meu relógio a cada dez minutos, esperando as dez horas chegarem. A ideia de que Portia poderia me dizer algo sobre minha mãe pode não parecer grande coisa, mas para mim significou muito. Qualquer coisa para entender por que ela nos enviou aqui. Um pequeno pedaço do passado dela. Para ouvi-la falou novamente.


Às dez horas, guardei o material de limpeza e fui para a grande sala. Meus olhos se encontraram com Christopher quando entrei e ele me deu um pequeno sorriso. Não foi muito, mas foi encorajador. Como se eu não estivesse sozinha e ele fosse meu amigo. Eu sabia que não era o caso, mas parecia que sim.


"Porque ela está aqui? Eu suponho que isso é sobre o seu outro trabalho. Sim, eu sabia, e se você tem um problema com isso, então lide com isso sozinho.” Portia nem olhou para mim. “Eu preciso do meu café, Dulce. Onde você esteve?"


Christopher pigarreou e chamou minha atenção então fez sinal para eu me sentar. "Por favor, Dulce, ignore-a e sente-se."


A cabeça de Portia se levantou do iPad no colo dela e estava estudando. "O que?"


"Quero falar com você. Eu tenho dúvidas. Eu sinto que Dulce deveria estar aqui para isso. Agora, vamos começar como você conheceu a mãe de Dulce. Você e eu sabemos que você não tem um tipo de osso em seu corpo. Então, por que você ajudou de bom grado essas duas garotas?”


O olhar de Portia se virou para mim. "Você disse a ele?"


"Eu precisei. Ele precisava entender por que eu estava trabalhando em um segundo emprego.”


Ela suspirou dramaticamente e pendurou o seu iPad no sofá ao lado dela com óbvio desgosto. “Eu te ajudo e este é o agradecimento que recebo. Você entende que ele poderia ter tudo isso de volta? Solicitar um reembolso? Você é aquela garota densa?”


Eu não sabia como responder a isso. Eu parei e esperei, soltando meu olhar do dela para estudar minhas mãos.


“Pai me deixou esta casa, o dinheiro, os investimentos e a corporação. Sua vontade afirmou que eu deveria fazer com você o que quisesse. Se eu escolhi cuidar de você, tudo bem. Se não, você encontraria outro homem para se despir. Então, mãe, eu teria mais cuidado com o que você fala com Dulce. Tudo o que ela fez foi me dizer o que você deveria ter explicado. Como era meu dinheiro que estava ajudando a Heidi, gostaria de saber por que você fez isso. O que você deve à mãe de Dulce e Heidi? Porque você não faz coisas com a bondade do seu coração. Deve haver algo que você está escondendo. Eu preciso saber o que é isso.”


Portia olhou para mim. Eu podia sentir isso queimando através de mim onde eu estava. Mas eu não olhei para cima. Eu me senti culpado. Ela me ajudou, e agora aqui eu sentei com Christopher que estava falando com ela de uma forma que eu não achava que fosse necessário, exigindo que ela respondesse perguntas. Eu não estava aqui quando ele estava crescendo. Eu não conhecia o tipo de mãe que Portia era, mas pela raiva e amargura no tom do filho dela, imaginei que não tinha sido um lar feliz.


“Eu conheci Pamela há muitos anos. Ela fez algumas escolhas ruins e seguiu um caminho diferente na vida. Eu não devo nada a ela. Ninguém faz. Ela havia falecido e eu senti uma conexão e pena pela vida que ela viveu. Ela tinha muito potencial quando a conheci. Mas ela,” Portia fez uma pausa e eu levantei meus olhos para finalmente olhar para ela. “Ela era idiota. Ingênua. Isso a levou a lugar nenhum. Eu fui gentil com uma mulher que conheci. Isso foi tudo. Eu sinto que cumpri meu dever e o que quer que você escolha fazer com o emprego de Dulce, tudo bem para mim. Ela teve muito tempo para descobrir uma maneira de cuidar de Heidi e de si mesma. Ela tem quase vinte anos. O tempo passado ela cresceu.”


Nada mais do que o que ela já me disse antes. Sem explicação. Nenhuma conexão real com minha mãe, mas minha mãe sabia que se viéssemos aqui, ela nos ajudaria. Porque eu conhecia minha mãe, eu não acreditava no que Portia estava dizendo. Ela estava escondendo alguma coisa. Mas por que?


“Por que eu demitiria Dulce? Ela é uma excelente cozinheira, mantém a casa limpa e aguenta suas besteiras. Eu diria que a única coisa inteligente que você fez em sua vida foi contratá-la. Eu pensei por um momento que você possuía alguma compaixão que eu tinha perdido quando ela me contou como você a ajudou e Heidi. Eu vejo que estou errado. Isso é decepcionante.”


Christopher baixou as mãos para os lados que haviam cruzado o peito. "Eu tenho coisas para fazer. Você pode continuar sua rotina inútil de viver”, disse ele a Portia. Então ele se virou para mim. “Eu preciso falar com você sobre um assunto de negócios. Por favor, me encontre na casa da piscina em trinta minutos.”


Então ele se virou e saiu do quarto.


Eu fiquei devagar. Eu queria pedir desculpas a Portia, mas eu não tinha certeza se devia a ela um pedido de desculpas. Ela era difícil de entender. Quanto mais tempo Christopher estava por perto, mais fria ela ficava. Em vez de tentar suavizar as coisas, eu disse: "Vou pegar seu café agora".


Ela não respondeu.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 45 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Portia me ignorou completamente quando eu trouxe café e uma tigela de morangos frescos. Ela estava com raiva - comigo ou com Christopher, eu não tinha certeza. Provavelmente ambos. Eu não tive tempo para me preocupar com isso. Christopher queria se encontrar comigo sobre negócios que eu não entendia exatamente. A menos que ele quisesse diz ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 139



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • dada Postado em 02/12/2019 - 23:51:16

    cont..para agora ñ

    • Dulce Coleções Postado em 04/12/2019 - 14:54:12

      Continuando

  • ana Postado em 10/11/2019 - 15:19:39

    Como vc se atreve a parar? Continuaaaa

    • Dulce Coleções Postado em 13/11/2019 - 00:38:17

      Continuando amore

  • dada Postado em 10/11/2019 - 00:20:14

    tá muito perto

    • Dulce Coleções Postado em 13/11/2019 - 00:36:27

      SIM!!

  • ana Postado em 07/11/2019 - 00:21:19

    Uma maratona cairia super bem *-*

    • Dulce Coleções Postado em 09/11/2019 - 23:29:23

      vamos de mini maratona

  • Ellafry Postado em 06/11/2019 - 23:38:06

    continuaa

    • Dulce Coleções Postado em 09/11/2019 - 23:28:31

      continuando

  • dada Postado em 06/11/2019 - 15:08:52

    mas uns 2

    • Dulce Coleções Postado em 09/11/2019 - 23:27:46

      vamos de mini maratona por hj

  • ana Postado em 02/11/2019 - 10:28:48

    Aaaaaaaaaaa continuaaaa

    • Dulce Coleções Postado em 06/11/2019 - 14:48:02

      continuandoo

  • Ellafry Postado em 02/11/2019 - 00:59:18

    contnuaa

    • Dulce Coleções Postado em 06/11/2019 - 14:47:16

      continuando

  • dada Postado em 01/11/2019 - 14:17:36

    só aguardandoooo

    • Dulce Coleções Postado em 06/11/2019 - 14:46:38

      continuando

  • dada Postado em 27/10/2019 - 23:12:29

    já tá pertinho

    • Dulce Coleções Postado em 01/11/2019 - 14:09:53

      Tá chegando kkkk



AVISO

BAIXE O APP PARA ANDROID - https://fanfics.com.br/download/FanficsBrasil.apk

 

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...