Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Ya me enteré - Vondy | Tema: rbd, dulce maria, christopher, vondy


Capítulo: Kilómetros

381 visualizações Denunciar


Christopher não acreditava que ela estava outra vez em seus braços, não acreditava que podia novamente sentir seu beijo, seu corpo junto ao dele, seu perfume. Parece que aquele beijo não era suficiente para todo o amor e saudades que havia sentido dela.


Dulce o beijava cada vez mais forte, com medo de que aquele momento pudesse acabar a qualquer instante, ou que ele pudesse parar. Sentiu quando como ele a abraçava mais e movia seus lábios intensamente, beijando agora seu rosto, seu queixo, seu pescoço. Como sentiu falta dele, meu deus.


“Dulce...” – falou ele ainda a beijando de uma forma tão apaixonada, que sentia vontade de chorar.


“Chris, não diz nada, por favor, apenas me beija” – suplicou ela, o abraçando mais ainda. E assim ele obedeceu. Se beijaram por cinco, dez, vinte minutos, apenas sentindo o gosto um do outro novamente, até que ouviram quando um ruído incomodo os separaram daquele momento. Não poderia crer que alguém os estava interrompendo.


“Bueno” – atendeu Chris furioso. “O que foi Ana?” – falou ele em grosseria. “Não, eu ainda não estou indo para casa, vou demorar!” – e assim desligou seu celular, xingando todas as coisas que via em sua frente.


Dulce apenas se ajeitou e fixou seu olhar para frente, pensando no que havia acontecido. Como pôde fazer isso? Ele tinha namorada e ela ainda, apesar de tudo, precisava conversar com Paco e tentar resolver. Não conseguia se controlar, sentiu como lágrimas escorriam de seus olhos. Sentia um medo tão grande por esse sentimento que nunca a havia abandonado.


“Desculpa...” – disse ele, pegando na mão dela.


Dulce o olhou. Como poderia querer tanto uma pessoa?


“Chris, acho melhor você me deixar em casa logo.” – pediu ela, fazendo com que a voz saísse apenas com um sussurro.


“A gente precisa conversar, por favor!” – pediu ele, piscando os olhos diversas vezes para ela.


“Chris, você tem namorada! E-eu não deveria ter feito isso. Foi um erro!” – disse ela, tentando evitar olhar para ele. Um erro? Pensou ele. Sentir tudo isso não poderia ser um erro. Amar ela dessa forma não poderia ser um erro. “A gente não pode ser assim, a gente não pode continuar machucando os outros dessa forma, por um impulso de nossos sentimentos...” – terminou ela.


Christopher se atirou no assento do seu carro, olhando para cima. Por que sempre havia tantos empecilhos entre eles? A viu colocando as mãos no rosto. Não poderia mais viver assim, precisava fazer algo, precisava realmente estar com ela outra vez e dessa vez, iria lutar de todas as formas possíveis dessa vez.


“Dessa vez eu não vou desistir de você...” – disse ele calmamente, dando novamente partida em seu carro e indo em direção à casa dela. Dulce ao escutar aquilo, não deixou de dar um leve sorriso. Se inquietou mais ainda com suas palavras, mas estava feliz. Estava feliz porque finalmente soube que seu sentimento era correspondido da mesma forma.


Após vários minutos dirigindo, seguindo as orientações dela, chegou finalmente no portão de sua casa. Dulce de repente se agitou muito, começou a estalar todos os dedos, mordiscando a ponta de alguns.


“Ai, por favor, tudo o que eu não precisava agora...” – falou ela baixinho, tapando seu rosto novamente, como havia feito anteriormente.


“O que foi, Dulce?” – perguntou Chris preocupado. Por que ela estava assim? – “Foi pelo o que eu disse?”


“Não Chris, é que Paco está aqui!” – disse ela apontando para o carro estacionado um pouco mais a frente de sua casa. Dulce não podia acreditar que seu ex-namorado ou namorado, não sabia mais o que ele era para ela, estava ali a esperando. Tudo o que queria nesse momento era chegar em casa e pensar em tudo o que havia acontecido. Não precisava de brigas e discussões esta hora da noite.


Christopher não pode deixar de sentir uma frustração grande. Sentiu como se alguém tivesse dado um soco em seu estômago. Queria ir até lá e mandar aquele homem ir embora, pois ela estava com ele, pois ela era toda dele. Mas jamais poderia fazer isso, sabia que este não era o caso.


“Você vai falar com ele?” – perguntou ele, esperando que ela dissesse que não. Que iria manda-lo embora e ficar com ele ali, que o convidasse para entrar em sua casa para que pudessem ficar assim, juntos.


“Chris, obrigada pela noite...” – disse ela olhando para ele, tirando seu cinto e saindo com rapidez do carro. Dulce nunca havia se sentindo tão nervosa como naquele momento, realmente não sabia o que fazer, mas precisava conversar com Paco, respeita-lo da mesma forma que ele sempre a havia respeitado.


Christopher não acreditava que mais uma vez ela havia preferido outro a ele. Não acreditava que ela havia saído de seu carro para ir conversar com Paco. Sentiu uma frustrações e tristeza tão grande que a única coisa que conseguiu fazer foi arrancar com força e ir embora para longe dela o mais rápido possível, antes que reagisse de forma totalmente diferente, antes que fosse até ela e o levasse para longe daquele homem que a queria, que a amava da mesma forma que ele.


“Sé que seguir no suena lógico


pero no olvido tu perfume mágico


y este encuentro telefónico


me ha recordado que estoy loco por ti


Que todo el mundo cabe en el teléfono


que no hay distancias grandes para nuestro amor


que todo es perfecto cuando te siento


tan cerca aunque estés tan lejos”


 ***


Após uma noite cheia de surpresas e dramas pessoais, Dulce acordou sentindo como se alguém tivesse passado com um trator por cima dela. Estava morrendo de dor de cabeça, lembrando ainda como Paco a havia tratado. Havia a chamado de todas as baixarias do mundo após ver que ela chegava em casa com Christopher. Não a deixou nem explicar o que havia acontecido, onde estava. Imaginou uma conversa com ele totalmente diferente, afinal ele sempre foi o mais maduro da relação, mas desta vez havia se comportado como um moleque, um infantil. Não poderia deixar de se entristecer pela forma como seu relacionamento havia chego a um fim. Entretanto, não deixava de escutar a frase de Chris ecoar em sua mente, “Dessa vez eu não vou desistir de você...”.


Ele tinha namorada. Voltava sempre nisso. Pensava que após seus beijos, ele havia ido para casa ficar com ela, que havia dormido e passado toda a noite ao lado dela. Dulce tinha tanto medo de seguir seu coração, já havia machucado Paco com essa história, uma história tão antiga que as vezes não fazia sentindo. Teria de machucar mais quantas pessoas com isso? Não pôde deixar de pensar em Poncho e Anahí. Sabia que ambos estavam muito bem casados com seus companheiros, com filhos, mas como iriam reagir se soubessem que ela e Chris estavam mais uma vez nessa estrada?


Dulce tentou desviar sua mente para outras coisas, com o dia de folga, decidiu compor, expressar na música seus sentimentos. Ficou horas e horas naquele estúdio, sozinha, apenas compondo frases, escrevendo seus pensamentos. Escutou quando sua cozinheira comunicava que o almoço.


Indo em direção a sua sala, escutava de fundo, o que parecia o áudio da televisão falando sobre ela. O que era dessa vez? Pensava, enquanto se aproximada mais e mais, fazendo o som ficar ainda mais audível.


“....na noite de ontem, os ex-integrantes da banda RBD se reuniram para um jantar a dois, a luz de velas e com um vinho, cheio de risos e muito apaixonados.” – Dulce ficou imóvel, vendo imagens de vídeo dela e Christopher sozinhos no restaurante. Estavam passando apenas a parte onde estavam os dois, quando Christian os avia deixado sozinhos.


“Dulce e Christopher Uckermann pareciam muito felizes juntos. Será que depois de tantos anos desde o fim da banda, se deram conta que se amam?” – dizia a repórter, em um programa que ela acreditava ser de fofocas, famosos, entre outros.


“...Somos apenas amigos, Christian também estava conosco! Estamos tentando reunir todos os demais para uma próxima janta” – respondia Christopher para uma repórter em frente a um estúdio. Dulce imaginava que estaria durante as gravações de sua nova série. Não pode deixar de sentir tristeza com aquelas palavras, mas ao mesmo tempo uma revolta com a invasão de privacidade dessas matérias. Não podia nem jantar com um amigo que já inventavam, ou parcialmente inventavam coisas, pensava.


Apenas amigos, claro. Christopher respondia com um sorriso falso no rosto. Se soubessem tudo o que sentia por essa amiga, seria um prato cheio para um ano de fofocas.  


Christopher havia gravado toda a manhã, simplesmente não queria ficar mais em casa. Não conseguia deixar de pensar nela, em como ela poderia estar com Paco, em como iria encarar Ana. Precisava espairecer, nem que fosse só por um período, e não encontrava melhor jeito se não fazendo o que mais amava no mundo, após aquela mulher.


Havia decidido romper com Ana. Não poderia ser falso novamente com seus sentimentos. Estava disposto a enfrentar o que fosse para ficar com Dulce, mas precisava saber se ela sentia da mesma forma. Precisava conversar com ela, precisava explicar e faze-la entender que os dois estavam destinados a ficar juntos de uma vez por todas.


 ***


Passados alguns dias, Dulce continuava com suas composições, realizava praticamente todos dias entrevistas e publicidade para seu novo álbum, organizava seu show intimista de forma detalhada, pois era seu maior sonho. Queria que tudo saísse perfeito. Anahí, Christian e Christopher haviam concordado em participar, mas precisava saber se depois de tudo, Chris ainda iria. Resolveu que seria mais fácil mandar uma mensagem.


“Chris, meu show será no sábado. Você vai? Gostaria muito de estar no palco com você outra vez cantando este corazon. Aguardo sua confirmação.”


Christopher ao receber a mensagem de Dulce, não pôde conter seu sorriso. Haviam sido semanas turbulentas. Estava gravando todos os dias até tarde. Não havia ainda conversado com Ana, apenas a evitava cada dia mais. E por mais que tentasse, não conseguia deixar de pensar em Dulce. A queria buscar, mas não sem antes resolver suas pendências. Sempre lembrava de suas palavras: “A gente não pode ser assim, a gente não pode continuar machucando os outros dessa forma, por um impulso de nossos sentimentos...”. E ela tinha razão. Iria tentar resolver até o sábado sua situação, para que pudesse estar lá, estar com Dulce, cantando aquele hino ao amor! Livre, livre para ela.


“Estarei lá, como e quando quiser! Te extraño! Besos”. Dulce não pode deixar de esboçar um sorriso de orelha a orelha com aquela resposta. Queria poder estar em sua frente agora para abraça-lo e beija-lo igual aquela noite.


Após falar com Chris, chegara a vez de ligar para Poncho. Tantos e tantos anos sem falar com ele, sentia um certo nervosismo pela forma que ele havia falado com ela naquele dia. Será que ainda estaria com raiva dela? Seria ela o motivo de ele não ter ido naquele jantar? Pensava enquanto o telefone chamava por uma, duas, três vezes.


“Bueno?” – um homem havia atendido. Conhecia aquela voz. Sabia que era ele.


“Poncho?” – perguntou ela um pouco envergonhada.


Poncho ao escutar sua voz estremeceu. Seria mesmo Dulce Maria chamando? “Dulce?” – perguntou ele, com a voz tão trêmula que quase não foi ouvida por ela do outro lado da linha.


“Si, Poncho! Soy yo!” – disse ela, ainda nervosa. “Desculpa te ligar assim...”.


“Dulce, que surpresa!” – disse ele mudando de repente. Não podia acredita que era realmente ela. Sua Dulce. Tão doce como seu nome, pensava. Seu coração estava a ponto de explodir com aquilo. “Aconteceu alguma coisa?” – perguntou ele, se preocupando.


“Não, na verdade eu estou te ligando para fazer um convite!” – respondeu ela apressadamente. “Sei que você tem suas coisas, mas eu gostaria de te convidar para participar de um show intimista que ire fazer agora no sábado.” – continuou não deixando ele falar – “Eu sei que você não canta mais, mas só de ir, fazer parte desse momento tão especial para mim, me deixaria extremamente feliz!”


Poncho realmente não tinha mais vontade de cantar. Não fazia questão, pois sua grande paixão mesmo era atuar. Entretanto, com um pedido tão carinhoso como esse, não pôde negar. As vezes recordava de seus últimos dias juntos, de como a havia tratado por ter descoberto que ela, que sua Dulce, estava com seu melhor amigo. Aquilo ainda o abalava muito. Ainda sentia tudo aquilo por ela, sentia um amor complicado demais para explicar. Alguns poderiam falar que era dor de cotovelo, que se sentia proprietário dela, que era somente era dele de mais ninguém, mas não era isso. Era muito feliz e muito bem casado, mas voltar a falar com ela, lembrar do seu passado com ela, trazia todos as lembranças que havia enterrado.


“Qual música vamos cantar?” – perguntou ele com um tom mais empolgado na voz. Dulce havia ficado muito feliz. Sentia falta de seu amigo.


“Qual você prefere?” – perguntou ela, já sabendo a resposta. Sempre soube que sua favorita era Inalcanzable. Ainda lembrava da reação dele ao ler a letra pela primeira vez naquele estúdio.


Flashback


“Até que enfim um dueto meu com minha Dulce!” – falava ele empolgado a abraçando por trás, deixando-a envergonhada.


Justamente nessa época ela e Christopher começaram a se aproximar mais. Haviam virado confidentes, melhores amigos. Entretanto, Dulce não conseguia deixar de olhar para Christopher com semblante preocupado, pensando no que seu grande amigo estaria achando de ver Poncho a abraçando daquela forma, de como teriam de cantar aquela música. Por que se preocupava dessa forma?


Fim do flashback.


A resposta para essa pergunta veio meses depois, pensou ela, aguardando o retorno de Poncho que havia pedido um minuto para pensar.


“Inalcanzable,Dul!” – respondeu ele. Sim, assim como ela havia imaginado, teria de cantar essa música com Poncho. Não deixou de pensar em Christopher nesse momento, em como ele iria reagir ao saber, talvez não o afetasse mais, torceu.


Após discutirem todos os detalhes de como seria, Dulce ligou para Maite que não poderia confirmar naquele momento sua presença. Pediu para que Dulce deixasse um espaço para ela, caso fosse possível, pois iria fazer o impossível para tentar estar lá. Conversaram por horas no telefone, como sentia falta de sua amiga! Maite sempre foi a mamá do grupo, a mais sensata e com os melhores conselhos. Queria muito que ela pudesse ir.


 ***


Finalmente o sábado chegou! Estava tão feliz que todos os seus planos para este show estavam dando certo! Por sorte ou milagre do mundo a notícia que os ex-integrantes do grupo estariam lá não foi divulgada. Isto era um ótimo sinal! Sinal que podia confiar cegamente em seus produtores e amigos.


Dulce começou a se aprontar, olhando mais uma ver para aquele palco que havia montado em 360°, onde seus convidados, amigos e fãs que a acompanharam toda a vida, poderiam sentar-se e ouvir apenas ela com sua voz doce e alguns instrumentos acústicos.


Ao voltar para seu camarim o viu entrar pela porta dos fundos do teatro. Não pode deixar de soltar um sorriso maior do que o mundo para ele, que retribuiu, caminhando com passos longos para abraça-la.


“Senti sua falta nesses dias!” – disse ele ainda a abraçando. Estava tão linda, pensava ele. Não via a hora de poder compartilhar, nem que fosse realmente pela última vez, aquela música que era tão importante para eles. Dulce por sua vez não o soltava, o abraçava mais e mais.


“Ardilla?” – falou Poncho, os interrompendo daquele abraço.


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): hernandesdul

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

Prévia do próximo capítulo

Dulce assim que viu Poncho não conseguiu disfarçar seu nervosismo. Ele havia mudado muito! Tinha envelhecido bastante nesses últimos anos! Havia perdido sua cara de menino e se transformado em um belo homem! Percebeu que Christopher havia ficado agitado com a presença dele. Será que esse encontro traria consequências ainda piores? N&a ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 138



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • maria.flor Postado em 28/11/2018 - 22:11:05

    EU SIMPLESMENTE AMEI ESSE CAPÍTULO.... EU AMEI TANTO QUE ATÉ MORRI COM ESTE CAPÍTULO! EU CHOREI LITROS E O CAPÍTULI INTEIRO! FOI O CAPÍTULO MAIS LINDO! MESMO Q NA FICÇÃO FOI UM SONHO REALIZADO.... NÃO DEMORA PRA POSTAR DE NOVO QUE ACHO QUE MEU CORAÇÃO NÃO VAI AGUENTAAA!!!! CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

  • Manuzinhaa Postado em 06/11/2018 - 23:30:35

    Desmoronei lendo esse capítulo, cada linha era um arrepio, fiquei imaginando se fosse real, seria maravilhosooo, um reencontro assim oficial já me serviria

  • Tinker Bell🖤 Postado em 27/10/2018 - 11:45:27

    Foi tão lindo esse momento do show com todos juntos, é como se a banda ainda estivesse junta e que isso os momentos Vondy fossem de verdade. Só basta esperar para que tenha um lindo reencontro do RBD que nem esse do capítulo.

  • anacarla Postado em 27/10/2018 - 00:14:07

    Que capitulo foi esse? Acho que não da para imaginar um reencontro do rbd mais perfeito que esse. Se lendo eu ja fiquei emocionada, quem dirá se acontecesse de verdade. Mas claro, mesmo o reencontro do rbd tendo sido magico, a declaração da Dulce no final foi a parte mais emocionante do show. Agr só os resta rezar para que isso um dia possa realmente acontecer e esperar tbm para vc postar o proximo capítulo dessa INCRIVEL historia!!! ( vondy para siempre kkkk)

  • miborges Postado em 26/10/2018 - 22:49:45

    EU TÔ MORTAAAAAAAAAA COM ESSE CAPÍTULO! SENHOR! CHOREI O CAPÍTULI INTEIRO! COISA MAIS LINDA!!!! NÃO DEMORA PRA POSTAR DE NOVO QUE MEU CORAÇÃO NÃO AGUENTAAA! HAHAHA <3

  • anacarla Postado em 23/10/2018 - 03:35:51

    O show nem aconteceu ainda, mas as fortes emoções já estão a todo vapor kkk Só espero que essas lembranças e esse medo repentino da Dul não signifiquem algo a mais. Sério, nem eu suportaria ver eles separados novamente. ( amor vondy é isso ai kkk) Volta logo tá?

  • maria123 Postado em 23/10/2018 - 00:38:22

    Sabe o q eu gosto mais na sua história? Esses flashbacks , gosto muito. Gostaria de saber como Dulce reagiu ao saber do acidente q o Christopher sofreu, acho q foi no final de 2014, vc pensa em escrever um flashback assim? Continua

  • Tinker Bell🖤 Postado em 22/10/2018 - 22:51:46

    O que me mata são esses trechos de músicas e essas fotos que deixa tudo ainda mais perfeito do que já é :) ansiosa para esse show do RBD, meu sonho se tornando realidade. Continua ;)

  • miborges Postado em 22/10/2018 - 22:47:51

    AHHHHHH! Tô aos prantos aqui e olha que nem rolou a surpresa ainda! Fiquei com o coração apertado com essa lembrança da Dul! Continuaaaa pra acabar com a nossa curiosidade!!

  • hernandesdul Postado em 22/10/2018 - 22:04:05

    Ia postar amanhã, mas resolvi por uma parte hoje!



AVISO

BAIXE O APP PARA ANDROID - https://fanfics.com.br/download/FanficsBrasil.apk

 

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...