Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: O Duque É Um Leão *AyA*Ponny* | Tema: Ponny, AyA


Capítulo: Cap 4

312 visualizações Denunciar


— A igreja oculta a natureza da maldição para evitar que a cidade entre em pânico. — explicou o padre Millard. — A verdade é que a maldição está contida dentro de uma criatura que vive ao norte da aldeia, em um castelo isolado. Todos os anos, de acordo com o seu pedido, enviamos-lhe uma noiva para evitar que a maldição nos consuma. Eu vi homens arruinados por ele com meus próprios olhos, sugados para as sombras. O monstro é horrível e espantoso, e não tenho dúvidas de que ele iria encher toda a cidade com sua escuridão maligna se as suas necessidades não forem atendidas.


Uma noiva por ano?


Ela fechou os olhos e soltou um suspiro lentamente.


Duas das criadas tinha se mudado para a área acortinada, carregando sabonetes perfumados, água em bacias ornamentadas e lavavam-na com ela.


— Por que tantas mulheres? — Anahí perguntou. — Uma noiva não é suficiente?


— Não me atrevo a questionar o animal. — disse o Padre Millard. — Uma criatura tão mal como ele, não conhece nenhuma moral. Para manter a paz, e depois de muita busca de alma e comunicação com o divino, entendo que o melhor é respeitar as suas exigências, sejam ou não razoáveis.


— Eu vou morrer, não vou? — Anahí perguntou.


O medo da morte precipitou bruscamente em seu peito, mas ela se recusou a deixá-lo mostrar-se em seu rosto.


As servas limparam e enxaguaram-na, começando a esfregar a sujeira de sua pele com panos grossos.


O padre Millard pigarreou.


— Ninguém sabe ao certo. O que é certo é o fato de que você vai servir ao seu senhor e seu povo. Você vai ser um heroína.


As esperanças que ela teve de retornar diminuíram.


Parecia que não havia como escapar dessa realidade, e que ela realmente nunca iria voltar para casa novamente.


Ela suspirou e tentou permanecer positiva.


Havia uma chance de que as mulheres estivessem vivas e bem. E que ela passasse essa provação sem problemas.


Com a aparência de tal chance, ela se apegou a isso.


— Desculpe-me, padre... — uma das criadas disse.


Ela estava perto da porta, se seus ouvidos detectassem sua voz com precisão.


— Onde você gostaria que nós colocássemos isso?


— Enrolando sobre a partição, e certifique-se de que ela esteja conectada ao topo. — disse Padre Millard.


Pouco tempo depois, ela viu um tecido branco brilhante por cima da partição das cortinas.


Enquanto descia, ela percebeu o que era, um vestido de noiva.


O belo tecido e laços de rendas se uniram para fazer um vestido digno de uma princesa.


O design era modesto, mas estava confeccionado nos lugares certos para valorizar suas curvas e acentuar a sua figura. Botões brancos ao longo das costas iriam mantê-la confortável nele.


Tão assustadora como a situação era, o que estava prestes a acontecer, ela não conseguia parar de olhar o vestido.


Mesmo quando seu pai tinha sido rico, ela nunca teve um vestido tão bonito quanto aquele. Ela mal podia acreditar que seria dela.


— Vamos secá-la. — uma das criadas disse suavemente, pegando sua mão e levando-a para fora da banheira.


Os sabonetes e bacias que carregavam foram substituídos por toalhas, felpudas de algodão suave, mais suave do que qualquer outra que ela sentira antes, e apagaram o excesso de umidade do seu corpo.


Sua pele cheirava de pétalas de rosa, e seu cabelo a campos de verão.


As criadas torceram a água de seus cabelos castanhos e deixaram-no cobrir sobre seu ombro enquanto elas continuaram a secar a água de sua pele.


Quando estava seca, ela recebeu roupas íntimas.


Ao fazê-lo, uma das servas desenrolou o vestido de onde pendia e trouxe para ela.


— Quando você estiver vestida e pronta, será transportada em uma carruagem para fora da cidade, através da floresta e para o território norte da propriedade da criatura bestial. A partir daí, os leais a ele vão assumir sua custódia.


— Quem são leais a ele? — Anahí perguntou.


As criadas estavam ajudando-a com o vestido, o tecido macio... Seria incrível se ela se casasse por amor neste vestido, em vez de obrigação.


Ela não tinha certeza de que seu casamento iria mesmo ser reconhecido sob os olhos de Deus, uma união com uma criatura tão pecaminosa não era tradicional, para se dizer o mínimo.


— A besta tem servos sob seu encargo. — disse Padre Millard. — Homens cujas almas infelizes foram vítimas de seus males e que se perderam no caminho. Eles permanecem fiéis a ele por necessidade. Não há escapatória do domínio da fera.


Imagens terríveis inundaram sua mente. Almas presas, desesperadas pela fuga, mas que eram obrigadas a permanecer por medo da morte, ou pior.


Ela não sabia onde os homens que foram atraídos para a escuridão do animal foram, mas ela temia o pior para eles.


A morte era uma bênção em comparação com uma eternidade de angústia.


— O que devo fazer? — ela perguntou. — Deve haver algum padrão que devo cumprir.


— Você será obediente e silenciosa. — disse Padre Millard.


As criadas abotoaram a parte de trás do vestido, puxando-o de uma maneira para que ele caísse em uma cascata perfeita de seda e rendas.


— Você vai fazer o que manda a besta. Se você tentar correr, ele não hesitará em matá-la, ou enviará suas sombras malvadas para capturá-la. Você deve manter a calma, e ser mansa. Sempre olhe seus pés em sua companhia. Você certamente ficará louca olhando para ele, e arrancará seus olhos.


Uma criatura tão terrível que ela iria arrancar os seus olhos em vislumbrá-lo?


Ela tinha tido visões terríveis de cervos durante seus passeios na floresta, despedaçado por predadores famintos, e pequenos faisões mutilado, mas ainda vivo, em suas armadilhas.


Na primeira vez, ela chorou e tentou tirar de sua mente, mas, à medida que o tempo avançava, ela aprendeu que a morte e o feio era uma parte da natureza.


Assim como a beleza era um sinal do santo, assim também era o horrível.


Ela não sabia se a besta estava encantada, se forçou aqueles que o olhavam a se cegarem, mas sabia que sua tolerância com pontos de vista horríveis era elevada, e ela se perguntou se poderia se esgueirar a dar uma espiada e não ser afetada.


Pela primeira vez, ela encontrou-se curiosa sobre a criatura que iria encontrar no final de sua jornada. Se ela morresse, pelo menos morreria mais conhecedora do mundo do que a maioria.


Quem mais teve a oportunidade de conhecer o mal na carne?


Não era algo que desejava sobre qualquer outra pessoa, mas tentou o seu melhor para manter a sua positividade.


Agora, era o único conforto que ela tinha.


— Eu entendo. — disse ela. — Existe alguma coisa que eu preciso saber?


— Só que você é uma verdadeira serva de bem, e que, como um espírito puro, você não tem nada a temer. — Padre Millard respondeu.


Não demorou muito tempo depois que ela foi trazida para a carruagem e levada para encontrar a criatura na floresta do norte.


Ela estava tão pronta quanto deveria ser.


 


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Mila Puente Herrera ®

Este autor(a) escreve mais 100 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Capítulo Três — A menina está no castelo, Alfonso. — Christian informou, ele estava de pé na porta do escritório, uma mão apoiada contra a parede. O tempo tinha acinzentado seu cabelo, mas de outra forma o deixara intocado. A pele de Christian era tão lisa como há quatrocentos anos atrás, e ele era d ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 37



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ponnyforever10 Postado em 24/09/2018 - 23:09:44

    AAAAA se casaram <33333. Amei a fic *---*

  • ponnyforever10 Postado em 22/09/2018 - 11:10:46

    Aii que nojo desses homens, ainda bem que Poncho salvou elas. Não acreditoooooo :(((

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 24/09/2018 - 22:35:05

      RIDYCULOS DEMAIS :@ Pois é, ainda bem <3

  • ponnyyvida Postado em 22/09/2018 - 03:03:41

    O comentário de baixo é meu tá ?! Hihi

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 24/09/2018 - 22:34:35

      FB e esse bug eterno...

  • Postado em 22/09/2018 - 03:02:48

    Meuuu Deusss como assim ?! Ele não pode morrer agora, não não :( Ele salvou ela *_* Awnt, são realmente uns bolinhos <3 Continuaaaa

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 24/09/2018 - 22:31:57

      Não pode msm :/ Salvou sim *--* Sãaaao <3

  • ponnyforever10 Postado em 20/09/2018 - 22:53:12

    Aii ele é tão gentil <333, a história das rosas *----*. Anahi é um amor vai ajudar ele *------*.

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 21/09/2018 - 23:15:51

      É sim *---* Triste mas fofa :/ Vai sim, será que dá certo?

  • ponnyyvida Postado em 20/09/2018 - 15:12:02

    Ainda bem que o site voltou, eu tava ficando louca já kakak Necessitava dessa fanfic <3 Ownt, eles tiveram a primeira conversa deles "normal" ;) Que fofo os dois *_* Continuaaaa

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 20/09/2018 - 22:23:15

      SIM, eu SURTEI a cada minuto dele fora do ar ¬¬ A primeira de muitas :3 Eles são uns bolinhos,.. :3

  • ponnyforever10 Postado em 19/09/2018 - 22:37:40

    Ele salvou o pássarinho *-------*. Ele ta tão feliz que ela não tem medo dele>3333

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 20/09/2018 - 22:21:49

      Salvou sim *---* O bichinho...

  • ponnyforever10 Postado em 19/09/2018 - 17:02:34

    Poncho assustou ela hein até eu assustei com os nomes das rosas sendo das mulheres pq sera :0. Ela não se assustou com a forma dele *--*

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 19/09/2018 - 22:13:29

      KKKKKKKKK Sim, é meio macabro, mas você vai descobrir o pq... SIM *--*

  • ponnyforever10 Postado em 15/09/2018 - 11:43:53

    Ele observando ela *----*. Eitaa finalmente ela viu ele quero só ver a reação dela :0

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 17/09/2018 - 00:05:54

      Sim :3 Olha aí... Vem mais :3

  • ponnyyvida Postado em 15/09/2018 - 04:02:27

    Aaaaa não creio que você parou bem nessa parteeeee :| Scrr, necessito saber o que aconteceu dps dissooo. A Any veio pra salvar ele *_* Posta maaaais <3

    • Mila Puente Herrera ® Postado em 17/09/2018 - 00:04:13

      Parei :3 Olha aí... Veio sim *--*



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...