Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Segure-se Firme - Vondy (adaptada) | Tema: Vondy, HOT


Capítulo: Capítulo 33

180 visualizações Denunciar


Christopher


Presente...


Eu desliguei o telefone com a mamãe depois de descobrir que ela tinha Micah com ela.


Dulce teve necessidade de trabalhar horas extras e ela tinha chamado Momma para ver se ela se importaria de tê-lo de sua creche pós-escolar. Mamãe tinha delirado que ela podia mantê-lo esta tarde.


Eu tinha virado a minha picape para o salão, e eu estava estacionado em volta ao lado do carro do Dulce, esperando por ela para sair do trabalho. Precisávamos conversar, e eu não queria fazê-lo em sua casa, onde Micah poderia voltar para casa ou a minha mãe podia ver que eu estava lá sozinho com Dulce. Ela me perguntou cinco vezes já por isso, que eu tinha feito lá sábado de manhã. Mentir para a minha mãe não era fácil.


A porta dos fundos abriu e Hillary saiu. Merda. Não que eu a queria ver. Ela olhou para mim e seus olhos se estreitaram. Então ela veio em meu caminho. Eu não tinha visto Hillary desde que eu tinha saído da cama após um pernoite. Ela tinha bebido. Eu tinha bebido. E ela tinha um corpo realmente muito bom.


Minha janela já foi rolada para baixo quando ela chegou.


— Deixe-a em paz, Uckermann. Ela é uma boa garota. Uma menina doce. E você, - ela apontou para mim, — não é algo que a menina possa lidar. Ela não entende caras como você. Eu a assisti, cada homem que entra naquele lugar baba nela, e ela não tem a menor ideia. Mesmo os clientes da Gretchen não podem manter seus olhos longe dela. Ela é doce. Muito doce. Assim, ponha em marcha esta picape e dê o fora daqui.


Não era o que eu estava esperando. Ela não estava aqui a gritar comigo por esgotar-me sobre ela depois do sexo. Ela estava me avisando para ficar longe de Dulce. Interessante.


— Ela é a mãe do meu sobrinho, então eu não posso ficar longe dela. Ela é da família.


Os olhos de Hillary passaram longe. Aparentemente, Dulce não lhes dissera que Micah era um Uckermann. O que era algo que me incomodava, eu não gostava do menino de Dustin não ter seu sobrenome.


— Bem, merda, - ela murmurou. — Eu não sabia que o garoto era do Dustin.


Eu apenas assenti. A porta traseira se abriu de novo, pegando a minha atenção, e Dulce saiu. Seus olhos imediatamente encontraram a minha picape, e eles mudaram para Hillary na minha porta. Então ela virou a atenção para longe de nós e correu em frente, pelo estacionamento, para seu carro, batendo a merda.


— Mova-se, - disse Hillary, antes de eu balançar a minha porta aberta e me dirigir atrás de Dulce.


— Dulce, espere, - Eu gritei. Ela parou com a mão na maçaneta da porta. — Eu vim aqui para vê-la, - eu expliquei, como se eu tivesse feito algo errado. Jesus, eu só a tinha beijado. Se eu estivesse aqui vendo Hillary, isso seria perfeitamente bem. Mas, por alguma razão, senti como se tivesse sido apanhado fazendo besteira.


Ela olhou por cima do ombro. — Por quê?


— Porque nós precisamos conversar. E não em sua casa, - eu disse, e apontei para a minha picape. — Venha para um passeio comigo.


Ela parecia incerta, até que seus olhos seguiram Hillary, que foi para dentro. Quando Dulce olhou para mim, ela soltou um suspiro cansado, mas caminhou em minha direção.


— Tudo bem, - disse ela, e nós andamos lado a lado de volta para a minha picape.


Abri a porta do lado do passageiro e estendi a mão para ajudá-la, mas ela o ignorou e subiu por conta própria. O que fez a sua doce bunda ficar de uma forma muito atraente nessas leggings que ela estava usando.


Fechei a porta, a imagem dela naquelas calças apertadas me provocava, quando eu fiz o meu caminho para o meu lado do caminhão. Eu subi e olhei para ela. Ela estava usando mangas que pararam logo abaixo do cotovelo. Ainda cobrindo sua contusão. Foda. — Como está o seu braço? - Eu perguntei a ela.


— Está desaparecendo e não dói mais, - disse ela com um sorriso que não encontrou os seus olhos.


— Eu sou um idiota, Dulce. A contusão em seu braço prova isso. Eu não deveria ter de respirar o mesmo ar que você. - Eu me parei antes de dizer mais nada. Eu não estava sempre indo para superar essa contusão. Ela estava para me assombrar por muito tempo depois que desaparecesse. — E eu sinto muito. Sobre o beijo. Ele foi desnecessário, e eu não deveria ter feito.


Ela ficou tensa ao meu lado, mas apenas por um momento. Em seguida, ela relaxou os ombros e cruzou as pernas, e dane-se se isso não era fascinante. — Provavelmente não é uma boa ideia. Você está certo.


Então, ela concordou. Não devíamos ter beijado. — Eu não quero que as coisas fiquem difíceis com a gente.


Ela assentiu com a cabeça. — Eu também não.


— Assim, podemos ser apenas amigos. Ou família. Somos uma família.


Ela assentiu com a cabeça novamente.


Ela não se sentia como uma família. Vi quando ela colocou uma mecha de cabelo atrás da orelha, e eu queria chegar e ver se era tão sedosa como parecia. Eu tinha perdido essa oportunidade, quando eu a estava comendo viva. Minhas mãos tinha ido de seu rosto para sua bunda. Eu deveria ter sentido seu cabelo.


— Eu sei que eu sou, uh... Não muito experiente. Eu não... Quero dizer, Dustin foi o único que eu, uh... Eu fiz alguma coisa com ele. Então, eu estava curiosa. Eu não fui beijada em um longo tempo. - Ela fechou a boca e fechou os olhos com força. Ela estava tentando explicar a reação dela para mim, mas o fato de que ninguém havia tocado em seis anos foi um pouco mais de informação do que eu poderia suportar.


Como ela estava tão intocável? Eu sabia que ela disse que não tinha encontros, mas, inferno, Como ela entrou lançamento? Depois de fazer sexo antes, ela quer isso, certo? Precisa?


— Nem encontros de uma noite ou amigos com benefícios? - eu perguntei.


Ela corou e balançou a cabeça, mas não olhava para mim.


— Você não precisa disso? - Eu precisava calar a boca. Esta não foi uma conversa que se tenha com alguém que era a sua ‘família’.


Ela encolheu os ombros. — Na verdade não. Quero dizer... Eu nunca entendi o que fosse um grande negócio.


O que foi? Santo inferno. Meu irmão de dezesseis anos de idade, não tinha experimentado o suficiente para fazê-lo bem, aparentemente.


— Você nunca teve um orgasmo? - Eu perguntei antes que eu pudesse me parar.


Seu rubor se aprofundou e ela não respondeu.


Será que isso quer dizer... Ela tinha consigo mesmo? Filho da puta! Por que eu estava pensando sobre isso? Isso não estava me ajudando a acalmar minha luxúria por Dulce. A ideia de deslizar minha mão em sua calcinha e trazer o prazer para ela era tão malditamente tentador.


— Você pode fazer isso sozinha, - disse eu, fornecendo a resposta para ela e sabendo que eu precisava calar a boca.


Ela apertou os lábios e fechou os olhos com força novamente. Bingo. Ela brincava com sua buceta. Caramba, essa imagem ia me dar algum tempo no chuveiro depois.


— Não vamos falar sobre isso, ok? - Ela estendeu a mão para a maçaneta da porta, mas eu não estava pronto para deixá-la ir. O desejo de sentir o cheiro dela era demais. Eu puxei-a para mim e enterrei minha cabeça em seu pescoço e inalei. Porra, ela cheirava bem. Tão, malditamente bem. Ela também soava bem.


Seu corpo se inclinou para mim e eu queria. Mais.


— Você cheira bem, baby. Muito bem. Aposto que a sua buceta cheira ainda melhor, - eu sussurrei em um grunhido quando eu deslizei minha mão entre suas pernas. Ela deixou escapar um pequeno grito.


Foda, foda, foda. Eu a queria. Eu queria ouvi-la tendo um orgasmo. Eu queria vê-la brincar com ela mesma. Ela nua, haveria cabelos vermelhos encaracolados lá, para me provocar?


— Christopher? - Ela respirou seu peito subindo e descendo tão rápido que seu decote me provocou. Ela sempre teve os melhores malditos seios.


— Sim, baby? - Eu respondi, correndo meu nariz até o pescoço.


— Gretchen está nos observando, - disse ela, e essa foi à chamada de atenção que eu precisava.


Merda. Eu tinha esquecido onde estávamos.


Mudei-me para longe dela, sentindo falta do cheiro e do calor dela em minha mão. Eu precisava ficar com alguém. Ela estava fodendo com a minha cabeça. Mas, primeiro, eu queria ir para repelir a imagem dela se tocando.


— Eu, nós, este, um... Eu deveria ir, - disse ela, e se afastou de mim.


Eu não podia discutir. Ela deve ir antes que eu desistisse e atacasse novamente.


Ela abriu a porta, e eu consegui lembrar o que eu queria perguntar a ela. — Amanhã à noite eu vou levar o jantar. Eu gostaria de visitar Micah, - eu disse.


Eu não disse que queria vê-la, mas eu queria. Eu queria para caralho.


Ela assentiu com a cabeça. — Claro. Você pode levá-lo para fora se você quiser. Você não tem que ficar na minha casa. Eu confio em você com ele.


Ela estava me dando um fora. Eu não estava tomando. Por mais difícil que estivesse ficando para manter minhas mãos longe dela, eu queria vê-la também. — Vou levar o jantar. E você vai comer mais. Porque nada em seu corpo é, do caralho, médio, Dulce. Entenda isso. Você é perfeita. Malditamente perfeita.


Sua boca se abriu um pouco, e então ela fechou-a rapidamente e saiu da minha picape. Eu sentei lá e observei enquanto ela entrou no carro e botou o cinto de segurança. Eu esperei até que ela saísse do estacionamento, antes de sair. Eu nem sequer olhei para o caminho de Gretchen.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 46 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Dulce — Mais, - eu sussurrei para o quarto escuro. — Por favor, Christopher, eu quero mais. Faça-o mais duro, - eu implorei. Meus olhos estavam fechados com força, como Christopher segurou seu corpo em cima de mim, deslizando mais e mais fundo. Eu levantei minhas pernas por suas costas e enterrei meu rosto no travesseiro ao meu lado enquanto eu gri ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 333



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • cliper_rafa Postado em 18/02/2019 - 21:56:39

    Open, coitadinho do baby Chris. Continua

  • Ellafry Postado em 18/02/2019 - 00:44:33

    maaaais

  • ana_vondy03 Postado em 17/02/2019 - 17:47:31

    Continua S2

  • rosasilva Postado em 17/02/2019 - 15:33:07

    O meu deus tadinho do Chris gente

  • cliper_rafa Postado em 16/02/2019 - 09:58:26

    Continuaaa <3<3

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:05:07

      Continuando

  • Ellafry Postado em 15/02/2019 - 11:21:53

    e o pior é que a mulher se acha certa ao contar tudo isso, sendo que ela 'largou' a filha com o filho plamor

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:04:38

      Kkkk desse jeito

  • rosasilva Postado em 14/02/2019 - 21:56:50

    Isso não é mae não ...Aiai Jesus e agora ????

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:04:21

      E agr?

  • cliper_rafa Postado em 13/02/2019 - 22:53:46

    Minina, tô de bobeira com a capacidade dessa mãe. Continue <3<3<3

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:10:57

      kkkkkkk

  • Ellafry Postado em 13/02/2019 - 15:42:26

    que mae filha da puta. veio fazer dulce sofrer, que fd´p agora dulce vai se fechar num mundo so dela e do filho ;x

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:10:02

      Tinha que vim para estragar

  • rosasilva Postado em 13/02/2019 - 07:42:07

    OH MY GOD ...... isso não é mae não... to chocada ... esse capítulo mecheu demais para mim tô em choque ... aai meu deus ela vai ficar com raiva do Chris aí meu coração ta partido ... tava tão lindo os dois em fim junto ai vem esse trem e estraga tudo o cão em

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:09:44

      Tinha que vim para estragar



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...