Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Segure-se Firme - Vondy (adaptada) | Tema: Vondy, HOT


Capítulo: Capítulo 36

120 visualizações Denunciar


Dulce


Depois que eu terminei o meu hambúrguer, eu me desculpei e fui para a segurança do meu quarto, enquanto Micah levou Christopher para a sala de estar para  fazê-lo assistir a O Retorno de Jedi. Era uma noite de escola, e eu sabia que Micah iria acabar caindo no sono vinte minutos depois do filme começar. Ele era como um relógio com o seu padrão de sono. O garoto exigia um bom sono.


Eu precisava sair do banho e me vestir, para quando Christopher se fosse. Eu tinha que ter certeza de que Micah estava na cama. Sentei-me na cama e estendi a mão para o meu celular. Era o momento de eu fazer uma chamada.


Eu estava adiando a chamada para a minha tia Cathy por duas razões. Uma, eu queria ver se ela iria me chamar e ouvir como nós estávamos. Ela não chamou. Dois, eu estava grata por minha tia Cathy me deixar viver em sua casa por tanto tempo, e eu não queria ouvir que ela tinha alguma coisa a ver com os Uckermann não recebendo minhas  cartas. Mas eu sinceramente não vejo outra explicação. Eu tinha me conformado com o fato de que minha tia Cathy as tinha levado.


Eu rolada para baixo a lista de números no meu telefone até que eu encontrei o dela, e então eu pressionei enviar. Quando eu tinha dito a tia Cathy que eu estava me mudando, ela não parecia se importar de qualquer maneira. Ela estava feliz que minha mãe tinha finalmente se aproximado para me ajudar, mas isso era tudo. Nenhum abraço caloroso ou quaisquer outras emoções.


— Olá? - Voz familiar da tia Cathy veio pela linha.


— Ei, tia Cathy, é Dulce, - eu disse.


— É bom ouvir de você, Sienna. Suponho que a vida lá é boa?


Ela era sempre tão formal. Mesmo com Micah, tinha sido severa e rigorosa. Ela não fez bobagem de qualquer tipo. Ela lembrou-me muito o meu pai.


— Sim, senhora. É bom aqui. Micah gosta de sua nova escola, e eu estou fazendo bem o meu trabalho. Micah, uh, conheceu os Uckermann. Eles não sabiam sobre ele até que o conheceram. Agora eles estão muito ativos em sua vida.


Eu parei e esperei que ela dissesse alguma coisa. Ela não disse.


— Eu mandei cartas para eles. Tantas cartas. Eu queria e precisava deles, para saberem sobre Micah. Micah precisava deles. Tabby é uma avó maravilhosa, que eu sabia que ela seria. Eles perderam cinco anos da vida de Micah. Eu não entendo como isso aconteceu.


Mais uma vez fui recebida com silêncio. Comecei a dizer alguma coisa, mas minha tia finalmente falou. — Se você está me chamando para me perguntar se eu joguei fora essas cartas, esta é uma conversa que você precisa ter com sua mãe. Eu fiz o trabalho dela por muito tempo, Dulce. Eu não tenho filhos, porque eu não queria a responsabilidade. No entanto, a minha irmã mais nova negligenciou a sua responsabilidade com sua própria filha, então a cuidei até que você pudesse estar em seus próprios pés. No entanto, eu não sou sua mãe. O que aconteceu com essas cartas é algo que eu não tenho que responder. Você estava hospedada em minha casa. Eu poderia fazer o que eu quisesse. Você precisa ligar para a sua mãe e ter uma conversa com ela. Isso é passado. Agora, se isso é tudo o que você gostaria de falar, eu tenho algum trabalho a fazer.


Não havia mais nada a dizer. Tia Cathy tinha deixado muito claro. — Não, minha senhora, é isso. Eu vou deixar você voltar ao trabalho, - eu respondi.


— Você é uma garota inteligente, Dulce. Use o seu cérebro e faça a vida para você e o garoto, a que você estava determinada a ter e merece. Deixe o passado no passado. - E com isso, a tia Cathy desligou o telefone.


Eu não fiquei surpresa. Não, de verdade. Ela sempre foi assim. Nem uma só vez tinha ela balbuciado ou abraçado Micah. Ela nos tratou como se fosse o nosso diretor, e agora eu percebi que era realmente tudo o que ela já tinha sido. Mas eu estava tão desesperada para que alguém nos amasse que eu tinha aceitado o que ela estava disposta a dar.


Olhei pela janela, para os Uckermann, do outro lado da rua. Eles nos amavam. Mais importante, eles amavam Micah. Talvez fosse hora de ligar para a minha mãe. Eu tinha que perdoá-la e esquecer o passado. Se ela quisesse ver Micah, quem era eu para impedi-la? Ele adorava ter família. Ele merecia.


Uma batida na porta do quarto me impediu de ligar para ela. Eu desliguei o telefone, me aproximei e abri. Christopher estava segurando um Micah adormecido.


— Você quer mudá-lo antes de colocá-lo na cama? - ele perguntou em um sussurro.


Eu balancei a cabeça. — Leve-o para seu quarto e o deite na cama. Vou levá-lo de lá.


Christopher fez como instruído. Segui-o para o quarto de Micah, e então ele saiu enquanto eu levei o meu tempo mudando o pijama de Micah. Fiquei esperando pelo som do fechamento porta da frente, mas isso não estava acontecendo. O que significava que Christopher estava esperando por mim. Quando eu não podia fazer outra coisa, eu arrumei Micah e deslizei silenciosamente de seu quarto.


Christopher estava em pé na sala de estar, com os braços cruzados sobre o peito, olhando para as fotos de Micah e eu que tinha sobre a lareira. Uma delas era do dia que ele aprendeu a dar seus primeiros passos. Outra era de seu terceiro aniversário. A última foi tirada no dia que me formei na escola de beleza.


— Você era apenas uma criança aqui, - disse ele, pegando a foto de mim e Micah, quando ele tomou seus primeiros passos.


— Eu estava com quase dezoito anos, - eu disse. Mas eu tinha sido uma criança.


— Você parece tão orgulhosa dele. Você não parece cansada ou amarga. Apenas feliz.


— Eu estava feliz. Meu menino estava andando, e eu era a única pessoa para quem ele iria andar. Ele estava tentando me acompanhar em casa. Foi assim que ele começou a andar. Rastejar não era rápido o suficiente.


Christopher botou-a de volta no lugar. — Você tem algumas extras? Eu gostaria de fotos dele e você. Minha mãe e meu pai gostariam também.


Eu tinha tomado tantas fotos e enviado com as cartas perdidas. Eu também mantinha uma página de recados para os meus pais, até que ele tinha três anos e percebi que eles nunca iriam chegar a conhecer Micah. Então eu parei de fazer isso. Mas eu ainda tinha.


— Eu tenho uma página de recados de seus primeiros três anos que vocês podem ter. Posso conseguir cópias de fotos dos últimos dois anos para completá-lo.


Christopher sorriu. — Isso seria ótimo. Eu quero vê-lo enquanto ele crescia. Eu quero ver você com ele. Adoro ver a maneira como ele parece para você. Isso diz muito sobre você e que tipo de mãe que você é. Esse garoto pensa que você não pode errar. Ele diz a minha mãe e meu pai tudo sobre as coisas que você faz para ele e as coisas que você cozinha que ele ama. Acho que mamãe pode amá-la mais do que ela me ama, nestes dias.


Ele sorriu quando disse isso. Essa foi à única razão pela qual eu sabia que ele estava brincando. Eu não queria fazê-lo sentir como se eu estivesse tentando entrar em sua vida e mudá-la. Eu só queria que Micah fizesse parte de sua vida. Micah já o amava.


— Sua mãe o ama, - eu disse, assegurando-lhe.


Ele riu e acenou com a cabeça. — Sim, ela ama. Não sei por quê.


Porque você é amável e gentil. Porque você faz todos ao seu redor sorrirem. Porque você tem um coração muito grande. Eu me lembro de você, tomando o seu tempo para fazer uma menina de quatorze anos de idade, com medo, se sentir segura na escola. Eu não disse nenhuma dessas coisas, no entanto. Eu não podia. Agora não. Não depois de ontem à noite.


— Você está corando. Você está pensando na noite passada? - Disse ele com um brilho malicioso nos olhos.


Eu cobri meu rosto com as mãos quentes, odiando a minha tendência para corar.


— Está tudo bem. Eu não consigo parar de pensar nisso também.


Oh meu. O meu coração bobo que sempre disparava em torno dele se transformou em uma vibração selvagem.


— O problema é que eu tenho que parar de pensar nisso. Você também. Nós não podemos ir lá. Temos Micah para pensar, e eu não tenho relacionamentos, Dulce.  Não sou assim. Eu sou meu próprio homem. Eu não gosto de ser amarrado. Eu não quero nem pensar em me estabelecer. Ser o homem que você merece. Não sou eu. Você precisa desse tipo coisa. Você precisa de um Cam Dodge em sua vida. Não eu. Nós, - ele disse, apontando a mão entre nós dois, — nós somos amigos. Inferno, nós somos uma família. Esse rapaz aí é que é importante, e nós dois o amamos. Não vamos estragar o que ele precisa, por algo que não vai acabar bem.


A vibração parou. Isso caiu para o meu estômago e fez um nó apertado, doloroso. Ele ficou para eu ter certeza que ele não estava interessado em algo comigo. Apenas algum sexo por telefone e ele estava pronto para seguir em frente. Isso doeu muito mais do que o comentário ‘média’, que ele disse que não tinha a intenção.


— Você entende, não é? Não é que você não seja linda. Você vai fazer um homem, um filho de uma cadela com muita sorte, um dia. Eu não sou um homem que se estabelece. Eu sou o bad boy para as meninas cozinharem a sua aveia selvagem. Mas eu vou ser o melhor maldito tio do mundo.  E se você precisar de alguma coisa, você vem para mim. Eu vou cuidar disso. Sempre.


Ele faria qualquer coisa por mim por causa de Micah. Era isso. Se não fosse por Micah, ele não se importaria que eu estivesse de volta. Que eu existisse. Eu era uma jovem mãe solteira com um trabalho que me pegava de semana para semana. Eu não tinha muito a oferecer a alguém. Eu tenho isso. Mas ouvir Christopher(Dewayne) dizer que não era o suficiente me bateu duro. Realmente duro.


Eu apenas assenti. Eu não podia falar.


Ele sorriu se aproximou e deu um beijo na minha testa como se eu fosse uma criança. Então ele se virou e saiu.


Eu fiquei lá por um longo tempo. Deixando tudo afundar. Amanhã eu iria seguir em frente. Amanhã eu iria encontrar uma maneira de esquecer Christopher Uckermann. Mas agora eu não estava pronta.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 46 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Christopher Na quinta-feira, eu já estava longe de Dulce por uma semana. Eu tinha mandado para Dulce uma mensagem e pedi-lhe para levar Micah para os meus pais na manhã de sábado, que eu iria buscá-lo lá. Eu tinha passado o dia com ele, em seguida, deixei-o com meus pais, minutos antes de Dulce voltar, usando meu trabalho como uma desculpa ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 333



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • cliper_rafa Postado em 18/02/2019 - 21:56:39

    Open, coitadinho do baby Chris. Continua

  • Ellafry Postado em 18/02/2019 - 00:44:33

    maaaais

  • ana_vondy03 Postado em 17/02/2019 - 17:47:31

    Continua S2

  • rosasilva Postado em 17/02/2019 - 15:33:07

    O meu deus tadinho do Chris gente

  • cliper_rafa Postado em 16/02/2019 - 09:58:26

    Continuaaa <3<3

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:05:07

      Continuando

  • Ellafry Postado em 15/02/2019 - 11:21:53

    e o pior é que a mulher se acha certa ao contar tudo isso, sendo que ela 'largou' a filha com o filho plamor

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:04:38

      Kkkk desse jeito

  • rosasilva Postado em 14/02/2019 - 21:56:50

    Isso não é mae não ...Aiai Jesus e agora ????

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:04:21

      E agr?

  • cliper_rafa Postado em 13/02/2019 - 22:53:46

    Minina, tô de bobeira com a capacidade dessa mãe. Continue <3<3<3

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:10:57

      kkkkkkk

  • Ellafry Postado em 13/02/2019 - 15:42:26

    que mae filha da puta. veio fazer dulce sofrer, que fd´p agora dulce vai se fechar num mundo so dela e do filho ;x

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:10:02

      Tinha que vim para estragar

  • rosasilva Postado em 13/02/2019 - 07:42:07

    OH MY GOD ...... isso não é mae não... to chocada ... esse capítulo mecheu demais para mim tô em choque ... aai meu deus ela vai ficar com raiva do Chris aí meu coração ta partido ... tava tão lindo os dois em fim junto ai vem esse trem e estraga tudo o cão em

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:09:44

      Tinha que vim para estragar



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...