Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Segure-se Firme - Vondy (adaptada) | Tema: Vondy, HOT


Capítulo: Capítulo 48

148 visualizações Denunciar


Seis Anos Atrás...


Dulce


Eles não tinham me deixado sair do meu quarto desde a visita do meu médico. Eu estava vomitando tanto, já por duas manhãs, que minha mãe tinha me levado ao médico. Ela achava que eu tinha um vírus estomacal.


Mas ambos tinham ficado surpresos quando o médico nos informou que eu estava grávida. Não doente. Grávida.


Mamãe não falou comigo por todo o caminho de casa, e, em seguida, ela me enviou para o meu quarto e me pediu para ficar lá. Meu pai nunca uma vez veio me ver. Mamãe aparecia com comida na minha porta, três vezes por dia. Eu mesmo tinha que abrir a porta e pedir para ir ao banheiro.


Eu sabia que eles estavam chateados. Eu estava apavorada. Dustin tinha morrido, e eu não tinha ninguém que eu pudesse contar. Ninguém para compartilhar isso, e agora meus pais estavam fechando-me. Isso me assustou mais do que qualquer coisa. A única coisa que eu poderia ter certeza era que esse bebê estava a salvo. Meu pai era muito religioso para me obrigar a fazer um aborto. Pela primeira vez eu estava grata por suas crenças rígidas.


Mas eu tinha perguntas, e eu não tinha ninguém para perguntar. Minha mãe se recusava a falar comigo quando ela me trazia as minhas refeições. Eu não tinha um telefone em meu quarto, e ninguém tinha parado para me ver. Isso não era muito surpreendente. Os amigos de Dustin tinham me aceitado, mas eles nunca foram meus amigos.


Então eu sentei aqui no meu assento, na janela, e vi o mundo exterior. Eu vi as pessoas que vieram e visitaram os Uckermann. As pessoas ainda estavam trazendo-lhes comida. Era o que fazíamos aqui no sul. Se alguém morre, você dá seu alimento para a família. Eu nunca entendi isso. Eu não tinha sido capaz de comer por dias após a morte de Dustin. Eu chorava e dormia. Isso tinha sido tudo o que eu conseguia.


Em seu funeral, o pouco de força que eu tinha para manter-me em pé se foi, no segundo eu vi os ombros de Christopher Uckermann cair, empurrando duramente de tanto chorar. Eu nunca sequer imaginei que Christopher podia chorar. Ele era tão duro e maior que a vida. Mas naquele momento, vendo-o quebrado, eu perdi tudo de novo. Eu odiava vê-lo com tanta dor. Ele amava seu irmão, e Dustin adorara Christopher.


À noite quando eu fechei meus olhos, a imagem de Christopher chorando sobre o túmulo de seu irmão me assombrou. Eu queria abraçá-lo, embora eu soubesse que ele não iria recebê-lo. Ninguém conseguia consolá-lo. Ninguém poderia trazer Dustin de volta.


Todos perdemos.


Incluindo o pouco de vida dentro de mim.


Eu toquei meu estômago com reverência, fechei os olhos, e sonhava com a criança dentro de mim. Como ele ou ela se pareceria? Eu me perguntei se ele teria o sorriso de seu pai e seu charme. Se ele iria crescer um Uckermann ou um Espinoza. Se os Uckermann aceitariam esse bebê. Eu sabia que meus pais ficaram chateados, mas certamente Tabby amaria este bebê.


Abri os olhos, assim como Christopher atravessou a rua em direção a minha casa. Rapidamente me mudei de volta para trás as cortinas e vi quando ele se aproximou da minha varanda. A campainha tocou, e eu corri para a porta do quarto para abri-la, para que eu pudesse ouvi-lo. Por que ele estava aqui? Eu não o tinha visto muito sair da casa de seus pais ao longo das últimas semanas.


— Olá, Christopher, - minha mãe disse em um tom mais suave do que eu esperava. Pelo menos ela respeitava o fato de que ele tinha perdido o irmão. Ela não tinha que estar brava com ele porque eu estava grávida. Eu estava feliz por meu pai estar no trabalho.


— Dulce está aqui? - ele questionou.


Ele estava aqui para me ver. Alguém com quem conversar. Outra pessoa que estava sofrendo e tinha perdido Dustin também. Alguém que eu confiava acima de qualquer outra coisa.


— Não. Ela não está mais aqui. Ela foi enviada para uma... Instituição no Norte. Ela tinha problemas para lidar com tudo, e ela não estava bem emocionalmente.


O quê?


— Oh. Uh, eu não sabia que ela tinha nos deixado. Eu... Quando é que ela vai voltar?


— Eu não sei. Não tão cedo, - minha mãe respondeu.


O quê? Será que ela estava falando sério? Eu estava aqui no meu quarto por mais de uma semana. Será que ela realmente pretende manter-me presa? Isso não foi ilegal? Eu tinha que ver um médico em algum momento.


— Existe um número onde posso encontrá-la?


— Não. Ela não pode se comunicar com qualquer um daqui. Isso vai perturba-la. Conversar com você vai perturbá-la. Ela precisa de tempo e medicação.


Puta merda! Minha mãe estava dizendo que era uma pessoa louca.


— Bem, quando ela estiver pronta para falar com alguém de novo, por favor, você pode dizer para ela me chamar? Eu posso deixar o meu número. Eu gostaria de ver como ela está. Ver se ela está bem. Eu não quero que ela pense que não me importo. Sabemos que ela o perdeu também.


Eu tenho um aperto engraçado no meu peito que só Christopher Uckermann conseguia inspirar. Como poderia alguém como Christopher, com seus caminhos de menino festeiro, ser tão incrivelmente doce? Ele tinha sido igual em meu ano de caloura. Ele sempre parecia estar lá quando eu precisava dele.


— Claro. Eu vou dar-lhe o seu número, - disse a mãe com a voz entrecortada. Eu nunca iria ver o número de Christopher. Ela queimou-o em primeiro lugar.


— Obrigado. Diga a ela que eu vim e que eu estou pensando sobre ela.


— Tudo bem. Obrigada, Christopher. Diga a seus pais que eles estão em nossas orações. Vocês todos estão.


— Sim, senhora, - disse ele.


Eu fechei a porta silenciosamente, em seguida, corri de volta para a minha janela e viu como Christopher se afastou. Gostaria de encontrar uma maneira de vê-lo e falar com ele. Ele fez o primeiro movimento, e agora era a minha vez de fazer um movimento. Ele iria amar este bebê. Era parte de Dustin. Se os meus pais queriam me prender, ele poderia me ajudar a escapar. Ele era mais velho. Ele saberia o que fazer. Eu só tinha que encontrar uma maneira de chegar até ele.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 46 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Seis Anos Atrás... Dulce Na manhã seguinte, antes de o sol nascer, minha mãe me acordou e correu-me para a camionete do meu pai, então me entregou uma mala antes que ela subisse no banco do passageiro. Meu pai já estava no banco do motorista. Olhei para ele, mas ele não disse uma palavra. Ele nem sequer voltou-se para olhar para mi ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 333



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • cliper_rafa Postado em 18/02/2019 - 21:56:39

    Open, coitadinho do baby Chris. Continua

  • Ellafry Postado em 18/02/2019 - 00:44:33

    maaaais

  • ana_vondy03 Postado em 17/02/2019 - 17:47:31

    Continua S2

  • rosasilva Postado em 17/02/2019 - 15:33:07

    O meu deus tadinho do Chris gente

  • cliper_rafa Postado em 16/02/2019 - 09:58:26

    Continuaaa <3<3

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:05:07

      Continuando

  • Ellafry Postado em 15/02/2019 - 11:21:53

    e o pior é que a mulher se acha certa ao contar tudo isso, sendo que ela 'largou' a filha com o filho plamor

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:04:38

      Kkkk desse jeito

  • rosasilva Postado em 14/02/2019 - 21:56:50

    Isso não é mae não ...Aiai Jesus e agora ????

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2019 - 12:04:21

      E agr?

  • cliper_rafa Postado em 13/02/2019 - 22:53:46

    Minina, tô de bobeira com a capacidade dessa mãe. Continue <3<3<3

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:10:57

      kkkkkkk

  • Ellafry Postado em 13/02/2019 - 15:42:26

    que mae filha da puta. veio fazer dulce sofrer, que fd´p agora dulce vai se fechar num mundo so dela e do filho ;x

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:10:02

      Tinha que vim para estragar

  • rosasilva Postado em 13/02/2019 - 07:42:07

    OH MY GOD ...... isso não é mae não... to chocada ... esse capítulo mecheu demais para mim tô em choque ... aai meu deus ela vai ficar com raiva do Chris aí meu coração ta partido ... tava tão lindo os dois em fim junto ai vem esse trem e estraga tudo o cão em

    • Dulce Coleções Postado em 14/02/2019 - 21:09:44

      Tinha que vim para estragar



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...