Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: El regalo más grande - Vondy | Tema: Rebelde,RBD


Capítulo: Capitulo 4.

165 visualizações Denunciar


Música tema do capítulo (se puder leiam ouvindo): https://youtu.be/XQaqAkFshL4


Seattle, Washington


Derek Shepard já havia terminado a cirurgia e veio contar a Belinda. Ele explicou que ele demoraria a acordar por ter sido uma cirurgia delicada e que poderia ter alguma sequela.



  • O importante é que você conseguiu...ele tá vivo - ela o abraça empolgada

  • Epa, larga meu homem se não vou bater em você - a mulher diz em tom de brincadeira

  • Calma Meredith esse aqui só tem olhos pra você - ela diz abraçando a amiga - é bom te ver

  • Digo o mesmo, foi embora e nos abandonou - riu - pelo visto a notícia era boa né - Belinda concorda e conta a história.


Alguns dias se passaram e finalmente Christopher acordou.



  • Até que enfim belo adormecido - ela diz sorrindo 

  • O que aconteceu? Onde estou ? - ele pergunta confuso

  • Acalma-se - ela pede

  • Quem sou eu? - ele pergunta com medo em seu olhar e isso faz Belinda se sentir mal em vê-lo assim

  • Você não se lembra - ele nega - não se preocupe, estou aqui com você e vou te ajudar - ela diz carinhosa e lhe toca a mão. Em seguida ela vai chamar o doutor Shepard.


Newton, Massachusetts


Os dias passaram lentamente para Dul, que continuava sem notícias do amado. Era uma segunda-feira, nublada, e triste igual o ânimo da ruiva,a mesma não queria levantar da cama mas o chorinho da pequena Liz a levantou rapidamente. Após da o peito pra menina e fazê-la arrotar, ela a coloca no carrinho e  sai do quarto em direçao a cozinha encontrando Ale fazendo o cafe.



  • Bom dia minha menina -olhou para a ruiva que não estava com uma cara boa

  • Não dormiu direito essa noite né? - ela concorda

  • Liz acordou diversas vezes, acho que ela estava igual eu,sem sono - ela diz desanimada

  • Deixe que eu cuido dela pra você descansar - Dul nega e nesse momento aparece o pequeno Victor

  • Tô com fominha - o menino vestia pijama, o cabelo todo bagunçado e coçava os olhos com sono ainda

  • Vou fazer seu leitinho meu amor - a ruiva abre os braços para que ele venha

  • Não se preocupe eu faço querida -Ale se prontifica


Nao demora muito e a campainha toca e Ale é a primeira a sair para abrir.



  • Victor querido - a mulher abraça o marido - diz que trouxe nosso menino - ele fica em silensio e Alfonso que vinha logo atrás fez o mesmo - não me diga que nosso menino...

  • Onde está Christopher? - Dul aparece com as crianças

  • Infelizmente pararam as buscas - Alfonso é o primeiro a se pronunciar

  • Oficialmente deram Christopher como morto - Victor diz com lágrimas nos olhos e é amparado por Ale

  • NAO ELE NAO ESTA MORTO - Dul começa a gritar desesperada - nesse momento Alfonso tira as crianças dali e os sogros vão ampara-la - eu sei que ele tá vivo, eu sei Ale 

  • Querida - Victor se interpõe - você precisa ser forte. Eu mais que ninguém o queria aqui conosco, mas procuramos em todo o lugar

  • Se ele tá morto cadê o corpo então ? - ela diz baixinho. Aquilo fazia sentindo,como podiam dizer que ele estava morto se não tinha corpo

  • Acham que os inimigos sumiram com o corpo ou animais comeram - ele diz com dor no coração.

  • EU QUERO MEU CHRIS AQUI...NAO VOU SABER VIVER SEM ELE - ela chorava desesperada

  • Calma querida...Deus há de nós amparar - Ale tenta acama-la. Ela também estava arrasada,se menino não voltaria mais para seus braços, aquilo parecia pesadelo. Ela só não estava surtando como ela porque sabia que alguém precisava cuidar das crianças


Dul não consegue aceitar, seu mundo estava desabando e ela não sabia o que fazer, mas em meio a gritos e choro,Victor consegue abraça--la e a mesma acaba demaiando em seus braços.


Na cozinha, Alfonso fazia Liz dormir,a mesma havia se acalmado quando ele colocou a chupeta em sua boca e a pegou no colo. Victor que estava sentando em cima da mesa,tinha os olhos cheios de lágrimas e sua expressão é de medo.



  • Tio - chama a atenção do homem - a mamãe tá chorando por causa do papai - ele pergunta e Alfonso fica sem saber o que responder - pode falar titio, eu sou um hominho, o papai me disse - Alfonso ri com o jeito do menino

  • O que eu posso te falar é que seu pai ama muito você - ele o abraça meio sem jeito já que a bebê estava em seu colo


Victor carregou Dul no colo até o quarto e a colocou na cama, provavelmente ela desmaira de nervoso mas mesmo assim o homem pediu que a esposa chamasse um médico.


Dul estava sonhando, ela estava em um jardim muito bonito e o sol brilhava no céu, ela podia ouvir vozes e risadas, com certeza era Victor seu filho e a outra...a outra voz era dele, só podia ser dele...seu Christopher. Ela correu pelas flores até encontra-los. Chris brincava de rodar o filho que gritava animado pedindo mais.



  • Até que enfim você veio - ele diz ao vê-la 

  • Senti sua falta - o menino desce do colo do pai e sai correndo e Dul se aproxima dele

  • Eu também meu amor - ele segura seu rosto - quero que saiba que está tudo bem, não quero que sofra

  • Volta por favor meu amor, eu preciso de você - ela o abraça forte 

  • Você precisa ser forte por mim, por nossos filhos e por você - ele pede

  • Eu não sei se consigo - ela se solta dele

  • Você é forte, sempre foi - ele sorri pra ela, aquele sorriso que ela sentia tanta fala

  • Eu te amo tanto - ela o beija e os dois se beijam por alguns segundos

  • Quero que saiba que sempre estar aqui - ele toca o peito dela - em seu coração...nunca se esqueça de mim - ele pede

  • Jamais...eu nunca conseguiria - ela diz com lágrimas nos olhos

  • Eu te amo pequena - ele diz chamando-o pelo apelido que sempre chamou desde quando eles se conheceram - e entao ele começa a se afastar

  • Não vai por favor - ela pede tentando segurar na mão dele mas em seguida sua imagem desaparece e Dul acorda.                                             


Ela acordou ofegante,suava,parecia que aquilo tinha sido real. Aquele sonho parecia uma despedida mas no fundo do seu coração ela sentia que não, que aquilo era o sinal para ela ter fé e não perder as esperanças.


"Hay amores que brillan en la obscuridad, que pasan a la eternidad
Amores que nunca se dejan vencer, te elevan, te hacen crecer
Hay amores que sangran, que son de cristal
Tan fácil se pueden romper, amores que nada los puede atrapar y debes dejarlos volar
Hoy te dejo en libertad."🎶


(Amores de cristal - Luna Duhart)


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): vicunhawebs

Este autor(a) escreve mais 7 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Newton, Massachusetts, 3 anos depois. Os anos haviam passado, a vida de todos teve que continuar mesmo contra a vontade de Dulce que nunca deixou de acreditar que Christopher podia voltar, mesmo que com o passar do tempo sua esperança tivesse acabando. No primeiro ano não foi fácil para a ruiva que enfrentou uma forte depressão em que teve que to ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 117



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • camilly Postado em 05/01/2019 - 16:26:58

    Amei a sua fic ela foi de mais, pena que acabou.... Buaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    • vicunhawebs Postado em 05/02/2019 - 14:38:07

      Fico feliz que tenha gostado

  • camilly Postado em 05/01/2019 - 16:25:06

    Amei a sua fic ela foi de mais, pena que acabou.... Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Plisssssssssssssssssssssssssssssssssss

  • Love_S2_Eternity Postado em 21/12/2018 - 23:56:24

    Fanfic linda maravilhosa, amei muito lê-la.

    • vicunhawebs Postado em 27/12/2018 - 11:24:25

      Fico feliz que tenha gostado. Lê minha nova fanfic

  • camilly Postado em 20/12/2018 - 12:07:36

    Desculpe meu sumisso, mas o fim do ano estava me matando, ainda mais q peguei prova especial, mas agora estou livre e posso ler e comentar muito até o retorno das minhas aulas.... Fiquei triste q a Belinda morreu, pois ela até se mostrou boa pessoa e q não ia prejudicar o casamento vondy, mas ao mesmo tempo eu amei q ela morreu e que agora a Dul e o Ucker podem cuidar do filho dela como deles... Mas claro q quando der falar dela pro filho e falar q ela o amava muito.... Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    • vicunhawebs Postado em 27/12/2018 - 11:24:48

      Triste mas real ne. Infelizmente acabou

  • Tinker Bell🖤 Postado em 17/12/2018 - 12:16:07

    Fiquei triste por a Belinda ter morrido, não queria que ela morresse. Ela podia ficar viva, para cuidar do filho e achar alguém que ame ela. Uma pena já ter acabado.

  • Ellafry Postado em 16/12/2018 - 19:42:24

    previsível ;x

  • raylane06 Postado em 16/12/2018 - 14:46:24

    Não gostava da Belinda mais ela não pode morre.

  • Ellafry Postado em 16/12/2018 - 09:31:33

    só falta a belinda morrer na hora do parto e a dulce assumir a criança como filho dela...

  • nanyalmeida Postado em 16/12/2018 - 01:35:51

    Continua

  • Tinker Bell🖤 Postado em 15/12/2018 - 22:16:37

    Será que é agora que nasce o filho da Belinda??? Espero que sim e que a Belinda não tenha alguma complicação no parto. Posta mais



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...