Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: The Silver Chain (+16) | Tema: Amor Doce


Capítulo: Capítulo 8

59 visualizações Denunciar


Na tarde daquela quinta-feira os estudantes foram avisados pelo site do colégio que as aulas do dia seguinte foram suspensas. Não houve alguma justificativa plausível vinda da direção acadêmica, o que revoltou alguns pais, visto que, os responsáveis foram informados apenas que o motivo para este adiamento foi devido a questões internas nas quais seriam resolvidas posteriormente pelo corpo docente.


Em casa, Armin agradecia fervorosamente pela notícia, reverenciando seu videogame com exaltação.


-Obrigado, Deus! Serão 3 dias de completa vadiagem. –Dizia pulando da cama até o chão diversas vezes.


-Entre aspas não é mocinho?! –Vitória comentou enquanto lia novamente a mensagem em destaque no website da escola. –Vocês não têm prova de química na segunda-feira?


-Ah! Mas está longe! –A mulher arqueou uma das sobrancelhas cruzando os braços.


 -O Alexy está ocupado auxiliando o Castiel, mas eu prometo que iremos estudar juntos... e que eu vou tirar nota alta... eu acho.


-Quem é sua dupla nessa atividade?


-Nathaniel.


-Ah! É aquele rapaz loiro educado que vocês dois clamam ser inteligente?


-Talvez... –Armin diz coçando a cabeça.


-Então é por este motivo que você está nessa mordomia não é, malandrinho?! –Armin sorriu na proporção que Vitória apoiava uma mão na testa e dizia após um longo suspiro:


-Você não tem jeito mesmo... –Alexy não segurou a risada e concordou com sua mãe a respeito do irmão, o qual gargalhava diante da situação.


...


Horas depois, um pouco antes da meia-noite, Alexy digitava no celular quase desmaiando de sono, já Armin jogava totalmente concentrado no computador, vislumbrado e viajando com as inúmeras realidades virtuais existentes na máquina.


Alexy naquele momento conversava com Lynn sobre o encontro com Kentin que seria no dia seguinte. Como a aula havia sido cancelada e Castiel de última hora decidiu que não iria estudar para ensaiar com a banda, todos eventualmente encontravam-se livres na sexta-feira.


-De qualquer forma eu enviei para ele o material pelo chat do facebook, os assuntos que iríamos estudar amanhã, então eu pedi para ele revisar no sábado, pois eu irei domingo lá.  –Alexy esclareceu enviando um áudio.


-Entendi... ah! Amanhã será um dia movimentado para nós, não?! Digo, seu encontro com Kentin, festa do Dake à noite... só espero não me arrepender.


-Você aceitou ir unicamente para ver Castiel não foi?


-Não vou ser hipócrita, estou tremendo só de imaginar ele usando uma regata e tocando aquela guitarra. –Alexy riu alto com o comentário da amiga, chamando a atenção de Armin. -E você? Por que aceitou ir na festa? Algum motivo especial? –O garoto sentia uma pitada de malícia na voz da menina, porém, para sua tortura interna, nem ele mesmo sabia explicar se havia algum propósito ao ter aceitado o convite.


-Sinceramente, eu não sei lhe responder... acho que para acabar com toda essa guerra entre nós.


-Hmm... não seria porque o Kentin também vai? Digo... vocês vão poder se encontrar duas vezes. –Alexy respondeu o áudio de Lynn com emojis de risada, contudo, o rapaz sentia-se agudamente confuso com tudo aquilo. Houve uma época da sua vida que ele acreditava sentir algo forte e sincero por Kentin, no entanto, de uns dias para cá o seu colega não parecia tão atrativo para o mesmo. Não que ele achasse Kentin feio, apenas não conseguia sentir mais aquela magia que adocicava o seu coração todas as vezes na qual eles se esbarravam pelos corredores.


Apesar de todo o esforço de Lynn, Alexy sabia que Kentin era hétero e nenhuma interação entre eles resultaria num ‘match’.


-Lynn, eu acho que irei dormir, estou ficando com sono. –Dizia forçando um bocejo entre as palavras.


-Certo. Boa noite! E lembre-se, viu?! Amanhã 9:00 da manhã no shopping que fica quase colado na Bob’s. Eu e Rosalya vamos querer saber todos os detalhes depois. Podemos nos reunir em algum cantinho da festa para fofocar. Só precisamos tomar cuidado com Peggy e suas habilidades ninjas de desvendar intimidade alheia. –Lynn advertiu rindo ao fim da mensagem.


Alexy colocou novamente os mesmos emojis como resposta e desejou uma ótima noite de sono para a companheira, pondo em seguida o celular em cima da cômoda e aspirando intensamente.


-Por que essa cara? –Armin perguntou pausando o jogo e analisando a expressão vazia do irmão.


-Estou me sentindo esquisito... –Dizia roendo à unha.


-Como assim? Em qual sentido? –Falou levantando-se da cadeira e indo sentar-se perto de Alexy na cama.


-É uma sensação diferente no meu interior. Eu sinto como se alguma coisa estivesse faltando dentro de mim... só não sei descrever exatamente o que é...


-Quer desabafar? Pode ser que eu encontre a resposta desse enigma misterioso. –Alexy concordou encostando a cabeça em cima das pernas de Armin, o qual o recebia com cafuné, ato este que sempre realizavam um ao outro quando careciam de conversações mais profundas ou íntimas. Os gêmeos se confiavam 100%, então, nas ocasiões que necessitavam dialogar, constantemente buscavam o consolo um do outro, tirando obviamente, os seus pais que mantinham uma abertura completa de confiança em relação à diálogos familiares.


-Bem... não sei por onde começar... –Alexy dizia encarando o teto.


-Conte-me como foi que você notou essa diferença brotando dentro de ti.


-Certo... tudo se iniciou quando Castiel me defendeu no vestiário... –Armin não disse nada ao escutar aquilo, apenas emitiu um som com a boca fechada, passando seus dedos delicadamente pelo cabelo de Alexy, o qual estava moderadamente relaxado.


-Eu demorei um pouco para constatar isso. –Prosseguiu preocupado.


-E como exatamente você compreendeu que existia uma diferença?


-Quando fui agradecer a Castiel por ter me ajudado e numa conversa a sós no pátio do colégio com Lynn.


-Entendo...


-Eu senti como se algo estivesse errado comigo...digo... não diria errado, só que... uma sensação anormal, sabe?! E eu continuo me sentindo desta maneira, mesmo com o encontro que Lynn arranjou para mim. A ideia de ir para esse encontro não me faz sentir nenhuma emoção. Eu me sinto completamente indiferente. Não estou me reconhecendo Armin... eu era apaixonado por Kentin e de um dia para o outro é como se aquilo nunca tivesse sido real.  –O rapaz de fios negros coçou o queixo após uma branda reflexão.


-Mano... você está apaixonado.


-Armin, eu acabei reafirmar que não estou mais apaixonado pelo Kentin.


-Você está... não pelo Kentin... –Alexy bruscamente ergueu-se, quase acertando o nariz de Armin.


-O que está insinuando?


-Alexy... –Armin falava sorrindo.  –Você está apaixonado pelo Castiel.


-Armin isso não faz o mínimo de sentido.


-É claro que faz. Desde que ele lhe ajudou você diz não sentir mais nada pelo Kentin.


-Isso é tudo balela vindo de você. É culpa desses jogos simuladores de date que você anda jogando.  –Armin pôs suas mãos na cintura fingindo estar bravo. 


-Não me faça bater em você.  –Ameaçou com um chinelo.


-Só que eu não posso, Armin. Entenda que a Lynn gosta dele e ela é minha melhor amiga. Como você acha que ela reagiria sabendo que eu amo o mesmo cara que ela?!


-Sinceramente, eu penso que ela aceitaria numa boa. Vocês sempre mantiveram certa confiança dentro do relacionamento de vocês.


-Esse é o problema, criatura. –Alexy afirmava quase berrando. -Ela confia em mim. Na minha amizade. E nunca vai rolar algo entre eu e o Castiel. Nunca! Você me ouviu?! Até porque ele gosta de mulheres.


-Está bem... –Enunciou levantando as mãos para cima como forma de redenção.  –E se você quer saber. Na minha opinião, o que você sentia pelo Kentin era um amor platônico, por isso você diz que não parece que foi algo real. Era simplesmente atração e nada mais que isso.


-Acontece que essa “atração” estará no cinema comigo amanhã, já que Lynn teve a grande genialidade de marcar um encontro secreto entre nós. E quer saber? Eu agora agradeço, pois é uma forma de me fazer esquecer essa loucura que você acabou de dizer.


-Tudo bem, cara. Não precisa ficar nervoso.  


-Eu não estou!


-É mesmo?! Pois desde que eu insinuei essa possibilidade o seu rosto está vermelho. Aposto que seus batimentos cardíacos também estão oscilando.  –Alexy sabia que era verdade, sua face ruborizava cada vez mais que Armin sugeria algo entre ele e Castiel, contudo, não queria admitir aquilo.


-Você é um idiota! –Declarou puxando uma coberta para se cobrir.


-Não adianta fugir do amor, Alexy! Não adianta... –Armin afirmava perturbando o irmão, no qual se escondeu debaixo dos lençóis até eventualmente pegar no sono.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): RobertTheKiller

Este autor(a) escreve mais 2 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

A movimentação do shopping naquela manhã estava razoável se comparada aos finais de semana. Por ser uma manhã de sexta-feira, muitas pessoas estavam trabalhando ou estudando por aquele horário, assim sendo, o dia para os meninos seria bastante tranquilo. Alexy havia chegado no shopping meia-hora antes do combinado e passeava admiran ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...