Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: 8 segundos - Vondy (Adaptada) | Tema: Vondy - Dulce Maria e Christopher Uckermann


Capítulo: Capítulo 21 - Dulce (Parte 3)

65 visualizações Denunciar


— Preciso da sua ajuda — disse, me deitando na cama. Eu me sentia profundamente sozinha. Estava acostumada a ficar só, mas daquela vez era diferente. — O Christopher caiu de um touro e está hospitalizado — expliquei, e meu pai ficou alguns segundos em silêncio.
— Foi na Girassol? — Sua pergunta me fez ter a certeza de que ele se recusaria a ajudar.
Mas ele continuou antes que eu respondesse. — Ele está bem? Qual é seu estado clínico? —
Eu me sentei na cama, realmente surpresa com a preocupação repentina do meu pai.
— Ele corre risco de ficar sem andar por um tempo. Não sei explicar muito bem o que o médico disse.
— Você está no hospital? — Foi a vez de o meu pai ficar surpreso.
— Eu... Nós... Eu e Any nos tornamos muito próximas, e eu acompanhei ela até aqui — respondi sem dar muitas explicações. A verdade poderia atrapalhar, então menti.
— Vou ligar para o Santiago e informar que o tratamento do Christopher será por minha conta — meu pai afirmou com convicção, sem dúvidas na voz, o que realmente me pegou desprevenida.
— Vou reorganizar minha agenda para visitar vocês. — Certo! A história realmente estava ficando estranha. Meu pai não mudava sua agenda por ninguém, e por que faria isso por um simples veterinário? Não fazia sentido. — Dulce? — Ele chamou minha atenção, pois eu havia ficado muda.
— Ok! — respondi, ainda tentando imaginar o porquê de tanta preocupação do meu pai com o Christopher, mas não questionei. Fiquei com medo de ele voltar atrás. — Amanhã falo com o Santiago também.
Eu me despedi e tentei relaxar um pouco, pois sabia que dormir seria impossível. Me sentia perseguida pelos olhos do Christopher me encarando enquanto estava imóvel naquela arena.
Passei horas me virando na cama até que não consegui mais suportar. Peguei uma calça jeans e uma camisa branca da malinha, calcei as botas e saí. Olhei para o relógio, e eram cinco da manhã. Foda-se! Precisava ir ao hospital.
Chegando lá não encontrei Santiago na recepção, então, disfarçadamente, fui até o corredor que dava para os quartos e procurei pelo do Christopher. Escutei Any falar na noite anterior que ele estava no 302.
Christopher estava deitado em uma cama com alguns fios ligados a ele. O quarto estava na penumbra. Era pequeno, mas pelo menos era individual. Eu me aproximei dele e passei a mão pelo seu rosto. Estava tão lindo, tão normal, tão ele... Tirando os fios e tubos que o rodeavam, era como se ele estivesse dormindo ao meu lado, como na noite que havíamos passado juntos.
— Estou aqui — sussurrei com medo de acordá-lo, mas também queria que ele sentisse minha presença. Levei os lábios até o seu rosto e acariciei sua pele.
— Senhorita, não é permitido visita nesse horário. — A voz baixa de uma mulher chamou minha atenção. Virei para a porta e vi uma enfermeira com cara de poucos amigos me encarando. — Terá que sair.
Dei uma última olhada em Christopher e saí, seguindo a dona ranzinza. Quando cheguei à recepção, encontrei Santiago com um copo de café, e com as mesmas roupas do dia anterior.
— Bom dia, Dulce. Já por aqui? — ele me cumprimentou e ofereceu o café que carregava.
Agradeci, mas nada desceria pela minha garganta em um momento como aquele.
— Não consegui dormir. — Eu me sentei no sofá e peguei uma revista da mesa de centro para folhear.
— Seu pai acabou de ligar. Obrigado por tê-lo avisado. Apesar de ainda achar que a sua história com o Christopher não vai acabar bem — Santiago disse preocupado, e eu coloquei a revista de volta na mesa.
— Você tem alguma coisa contra mim, Santiago? — perguntei querendo entender o motivo da sua contrariedade. Desde que cheguei, ele nunca tinha me tratado mal ou com indiferença, mas a partir de quando soube de mim e do Christopher, ele me olhava estranho e então soltou aquela.
Santiago continuou a beber o café, tentando agir naturalmente, mas o seu desconforto era
nítido.
— Não tenho nada contra você, Dulce. — Sua voz era gentil, me deixando ainda mais confusa. — Pelo contrário, acho que o tempo que está passando na fazenda está te fazendo bem, você mudou da água para o vinho desde que chegou, e eu sei que isso se deve à minha filha e ao meu sobrinho — completou. Santiago realmente estava certo. Eu havia mudado. A Dulce com uma nova maneira de ver a vida. Sorri com a sua constatação, pois era daquela forma que me sentia e fiquei feliz por ele ter reconhecido aquilo. — Porém, eu já vi isso acontecer no passado, e não acabou bem. — Arregalei os olhos, pois, depois de tudo o que ele disse, me jogou aquela bomba.
— O que quer dizer? O que aconteceu? — perguntei, elevando minha voz.
— Essa não é uma história minha. Pergunte ao seu pai quando ele estiver aqui. Segundo ele, em uma semana no máximo estará na fazenda — explicou.
— Por que meu pai se importa tanto assim com o Christopher? — Eu estava angustiada por respostas. Com tudo acontecendo ao mesmo tempo, eu precisava saber o que meu pai e Santiago escondiam.
— Faz parte da história.
Então Any chegou acompanhada de Poncho e correu para me dar um abraço. Ela também tinha madrugado, comprovando a minha tese de que ela só foi embora porque Poncho praticamente a arrastou.
— Oi! — Ela me abraçou. — Alguma novidade? — perguntou ao pai.
— Ainda na mesma. Sem nenhuma alteração.
Passamos algumas horas comentando sobre Christopher e sobre as mudanças que deveriam ser feitas para acomodá-lo, caso ele não se recuperasse antes de voltar para casa. Era difícil falar e pensar naquilo, mas se tratava de uma realidade que deveria ser discutida. Sugeri que, assim que ele pudesse voltar para casa, se hospedasse na fazenda, pois era maior e tinha a piscina, que poderia ser de grande ajuda na sua recuperação. Além disso, ele estaria perto da família. Any concordou, mas Santiago disse que a decisão seria tomada pelo Christopher.
Começou o horário de visitas, e todos nós entramos. A enfermeira não chamou por nomes, então entendemos que poderíamos entrar. Assim que chegamos ao quarto, Any passou na frente de todos e se jogou nos braços do primo.
— Ei, pequena. Não chora. Eu estou aqui —Christopher disse secando as lágrimas da Anahí.
Deu um beijo em seu rosto e outro em sua testa. Fiquei comovida com a cena e tive que segurar o choro.
— O que ela está fazendo aqui? — Christopher perguntou quando os seus olhos pousaram em mim. — Eu disse para ela ir embora. Por que ninguém faz o que eu peço?
— Calma, maninho. — Anahí tentava acalmá-lo, mas era em vão. Santiago e Poncho me olhavam e eu não sabia se corria ou se chorava, enquanto Chris esbravejava, me mandando embora.
— Quero ela fora daqui. Agora! — ele começou a gritar, e eu tentei chegar até ele, mas fui parada por Poncho. Logo uma enfermeira entrou e, ao saber o motivo da discussão, pediu que eu me retirasse para o bem-estar do paciente.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): marianarn

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

— Por favor, senhora. Não fará bem a ele se estressar — explicou.Mais uma vez, não tive o que fazer. Eu me senti impotente, dilacerada. Os olhos do Christopher demonstravam desprezo, e eu não entendia por que ele me tratava daquela maneira. Relembrei tudo o que vivemos e eu não conseguia acreditar que ele não sentia nada ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 88



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • carolcasti Postado em 26/03/2019 - 15:24:22

    Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, amando esses dois e achei bem feito pra Leticia, achando que a Dul ia se importar que o Ranger e o Poncho fizeram algo com o Pablo, e ainda acho que o Ucker tem que contar pra Dul o que a Leticia deu em cima dele, pra Dul cortar os laços com essa vadia e até mesmo mandar ela ir embora antes do pai dela... Espero que o Ranger não termine com a Dul, por causa do passado da mãe dela e do pai dele... Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  • ana_vondy03 Postado em 26/03/2019 - 09:34:47

    AHHHHHHHH, continua!!! Esses dois são uns fofos

  • nat.vondy Postado em 26/03/2019 - 08:19:53

    Que safadinhos, posta maiss

  • nat.vondy Postado em 25/03/2019 - 15:48:10

    Continuaaaa, espero que não se separem por causa desse segredo

  • ana_vondy03 Postado em 25/03/2019 - 12:22:38

    Continuaaa

  • bibimarquez Postado em 24/03/2019 - 23:28:08

    A casa capítulo que você posta me apaixono mais pela sua web e ansiosa pra saber a reação do Ranger quando souber de tudo, espero que ele não termine com a Dul por causa disso... Queroooooooooooooooooooo maissssssssssssssssssssssssssssss plisssssssssssssssssssssssss

  • bibi Postado em 24/03/2019 - 23:22:34

    Amei o capítulo e ansiosa pra saber a reação do Ranger quando souber de tudo, espero que ele não termine com a Dul por causa disso... Queroooooooooooooooooooo maissssssssssssssssssssssssssssss plisssssssssssssssssssssssss

  • marianarn Postado em 24/03/2019 - 22:29:50

    Leitoras, postei um capítulo. Amanhã posto mais.

  • ana_vondy03 Postado em 24/03/2019 - 18:16:30

    AHHH não, não acredito, mais segredooos?! Vc parou justo na pior parte! Kkkk continuaaa

  • bibi Postado em 24/03/2019 - 15:23:55

    Leitora novaaaaaaaaaaaaaaaaa, e eu tb estou amando a sua historia... Tb estou muito curiosa pra saber o que o pai da Dul quer falar como Ranger... E eu tb acho que este mal que a Dul sentiu não foi estresse do que ela passou por achar que o Ucker é irmão dela não e nem algo que ela comeu que lhe fez mal e sim que ela está gravida, espero que esteja vindo um baby vondy aí... Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaa Plissssssssssssssssssssssssssss



AVISO

Vocês conhecem o Blog do Fanics Brasil? Lá tem dicas, tutoriais e matérias de como escrever bem uma fanfic.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...