Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: A Volta da Raposa | Tema: Zorro


Capítulo: 53. Entrevista Com o Bandido

65 visualizações Denunciar


Bernardo não era o único agoniado com toda aquela situação, pois grande parte da população padecia do mesmo sofrimento, especialmente Lupita. A dor de seu ferimento era pouca se comparada à angústia de não saber o que aconteceria a Diego, mas infelizmente, não havia nada que ela ou Don Miguel pudessem fazer, a não ser rezar e esperar.


Após ter recebido os primeiros socorros do Dr. Ernesto, a moça foi levada à casa do médico e lá permaneceu, aguardando ansiosamente pelo seu retorno. Ela não estava tão mal, mas tinha pressa em rever o médico, pois nutria a esperança de que ele talvez trouxesse alguma notícia de Diego, já que ele também estava no quartel atendendo ao Capitão. No entanto, o tempo passava e nada do médico voltar para casa.


Longe da inquietude do povo, o Governador e seu vice já tinham se instalado na sala de Monastário, quando Don Alejandro e Zorro finalmente chegaram. Aurellana e Garcia também estavam presentes.


- Boa noite, senhores. – cumprimentou Zorro educadamente com uma mesura, que lhe causou uma tontura momentânea e fez com que ele precisasse do auxílio de Don Alejandro para se manter em pé. – Perdoem-me pelo meu estado um tanto deselegante, mas eu espero que os senhores compreendam que ser um fora da lei tem suas desvantagens, como ser ferido ocasionalmente, por exemplo.


- Eu compreendo, Sr. Zorro. – disse o Governador, que estava sentado à mesa do Capitão.


O homem ficou surpreso com a inesperada aparente boa educação do bandido mascarado. Ele não tinha chegado a trocar nenhuma palavra com o bandido que o tinha ferido quase que mortalmente, mas imediatamente ele teve a impressão de que aquele à sua frente não era o mesmo homem. Numa análise rápida, Don Luíz notou certa diferença em sua postura e principalmente em seus olhos. Eles eram completamente diferentes. Seu agressor tinha os olhos azuis e frios, já o rapaz ali em pé, tinha olhos verdes e brilhantes.


Ele começava a formar algumas opiniões, mas preferiu mantê-las temporariamente apenas para si, porque primeiro desejava conversar com o famoso bandido para confirmar se sua impressão inicial estava correta ou não.


- Sente-se aqui, por favor. – disse o Governador, enquanto apontava com a bengala para a cadeira logo a sua frente. – O senhor também, Don Alejandro. Vejo que não se encontra tão bem quanto da última vez em que conversamos.


- É verdade, Sr. Governador. Confesso que não estou no meu melhor dia. – reconheceu Don Alejandro, enquanto se sentava com um pouco de dificuldade na cadeira ao lado de Zorro.


- Bem, Sr. Zorro... – começou o Governador.


- Pode me chamar apenas de Zorro, Vossa Excelência. – disse o bandido, interrompendo-o.


- Está certo, Zorro. – continuou o homem dirigindo-se diretamente a Zorro, sem ser ofender com a interrupção - Eu creio que você já saiba sobre o atendado que sofri há alguns dias.


- Sim, senhor.  – confirmou o mascarado.


- Acho que também já esteja ciente de que o indivíduo que atentou contra minha vida se vestia exatamente como você e já tinha me enviado uma carta ameaçadora alguns dias antes. Com tantos indícios claros apontando para você, a decisão obvia a ser tomada foi a de decretar sua prisão. O Capitão Monastário afirmou ser a única pessoa capaz de captura-lo e, por esse motivo, Don Arturo o restituiu ao seu antigo cargo de comandante do quartel de Los Angeles.


- Também já sabia desses fatos. O próprio Capitão Monastário me contou tudo assim que retornou ao povoado. – disse Zorro.


- Pois bem. O que eu acho que o senhor ainda não sabe, é que Don Alejandro veio até mim justamente para defendê-lo. – revelou o Governador.


- Ora, disso eu realmente não sabia. Fico lisonjeado, Don Alejandro. Nunca imaginei que um bandido como eu seria defendido por um cidadão tão honrado como o senhor. – disse Zorro, exibindo sua melhor cara de surpresa.


Don Alejandro não respondeu ao comentário, apenas meneou a cabeça e achou graça da interpretação convincente do filho.


- Sua visita inesperada foi um dos motivos que me fez repensar o assunto. – confessou o Governador – Os De La Vega são uma família de muito prestígio e Don Alejandro é um cidadão bastante respeitado por todos. Tê-lo em meu gabinete defendendo um bandido foi algo, no mínimo, inusitado. No entanto, sua visita não foi suficiente para me convencer a vir até aqui.


- Não? E o que foi então, senhor? – perguntou Zorro curioso.


- Foi isto. – respondeu o Governador, enquanto exibia uma folha de papel dobrada e um pouco amassada que tinha acabado de tirar do bolso do casaco - Essa carta, de conteúdo surpreendente, me foi entregue há alguns dias por um cidadão bastante humilde. Foi com grande incredulidade que li seu conteúdo e principalmente seu remetente. Ela era assinada não somente por Don Alejandro, mas também por outros seis fazendeiros de renome, porém a forma incomum com que tal carta chegou até mim, causou-me certa dúvida sobre sua autenticidade. O senhor e os outros fazendeiros realmente escreveram esta carta, Don Alejandro?


- Sim, Sr. Governador, e é por isso que estou nesse estado em que o senhor me encontra agora. O Capitão descobriu nosso plano de avisa-lo sobre seus desmandos e nós pagamos o preço de sua ira. Não tínhamos certeza de que a carta tinha chegado às suas mãos, já que nosso mensageiro inicial foi interceptado e preso também. A pessoa que lhe entregou a carta era um primo do rapaz.


- Muito bem. Já que confirmamos a autenticidade da carta, agora eu preciso que o senhor me responda algumas perguntas, Sargento Garcia. – disse o Governador, pegando o soldado desprevenido.


- Pois não, Vossa Excelência. – respondeu Garcia, prontamente.


- A carta de Don Alejandro continha alguns fatos que eu preciso que sejam confirmados ou negados pelo senhor. Não se preocupe com as respostas, apenas me diga a verdade, está bem?


- Sim, senhor.


- É verdade que o Capitão Monastário aumentou os impostos de forma exorbitante de um dia para o outro, com a desculpa de que precisava de verbas para se armar para perseguir o Zorro, e que quem não pudesse pagar seria preso, chicoteado e exposto em praça pública para servir de exemplo?


- Sim, senhor, infelizmente é verdade. – confirmou o Sargento envergonhado.


- Esse homem perdeu o juízo! – indignou-se o Governador - E as ordens foram cumpridas?


- Sim, senhor... – confirmou Garcia mais uma vez, sentindo-se o homem mais miserável do mundo. A aba de seu chapéu já começava a entortar, enquanto ele a apertava nervosamente entre seus dedos suados.


- Isso eu também posso comprovar. – Disse Don Alejandro, se levantando e retirando o casaco que cobria sua camisa rasgada pelos soldados. Ele se virou e mostrou as próprias costas feridas pelas chicotadas. Os cortes profundos e ainda recentes foram uma visão chocante para o velho Governador e para o jovem também.


- Meu Deus, Don Alejandro! – exclamou Don Luíz bastante surpreso. Apesar da atual aparência do fazendeiro não ser das melhores, ele não imaginava que ele estivesse tão ferido. – Capitão Aurellana, assim que o médico terminar de atender Monastário, peça para ele venha ver Don Alejandro.


- Eu estou bem, Excelência. – respondeu Don Alejandro, tentando amenizar a situação. – O Dr. Ernesto já me atendeu há algumas horas. Garanto que só preciso de algum tempo e de descanso para me recuperar.


- Se o senhor diz isso, não insistirei, mas pela quantidade de sangue que está se acumulando no tapete, suponho que o Zorro também precise de cuidados médicos. – observou o Governador.


- Eu gostaria de ser forte como o nobre Don Alejandro e recusar a ajuda, mas acho que um auxílio médico seria bem-vindo. – respondeu o Zorro bastante debilitado. Ele sabia que se o Governador mudasse de ideia e decidisse prendê-lo naquele instante, ele não teria alternativa a não ser se render.


- Sr.Governador, - continuou Don Alejandro - eu e os demais fazendeiros fomos obrigados a agir, porque a situação se tornava insustentável, mas como Monastário descobriu nosso plano, também acabamos presos junto daqueles pobres coitados que não podiam pagar os impostos e sofremos as mesmas punições.


- Entendo. – disse o velho Governador tristemente.


- E eu também fui obrigado a intervir. – afirmou Zorro. Ele tinha muitas coisas para dizer e o momento finalmente tinha chegado – Apesar de ser considerado um bandido, tudo o que fiz desde o dia em que decidi me tornar o Zorro foi proteger esse povo. Comandante após comandante, eu vi essas pessoas inocentes sofrerem sem alguém que pudesse olhar por elas. Não nego que precisei agir à margem da legalidade para ajuda-los, mas eu fiz o que era preciso e não me arrependo, e se isso faz de mim um criminoso, eu aceito a alcunha. Eles precisavam de alguém que pudesse estar do lado deles e eu decidi ser essa pessoa. Ano após ano, eu lutei ao lado deles e eles me ajudaram e me protegeram. Quando a minha presença se fez necessária eu vim, quando não, eu me mantive nas sombras. Embora o Sargento Garcia estivesse do “outro lado”, acho que ele pode confirmar que durante os tempos de paz eu me mantive afastado. O próprio Capitão Aurellana pode confirmar isso, porque apesar de ele ter ficado pouco tempo no povoado, nós tivemos algumas oportunidades de conversar. Eu achei mesmo que o Zorro finalmente pudesse deixar de existir, mas quando eu soube que nosso Capitão seria remanejado e pior ainda, quando descobri que Monastário voltaria, vi que minha missão ainda não estava cumprida. A prova disso, é que hoje o senhor nos encontrou após um duelo sangrento, mas necessário, que buscava pôr um ponto final em tudo isso.


Após ouvir o relato sincero e porque não dizer, coerente, do bandido, o Governador permaneceu em silêncio, pois muitas coisas passavam pela sua cabeça naquele momento.


Zorro percebeu que suas palavras tinham surtido algum enfeito no velho Governador e sentiu-se mais confiante. Até aquele momento ele só havia se justificado e se defendido, então decidiu que já era hora de complicar as coisas um pouco mais para Monastário e quem quer que o estivesse ajudando.


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Claen

Este autor(a) escreve mais 3 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

- Agora que tenho a oportunidade de estar frente a frente com os senhores, – disse Zorro - eu gostaria de tirar uma dúvida. - E qual seria ela? – perguntou o Governador. - Bem, eu entendi os motivos que levaram Don Arturo a restituir Monastário ao comando do quartel de Los Angeles, mas ainda não entendi muito bem como foi que ele se livrou ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 69



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Diva. Escritora Postado em 05/04/2020 - 19:32:41

    Aí mulher!! E esse final? Fico imaginando os filhos do Diego e da Lupita <3 e me deixou curiosa para saber se o zorro um dia voltará kkk Clean, eu amei ler sobre o zorro e queria poder ler muitas outras histórias suas, viu. E se puder escreva mais sobre o Sherlock também <3

    • Diva. Escritora Postado em 25/04/2020 - 23:43:06

      Ah que isso amore, foi um prazer. Isso mesmo, escreva, escreva e escreva kkkk por favor só me avisa quando for postar, quero muito ler suas outras histórias :)

    • Claen Postado em 06/04/2020 - 00:32:51

      Obrigada por aguentar firme e forte até o último capítulo :) Confesso que foi um verdadeiro desafio para mim chegar até aqui, porque nunca havia escrito uma história tão longa. Tenho mais algumas ideias e comecei a escrever alguns rascunhos de temas variados (incluindo o nosso amigo Sherlock). Quem sabe em breve eu tenha algo legal para publicar. Até mais! :D

  • Diva. Escritora Postado em 02/03/2020 - 21:42:01

    Aii vou sentir saudades do zorro, viu? To com o coração apertado igual o Diego :( e to bem ansiosa para vê o encontro do Diego e da Lupita <3 esperando um beijo deles!!

    • Claen Postado em 11/03/2020 - 21:45:10

      As coisas andam um pouco corridas por aqui ultimamente e estou meio sem tempo para escrever, mas prepare-se, porque o penúltimo capítulo já está a caminho.

  • Diva. Escritora Postado em 27/01/2020 - 12:51:10

    Ai eu não sei se fico feliz ou triste kkk não queria que o Zorro se aposentasse mas fico feliz que ele não foi preso :) Quero casamento da Lupita e do Diego hehehehe

  • Diva. Escritora Postado em 04/01/2020 - 11:22:15

    Ai não, será que ele vai prender o Zorro? Puxa, o Zorro poderia fazer algum serviço comunitário, algo do tipo. Ele não merece ir preso!! Esperando por mais :)

    • Diva. Escritora Postado em 27/01/2020 - 12:49:04

      Oii, olha eu não sou muito chegada no tema de fantasia mas eu leio qualquer coisa que você escrever hehehe

    • Claen Postado em 04/01/2020 - 14:25:54

      O destino do Zorro já está decidido. :D Agora, respondendo a sua pergunta, eu estou tentando escrever uma história (cheia de aventura, fantasia e heróis) de minha total autoria, mas é apenas uma ideia que está tomando forma. Escrevi uns 5 capítulos, mas ainda estou analisando e vendo os rumos que ela está tomando. Se começar a fluir legal, eu publico, senão, vai ficar escondidinha aqui no meu computador. haha

  • Diva. Escritora Postado em 12/12/2019 - 20:59:22

    Ai tomara que o governador assine algum decreto de que o Zorro é um justiceiro da lei hehehehe posta mais amore e desculpa a demora.

    • Diva. Escritora Postado em 04/01/2020 - 11:20:46

      Aí só mais três, vou sentir muita saudade. E por acaso você vai começar outra fanfic?

    • Claen Postado em 14/12/2019 - 12:53:13

      Oi! Fico feliz em saber que ainda está acompanhando! Vim agradecer e avisar que a aventura do Zorro está chegando ao fim, mas continue por aí, que ainda teremos mais uns 3 capítulos pela frente. :)

  • Diva. Escritora Postado em 19/11/2019 - 14:32:39

    Eiita não esperava por essa :o cara, o Arturo tá metido nisso? Quero só vê o que vaia acontecer agora hehehe

    • Claen Postado em 20/11/2019 - 12:45:45

      :o Danadinho esse Arturo. hahaha

  • Diva. Escritora Postado em 04/11/2019 - 22:24:02

    Esses dois poderiam virar atores kkkkk ai to super feliz que agora o Monastário vai pagar pelo mal que fez ;) tenho certeza que o Governador não vai passar panos quentes nisso.

    • Diva. Escritora Postado em 19/11/2019 - 14:33:03

      Huum, vou aguardar então :)

    • Claen Postado em 05/11/2019 - 17:03:01

      Não se preocupe, porque o que é dele tá guardado. ;)

  • Diva. Escritora Postado em 20/10/2019 - 22:01:37

    Espero que o governador prenda o Monastário beem longe dali!! E que ele reconheça os esforços do Zorro em ajudar a cidade :) posta mais amore.

    • Diva. Escritora Postado em 04/11/2019 - 21:57:40

      Puxa amore que coisa chata :( mas tenho certeza que logo você vai achar outro <3

    • Claen Postado em 21/10/2019 - 17:10:50

      Oi! Eu ando meio deprê pra escrever, porque fui demitida da empresa onde eu trabalhei por 15 anos. A ficha ainda está caindo :( Mas não se preocupa não, porque essa fanfic vai conseguir chegar ao seu final! :)

  • Diva. Escritora Postado em 11/10/2019 - 20:52:39

    Maannooo!!! Ele deu um tiro na Lupita :o adorei quando o Zorro deu uma surra nele. E eu espero que o Governador mande ele ficar preso por muuuito tempo. Ahhh!!! E o Zorro e a Lupita <3 quero um casamento no casarão do Diego e com todo o povoado kkkkkkk

  • Diva. Escritora Postado em 02/10/2019 - 19:30:24

    Ai meu senhor!! O que esse monstro vai fazer agora?? Será que ele vai pegar a Lupita de refém? Posta mais Claen!!!

    • Claen Postado em 03/10/2019 - 13:37:36

      Aguarde as cenas do próximo capítulo kkkk



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...