Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: A Volta da Raposa | Tema: Zorro


Capítulo: 62. Anistia Para Zorro

75 visualizações Denunciar


Apesar de ter tido dificuldades para pegar no sono naquela noite, Diego estava exausto e dormiu profundamente até às oito da manhã, quando foi acordado pelo pai. A hora de seu compromisso inadiável com o Governador Alcazár se aproximava, e ele, felizmente, já se sentia bem melhor.


Assim que o dia amanheceu, Bernardo foi até o esconderijo do Zorro buscar outro traje, pois aquele usado por Diego na noite anterior estava sujo e rasgado, e não condizia com o evento importante ao qual ele deveria comparecer naquela manhã.


Agradecido pela gentileza de Bernardo, Diego vestiu o traje negro trazido por ele pela última vez. Em frente ao espelho, ele ajeitou todos os pequenos detalhes, e em seguida perguntou as horas ao pai. Don Alejandro puxou o relógio do bolso do colete e avisou que faltavam apenas dez minutos para o horário combinado. Já era hora de deixar o quarto, mas dessa vez, pela porta e não pela janela, como costumava fazer.


Ele estava apreensivo porque sabia que encontraria várias pessoas na taverna, mas não fazia ideia de qual seria a reação delas, depois de tudo o que havia acontecido na noite anterior. Seu nervosismo em deixar aquele quarto era maior do que em todas as vezes que tinha saído escondido para invadir o quartel e enfrentar sozinho dezenas de soldados. Mas agora, as coisas haviam mudado e ele precisava enfrentar as consequências de sua própria decisão. Então, incentivado por Don Alejandro e Bernardo, ele respirou fundo, deu uma última ajeitada no chapéu e saiu do quarto.


Assim que ouviram uma porta se abrir no andar de cima, as pessoas presentes no salão da taverna olharam para o alto e viram Zorro surgir na companhia de Don Alejandro e seu criado. Zorro, por sua vez, parou no alto da escada por alguns instantes e também olhou para as pessoas que o observavam e, só então, desceu lentamente os degraus.


- Bom dia, senhores. – cumprimentou a todos educadamente.


- Bom dia, Sr. Zorro. Como está o ferimento? – perguntou um senhor bastante humilde que estava sentado ao balcão tomando uma xícara de café.


- Está bem melhor. Obrigado. – respondeu o rapaz.


Em seguida ele foi cumprimentado por outros tantos da mesma forma. Curiosamente, ninguém o chamou de pelo nome, apenas o trataram por Zorro.


Quando finalmente cruzou a porta principal, viu a multidão que já se formava em frente ao famigerado palanque, erguido a mando de Monastário para servir de palco para suas atrocidades, mas que agora seria usado pelo próprio Governador, com um propósito muito mais nobre.


A taverna era bem próxima ao quartel, mas Diego acabou demorando um pouco para conseguir chegar até o Governador, porque primeiro foi preciso passar por entre a multidão. As pessoas abriam caminho para ele, mas o obrigavam a seguir lentamente, pois todos pareciam fazer questão de cumprimentá-lo. A recepção calorosa do povo alegrou Diego e também acalmou seu coração inquieto.


Aproveitando-se do pequeno alvoroço que havia se formado, Bernardo e Don Alejandro se afastaram e se misturaram à multidão para assistir tudo à distância.


Quando Zorro finalmente conseguiu alcançar o palanque, ele subiu, cumprimentou o Governador e se posicionou respeitosamente ao seu lado. Foi somente depois de ver que a comoção causada pela chegada de Zorro já tinha diminuído, que Don Luíz deu início ao discurso que havia preparado para a ocasião.


- Caros cidadãos de Los Angeles, durante a noite de ontem, muitas coisas aconteceram aqui mesmo nesta praça e uma das mais inusitadas, foi o meu encontro com o famoso “bandido” Zorro. Assim que conheci este rapaz tão peculiar, comecei a me perguntar o que estávamos fazendo de tão errado, para que um cidadão decidisse arriscar sua própria vida para realizar o trabalho que deveria estar sendo feito por nós.


“Confesso que fiquei envergonhado em ver como falhamos com vocês, principalmente trazendo o Capitão Monastário de volta para cá. Muitas coisas nos foram reveladas ontem e agora posso garantir a vocês, que estávamos equivocados quando declaramos Zorro responsável pelo atentado covarde à minha vida. Não foi preciso muito tempo em sua companhia para perceber que havíamos sido enganados. O verdadeiro autor de tal atrocidade, não foi outro, senão o próprio ex-capitão Monastário.”


A revelação não chegou a ser muito chocante, pois todos já conheciam a má índole de Monastário. Dentre tantas maldades que ele havia cometido, uma hora acabaria passando de todos os limites. Houve um burburinho com a notícia, mas rapidamente o Governador recuperou a atenção de todos, afinal, ele ainda tinha muitas coisas para contar.


- Também comprovamos que o Vice-Governador, Don Arturo Contreras, foi seu cúmplice e ambos terão punição exemplar, por isso não se preocupem, pois nunca mais voltarão a ouvir estes nomes por aqui. Em breve o Capitão Aurellana voltará a assumir o comando do quartel de Los Angeles e até lá o Sargento Garcia ficará como responsável. Todavia, eu sei que vocês não vieram aqui para saber como será o funcionamento do quartel e sim para saber o que será feito de Zorro.


Essa segunda revelação foi bem mais chocante do que a anterior, pois todos acreditavam que Don Arturo fosse um bom homem e jamais imaginaram que ele pudesse ter qualquer relação com Monastário ou com um crime tão covarde. Mas o Governador tinha razão, e apesar de todos estarem curiosos para saber o que tinha acontecido na noite anterior, eles estavam lá, principalmente, para saber do destino de seu protetor.


- Vocês sabem que Zorro sempre agiu à margem da legalidade e isso já seria motivo para prendê-lo pelo resto da vida ou para mandá-lo para a forca, - continuou Don Luíz. - porém, após uma conversa franca, eu reconheço que ele teve bons motivos para agir do modo como agiu. E por incrível que pareça, eu preciso agradecê-lo pelo que ele fez durante esses anos.  Certamente esta não foi a forma correta de agir, mas vejo que foi necessária. Sendo assim, por sua valentia e por ter feito muito mais do que é esperado de um cidadão de bem, eu jamais poderia imputar qualquer punição a este jovem e, após ponderar tudo o que vi e ouvi por aqui, minha consciência me deixou apenas uma opção, que agora compartilho com todos vocês: eu concedo a Zorro, a partir deste momento, anistia total. Ele agora é um homem livre e nenhuma acusação pesa mais sobre ele.


A declaração causou uma grande comoção por toda a praça. Todos se alegraram ao saber que Zorro estava salvo e eles também. As pessoas se abraçavam, assoviavam e jogavam seus chapéus para o alto em comemoração, o que fez Zorro sorrir. Mas o Governador ainda não tinha terminado seu discurso e a parte seguinte trouxe um pouco de apreensão aos moradores.


- A anistia foi concedida a Zorro mediante uma única condição, a de que ele, a partir de agora, deixe de existir. Eu sei que todos temem perder seu protetor, mas garanto que as coisas mudarão e sua intervenção não será mais necessária. Caso ele descumpra o acordo firmado, voltará a ser um criminoso procurado. Para garantir a legalidade de minha decisão, eu tenho em mãos um documento que atesta tudo o que acabou de ser dito, e nós iremos assiná-lo agora, tendo todos vocês como testemunhas. Venha Zorro. - chamou o Governador.


Zorro se aproximou, mas antes de assinar o documento, ele sentiu que precisava falar mais uma coisa para o Governador.


- Don Luíz, eu agradeço por sua generosidade e garanto que assim que eu assinar este documento, Zorro deixará de existir, porém, há um fato que o senhor ainda desconhece. Preciso saber se deseja que eu conte, antes de continuarmos com isso.


O Governador, que já havia molhado a pena no tinteiro e estava pronto para assinar o documento, parou, curioso com o comentário de Zorro, e se perguntava, o que mais ainda faltava ser dito naquela hora.


- E o que é, meu rapaz? – indagou Don Luíz.


- Ontem, eu fui obrigado pelo Capitão Monastário a retirar minha máscara diante de todos os presentes, inclusive os soldados. Eu gostaria de saber se o senhor também deseja conhecer minha verdadeira identidade antes de assinarmos o documento.


O Governador ficou realmente atônito ao saber daquilo, porque ele já estava no povoado há mais de doze horas e ninguém havia lhe contado aquilo, nem mesmo os soldados.


- Bem, confesso que estou surpreso, ou melhor, comovido, com essa revelação. Eu realmente não consigo compreender o nível de cumplicidade que existe entre o senhor e toda essa cidade. – disse o velho Governador, sem conseguir deixar de sorrir. - Quer dizer que absolutamente todos sabem seu verdadeiro nome, inclusive os soldados, e ninguém me disse uma palavra? Isso é realmente inacreditável! Em honra ao comprometimento que existe aqui em Los Angeles, eu digo que não desejo saber quem você é, afinal, a partir de agora, Zorro deixa de existir. Ele é passado e vamos nos ater ao futuro.


Embora afirmando que não desejava saber a identidade do homem por trás da máscara, era impossível não lembrar das acusações de Monastário contra o filho de Don Alejandro de La Vega. Ele não conhecia o jovem pessoalmente, mas as palavras de Monastário, que antes pareciam apenas impropérios de uma pessoa transtornada, agora começavam a fazer sentido. No entanto, ele preferiu deixar as coisas como estavam, e se fosse mesmo verdade, ele também guardaria aquele segredo com ele.


- Contudo, após saber disso, farei um pedido a todos vocês. – prosseguiu o Governador, tomando uma nova decisão. - Agora que eu sei que todos já conhecem da verdadeira identidade de Zorro, gostaria que jamais voltassem a tocar nesse assunto a partir deste momento. Zorro já não existe mais e agora ele é apenas mais um de vocês. Por esse motivo, peço para que todos o tratem como tal e não passem essa informação a diante. Eu sei que não há formas de impedi-los de falar, por isso não dou uma ordem, apenas faço um pedido.


Iniciou-se um pequeno buchicho após o pedido de Don Luíz. Parecia que todos estavam conversando para ver se entravam em um consenso, mas aparentemente, aquela não foi uma decisão difícil de ser tomada, pois dentro poucos segundos, já havia uma resposta definitiva.


- Estamos de acordo?


- Sim! – responderam todos em uníssono.


Satisfeito com a decisão, o Governador tornou a molhar o bico de sua pena no tinteiro e finalmente assinou o documento. Zorro seguiu seu exemplo e logo o inconfundível “Z” também já estava grafado na folha de papel.


Assim que o documento foi assinado por ambos, houve uma gigantesca comemoração. Todos sorriam e vibravam ao saber que o seu salvador estava livre. Eles acreditaram nas promessas do Governador e esperavam realmente ficarem livres da tirania. Bons ventos sopravam e as mudanças prometidas trariam a paz que todos sempre desejaram, por isso Zorro não se faria mais necessário.


Com a situação devidamente resolvida, o mascarado se despediu do Governador com uma mesura e assoviou para Tornado, que apareceu imediatamente. No mesmo instante, ele montou e galopou para longe da multidão. Quando já estava um pouco afastado, empinou seu cavalo como seu último gesto de despedida e partiu.


A comemoração no povoado com certeza não tinha hora para acabar, mas Zorro não podia ficar e celebrar com eles, porque tinha outros planos.


O vingador mascarado tinha oficialmente deixado de existir, e agora Diego estava livre para viver sua vida da forma que quisesse e essa liberdade o guiou até a Fazenda Robles, porque ele ainda tinha uma conversa importante para ter com uma certa senhorita.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Claen

Este autor(a) escreve mais 3 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Quando viram que Diego não permaneceria na cidade, Don Alejandro e Bernardo também montaram em seus cavalos e partiram atrás dele. Não foi preciso muito esforço para alcançá-lo, uma vez que Tornado obedecia fielmente aos comandos do seu dono, e seguia lentamente pela estrada de terra. Diego estava contente por ter tido a sort ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 69



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Diva. Escritora Postado em 05/04/2020 - 19:32:41

    Aí mulher!! E esse final? Fico imaginando os filhos do Diego e da Lupita <3 e me deixou curiosa para saber se o zorro um dia voltará kkk Clean, eu amei ler sobre o zorro e queria poder ler muitas outras histórias suas, viu. E se puder escreva mais sobre o Sherlock também <3

    • Diva. Escritora Postado em 25/04/2020 - 23:43:06

      Ah que isso amore, foi um prazer. Isso mesmo, escreva, escreva e escreva kkkk por favor só me avisa quando for postar, quero muito ler suas outras histórias :)

    • Claen Postado em 06/04/2020 - 00:32:51

      Obrigada por aguentar firme e forte até o último capítulo :) Confesso que foi um verdadeiro desafio para mim chegar até aqui, porque nunca havia escrito uma história tão longa. Tenho mais algumas ideias e comecei a escrever alguns rascunhos de temas variados (incluindo o nosso amigo Sherlock). Quem sabe em breve eu tenha algo legal para publicar. Até mais! :D

  • Diva. Escritora Postado em 02/03/2020 - 21:42:01

    Aii vou sentir saudades do zorro, viu? To com o coração apertado igual o Diego :( e to bem ansiosa para vê o encontro do Diego e da Lupita <3 esperando um beijo deles!!

    • Claen Postado em 11/03/2020 - 21:45:10

      As coisas andam um pouco corridas por aqui ultimamente e estou meio sem tempo para escrever, mas prepare-se, porque o penúltimo capítulo já está a caminho.

  • Diva. Escritora Postado em 27/01/2020 - 12:51:10

    Ai eu não sei se fico feliz ou triste kkk não queria que o Zorro se aposentasse mas fico feliz que ele não foi preso :) Quero casamento da Lupita e do Diego hehehehe

  • Diva. Escritora Postado em 04/01/2020 - 11:22:15

    Ai não, será que ele vai prender o Zorro? Puxa, o Zorro poderia fazer algum serviço comunitário, algo do tipo. Ele não merece ir preso!! Esperando por mais :)

    • Diva. Escritora Postado em 27/01/2020 - 12:49:04

      Oii, olha eu não sou muito chegada no tema de fantasia mas eu leio qualquer coisa que você escrever hehehe

    • Claen Postado em 04/01/2020 - 14:25:54

      O destino do Zorro já está decidido. :D Agora, respondendo a sua pergunta, eu estou tentando escrever uma história (cheia de aventura, fantasia e heróis) de minha total autoria, mas é apenas uma ideia que está tomando forma. Escrevi uns 5 capítulos, mas ainda estou analisando e vendo os rumos que ela está tomando. Se começar a fluir legal, eu publico, senão, vai ficar escondidinha aqui no meu computador. haha

  • Diva. Escritora Postado em 12/12/2019 - 20:59:22

    Ai tomara que o governador assine algum decreto de que o Zorro é um justiceiro da lei hehehehe posta mais amore e desculpa a demora.

    • Diva. Escritora Postado em 04/01/2020 - 11:20:46

      Aí só mais três, vou sentir muita saudade. E por acaso você vai começar outra fanfic?

    • Claen Postado em 14/12/2019 - 12:53:13

      Oi! Fico feliz em saber que ainda está acompanhando! Vim agradecer e avisar que a aventura do Zorro está chegando ao fim, mas continue por aí, que ainda teremos mais uns 3 capítulos pela frente. :)

  • Diva. Escritora Postado em 19/11/2019 - 14:32:39

    Eiita não esperava por essa :o cara, o Arturo tá metido nisso? Quero só vê o que vaia acontecer agora hehehe

    • Claen Postado em 20/11/2019 - 12:45:45

      :o Danadinho esse Arturo. hahaha

  • Diva. Escritora Postado em 04/11/2019 - 22:24:02

    Esses dois poderiam virar atores kkkkk ai to super feliz que agora o Monastário vai pagar pelo mal que fez ;) tenho certeza que o Governador não vai passar panos quentes nisso.

    • Diva. Escritora Postado em 19/11/2019 - 14:33:03

      Huum, vou aguardar então :)

    • Claen Postado em 05/11/2019 - 17:03:01

      Não se preocupe, porque o que é dele tá guardado. ;)

  • Diva. Escritora Postado em 20/10/2019 - 22:01:37

    Espero que o governador prenda o Monastário beem longe dali!! E que ele reconheça os esforços do Zorro em ajudar a cidade :) posta mais amore.

    • Diva. Escritora Postado em 04/11/2019 - 21:57:40

      Puxa amore que coisa chata :( mas tenho certeza que logo você vai achar outro <3

    • Claen Postado em 21/10/2019 - 17:10:50

      Oi! Eu ando meio deprê pra escrever, porque fui demitida da empresa onde eu trabalhei por 15 anos. A ficha ainda está caindo :( Mas não se preocupa não, porque essa fanfic vai conseguir chegar ao seu final! :)

  • Diva. Escritora Postado em 11/10/2019 - 20:52:39

    Maannooo!!! Ele deu um tiro na Lupita :o adorei quando o Zorro deu uma surra nele. E eu espero que o Governador mande ele ficar preso por muuuito tempo. Ahhh!!! E o Zorro e a Lupita <3 quero um casamento no casarão do Diego e com todo o povoado kkkkkkk

  • Diva. Escritora Postado em 02/10/2019 - 19:30:24

    Ai meu senhor!! O que esse monstro vai fazer agora?? Será que ele vai pegar a Lupita de refém? Posta mais Claen!!!

    • Claen Postado em 03/10/2019 - 13:37:36

      Aguarde as cenas do próximo capítulo kkkk



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...