Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Até O Fim - Vondy (Adaptada-Finalizada) | Tema: Vondy, HOT


Capítulo: Capítulo 32

214 visualizações Denunciar


Dulce


Christopher abriu a porta para o quarto de hotel que tinha obtido esta noite. Meu coração ainda estava tão cheio de ouvi-lo dizer que me amava, que eu não conseguia parar de sorrir. Eu tinha sido apaixonada por Christopher por meses. Eu não diria a ele, porque eu não tinha certeza se ele queria ouvir isso. Ele havia dito isso para mim. E ele também tinha dito um monte de outras coisas bonitas que me fizeram amá-lo ainda mais, e eu não tinha pensado que era possível.


"No cooler tem nossa comida. Está com fome agora?" Ele perguntou quando eu pisei dentro do quarto. Havia uma cama grande no meio da sala e uma televisão na parede em frente. Eu podia ver a pia e o espelho na frente, e, em seguida, uma porta para o banheiro. Era o lugar mais bonito onde eu já fiquei. Até o mês passado, quando fui para a festa na casa de Marcus Hardy, que teria sido a mais bonita do mundo. A casa de Marcus Hardy tinha explodido minha mente. Era como nada que eu já tinha imaginado. Isso, no entanto, era nosso. Para a noite.


"Eu tenho para você um refrigerante de uva. Vários, na verdade”, disse Christopher, deslizando a mão na minha cintura e beijando meu pescoço. Eu adorava refrigerante de uva, e uma vez que ele havia descoberto isso, ele fez com que eu tivesse muitas vezes. Outra coisa que eu amava sobre ele. Normalmente, eu gostaria de ter um refrigerante de uva. Mas eu não queria isso agora. Eu tinha sido sonhando por tanto tempo sobre o momento em que eu diria a Christopher que eu o amava. Eu sabia como queria que isso acontecesse. Tinha fantasiado sobre isso tantas vezes que eu não estava mesmo nervosa quando me virei para encará-lo. Eu não poderia dizer as palavras, porque nos meus devaneios ele já sabia. Eu nunca tinha preparado palavras para isso.


Eu o beijei. Só tomou um momento para ele responder. Suas mãos estavam em meus quadris, me puxando para cima contra ele firmemente quando sua boca começou a trabalhar sua mágica em mim. Seu sabor mentolado sempre me empolgava. Enfiei meus braços o mais alto que pude e fiquei na ponta dos pés para que meus dedos pudessem deslizar em seu cabelo curto. Meus seios pressionaram contra seu peito, e a dor neles só se intensificou. Desde a primeira vez que Christopher roçou seu polegar na parte inferior dos meus seios, eles tinham começado a ficar animados quando ele chegava perto deles. Não lhe implorar para tocá-los era difícil. Isso me assustou e me animou. Eu já o tinha visto olhando para meus seios, muito. Ele gostava deles. Isso me fazia vestir camisetas que eram demasiadas pequenas, sabendo que ele gostava da vista.


Quando suas mãos deslizavam pelos meus lados e pararam logo abaixo dos meus seios novamente, eu soltei um som frustrado. Ele parou de me beijar por um momento, mas sua boca ficou pairando sobre a minha. Sua respiração quente banhou meus lábios, e eu não tinha certeza de que eu poderia respirar. Suas mãos lentamente começaram a se mover, e eu abri meus olhos para olhar para aqueles olhos ainda mais quentes. Ele estava me observando de perto enquanto ele avançava com as mãos até que ele estava tocando a parte inferior dos meus seios. Assim, perto dos centros, que sofria por atenção. No momento em que ele se moveu mais alto e os dedos atropelaram meus mamilos sensíveis, eu respirei e agarrei-me a seus ombros. Isso era o que eu queria. O que eu queria por um tempo.


"Posso tirar a camisa?" Perguntou Christopher, sua voz rouca e baixa. Eu balancei a cabeça. Eu não conseguia formar palavras.


Ele fechou os olhos por um minuto, e suas narinas se dilataram, antes que ele se abaixasse e puxasse a minha camisa. Eu levantei meus braços, e ele moveu a camisa para cima e, em seguida, jogou para o lado. Eu queria fechar os olhos agora. Mas eu também precisava vê-lo olhar para mim. Gostaria de ver a decepção neles se ele não gostasse do que veria. Seus olhos brilharam e ele engoliu tão forte que eu pude ver os movimentos em seu pomo de Adão no pescoço.


"Maldição", ele sussurrou com reverência. "Tão perfeito."


Meu corpo cantarolava com o prazer de suas palavras. O medo que eu tinha segurado sobre ele se afastar desapareceu e eu queria mais. Eu estava pronta para Christopher Uckermann para me fazer sentir bem. Suas mãos grandes cobriam o sutiã de cetim que eu estava usando. Não era nada de especial, mas funcionou. Era um que Fandora tinha me dado depois que ela já não queria mais. Foi uma das poucas coisas que ela já tinha dado a mim.


"Posso tirar o sutiã?" Ele me perguntou. Ele estava respirando com dificuldade.


"Sim", eu consegui dizer.


Suas mãos deslizaram em torno de mim e ele desfez o gancho com facilidade. Fechei os olhos desta vez. Eu estava prestes a ficar nua na frente dele, e eu queria isso, mas eu também não tinha certeza de como lidar com seu olhar enquanto ele olhava para mim.


"Ah, foda-se, Dulce. Deus, eu estou arruinado", disse ele, enquanto suas mãos agarraram a minha cintura. Eu queria suas mãos em outro lugar. Meus seios nus agora latejavam, com necessidade de atenção.


"Venha aqui", disse ele quando ele começou a me mover. Eu abri meus olhos quando ele me apoiou contra a cama. "Deite-se." Eu estava pronta para fazer o que ele me pedisse. Eu deslizei para trás e coloquei minha cabeça no travesseiro. Ele tirou a camiseta com um movimento fluido, e eu tinha apenas um momento para processar a visão perfeita de seu peito, antes que ele estivesse se movendo para cima de mim. Ele manteve-se em cima de mim e me beijou com menos suavidade desta vez. Houve uma fome em seu beijo que fez meu coração bater forte. Eu levantei meu corpo e agarrei sua cabeça para puxá-lo contra mim. Eu queria sentir seu peito contra o meu. Mas ele manteve-se longe, em seguida, puxou para trás, quebrando o beijo. Seus olhos estavam em meus seios. "Se eu fizer algo que você não goste, diga-me. Eu vou parar. Eu juro."


Eu não acreditava que ele pudesse fazer qualquer coisa que eu não gostasse. Mas eu assenti. "Ok."


Ele não se moveu para me tocar, e o pulsar em meus seios tinha feito o seu caminho para entre as minhas pernas, também. A dor estava me fazendo ficar frenética. "Por favor, Christopher. Toque-me." Essas palavras saíram antes que eu pudesse detê-las. Eu estava ficando desesperada. Um rosnado baixo vibrou em seu peito, e ele xingou baixinho antes de suas mãos deslizarem para cima e cobrir meus seios. Em seguida, ele apertou-os, fazendo-me contorcer com o prazer que veio com ele. "Ah", eu gritei.


Os olhos de Christopher estavam gravados com um brilho que eu nunca tinha visto antes, enquanto ele olhava do meu peito aos meus olhos. Seus polegares roçaram os meus mamilos e eu mordi meu lábio inferior para não fazer mais nenhum ruído embaraçoso. Então eu assisti enquanto Christopher abaixava a cabeça ao meu peito enquanto seus olhos ficaram presos nos meus. Quando sua língua saiu e jogou por cima do meu mamilo direito, eu deixei meu lábio inferior ir com um suspiro silencioso veio da minha boca, agora estava aberta, maravilhada.


Quando ele puxou meu mamilo em sua boca e chupou, eu tive que fechar os olhos para aproveitar a onda de prazer. Ao vê-lo fazer isso e senti-lo, ao mesmo tempo era demais. Eu não tinha certeza se eu poderia lidar com mais. Meu corpo se sentia tão fortemente extasiado, cantarolando com um prazer delicioso que eu achei que se durasse muito iria me fazer enlouquecer.


"Não só eles são os mais bonitos peitos, mais perfeitos da terra, mas seu gosto é de mel. E eu amo mel, merda", disse Christopher antes de lamber novamente.


Ao ouvi-lo falar assim me fez estremecer. Ele ia ter que parar, mas se ele fizesse, eu estava com medo de que eu iria atacá-lo e exigir que ele aliviasse essa dor. Ele continuou a brincar com meus seios, moldando-os em suas mãos, em seguida, beijando-os e me fazendo contorcer. Toda vez que eu acidentalmente fazia um som, ele gemia e atacava mais voraz. Ele era como o fogo que estava sendo iluminado entre as minhas pernas. Eu tive que pressionar minhas pernas juntas para não gritar.


Quando sua boca começou a se mover mais para baixo do meu estômago e, em seguida, sobre cada costela, eu prendi a respiração. Com a boca de Christopher se aproximando, o pulsar entre as minhas pernas ficou ainda mais doloroso. Suas mãos se moviam sobre a minha cintura, e então ele colocou um dedo sob o cós da minha calça. Ele olhou para mim por um momento, e eu esperei, incapaz de tomar uma respiração profunda, para ver o que ele faria. Então, seus olhos se levantaram para encontrar os meus. "Eu quero tirá-las."


Sim. Oh Deus, sim. "Sim", eu ofegava.


Suas narinas se dilataram novamente quando ele começou a tirar os meus jeans. Eu levantei minha bunda para que ele pudesse tirá-lo. A calcinha que eu estava usando não cobria muito. Elas eram muito pequenas, como a maioria das minhas roupas. Elas também estavam desbotadas e o rosa quase parecia branco.


As mãos de Christopher subiram pelas minhas pernas lentamente, como se estivesse memorizando-a. Quando chegou ao meu joelho, ele parou, e eu estava prestes a implorar para ele fazer alguma coisa, mas então ele abriu as minhas pernas. Eu deixei, incapaz de dizer a ele não neste momento.


Ele respirou fundo e jurou novamente, enquanto olhava para a virilha através da minha calcinha. O ar frio me atingiu, e eu percebi o que ele estava vendo. Eu estava molhada. Oh Deus. Eu estava molhada. Comecei a pressionar as minhas pernas juntas, envergonhada. Os beijos de Christopher sempre faziam a minha calcinha ficar molhada. Eu não poderia evitar. E a partir da forma como o ar frio me fez sentir, eu sabia que estava encharcada.


"Não. Deus, não, Dulce. Não esconda isso de mim", disse ele em um desespero que eu reconheci. Abrindo meus olhos um pouco eu o deixei empurrar minhas pernas abertas novamente. Ele parecia hipnotizado. "Foda-se, baby. Isso é sexy," Era?


Ele moveu a mão por dentro da minha perna e a minha coxa formigava. Ele ia me tocar lá. Ele queria mesmo ver que eu estava molhada. Um dedo único passou pelo meu centro dolorido, meu núcleo necessitado, e eu agarrei os lençóis debaixo de mim e gritei. Os tiros de intenso prazer que passaram por todas as células do meu corpo me fizeram sentir como se eu estivesse prestes a explodir. Suas mãos estavam tirando minha calcinha antes que eu pudesse me concentrar novamente. Eu abri meus olhos para ver sua cabeça abaixando para ficar entre as minhas pernas. O primeiro contato com a sua língua quente e mágica me fez perder a cabeça. Eu não tinha certeza do que eu disse ou implorei ou até mesmo prometi, mas eu estava ofegante e implorando. Isso eu sabia. A boca de Christopher beijou e lambeu a necessidade dolorida, tornando-a pior e melhor tudo de uma vez.


Eu agarrei seus ombros, e minhas unhas morderam sua carne. Eu não conseguia parar. Eu estava prestes a explodir e eu não sabia como me controlar. Eu queria isso e eu tinha medo disso.


"Nunca quis provar uma buceta tanto assim, Dulce, mas eu juro por Deus que você tem gosto de sol e açúcar. Eu poderia comer você por horas e não teria o suficiente." Christopher jurou antes de deslizar a língua dentro de mim. Eu rebolava contra ele e meu mundo explodiu. Luzes me partiram em um milhão de pedaços enquanto eu gritava o nome de Christopher, enquanto a cama e tudo mais se afastava de mim. Eu estava numa onda de perfeição da qual nunca queria sair. Ouvi Christopher dizendo algo longe, mas meu corpo estava sacudindo com essas dores e prazer que explodiram em mim, assim como eu temia. Só que era lindo. Tão bonito. Eu queria esse sentimento para sempre. Ele começou a desaparecer, e minha mente estava processando lentamente o fato de que eu tinha me perdido por um momento e eu não tinha certeza do que eu tinha feito ou dito enquanto eu estava perdida.


Christopher estava olhando para mim quando eu abri meus olhos, e a primeira coisa que eu percebi foi que seus quadris estavam entre as minhas pernas e ele estava nu. A dureza que eu tinha sentido através de seu jeans muitas vezes agora estava pressionando contra o meu centro sensível, que já estava ficando animado sobre outro round.


"Essa foi a coisa mais linda que eu já vi. Eu juro, Dulce, nada vai se comparar a olhar em seu rosto enquanto você goza", disse ele, uma intensidade em seus olhos que aqueceu meu coração. "Eu quero estar dentro de você. Quero fazer amor com você. Eu quero estar tão profundamente dentro de você que você será uma parte de mim."


Sim. Tudo isso. Sim. Eu balancei a cabeça, e ele fechou os olhos e sussurrou o que soou como "Graças a Deus." Quando ele abriu os olhos novamente, ele correu os lábios em toda a minha clavícula, em seguida, até o meu pescoço, antes de beijar a área atrás da minha orelha. "Vai doer no começo. Mas eu juro que eu vou ter certeza de que você se sinta bem novamente. Confie em mim."


"Eu te amo", foi a minha resposta.


"Foda-se, baby", ele sussurrou enquanto sua ponta dura entrava em mim, me alongando de uma maneira que parecia certa. Eu deixei minhas pernas caírem abertas, e seu corpo estremeceu em cima de mim. Em seguida, ele aliviou mais longe até a nitidez apertada me morder um pouco antes dele romper a barreira. Eu agarrei seus braços e contive o grito. Eu não queria que ele parasse. Ele congelou uma vez que ele estava completamente dentro de mim.


Eu me sentia completa mesmo como a dor aguda que pulsava, até que começou a aliviar. "Eu estou bem", eu disse a ele, e ele respirou fundo. Em seguida, ele se mudou e uma queimadura lenta começou em mim. Com cada movimento de seus quadris, eu prendia minha respiração e fazia um barulho.


"Eu te amo. Eu te amo pra caramba. Você me deixa louco. Você é minha, Dulce. Você sempre será minha." Suas palavras me aqueceram. Eu deslizei minhas pernas para cima dele e as tranquei ao redor da sua cintura.


"Foooooda", ele gemeu, e escondeu o rosto no meu pescoço. "Essas longas pernas. Apenas malditas, bebê. Eu sou o filho da puta mais sortudo do mundo." Sorrindo apenas por um momento, eu gostava de saber que eu tinha o poder de fazer este grande homem feliz. Ele me queria, e eu tinha ele insanamente embrulhado em mim enquanto eu estava nele.


O prazer que eu tinha sentido antes voltou a crescer com cada estocada de seus quadris. Eu desejava esse sentimento. Pressionando contra ele, eu deixei o prazer aumentar em mim. Pouco antes dele me penetrar mais uma vez, eu implorei para continuar.


"GAAAAHHHHH!" O rugido e o tremor no corpo de Christopher me enviou para um orgasmo alucinante. "Dulce! Foda!", Ele gritou, pouco antes de eu perder a minha compreensão sobre a realidade.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 45 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Christopher Seis anos atrás...(antes do presente) Estando dentro do apartamento com um quarto que eu tinha acabado de pagar por um ano e tendo o contrato de arrendamento, eu percebi que eu tinha feito isso. Noites de trabalhos não foram fáceis, mas valeu a pena. Eu tinha todo o dinheiro que eu precisava para trazer Dulce morar comigo. Dizer ao meu pai ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 130



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Ellafry Postado em 13/09/2019 - 23:12:34

    poxaaaa, ma ja acabou? Eu amei

    • Dulce Coleções Postado em 14/09/2019 - 19:46:58

      Sim ;-; infelizmente é muito pequena msm, espero q goste das q estão saindo do forno kkk

  • Ellafry Postado em 12/09/2019 - 19:48:13

    caiu um cisco no meu olho

    • Dulce Coleções Postado em 13/09/2019 - 14:29:04

      Caiu no meu tbm

  • Ellafry Postado em 11/09/2019 - 00:08:46

    que lindo ele, fazendo tudo pra tirar ela do lugar onde vivia. fofo demais

    • Dulce Coleções Postado em 11/09/2019 - 14:05:29

      Muito fofo*-*

  • Ellafry Postado em 08/09/2019 - 20:24:20

    que primeira vez linda e romantica. ele é tão carinhoso

    • Dulce Coleções Postado em 09/09/2019 - 15:07:16

      Um Amorzinho

  • 🌹Queen🌹 Postado em 08/09/2019 - 14:23:39

    Leitora nova, to MUITO apaixonada nessa fanfic e mano, essa hot deles dois foi tao envolvente, apaixonada demaaaais faz maratona prfv, ansiosa demais com essa fic

    • Dulce Coleções Postado em 09/09/2019 - 15:07:00

      Seja bem vinda!!!!!! Espero q continue gostando dela... Sobre a maratona só não faço pq falta 3 ou 2 capítulos para acabar;-;

  • Ellafry Postado em 07/09/2019 - 19:48:23

    que lindinho *-*

    • Dulce Coleções Postado em 08/09/2019 - 14:05:28

      Muito

  • Ellafry Postado em 07/09/2019 - 00:11:45

    que lindoooooo. adoro o amigo dele rsrsrs tão sincero kkkkkk

    • Dulce Coleções Postado em 07/09/2019 - 03:38:04

      Melhor personagem tirando nosso casal kkkkk

  • Ellafry Postado em 02/09/2019 - 13:30:24

    A finalmenteeeeeeee. só espero que ela nao fuja ;x

    • Dulce Coleções Postado em 02/09/2019 - 13:45:40

      Kkkkk

  • candyle Postado em 01/09/2019 - 18:39:28

    Aaaaah Finalmenteeee *-* Continuaaaa

    • Dulce Coleções Postado em 02/09/2019 - 13:45:16

      Ahhh continuando

  • Ellafry Postado em 31/08/2019 - 22:50:38

    lciumes de tudo q é lkdo kkkkkkkkkk

    • Dulce Coleções Postado em 01/09/2019 - 15:07:38

      Kkkkk



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...