Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Minha Melhor Amiga Virgem (Adaptada) Hot | Tema: Vondy


Capítulo: Vinte e nove Maratona 6/10

136 visualizações Denunciar


Tento me focar em seus olhos grandes de gata e em seu sorriso doce.


 


 


 — Se isso pode te animar pelo menos um pouco, eu não perdi minha virgindade hoje. 


 


 


— É, isso me anima um pouco — consigo responder e ela sorri em meio as lágrimas. 


 


— Nem estou surpresa. Vem aqui, deite-se aqui comigo. Deixo que ela me leve até o sofá e caio pesadamente ao seu lado. Logo, meu rosto está em seus braços e a puxo para meu colo.


 


 


 — Esta é uma daquelas noites em que os malditos fantasmas estão enchendo você? — pergunta docemente enquanto acaricia meu cabelo, como se eu fosse um garotinho assustado com medo de assombração. E curiosamente, este sou eu. Assinto apertando-a ainda mais junto a mim.


sigo falar lutando para segurar as lágrimas. 


 


 


— O quê? Faço qualquer coisa que você pedir. — Se você disser um palavrão. Sinto seu sorriso aliviado.


 


 


 — Ok, eu posso tentar por você, mas não se acostume. Ela respira fundo, acho que procurando algo que possa falar, então solta:


 


 — Púbis! Desculpe, estou nervosa. Merda! Merda é um palavrão. Eu disse merda. Sorrio e deixo que a porteira se abra, ela se prende a mim chorando comigo.


 


 


 — Não foi culpa sua, Christopher. Você não fez nada demais, era só um menino fazendo justiça, a culpa não foi sua. 


 


 


— O- obr- obriga... — tento agradecer, mas nada sai em meio às lagrimas que me tomam.


 


 


— Eu sei quem você é de verdade, eu conheço a pessoa maravilhosa que você realmente é. E eu sempre vou estar aqui com você, sempre. Eu amo você, Christopher, você nunca vai estar sozinho. Suas palavras me confortam, e deixo que ela divida comigo essa dor para que passe mais rápido. Acabamos dormindo embolados no sofá, acabados como sempre ficamos quando esses malditos fantasmas aparecem e dão uma tremenda surra em nós dois.


O cheiro de bacon me desperta aos poucos e o barulho do meu estômago me diz que estou faminto. Avisto Dulce rebolando pela cozinha com fones no ouvido enquanto cozinha algo que definitivamente está dando errado, pelo mais novo cheiro que toma o apartamento: queimado. Desligo a frigideira com o bacon e ela faz uma careta engraçada ao ver que queimou. 


 


— Justo os bacons? — Eu já te disse, Dul, queime a cozinha se for preciso, mas nunca queime o bacon — repreendo-a.


 


 


 — Eu só queria deixar daquele jeito torrado nas bordas e macio no meio, como você faz.


 


 


 — Ela faz um biquinho tentador e desvio meu olhar de sua boca para salvar nosso almoço, ou jantar, não sei que horas são se ela está em casa. 


 


 


 


— Não foi trabalhar hoje? 


 


 


— Fui e voltei. Eu tinha hora na casa e o movimento estava fraco, então o Adam me liberou. Aí resolvi fazer nosso almoço já que você parecia que não ia acordar nunca.


 


 — Não deu muito certo — brinco jogando o bacon queimado na lixeira.


 


 


 — Querido, a cozinha é toda sua! Ela tira o chapéu de chef que havia colocado e o avental e dá a volta na bancada sentando-se de frente para mim. Pega uns picles e fica me observando de um jeito estranho enquanto mastiga. 


 


 


— Algum problema, Dul? — pergunto enquanto preparo algo decente que possamos comer. Em defesa dela, o bolo de carne está realmente bom.


 


 


 — Não. Você está bem hoje, certo? Sem fantasmas. — Sem fantasmas. — Hum.... Você sabe que é meu melhor amigo, não sabe, Christopher? Assinto e analiso sua expressão amedrontada, como se tivesse aprontado algo. Estico a mão para pegar o molho e esbarro na mão dela, algo como um choque corre por toda extensão da minha mão, e ela sente o mesmo, pois sorri e leva o dedo à boca. 


 


 


— Você sabe que eu faria qualquer coisa para acalmar você, não é? Você também faria por mim. Nessas horas a gente fala o que é preciso para que o outro fique bem — continua tentando explicar algo que ainda não faço ideia do que seja.


 


 


 — O que está havendo, Dulce? 


 


 


— Nada. Só queria deixar isso bem claro. 


 


 


 


— Ok. Mas não me lembro de alguma vez em que tenha me ajudado com algo e tenha dito uma mentira para me acalmar. 


 


 


— Tento me lembrar de suas palavras na noite anterior, mas ela disse o que diz sempre, o que sei que é verdade porque a conheço bem. — A não ser que seja mentira aquele papo de estar sempre aqui por mim. 


 


 


— Um dia vou me cansar de você — ela brinca e tiro um picles de sua mão, comendo-o todo de uma vez. 


 


 


— O que foi? — Paro de cozinhar e a encaro, querendo saber logo do que ela está falando.


 


 


 — O que foi o quê? — Que mentira disse ontem para me ver bem? Não me lembro de nada. 


 


 


— Porque eu não disse nenhuma. Você não se lembra exatamente do que eu falei ontem, não é? — Ao ver meu esforço para recordar, parece se desesperar. 


 


 


— Não precisa ficar tentando se lembrar. Vamos terminar logo com isso, não comi na lanchonete e estou para desmaiar de fome. Ela se levanta e passa atrás de mim para pegar os pratos, eu me viro na mesma hora e batemos de frente. A seguro antes que ela se desequilibre e ela ri. Não é como se nunca tivéssemos nos encostado antes, ou nos esbarrado nessa cozinha tão pequena, mas há algo diferente. Cada vez que a toco, levo um pequeno choque, mas não é algo que me incomoda, é algo curioso. Enquanto ela monta a mesa, finjo que vou ajudá-la e esbarro novamente nela, só para tirar a prova. E ali está, o mesmo choque, não importa em que parte de seu corpo eu encoste. Me sinto meio bobo e até mesmo infantil, mas passo todo nosso almoço encontrando desculpas para tocá-la. E não entendo como algo tão bobo pode parecer de repente tão gostoso! 


 


 


— Você lava as vasilhas, enquanto eu assisto séries — ela diz escapando da tarefa.


 


 


 — Não é justo, eu fiz a comida. — Eu fiz a comida! Você só fez o bacon, e incrementou o que já estava pronto, não conta. Além do mais, eu trabalhei hoje enquanto você, bebê chorão, estava desmaiado no sofá. E olha que servi mesas com um braço só, porque sua cabeça grande deixou dormente meu outro braço pela manhã toda. Tenho crédito. 


 


 


— Engraçadinha. 


 


 


— Você me ama, chorão. Ela me lança um beijo no ar e entra para seu quarto e só quando processo suas palavras é que me dou conta do que ela estava falando com aquele papo estranho de mentir para me fazer sentir melhor. Ela disse uma coisa que não costuma dizer quando estamos juntos, aliás, ela nunca me disse algo do tipo. Ela disse que me ama. Passamos uma tarde deliciosa e agradável, tranquila como eu me lembrava, embolados na cama dela, assistindo séries bobas. Achei que sentia falta de ter a vida como era antes, em que podíamos nos embolar como se fôssemos um ser só, e isso não era nada demais. Mas dessa vez, foi algo demais, e foi melhor do que eu poderia ter imaginado.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): dmsaviñom

Este autor(a) escreve mais 3 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Cada toque sem perceber dela, cada risada alta demais, cada vez que ela se apertava a mim por medo, tudo o que ela sempre fez quando assistíamos algo juntos, mas dessa vez, eu vi tudo, senti tudo, desejei tudo. Eu nunca estive com uma mulher assim, de deitar em uma cama para trocar uma ideia e assistir algo. Cama e mulher comigo sempre termina em sexo. E com a Dulce s ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 239



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • linevondy Postado em 12/11/2019 - 23:46:30

    Aaaa quero mais. Continua Amore

  • Ellafry Postado em 12/11/2019 - 20:54:35

    acho q é a dulce al

  • Manuzinhaa Postado em 12/11/2019 - 18:21:14

    vai postar hoje de novo? sem problemas te entendemossss, sera que a dulce ta ai??

  • Manuzinhaa Postado em 08/11/2019 - 15:25:48

    Ahhhh tô cada vez mais apaixonada :3 continua

    • dmsaviñom Postado em 12/11/2019 - 16:05:39

      continuando....

  • camilaaya Postado em 08/11/2019 - 11:24:52

    Desculpa ñ ter mais comentando na fic. Tava sem internet e fiquei sem poder ler e comentar Já favoritei a outra fic Desejo que tudo se resolva na sua vida Ñ se preocupe com a fic, quando vc puder realmente aí vc posta

    • dmsaviñom Postado em 12/11/2019 - 16:05:23

      Obrigada, pela compreensão, sem problema nenhum, espero que goste desse capítulo, fortes emoções estão por vim,continuando...

  • Ellafry Postado em 06/11/2019 - 23:28:09

    vacilo dela ter ido embora

    • dmsaviñom Postado em 12/11/2019 - 16:02:44

      E MAIS JÁ JÁ AS COISAS SE RESOLVEM.

  • cliper_rafa Postado em 06/11/2019 - 22:09:26

    Carl... Como tu faz isso comigo?! Continua logo please, ah e fica feliz em saber que tá conseguindo resolver as coisas aí...

    • dmsaviñom Postado em 12/11/2019 - 16:02:12

      Obrigada, pelo apoio, continuando....

  • aleaff Postado em 06/11/2019 - 13:05:08

    Oie leitora nova s2 adorei a história então pf posta mais kkk s2s2s2

    • dmsaviñom Postado em 12/11/2019 - 16:01:36

      Seja bem vinda flor, que bom que gostou, continuando..

  • linevondy Postado em 06/11/2019 - 12:40:21

    Continua

    • dmsaviñom Postado em 12/11/2019 - 16:00:59

      continuando...

  • linevondy Postado em 06/11/2019 - 12:39:53

    A Dul foi embora aaaa :'( e o UCKER todo apaixonado <3

    • dmsaviñom Postado em 12/11/2019 - 16:00:41

      E, agora ele esta sofrendo as consequências.



AVISO

BAIXE O APP PARA ANDROID - https://fanfics.com.br/download/FanficsBrasil.apk

 

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

Não conseguimos todo o dinheiro necessário para pagar o DataCenter.


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...