Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Minha Melhor Amiga Virgem (Adaptada) Hot | Tema: Vondy


Capítulo: Trinta e um Maratona 8/10

307 visualizações Denunciar


Apago rapidamente as duas últimas mensagens e deixo o celular dela sobre a cama. Ela se despede de mim e sai contente após chamar um táxi, e reviro minha carteira em busca de dinheiro. Se ele pode levá-la a um lugar legal, eu também posso. Tenho mais do que suficiente para pagar um belo jantar no Craft para ela e levá-la ao cinema que fica quase ao lado. Espero por meia hora para dar tempo de ela perceber que levou um bolo. Rezo para que ele tenha sido previsível esta noite, e após ser dispensado por ela, tenha ido treinar de forma que não vai ver o celular caso ela ligue. Então decido tentar a sorte e pego minha moto, que voltou do conserto, para ir buscá-la. Levo um capacete reserva porque me sinto esperançoso essa noite. E lá está ela. Sentada sozinha no Craft, remexendo os dedos das mãos nervosa. Penso em entrar, mas seria muito óbvio, será melhor se ela me vir na rua. Que se fo/da! Vai ser muito óbvio de qualquer jeito! Me preparo para entrar quando ela chama o garçom e se levanta. Dou meia volta e fico na sombra. A vejo sair do restaurante, olhar de um lado ao outro e pegar o celular. Antes que ela possa ligar para ele, esbarro nela, fingindo surpresa ao vê-la. 


 


 


— Christopher, o que faz aqui? 


 


 


— Dulce? Que coincidência! — Será que estou exagerando demais?


 


 


 — Eu estava indo ao cinema. — Legal! E que filme ia ver? — Eu... hum... aquele que... — Merda! Eu deveria ter planejado isso direito. 


 


 


— O que você está fazendo aqui? Achei que estaria com o imbecil.


 


 


 — É, eu também. Mas ele não apareceu e não atende o telefone. Não sei o que houve.


 


 


 — Deve ter tido algum problema para não ter aparecido, — ela levanta a sobrancelha estranhando que eu o defenda e corrijo — ou você deveria aceitar que ele é mesmo um idiota. Ela olha de novo para dentro do restaurante e para os dois lados da rua, ainda procurando por ele e parece bem chateada.


 


 


 — Você comeu algo? Quer entrar e comer? — pergunto. 


 


 


 


— Acho que este restaurante é demais para nosso bolso, podíamos ir comer um hot dog. 


 


 


Demais para o nosso bolso? Eu não posso pagar por algo, mas ele pode? Cruzo os braços e a encaro irritado e ela sorri, tentando conter seus cabelos que voam com o vento para o seu rosto. 


 


 


 


— Não quis dizer que você não possa pagar, sei que ganha dinheiro com essa coisa de luta, só que eu prefiro comer algo menos formal. Tiro minha touca e coloco sobre sua cabeça, contendo seu cabelo esvoaçante e ela sorri em agradecimento.


 


 


 — Mesmo porque, acho que se eu entrar aí de novo, o garçom vai me expulsar — brinca e sinto uma pontada de culpa por tê-la feito fazer papel de boba diante dos garçons. Foi por uma boa causa. Digo a mim mesmo e decido salvar sua noite para compensar. 


 


 


— Bom, já que estamos aqui que tal uma noite divertida? Uma que com certeza você não teria com aquele imbecil. 


 


 


— Sempre tão humilde, Christopher Uckermann. O que quer fazer? Ir ver o tal filme que você nem sabe o nome?


 


 


 — Não. Podíamos comer algo e fazer algo diferente depois, o que acha?


 


 


 — Acho que tenho medo do que você pode considerar diferente. Mas tudo bem, sou toda sua! — Ela arregala os olhos ao perceber meu olhar malicioso por sua promessa e tenta corrigir.


 


 


 — Quero dizer, sua companhia, para coisas diferentes, em que estejamos vestidos, você entendeu!


 


 


 — Apenas Dulce sendo Dulce. — Cale a boca e me surpreenda. — Tudo bem, baby. Mas lembre-se que foi você que pediu. Pego a moto e rio de sua careta por ter que andar nela, ela não gosta muito, mas sempre cede. Vamos bem perto, ao Central Park e comemos o tal hot dog que ela queria. E o tempo passa tão rápido enquanto comemos e falamos sobre a vida e planos impossíveis para o futuro, que quando me dou conta já é quase meia-noite e ainda estamos ali, no banco do Park, rindo como dois bobos e fazendo planos idiotas. Seu telefone toca, mas ela o ignora, o que me dá um sabor de vitória delicioso. Tiramos fotos como turistas pela noite, as melhores selfies das nossas vidas. É tão fácil falar com ela, estar com ela, é diferente estando aqui, fora de casa, fora da minha zona de conforto, dando um passo que não sei ao certo em que direção. Conhecendo-a como a conheceria se nunca fôssemos amigos, se fôssemos apenas um jovem casal em seu primeiro encontro. E pela primeira vez entendo a graça de realmente sair com uma pessoa sem que seja para um motel ou uma cama em qualquer que seja o lugar. Sinto como é diferente conhecer alguém através de seus planos malucos e perguntas intimas demais e ao mesmo tempo nada maliciosas. Se os casais pudessem manter essa magia do primeiro encontro em todos os outros encontros, então nenhum casamento chegaria ao fim. 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Alevondy

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Em um rápido momento, acho que efeito de tantos hot dogs e milhares de flashes na minha cara, me pergunto como seria namorá-la, caso ela quisesse mesmo aquele compromisso sério que a doutora casamenteira disse após uma noite nossa. Será  que seria assim? Que eu teria essa Dulce divertida e leve, que fala alto demais e ri mais alto ain ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 348



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • babizita Postado em 13/12/2019 - 13:58:36

    Desculpa o meu sumiço, mas estava muito aperta com o fim do semestre da faculdade e tive q abandonar a fanfic, pois eu estava perigando de pegar especial, aí preferi dedidar aos estudos do que ler, mas com a graça de Deus eu passei nas matérias e não fui pra especial e agora enfim estou de férias.... Amei cada capítulo q li e estava em atraso.... Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Plisssssssssssssssssssssssssssss

  • jucinairaespozani Postado em 12/12/2019 - 23:53:33

    Que merda! Não acredito que virei a noite lendo, cheguei atrasada no curso para na hora não ter mais capítulos. MERDA!!! Volta pelo amor .... T.T

  • aninha_vondy Postado em 05/12/2019 - 13:51:04

    Cadê vc? Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Plisssssssssssssssssssssssssssss

  • camilaaya Postado em 03/12/2019 - 20:12:00

    Heeeyy, fui comentar na outra web na esperança já de ler e vc ñ apareceu. Aparece pra postar rsrs

  • Ellafry Postado em 29/11/2019 - 00:33:51

    ameeei

  • cliper_rafa Postado em 28/11/2019 - 19:44:30

    AMEI CADA SEGUNDO ...

  • linevondy Postado em 28/11/2019 - 00:14:46

    Louca pra ver a cara da Dul quando descobrir que ele a ama. Já vou esperar la na outra fic hahaha não perco por nada >.< <3

  • linevondy Postado em 28/11/2019 - 00:14:09

    ameiiiiiiiiii

  • linevondy Postado em 28/11/2019 - 00:13:55

    AAAAA QUE HOT PERFEITO *-*

  • sophibersh Postado em 27/11/2019 - 19:56:18

    Abandonou?? Aaaa posta mais pelo amorrrr hahahahah

    • dmsaviñom Postado em 27/11/2019 - 22:36:48

      Desculpa querida pela demora, mas esta ai o tão esperado capítulo..



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...