Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Minha Melhor Amiga Virgem (Adaptada) Hot | Tema: Vondy


Capítulo: Quarenta

378 visualizações Denunciar


— Bom dia, Leigh Ann, preciso que você ligue... — a doutora Katy para de falar ao me ver sentado ali, uma ruga se forma em sua testa e deixa sua recepcionista, fazendo um gesto para que eu entre em seu consultório. 


 


 


— Sabe, Christopher, eu atendo dois pacientes do governo por semana, e tenho certeza que hoje é o dia do maníaco da navalha, então vou começar a cobrar suas consultas.


 


 


 — Não vai não, se eu parar de vir aqui a senhora não vai mais poder beber em serviço. 


 


 


— Tudo bem, você me comprou. Devo começar a beber desde já? Porque sua cara está mais assustadora que as navalhas do Conrad.


 


 


 — Eu só preciso conversar. É uma coisa rápida, não é nada demais, mas achei que a senhora precisava saber. Ela se senta, não coloca seu jaleco, nem pega seu caderno e gravador como geralmente faria, é uma mulher mais velha ouvindo um jovem perdido. 


 


 


— O que houve? 


 


 


— Eu tive um daqueles ataques ontem. 


 


 


— Defina “um daqueles ataques”. 


 


 


— De raiva. Ela tenta esconder seu nervosismo, mas falha, eu percebo mesmo com ela falando comigo tão calmamente em seguida.


 


 


— Achei que tivesse controlado isso com a luta. 


 


 


— Não tem sido o suficiente. Ela me encara e não diz nada. Fico esperando que me repreenda, que diga que terá que suspender as sessões ou que me receite um calmante tarja preta, mas ela apenas me observa. Esse silêncio me incomoda e começo a falar. — Foi só uma vez, mas foi a mesma raiva que senti nas vezes em que me meti em encrenca. E eu quase não consegui controlar dessa vez, eu quebrei um monte de coisas. 


 


— Ufa! — Ela faz um gesto exagerado com a mão, me interrompendo. 


 


 


— Achei que você terminaria a frase com eu quebrei um monte de caras. Meu Deus, Christopher, não me assuste assim. Sorrio, sentindo-me um pouco mais leve. 


 


 


— Ninguém se machucou — garanto. 


 


 


— Além de mim. — Eu quero que você pense bem na primeira coisa que vier à sua mente quando eu te fizer essa pergunta, e me diga qual foi a primeira coisa. Sem floreios e sem maquiar a resposta. Por que você ficou com raiva? 


 


 


— Porque ela não apareceu! Ela prometeu que seria minha Sorte, prometeu que estaria lá, e depois foi a Sorte dele e agora será dele pelo resto do campeonato.


 


 


— Sorte é aquele lance das ring girls com privilégio do seu clube de luta? 


 


 


— Não é bem isso, mas é isso. 


 


 


— E imagino que quando diz ela, estamos falando da Dulce? Assinto. — Ela já deixou de fazer coisas com você antes, por que exatamente isso te irritou tanto? 


 


 


— Porque pela primeira vez, doeu. Não venha me perguntar o que doeu ou porque doeu, eu não sei. Não entendi e nem quero entender, só que doeu, foi angustiante e apavorante e eu não sei lidar com a dor.


 


 


 — Mas você é um lutador. Olha esse roxo na sua cara, você está sempre sentindo dor.


 


 


 — Não desse tipo. Prefiro levar uma surra do que sentir isso de novo. Há anos eu não sentia essa dor.


 — Essa dor pode ser medo? — Pode ser qualquer coisa, não tentei entendê-la. 


 


 


— E quando você voltou a si? Quando parou de quebrar as coisas? 


 


 


— Quando a Dulce apareceu.


 


 


 — E aí a dor passou?


 


 


— Não, ela aumentou. Mas eu não queria feri-la. A raiva foi que passou quando eu vi que não era culpa dela, mas a dor? Essa merda está escondida aqui dentro e uma hora dessas vai aparecer de novo. Então a senhora pode me mandar para a cadeia de novo. Ou pode me dar um desses seus remédios que vai me deixar dopado, porque não sei o que quebrarei na próxima vez que essa coisa aparecer. 


 


 


— Como você sabe que ela ainda está aí? 


 


 


— Porque eu a sinto. Não está doendo agora, mas está aqui. Eu sei que está só se preparando para fo/der com a minha cabeça de novo. Vamos, faça seu trabalho e me dê um remédio. Ela parece emocionada com meu sofrimento, segura minhas mãos com os olhos brilhando e diz com um sorriso tão grande, que tenho uma leve vontade de quebrar seus dentes. 


 


 


— Ah, meu menino! Quando é que você vai abrir os olhos? Para certas dores não existe remédio, Christopher. Mas essa aí, escondida aí dentro, pode se tornar a melhor coisa da sua vida se você souber como tratá-la. 


 


 


— Como cara/lho uma dor pode ser algo bom? 


 


 


— Não a dor, mas sua cura. Só que essa cura não vem com uma receita prescrita numa tarja preta.


____________________________________________


Mais um capítulo para vocês. Obrigada àqueles que comentaram e favoritaram, por hoje e só amanhã eu posto mais. 


💋 COMENTEM! 


FAVORITEM!! 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Alevondy

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

— Não me venha com esses papinhos de amor, não quero seu trabalho de casamenteira, quero a merda da minha psicóloga!    — Não estou sendo nem uma das duas agora, meu bem. Estou falando a você o que diria ao meu filho, se tivesse um. Isso não é uma consulta, é uma conversa. E o que estou dizendo n& ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 348



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • babizita Postado em 13/12/2019 - 13:58:36

    Desculpa o meu sumiço, mas estava muito aperta com o fim do semestre da faculdade e tive q abandonar a fanfic, pois eu estava perigando de pegar especial, aí preferi dedidar aos estudos do que ler, mas com a graça de Deus eu passei nas matérias e não fui pra especial e agora enfim estou de férias.... Amei cada capítulo q li e estava em atraso.... Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Plisssssssssssssssssssssssssssss

  • jucinairaespozani Postado em 12/12/2019 - 23:53:33

    Que merda! Não acredito que virei a noite lendo, cheguei atrasada no curso para na hora não ter mais capítulos. MERDA!!! Volta pelo amor .... T.T

  • aninha_vondy Postado em 05/12/2019 - 13:51:04

    Cadê vc? Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Plisssssssssssssssssssssssssssss

  • camilaaya Postado em 03/12/2019 - 20:12:00

    Heeeyy, fui comentar na outra web na esperança já de ler e vc ñ apareceu. Aparece pra postar rsrs

  • Ellafry Postado em 29/11/2019 - 00:33:51

    ameeei

  • cliper_rafa Postado em 28/11/2019 - 19:44:30

    AMEI CADA SEGUNDO ...

  • linevondy Postado em 28/11/2019 - 00:14:46

    Louca pra ver a cara da Dul quando descobrir que ele a ama. Já vou esperar la na outra fic hahaha não perco por nada >.< <3

  • linevondy Postado em 28/11/2019 - 00:14:09

    ameiiiiiiiiii

  • linevondy Postado em 28/11/2019 - 00:13:55

    AAAAA QUE HOT PERFEITO *-*

  • sophibersh Postado em 27/11/2019 - 19:56:18

    Abandonou?? Aaaa posta mais pelo amorrrr hahahahah

    • dmsaviñom Postado em 27/11/2019 - 22:36:48

      Desculpa querida pela demora, mas esta ai o tão esperado capítulo..



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...