Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Como Uma Mémoria - Vondy(Adaptação/finalizada) | Tema: Vondy, HOT


Capítulo: Capítulo 34

302 visualizações Denunciar


 


EU AINDA TINHA o gosto do seu orgasmo na boca quando Dulce abaixou a cabeça sobre meu pau. Se tivesse uma maldita camisinha teria seu rabo doce inclinado e estaria enterrado dentro da buceta molhada. Mas não tinha.


A língua dela deslizou sobre a cabeça e tremi. Não tenho certeza que conseguiria lidar com ela provocando. Tirava toda minha força de vontade para não agarrar sua cabeça e enfiar essa boca sensual sobre meu pau. Eu não queria sufocá-la... Bem, isso era uma mentira. A ideia de estrangulamento com meu pau era emocionante. Ouvi-la engasgar com ele seria sexy como o inferno. Mas ela parecia nervosa. Não queria assustá-la. Porque ela poderia parar... E Jesus, não quero que pare.


A língua dela percorria cada lado e minhas mãos tremiam literalmente. Enrolei-as em punhos. Tive meu pau chupado inúmeras vezes e por algumas profissionais, mas nenhum chegou perto dessa felicidade. Mesmo que na verdade ela não chupava ainda. Seu trabalho de preparação estava prestes a matar-me.


Depois que ela tinha lambido completamente e eu estava prestes a implorar-lhe para colocá-lo na boca, ela inclinou a cabeça para trás e olhou para mim. “Eu tenho... Eu faço... Isso é certo? Ou realmente o chupo?” Suas bochechas eram vermelhas e as palavras lentamente afundaram-se. Ela nunca fez isso antes.


A imagem da boca da Dulce no pau do outro cara não era atraente e agora sabendo que nunca fez isso, me emocionou. Não deveria. Ela não era minha, mas caramba gostei disso.


Toquei sua cabeça suavemente. “Lentamente coloque na boca. Tome o que pode, então sugue.”


Explicar para ela era uma merda. Como se precisasse de algo mais que quero. Ela colocou ambas as mãos nele e então finalmente meu pau afundou em sua boca. O calor úmido e a língua tocando enquanto se movia mais profundo, era incrível.


“Sim, é isso.” Porra! Foi só isso. Toquei a cabeça dela, mas não deixei me enfiar nela como queria.


Ela continuou a fazer o que disse, e com cada gemido e elogio da minha boca ficou mais segura de si mesma. Logo levou-me mais fundo na garganta, e sabia que não podia gozar na boca dela. Não se esta fosse sua primeira vez. Mas droga a imagem fez meu pau pulsar.


“Porra, Dulce, sim baby,” Estava perdido num nível do céu, que não queria ir embora. Nunca mais. O que aconteceria amanhã e o futuro não pareciam importar mais. Não enquanto Dulce chupava a cabeça e me masturbava com a mão.


Fechando os olhos, tentei me segurar. Não queria pôr fim a isso, mas o final estava lá e peguei meu pau e afastei sua cabeça. “Estou vou gozar”, consegui dizer só quando minha carga explodiu sobre seu peito nu. Ela olhou-me revestir seus seios com tal inocência de olhos arregalados, e gozei um pouco mais forte com a visão.


“Pooorra,” eu gemia e minha libertação começou a rolar para baixo num mamilo. Nunca esqueceria o caminho que parecia fazer.


Ela levantou os olhos para os meus, em seguida, sorriu. Era o tipo satisfeito e feliz que me fez rir.


“Uau,” ela disse e eu ri mais um pouco.


“Não quis fazer isso,” disse a ela.


Ela sorriu para mim. “Gosto que o fez. Foi muito bom.”


Estava ficando duro de novo. Jesus, ela precisava se calar. Não podemos transar.


“Fique aqui”, disse levantando e indo para a mesa para pegar um dos guardanapos de linho e um copo de água. Ela precisava ser limpa.


Quando ajoelhei para limpá-la ela arqueou de volta para me deixar. E meu pau ficou ainda mais duro. “Talvez eu precise deixar você fazer isso,” disse a ela. “Porque isto... Que você está fazendo... Eu quero te foder...”


As bochechas dela ficaram coradas. Não tinha certeza se era o boquete ou minhas palavras, mas gostei disso.


“Então faça.”


Não, não, não, não. Eu balancei a cabeça e entreguei-lhe o guardanapo antes de ir embora. “Não vai acontecer.”


Eu não a vi se limpar. Eu não podia. Ou teríamos sexo.


“Você não tem que gozar dentro de mim.”


Ela queria que eu tirasse. Filho da puta que eu queria. Sabia que estava limpo e depois do boquete sabia que sua experiência era limitada, assim ela estava limpa também. Mas... E se? Era uma chance que não tinha certeza que poderia tomar.


“Não é uma boa ideia,” disse a ela e cheguei para minha cueca e me encobri antes da tentação ser demais.


“Tudo bem,” ela finalmente disse... E me virei para olhá-la. Ela estava nua ainda e não limpou o esperma de seu peito.


“Dulce,” meu tom era um aviso.


“Sim.”


“Cubra-se. Vista-se. Não quer jogar este jogo comigo.”


Ela não se mexeu. “Sim, eu quero.”


Foda. Foda. Foda.


Eu apenas comecei a deixá-la. Ir embora e mandar um carro a buscar. Isso era o que deveria fazer. Mas quando me movi foi em direção a ela. A empurrei e puxei-a contra meu peito antes de beijá-la com todo o desejo e frustração que ela construiu em mim. Era muito duro e forte, mas ela me beijou tão ferozmente de volta que eu não conseguia tomar a decisão certa. Não pude fugir.


Quebrei o beijo e a empurrei para espreguiçadeira. Separei suas pernas e olhei-a assim. Os olhos dela se arregalaram de emoção. Eu fiz isso. Sabendo que eu não deveria. Eu estava fazendo.


A cueca que acebei de colocar estava imediatamente fora e com um impulso de meus quadris entrei dentro dela. O grito de dor e a fina barreira me disseram ter descoberto algo. Eu deveria ter sabido. Mas caramba, ela era uma mulher agora. Não esperava isso.


Um boquete, ser seu primeiro nessas coisas, mas no sexo? O homem das cavernas assumiu. Eu queria bater no peito e gritar minha, mas não era possível. Tinha que parar. Ela não poderia ser minha. Ela merecia um príncipe.


Corri a mão sobre a cabeça dela e a olhei. Lágrimas brilhavam em seus olhos e sabia que eram de dor. Se soubesse, poderia ter sido mais fácil. Mas então se soubesse eu faria isso?


“Respire fundo. Não me moverei até aliviar.”


Ela inalou profundamente e sempre com os olhos em mim. “Agora é só uma pequena picada.”


Movi-me para que o prazer aumentasse e acabasse com a dor mais cedo.


Sua respiração se tornou ofegante e me movi mais rápido. A tensão na sua entrada virgem apertou-me tanto que queria explodir novamente muito em breve. Quando ela começou a tremer em meus braços e os olhos fecharam, sabia que seu orgasmo estava ali. Mordi a língua para não ir com ela.


“AH! Oh Deus!” ela gemeu e a segurei quando ela se fragmentou em meus braços. Quando ainda estava perdida na euforia, tive que me retirar antes que fosse tarde demais. Segurando meu pau, gritei minha libertação quando gozei em suas coxas.


Os vestígios de sangue estavam lá na minha pele e no interior de suas coxas. Misturado com meu sêmen. Fazendo-a minha, quando sabia que ela nunca seria.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 52 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Dulce EU NÃO PAREÇO diferente. Pareço? De pé no meu banheiro estudei meu corpo. Eli sabe? Com certeza não. Não queria falar com ele sobre isso. Toquei minha barriga nua e sorri. Christopher Uckermann me beijou lá. Ele me beijou por todo o corpo. Quando me trouxe de volta ontem à noite ele tinha... Beijando-me tã ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 298



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ana_vondy03 Postado em 22/02/2020 - 10:13:43

    Aaaaaa to tão triste q acabou! Essa história n tem epílogo?? Uma pena!

    • Dulce Coleções Postado em 22/02/2020 - 15:56:30

      Infelizmente nem epílogo tem ;-;

  • Vondy Forever❤ Postado em 22/02/2020 - 02:32:03

    Ai que lindo adorei a web, chorei de rir com esse final, esses irmãos de Dulce não valem nada.

    • Dulce Coleções Postado em 22/02/2020 - 15:56:04

      A autora original podia ter colocado mais cenas desses irmãos kkkkk. que bom q gostou da fic

  • Dulcete_015 Postado em 22/02/2020 - 00:25:39

    Ameii a fanfic

    • Dulce Coleções Postado em 22/02/2020 - 15:52:34

      Que bom q gostou, fica triste não, vou tentar postar mais de uma vondy agr

    • Dulcete_015 Postado em 22/02/2020 - 00:25:56

      Estou triste pq acabou

  • ana_vondy03 Postado em 20/02/2020 - 06:59:24

    Aaa N acredito q ja está acabando! Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 21/02/2020 - 22:53:26

      Infelizmente, mas logo logo trago outras vondy

  • Dulcete_015 Postado em 20/02/2020 - 00:46:08

    Continuaa

    • Dulce Coleções Postado em 21/02/2020 - 22:52:55

      Continuando amore

  • Vondy Forever❤ Postado em 19/02/2020 - 22:56:06

    Poxa pena que já esta no fim da web, continua...

    • Dulce Coleções Postado em 21/02/2020 - 22:51:48

      Infelizmente, mas logo logo trago outras vondy

  • Vondy Forever❤ Postado em 18/02/2020 - 18:23:17

    Amei esse capítulo, até que fim os dois vão ficar juntos, continua....

    • Dulce Coleções Postado em 19/02/2020 - 22:15:11

      Continuando amore

  • Dulcete_015 Postado em 17/02/2020 - 23:06:20

    Aaaaa finalmente estão juntos,continuaa

    • Dulce Coleções Postado em 19/02/2020 - 22:14:58

      Continuando amore

  • ana_vondy03 Postado em 17/02/2020 - 22:09:38

    Aaaaaaa que fofoooooo! Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 19/02/2020 - 22:14:42

      Continuando amore

  • Dulcete_015 Postado em 16/02/2020 - 22:18:30

    Continuaa

    • Dulce Coleções Postado em 17/02/2020 - 22:03:16

      Continuando amore



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...