Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: O jogo do amor | Tema: BTS; Jimin ; Jungkook ; Jikook ;


Capítulo: Sequestro relâmpago!

78 visualizações Denunciar


Era a turnê de 2019, estavam embarcando no avião com destino a São Paulo. O Bangtan Boy's se sentiam terrívelmente cansados, mais isso nunca os fez serem menos excelentes em suas apresentações. Estavam no Brasil novamente e logo iriam embora.
Era o que acreditavam.
Após horas que pareciam interminaveis chegaram na hospedagem no centro, próximo ao Allianz Parque. Podiam escutar os gritos do lado de fora e sabiam que tinham sido descobertos, costumava ser assim quase sempre. Já dentro do hotel deslumbraram o aposento incrível em que ficariam. Jimin já entrou animado para o show aquela noite e ao mesmo tempo triste por não aproveitar a cidade. Ele era sempre assim.
-Hooo! Meus pés já estão doendo! - resmungou Jimin que se jogou no enorme sofá, de cara.
Kim Nanjoom foi o segundo a passar pela porta de entrada e jogar suas malas pelo caminho, seguiu o mesmo percurso que Jimin, porém se sentou, inspirando profundamente, era como um mantra para relaxar os músculos. Cansado.
Todos entraram e por último Jin comendo um lanche. Nanjoom olhou com estranhamento.
-Como conseguiu isso?
-Ganhei. De uma garota. - disse simplesmente.
-E você aceitou e comeu? - perguntou Nanjoom ainda inconformado.
-Claro! É comida! - respondeu depressa demonstrando ainda mais incredulidade pela surpresa do Rap Monster.
J-Hope pegou o lanche da mão de Jin de repente e correu alegre enquanto mordia alguns pedaços.
-Heei! - gritou indo atrás dele, esquecendo qualquer cansaço anterior.
-Perai! Vocês estão disputando pra comer um lanche que não sabem da onde vem? - Nanjoom exclamou com indignação.
JungKook observou tudo em silêncio, e escutou um ronco baixinho, seguiu o som e então observou Jimin dormindo com o rosto enterrado no sofá, parecia nem respirar direito.
Suga sentou ao seu lado e também olhou Jimin.
-Eu entendo ele. - disse sem piscar - A viagem para o Brasil sempre é cansativa.
Jungkook o olhou e então sorriu achando graça.
-Ainda não se acostumou?
J-Hoope passou por eles em um vulto, pulou no sofá e tropeçou no corpo inerte que estava nele, caindo e deixando o lanche voar por todo aposento. Principalmente na cara de Nanjoom um pedaço de queijo grudento foi disparado, ele entrou em pânico na hora o fazendo se levantar como quem viu uma fera e correr em direção ao banheiro - no caminho acabou batendo a canela na mesinha de centro, a quebrando por inteiro.
Suga começou a rir da situação, Jimin gemia de dor no sofá sem saber como levou aquele nocaute, e J-Hoope era agarrado por Jin que tentava o encher de socos. Minutos depois Kim Tae-hyung entrou com o empresário que o passava o horário em que estariam saindo da hospedagem para o show, e do show para o aeroporto.
-Onde está o Suga? - perguntou o empresário.
-Suga!Palli Palli! - chamou V .
Suga se levantou e foi depressa até a porta. Jimin despertou em meio a dor, e encarou o vazio com olhos cansados.
-Aish! Porque fizeram isso? - disse choramingando - Apayooooo...
Jungkook o observava novamente e sorriu outra vez achando graça. Não demorou muito para chegar a hora do show, foi eletrizante, dançaram e cantaram como sempre em perfeição. Quando as luzes se apagaram assim que todos se retiraram juntos se abraçaram comemorando a força do grupo.
Era incrível quantas Armys estavam lá e aquilo só animava para que continuassem firmes em seus objetivos criando novos hits para todos os fãs. Uma mulher que se vestia bem os encontrou no camarim, pelas roupas e o crachá logo sabiam que era qualificada e tinha permissão para entrar.
-Opp... - ela pigarreou - Eu preciso que vocês saem pelo esconderijo para que não corram nenhum risco.
-Não corremos riscos nenhum com as fãs. - disse Nanjoom sorrindo - Mas se quis dizer que é para não nos atrasarmos para viagem, eu aceito!
Jin se olhava no espelho, arrumando o cabelo. A garota com crachá o observou, como eles podiam ser tão lindos? Seu coração estava disparado e tremia, mas tentava não deixar transparecer, apesar do olhar que a encarava: Jeon Jungkook. ELE mesmo, o maknae.
Era possível escutar de longe os gritos de felicidade da plateia, como se implorasse que voltassem rápido.
-Vamos! - disse Nanjoom já se preparando.
-Nã-não! - a garota brasileira disse com os olhos com aflição.
Todos a olharam confusos.
-Não todos de uma vez. - se explicou depressa, estava vermelha - É para vir Jimin e Jeon Jungkook. - falou, com mais incerteza na voz do que firmeza.
Suga olhou estranhando, mas nada disse. Jeon e Jimin se levantaram e passaram pela garota, ela depressa se colocou na frente deles e seguiu por um caminho diferente - porta dos fundos, porém não era a mesma saída que tinham entrado -, mesmo assim Jimin seguiu com um sorriso tranquilo no rosto, Jungkook estranhava tudo, com um pressentimento estranho.
A garota parou enfrente a uma porta corta chamas, os corredores estavam vazios, ela apontou para que entrassem com um sorriso forçado.
-Eu não acho melhor ir... - Jugkook iria dizer que preferia ficar quando Jimin abriu e simplesmente entrou. - Aish... - murmurou.
Logo seguiu seu parceiro, jamais o deixaria numa fria sozinho. E então sua intuição cresceu quando tudo lá dentro estava escuro.
-Acabou a energia? - perguntou Jimin passando a mão atrás da cabeça.
JungKook o puchou contra sí assim que percebeu que algo realmente estava errado. A luz se acendeu e viu várias mulheres vestidas de preto e com mascáras no rosto.
-Quem são vocês? - gritou com voz ameaçadora.
Jimin arregalou os olhos ao sentir algo encostando em suas costas, Jungkook havia o puchado para trás de sí para defende-lo porém nem mesmos as costas estavam a salvo.
-Jun... - tentou dizer porém sua boca foi tampada.
Jimin só não fazia nada, pois estavam em menor número assim como também sabia que aquilo em suas costas era letal.
-Tarde demais garotos. - disse a mulher com crachá.
Jungkook se virou e se deparou com Jimin refém, era uma arma que ela carregava. Como conseguiu aquilo? Existia tanta segurança! Engoliu em seco porém não demonstrou medo, seu coração só batia forte por ver Jimin naquela situação.
-O que vocês querem? - disse, estavam cercados.
A mulher que prendia Jimin sorriu sombrio e como a ultima visão de Jungkook antes de levar um disparo nas costas, ela disse sobrecarregada de sentimentos:
-Eu quero realizar os nossos sonhos. O meu sonho.
Jungkook franziu o cenho assustado e sentiu algo atingindo-o, levou a mão e grunhiu de dor, perdendo as forças do seu corpo em questões de segundos. Jimin ao vê-lo caindo e com a expressão de dor deixou uma lagrima escorrer de seu rosto, porém logo foi atingindo também.
Perdeu todos os sentidos e tudo que restou foi a escuridão.
Nanjoom correu para fora do camarim assim que o empresário entrou informando que todos deveriam partir para o aeroporto, dizendo que desconhecia a mulher misteriosa. Não demorou muito para os outros integrantes correrem com lagrimas nos olhos e desespero por todos os centímetros do Allianz parque, ultrapassando por fãs que ao verem as expressões de desespero logo tiraram fotos e postaram "O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM ELES?" "MEU DEUS! ALGUÉM ME EXPLICA O DESESPERO DELES".
Não foi dificíl saber o motivo quando gritavam o nome de Jeon Jungkook e Jimin por todos os lados. Os seguranças tiveram muita dificuldade de para-los e contê-los. A noticia foi mundial, muitas armys logo se desesperaram. Era um pesadelo, porém real.
Park Jimin e Jungkook estavam desaparecidos e não existia nenhum rastro dos dois.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): coreianlo

Este autor(a) escreve mais 2 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...