Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: O babaca do meu irmão | Tema: BTS; Jimin; Jungkook; Jikook;


Capítulo: Sua vida me assusta

101 visualizações Denunciar


O sol invadia a janela do quarto, que horas eram? Abri devagar eles, aos poucos minha pupila foi se acostumando com a luz, quando olhei para o lado, vi fios de cabelos loiros abaixo do meu queixo. 
-AISH! - gritei me afastando assustado. 
     Jimin acordou assim como eu em um grito e me olhou apavorado, então percebemos que estávamos sem nenhuma roupa e a lembrança veio rápido demais em nossas mentes. 
    Merda, o que foi que eu fiz?


Dois dias antes, as 14:00hrs 


    Coloquei mais uma fórmula especial naquela jarra, a água já estava adquirindo uma tonalidade diferente, vermelha. Quando de jaleco Taehyung entrou na sala e sorriu imediatamente para mim. 
-Realmente, você não desiste dessa experiência! -disse rindo em seguida - Jungkook é impossível você exigir despertar a sensação de prazer assim em alguém. 
-Você acha? - confrontei erguendo uma sobrancelha - Só não deixo você ser minha experiência pois não quero ninguém implorando por mim. 
-Cara! Nem suas experiências tiram de mim o macho alfa! -disse revirando os olhos e rindo - Já está nisso a três meses. 
-Terminei hoje!
-Vai ser um fracasso. 
-Já fracassei antes?
     Ele ficou em silêncio pensativo depois levantou as mãos em desalento. 
-Olha, não sei não,  mas fazer alguém sentir a sensação de sexo sem transar é impossível sabe?
-Não é! Eu sei que não!  
-E quem vai testar sua invenção doutor do sexo? 
    Eu dei risada. 
-Bem vou sair com uma garota essa noite, ela topou experimentar. 
-Vai perder uma transa quando ela correr pro banheiro. 
    Eu dei um soco leve em seu ombro e ri. 
-Cala boca Tae! Vai lá terminar as cápsulas! 
    Taehyung riu e antes de sair me falou que amanhã estava curioso para saber a história. Assim que terminei deixei uma parte no laboratório e a outra levei comigo. 
     Quando estava no caminho de casa mandei mensagem para a minha garota mas ela respondeu que talvez iria ter um estágio e não ia ter como ir hoje a noite. 
    Resmunguei e acabei guardando o celular sem a responder. Apertei a chave para destravar as portas do carro e entrei, colocando o meu óculos escuro e dei partida, adorava chamar a atenção de todos quando passava.
   Infelizmente sempre depois do trabalho tinha que passar na porta da faculdade para buscar Jimin, ele cursava medicina e estava no primeiro ano. 
    Eu não achava uma má idéia, mas de um tempo para cá tudo que eu escutava era resmungos em meu ouvido. 
    O avistei de longe com uma alça da mochila passada no ombro e a cara fechada, como sempre sozinho, sem amigos ou qualquer coisa do tipo. As garotas que saiam não deixavam de me olhar e eu não perdia tempo para flertar também.  
   A porta se abriu e ele saltou para dentro, jogou a mochila para trás e passou o cinto com a cara fechada. 
-Como foi a aula?
-Bem. E pra você, como foi destruir o amor?
-Destruir o amor? - perguntei incrédulo e liguei o carro -Jimin, até quando vai ficar assim? 
    Dei partida ele riu com incredulidade. 
-Não se faça de bobo,  isso é ótimo pra homens que gostam de abusar de mulheres assim como também Obrigada pessoas que não tem química ficarem juntos quando a química não passa de uma cápsula horrível! 
-Que implicância com meu trabalho! Aish !!! - revirei os olhos e passei a mão em seus cabelos loiros, ele relutou retirando - Calma Jimin, tudo isso porque você é virgem! Um dia você vai entender!
-E vai ser com quem eu tenha desejo em querer e amor!
-Acha que perder a virgindade é tão importante? -disse com o cenho franzido - Talvez para as mulheres! 
-Ah! Agora somente mulher pode querer isso? Que pensamento idiota!
-Fica quieto virjao.
-Fica você! - disse visivelmente perturbado. 
    Eu dei risada, para mim era como uma comédia.  
-Jimin deixa eu te contar, você não é virgem, ok? - falei suavemente e segurando a risada -   Você já perdeu com sua mao! 
    Comecei a gargalhar enquanto dirigia, mas percebi silêncio,  quando o olhei ele estava confuso sem entender. 
-Do que esta falando Jungkook? - perguntou - Acha que eu me masturbo? Porque eu faria isso?
     Arregalei os olhos surpreso e então estacionei o carro na garagem de casa.
-C-como você consegue? Nunca sentiu nenhuma curiosidade ou vontade? Não sabe ao menos o que é ter desejo? 
-Não! - resmungou abrindo a porta e antes de sair me encarou com raiva - Eu não preciso disso agora! Sei me controlar! E quem vai ter isso vai ser a minha futura esposa!
-Que conversa de viado por isso nunca namorou! -disse debochado. 
    A porta se fechou em um estrondo, não deixei de o xingar por isso. Bem, se vocês estão achando que essa foi nossa primeira briga, não,  foi a milésima, era extremamente difícil para Jimin aceitar minha profissão, ele realmente valorizava muito a questão do amor. 
   Mas essa era a primeira vez que ele disse que nunca ao menos bateu umazinha... Aquilo era incompreensível para mim, um dia sem prazer era um dia sem sentido, esse era até meu slogan. 
    Fiquei com dó do meu irmão, talvez ele fosse mesmo babaca. Abri a porta e peguei minhas coisas, como meu experimento era recente o guardei para refrigerar dentro da geladeira.
 Escondido, minha mãe olhou e perguntou o que era e avisei que ninguém deveria mexer. Foi mais tardar que jantamos e anoiteceu tranquilamente.  
    Perto da hora de dormir, como vivíamos em um sobrado, subi para o meu quarto e passei pelo de Jimin, ele estava dentro do banheiro


Passei reto até que algo veio em minha mente, olhei para os dois lados e entrei como um espião, de passo em passo cheguei até a porta, o barulho de água caindo. 
    Será que era somente um banho? Impossível, Jimin sempre demorava bastante, tinha que ter uma explicação. Ele devia se tocar. 
   Tentei escutar mais nada ouvi, então coloquei a mão na maçaneta e girei devagarinho, espiei e então o vi. 
   Jimin estava passando a gilete envolta da sua intimidade, e então quase engasguei. Ele se depila? Como uma moça? No zero? 
    Fechei a porta e sai no mesmo passo lento. Meu irmão era gay? Não, claro que não,  ou sim? Como um cara vive sem transar?! 
   Entrei no meu quarto e fechei a porta atrás de mim, eu soava frio. Peguei o celular e liguei pra Nanjoom, meu parceiro de baladas. 
-Hoje é quinta cara... - reclamava - Quero ficar em casa. 
-Vamos no bar conversar! - chamei urgente. 
-Pra que?
-Sei lá, transar com uma garota e falar mal do Jimin?
-Falar mal do seu irmão? Pensei que queria fazer as pazes. 
-Eu quero, mas meu Deus ele é louco! Aish! Como ele não transa? 
-Ele não quer cara. 
-Não! Todos gostam de transar!  
-Ele não, Jungkook. 
     Falei para ele o lugar e o horário e desliguei sem ouvir seu protesto.
   Terminei o banho e coloquei uma roupa, quando passei novamente pelo quarto de Jimin ele estava com óculos estudando na mesinha, era o que ele sempre fazia, todo dia, sempre. Não bebia e não se divertia, nada, nem assistia, coisa que faziamos bastante antes dessa implicância toda. 
    Ajeitei a jaqueta e então pensei e pensei até que voltei para o quarto dele, bati na porta apesar de aberta. 
-Vamos pro bar, se divertir um pouco?
-Não tenho tempo pra isso. 
-Não!
    Revirei os olhos e sentei em sua cama, forcei aquela toca sair de sua cabeça e ele me fuzilou com os olhos - era melhor assim - da outra forma me sentia ignorado.
-Chega disso, a vida também é diversão. Você é feliz por acaso?
    Acabei revelando o que pensava. 
-Só porque eu não transo ? 
-Não!  - falei depressa e me corrigi - Você não sai não se diverte não faz nada só estuda e jura que vai encontrar o amor da sua vida mais ninguém ficaria com um cara assim!
-Você veio aqui pra tentar me humilhar? A porta continua aberta - apontou - Pode sair.
   Suspirei e dei de ombros saindo, avisei meus pais que voltava de madrugada e sai. Sério? Não era pra o meu irmão ser infeliz, era pra ser aquela tradicional parceria. Resmunguei batendo a mão no volante. 
  
    Após uma noite de balada dança e muito beijo e que terminou em quatro paredes - eu e Nanjoom sempre conseguíamos companhia - eu voltei para casa as sete da manhã destruído.  
    Quando subi as escadas em silêncio passei pelo quarto de Jimin, abri a porta e ele estava dormindo sobre a mesa de estudos. 
     Apesar do cansaço entrei e o peguei em meus braços, era como um anjo, suas feições, seus cílios completavam mais essa sensação, eu tinha certeza que ele podia ter qualquer um que quisesse.  
    Sua beleza era unica.
    O deitei na cama e logo em seguida fui para a minha. Havia conversado muito com Najoom e os conselhos foram para eu tentar de alguma forma recuperar o laço com meu irmão. 
    Eu pensei em algo que fazíamos quando criança. .. Bem, não sei! Espero que funcione. 
    Adormeci como um saco pesado, e tudo ficou escuro.



 Amanhecia quando... Não! Não !amanhecia , era domingo e deveria já passar da hora do segundo canto do galo. - não que eu tivesse um. 
-DUAS HORAS DA TARDE! - gritei assim que vi o relógio.  
    Não era tão absurdo quando lembrava o horário em que fui dormir, coloquei os chinelos e passei a mão no rosto, que bom que não estava de ressaca. 
    Levantei depressa e fui para o banho, como eu acordava de pau duro não deixei de brincar. Sai leve como uma nuvem, coloquei uma bermuda e uma regata e sai depressa para a sala. 
    Minha mãe já lavava a louça do almoço que não participei. 
-Jungkook eu e seu pai vamos dormir fora. 
-Huum - sorri travesso - a noite vai ser boa mãe? 
    Levei um tapa na cabeça e ela riu em seguida.  
-Vamos na casa de sua tia, dormir lá.  
-Tudo bem mãe.  
-Jimin já está avisado, ele não quis ir então não te chamei pra que ele não ficasse sozinho. 
-Ele já é mais velho! 
-Mas você é responsável por ele! Não é porque seu irmão ja tem idade que deve se virar sozinho!
-É mais fácil admitir que apesar da idade Jimin parece uma criança de tão inocente. 
    Minha mãe revirou ou olhos e riu. Não demorou para entardecer mais ainda e dar sete horas da noite, meus pais já tinham saído e o silêncio era total. 
     Pensei em Jimin que passava o domingo preso no quarto. Suspirei, pensei em sair mais com ele não iria funcionar. 
     Fui para a cozinha e preparei a janta, tirei o jaleco e coloquei por ali, montei meu prato e do Jimin e levei para a mesa de centro da sala. 
    Liguei a TV e coloquei em um filme qualquer. 
-JIMIN! - o chamei em um grito - Vamos jantar! 
    Não demorou pra escutar os passos na escada, ele parecia cansado. Logo foi se sentar para comer. 
     Sorriu para mim fechado, ainda não estávamos bem. 
-Obrigada....
-Não precisa agradecer! Vamos assistir algo Jimin, faz tempo que não faz isso. .. 
-Não tenho tempo... 
-Por favor.... Por favor. ... -implorei com voz chorosa. 
     Jimin colocou a mão atrás da cabeça pensativo e então sorriu.  Ao olhar pra mesa franziu o cenho. 
-Vou pegar o suco. 
    Jimin saiu para a cozinha e voltei a comer, ele voltou com dois copos, suco de morango. Eu não curtia muito beber e comer e então acabei evitando para o final apenas. 
    Coloquei em um filme que terminou rápido demais, já havíamos comido. 
-Não vai beber? -perguntou Jimin em relação ao suco. 
    O olhei e neguei com a cabeça. 
-Vou beber uma água.  
     Jimin pegou meu copo e tomou em poucos goles depois juntou toda louça e colocou na pia. 
    Ele sorriu contente pra mim antes de subir e se retirar. 
-Foi legal! Obrigada! 
     Ele subiu novamente para se trancar no quarto, eu sorri Feliz,  aquilo com toda certeza animava a casa. 
    Era a hora de lavar a louça, droga. Fui até a cozinha e então no balcão vi algo que parecia muito uma jarra. Pensei um pouco e então lembrei do meu experimento.  
    Lá estava ele, vazio. Meu coração saltou e corri em disparo até a geladeira, revirei tudo e quebrei algumas coisas. 
    Não! Não era possível! Meu irmão babaca confundiu o meu experimento com o suco! 
     Quando fechei a geladeira só pensei em uma coisa, e que não seria nada fácil reverter.  
    Droga, o que eu fiz?


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): coreianlo

Este autor(a) escreve mais 2 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...