Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Melhor Que Já Tive - Vondy (finalizada/adaptada) | Tema: Vondy, HOT


Capítulo: Capítulo 4

256 visualizações Denunciar


MAIO 24 / 8:36 PM


Christopher Uckermann


Caminhar dentro enfrentando besteiras de todos. Não aparecer significava besteira de todos. Foda-se isso.


Desci da bicicleta e passei a mão pelos cabelos. Eu não planejava me atrasar. Mas não planejei muito. Eu tive que me afastar de tudo depois desta manhã. O medo que estava claro no rosto de todos, apesar de seus sorrisos e alegria, acabava de me lembrar da realidade. Fatos que eu sabia, olhando para eles, que papai não tinha me contado. Foi ruim. Eles já sabiam o quão ruim, mas não estavam dizendo.


O único que não ficou chocado ou horrorizado com minhas tatuagens, cabelos longos e ausência foi minha avó. Ela riu e bateu palmas de prazer quando me viu. Disse-me que seu lindo menino estava ainda mais decorado agora. Quando alguém mencionava minha saída, ela entrava com um comentário sobre eu ser corajoso o suficiente para viver ou encontrar uma vida lá fora. Isso os calou muito rápido. Eu encontrei a vida, tudo bem e sabia agora que era frio, duro e implacável.


Eu falei muito pouco. Ouvindo Gran falar, memorizando seu rosto quando ela sorria, absorvendo o som de sua risada. Coisas que podiam ser tomadas e nunca devolvidas eram o que eu trancava. Mantenha perto. Eu não era ingênuo o suficiente para pensar que teria a avó para sempre. Mesmo que ela sobrevivesse a isso, o tempo ainda passaria, a idade ainda chegaria. Não nos foi dado tempo infinito na Terra.


Beber o dia todo em um bar logo após a linha da Flórida/Alabama provavelmente não era a melhor maneira de passar o resto do meu dia. Mas foda-se se eu me importava com o que era o melhor caminho. Foi assim que eu lidei com tudo. Eu não me mudei para a casa. Em vez disso, examinei os carros estacionados do lado de fora. Poderia muito bem saber quem ainda estava aqui.


Vovó não estava. Eu sabia disso sem olhar. Ela já estaria na cama. Amanhã de manhã chegaria cedo demais.


Meus pais estavam aqui e minhas irmãs Crimson e Cleo. Cage e Eva York eram e pelo menos dois de seus três filhos. Preston e Amanda Drake estavam aqui, e eu não tinha certeza do que seus filhos dirigiam, mas eles sempre estavam com os garotos de York. Boa chance de eles também estarem lá dentro. Dewayne e Siena Falco. Minha tia Larissa estaria aqui com o marido, Micah Falco. Parecia que alguns dos Taylors também estavam aqui. Eu não vi os veículos da Saffron ou da Holland Corbin e agradeço por isso.


Depois de mais um momento para debater se a entrada valeu a pena, dei o primeiro passo nessa direção. Eu cheirava a cigarro, apesar de não fumar, e uísque. Que eu consumi bastante. Eu tinha certeza de que parecia ter um quinto.


"Você realmente está entrando assim?" O grosso sotaque sulista que me lembrava porra de mel toda vez que eu ouvia isso me detinha. Eu virei meu olhar na direção da voz. Eu tinha esquecido como ela parecia até que ela falou. A lembrança da última vez que a vi não estava clara, mas também não havia desaparecido.


Dulce Espinoza saiu das sombras com um copo de algo escuro no copo. Os olhos que podiam atrair qualquer homem brilhavam para mim com malícia. Ela era deslumbrante. Possivelmente a mulher mais linda que eu já vi. Não que isso importasse. A beleza era passageira, era má, era poderosa. Poderia destruir um homem. No entanto, eu estava seguro com este. Minha destruição já havia chegado.


"Eles estão todos chateados com você. Eu pensei que era a coisa de não estar aqui, mas agora vejo o que Micah estava se referindo quando ele mencionou tatuagens. Se eu não estava vendo isso com meus próprios olhos, acho que não acreditaria”.


Ela não era uma delas... Minha família... Meus amigos... Alguém de quem eu precisava me esconder. Eu me aproximei dela. Eu poderia parar. Entrar dentro era esperado por todos, exceto ela. Ela não se importaria. "Você acha que eles estão chateados por minhas tatuagens?" Eu perguntei a ela, sem me importar com a resposta dela. Só que eu tinha mais segundos para não encarar os outros.


Ela levantou um ombro bronzeado. A blusa que ela usava era sem alças. Seus peitos fazendo um excelente trabalho de segurar a parte de cima por conta própria. Uma mecha de seu cabelo que parecia seda caiu sobre sua pele. "Tenho certeza de que seu ato de desaparecer hoje e nenhum show hoje à noite podem ter um papel importante", disse ela, inclinando a cabeça para o lado levemente. Seus olhos se inclinam. "Christopher Uckermann, você ficou mal?" Havia uma provocação na voz dela, mas também havia um interesse que eu não sentia falta. Ela não estava interessada no homem que eu era antes, mas o machucado antes dela era atraente. O que diabos havia de errado com as mulheres?


Mostrar a ela o quão ruim eu fui foi tão tentador. A imagem de Dulce Espinoza nua pressionada contra mim era uma fantasia maldita da qual eu tinha que ficar longe. Ela estava apegada a uma vida que eu não pertencia mais.


"Não é o mesmo cara", respondi.


Ela deu outro passo em minha direção e a maneira como seus quadris balançavam com o movimento tentaria qualquer homem. Mesmo um tão desiludido quanto eu.


Ela estendeu a mão e uma unha rosa brilhante mal roçou minha tinta cobrindo meu bíceps direito. "É lindo", ela disse sem fôlego. "Você escolheu um artista talentoso."


Isso não era algo novo para mim. As mulheres foram atraídas para as tatuagens. Eu não tinha percebido ou me importado quando entrei na loja para comprar o meu primeiro. Eu me perguntei se o homem que eu era uma vez teria ficado tenso se soubesse Dulce Espinoza  o tocaria dessa maneira. Flash seu olhar hipnótico para ele e abaixe sua voz já sedutora enquanto ela falava.


Sim. Ele teria. Ele a possuiu tão facilmente. A selvageria em seus olhos teria sido exótica e sedutora. O homem que eu era agora, no entanto, conhecia os jogos que as mulheres jogavam. Ele viu as mentiras nos olhos deles. Ele conhecia a manipulação que eles usavam como arma.


Ela inclinou a cabeça para trás e olhou para mim. Aqueles olhos não podiam me foder. Eu tinha certeza que ela estava acostumada a usá-los para controlar homens, afundá-los. Dulce encontrou seu par. “Tem mais sob sua camisa? Parece que está lá." Ela então moveu a mão para tocar meu pescoço. O cheiro de coco flutuou perto. Ela ainda cheirava como o verão. Seu perfume fez você instantaneamente desejar a praia. Dulce não era o tipo de mulher que deveria cheirar como algo tão quente e calmante. No entanto, mesmo com tudo o que eu sabia, o quão frio meu sangue corria, o cheiro dela me atraiu por um momento. Me fez querer prová-la, senti-la, explorá-la. É melhor deixar tudo sozinho.


Seu dedo correu sob a gola da minha camiseta. "Parece que cobre seu peito também." Sua voz era grossa e suave ao mesmo tempo. Como se ela não quisesse que ninguém nos ouvisse. Ela sabia que eles estavam me procurando por dentro, mas ela estava me mantendo aqui. Para ela mesma. Eu não tinha pressa e, embora isso não levasse a nada, eu permiti que continuasse.


“Sim. Nem todo o meu peito. Mas alguns." Minha voz estava mais profunda que o normal. Eu parecia afetado pelo toque dela. Porra, eu era um homem. Claro que sim. Minha alma estava sombria, mas meu desejo não se foi. Eu ainda tinha necessidades. Eu simplesmente não agi mais nessas necessidades. Eu não fazia muito tempo.


Ela não se aproximou, mas parecia que sim. Não havia outro movimento além do olhar dela subindo lentamente pelo meu braço e pescoço até que seus olhos se fixaram nos meus. Ela não disse nada. Se ela tivesse, eu não tinha certeza se poderia ter respondido de qualquer maneira. Dulce era talentosa. Ela conhecia seu fascínio e o usava como um profissional do caralho. Isso era perigoso para os homens e eu não tinha dúvida de que ela havia quebrado muitos ao longo do caminho. Estudei seus olhos, me permiti procurar suas profundezas. Pelo que eu não tinha certeza. Engano, egoísmo ou luxúria eram todas as coisas que eu sabia ver agora que fiquei cego por elas. Os pensamentos distorcidos que eu tinha visto em outro e era ingênuo demais para entender não estavam nos olhos de Dulce. Mas então por que eles seriam. Ela viveu uma vida que não distorceu ou manchou. Sua família havia lhe ensinado amor como a minha. Eu esperava que ela nunca chegasse perto do outro. Quem não entende é destruído por ela.


"Você precisa entrar", disse ela, invadindo meus pensamentos. Eu estava em pé silenciosamente sobre ela tentando lê-la e ela permitiu. Nem uma vez ela piscou ou se afastou. Eu ainda não conhecia uma mulher que se mostrasse tão confiante sob esse tipo de escrutínio flagrante. Ela deu um passo para trás e sua mão caiu do meu peito, onde estava descansando. Mesmo que ela não percebesse, ela estava fechando a janela que havia deixado aberta para mim brevemente. Quase como se ela soubesse por que eu estava olhando e quisesse provar que ela não tinha nada a esconder. Não tinha sido esse o caso, mas ainda assim parecia.


Eles estavam me esperando lá dentro. Eu não precisava entrar lá. Minha avó tinha ido para casa a noite toda. Eu não lhes devia nada. Mas eles estavam todos sofrendo, e minha presença era desejada por qualquer motivo. Eles eram da família e foi isso que eles fizeram. A luz da lua tocou o rosto de Dulce novamente quando ela se virou para ele. A beleza não me afetava mais e, embora ela fosse indiscutivelmente bonita, havia algo mais profundo que eu vi. Talvez fosse o espírito despreocupado que eu sentia falta e queria estar perto. Mas deixá-la aqui fora foi difícil e não deveria ser. Não apenas porque eu não queria estar dentro daquela casa. Havia mais sob sua pele. Eu nunca saberia o que era, porque quando eu entrava, deixava tudo aqui. No momento. Agora, estando tão perto dela, eu estava mostrando uma fraqueza. O que quer que a vodu Dulce Espinoza estivesse tecendo, eu era um participante disposto. Isso levaria a nada que nenhum de nós quisesse.


“É bom te ver de novo, Christopher. Espero que não demore um ano para a próxima vez." Ela me lançou um olhar abafado, como se a ideia a machucasse. Se eu ainda pudesse sorrir, eu o faria. Mas nem o vodu de Dulce era forte o suficiente para mudar meu passado. Ela passou por mim para caminhar em direção à casa. Esperei até que ela alcançasse o degrau mais alto antes de tirar os olhos dela. O vazio retornou. Estranho que eu não tivesse percebido que tinha sumido. Era uma parte de mim que eu pensaria ter reconhecido imediatamente quando diminuiu. Eu fiz uma careta para a porta em que Dulce havia desaparecido. Ela não era uma possibilidade que eu precisava para entreter.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 52 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

MAIO 24 / 9:15 PM Dulce Espinoza Eu estava naquele estágio da minha vida. Eu não deveria achá-lo sexy. Todas aquelas tatuagens e esse cabelo bagunçado e louco. Não. O último cara que namorei que parecia com ele acabou na prisão. Ele achou que fugir da polícia era uma boa ideia, em vez de encostar e pegar a multa. Eu t ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 130



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ana_vondy03 Postado em 14/05/2020 - 07:54:09

    Aaaa cheguei atrasada para o final, mas só posso dizer que amei poder acompanhar mais uma de suas histórias!

    • Dulce Coleções Postado em 16/05/2020 - 18:50:25

      Kkkk quem não é atrasada na vida kkkkk, que bom q gostou Aninha *-*

  • juliaf Postado em 13/05/2020 - 08:53:05

    nossa caiu uma lágrima aqui, final perfeito como sempre, você arrasa ♡

    • Dulce Coleções Postado em 13/05/2020 - 18:42:15

      Assim eu choro *-*, muito obrigada por ter acompanhado a história e gostado.

  • ttm Postado em 12/05/2020 - 20:11:31

    adoreeei o fim sz

    • Dulce Coleções Postado em 13/05/2020 - 18:41:48

      Fico muito feliz por ter gostado*-*

  • ana_vondy03 Postado em 10/05/2020 - 19:36:25

    Aaaaa não! Ja é o penúltimo! Vo chora! Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:51:35

      Vamos nos abraçar e chorar juntas Aninha

  • 🌹Queen🌹 Postado em 09/05/2020 - 19:22:38

    Mds o penúltimo. Vou choraaar

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:51:12

      Já estou deitada em posição fetal aqui

  • juliaf Postado em 09/05/2020 - 17:56:16

    Aaaaaaa eu sumi alguns dias e já está no penúltimo capítulo, eu to amando essa reta final,continue a escrever estou ansiosa pelo desfecho e pra ler novas fanfics suas. Bjoo sua linda

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:49:57

      Ain, vamos deitar em posição fetal e chorar cm o último capítulo... Com o fim dessa hj, hj msm já começarei outra aqui.

  • Dulcete_015 Postado em 09/05/2020 - 17:33:28

    Continuaa

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:48:48

      Continuando

  • ana_vondy03 Postado em 07/05/2020 - 19:12:57

    Aí deus! Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 09/05/2020 - 17:16:02

      Continuando amore

  • jujuflor Postado em 07/05/2020 - 01:10:12

    Leitora nova estou lendo a sua fic mas não cheguei onde está, mas creio q mais tarde eu chego, mas já estou amando oq estou lendo... Continuaaaaaaaaaaaaaa plisssssssssssssssssss

    • Dulce Coleções Postado em 09/05/2020 - 17:15:51

      Aí q bom q esteja gostando... Pena q só falta 2 capítulos pra acabar;-;

  • ana_vondy03 Postado em 04/05/2020 - 22:48:50

    (Só espero q ele n faça a burrada de abandonar a Dul) Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 06/05/2020 - 19:55:11

      Ele q não seja doido kkkkk



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...