Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Melhor Que Já Tive - Vondy (finalizada/adaptada) | Tema: Vondy, HOT


Capítulo: Capítulo 8

228 visualizações Denunciar


MAIO 26 / 5:39 PM


Christopher Uckermann


A última vez que visitei este apartamento, estive aqui por outra mulher. Era irônico que eu voltasse. Um lugar que eu nunca esperava voltar. Não que eu tenha sofrido algum dano emocional desde o tempo que passei com Lila. Eu sabia agora que o que eu sentia por ela não era profundo ou real. Perdê-la para outro homem não me quebrou. Não tinha feito mais do que atingir meu ego. A mulher que morava aqui agora aliviou a verdadeira tristeza que eu sentia por dentro. Por isso eu estava aqui. Dulce fez mais para me fazer esquecer do que o uísque.


A porta se abriu antes que eu a alcançasse e Dulce apareceu. Ela estava usando um vestido rosa quente que pendia frouxamente e batia no meio da coxa. Ela não tinha se maquiado e eu gostei. Todo o visual sexy natural. Até seus pés estavam nus. Não houve nenhuma tentativa de tentar me impressionar.


"Você se divertiu com isso", disse ela. Ela estava olhando por mim para minha Harley.


"Essa coisa vai tão rápido quanto um carro", apontei o óbvio.


Ela levantou o ombro esquerdo como se isso não significasse nada. “O jantar está pronto em cerca de quinze minutos. Mas tenho jalapeños recheados com creme de queijo embrulhados em bacon como aperitivo.”


Eu não como desde esta manhã e a menção à comida parecia boa. "Obrigado, estou morrendo de fome."


Ela sorriu e eu passei por ela dentro do estúdio para encontrá-lo completamente acabado e muito impressionante. A última vez que estive aqui, parecia muito diferente. Lila tinha feito muito com o lugar. "Isso acabou bem", eu disse enquanto examinava a área.


"Sim, é um ótimo estúdio", respondeu Dulce. "Lila Kate trabalhou muito nisso".


Eu segui Dulce até a porta dos fundos. Eu sabia que as escadas que levavam ao apartamento estavam lá atrás. Mesmo que o lugar estivesse acabado agora. Era o mesmo layout estruturalmente.


Observar a parte traseira perfeitamente arredondada de Dulce enquanto ela subia as escadas era um bônus. Eu precisava de uma distração hoje e essa foi a melhor ideia que tive. Quando eu tentei pensar no que fazer ou onde ir para me distrair, vovó... Dulce tinha sido o único pensamento na minha cabeça. Ela aliviou o tumulto interno como nada mais. Descobrir que a vida de vovó seria encurtada significava que eu não deixaria Sea Breeze assim que planejei. Eu não podia ir a lugar nenhum sabendo que meu tempo com ela era limitado.


Eu precisava me divertir dos pensamentos que rugiam na minha cabeça. Dulce era a solução perfeita. Ela não apenas fez um excelente trabalho aliviando todo o caos dentro de mim, mas estava segura porque não se apegou aos homens. Ela era um espírito livre com paredes fodendo a protegendo de qualquer coisa real. Eu deitei na cama noite passada pensando sobre isso e por que ela tinha aquelas paredes. Deve ter havido uma dor no passado que a ensinou a ter cuidado. Proteja-se. Eu sabia que nenhum de nós estava em perigo de se apaixonar ou querer mais. E foi por isso que vir aqui foi tão fácil. Ninguém precisava me amar. Me amar seria trágico. Para qualquer mulher.


A porta se abriu e Dulce me acenou para dentro. Percebi a diferença imediatamente. As vigas expostas, os utensílios e as bancadas de aço inoxidável eram os mesmos. A sensação industrial, no entanto, não era tão perceptível na forma como agora era decorada. Estava cheio de energia onde antes era decorado de forma mais clássica. Uma combinação de cores e um estilo selvagem gratuito era a única maneira de descrevê-lo agora. Os móveis eram ecléticos. Um sofá azul brilhante com almofadas cobertas de penas amarelas em cada extremidade foi a primeira coisa que chamou a atenção quando você entrou no apartamento aberto. A pintura maciça do que era um resumo do que reconheci imediatamente como bairro francês de Nova Orleans.


"Onde você conseguiu essa pintura?" Eu perguntei, acenando com a cabeça na direção dele.


"É incrível, não é?" ela disse com um sorriso melancólico. "É da Lila Kate. Eu não consigo mantê-lo. Ela está mudando para o quarto principal em sua nova casa, uma vez que ela decide sobre os novos móveis que deseja lá. Não me lembro de quem é o artista que pintou. Só sei que são todos os lugares que significam algo para ela e Cruz. A história deles... Eu acho...” Ela parou e desviou o olhar como se tivesse percebido que eu também fazia parte dessa história. Era o tempo dela em Nova Orleans com Cruz que ela se apaixonou pelo garoto mau e percebeu que eu não era o que ela queria.


"Ele fez isso para ela, então?" Eu perguntei, realmente nem um pouco incomodado com a ideia. Fiquei feliz por Cruz Kerrington ter mudado de ideia antes que ele perdesse a melhor coisa que já lhe aconteceu. Também fiquei feliz por não ter amado uma mulher que nunca poderia me amar igualmente. Para Lila, eu sempre teria sido o segundo melhor.


"Sim", disse Dulce, em seguida, caminhou até a cozinha. Havia uma torradeira azul brilhante, uma máquina de café expresso e um liquidificador nos balcões. O mesmo azul também era da cor da toalha de mão e dos recipientes de cerâmica. Gostei da maneira como o lugar se encaixava na personalidade de Dulce. Ela fez dela.


Ela mexeu a panela azul no fogão e foi verificar o forno. "Não muito mais", disse ela com um sorriso nervoso. Eu estava tentando descobrir o que de repente a deixou tensa. "Aqui está um prato." Ela me ofereceu um pequeno prato amarelo brilhante que continha a palavra COMA escrito em negrito. “Sirva-se dos jalapeños empalhados. Vou pegar uma bebida para você.”


Atravessei a sala de estar e peguei o prato dela, estendendo a mão por cima do bar. Os banquinhos eram de metal, mas pintavam cores vivas com rostos diferentes que pareciam obras de Picasso nas costas deles.


“Você quer uísque? Ou vinho tinto? Tenho medo de não tomar cerveja."


Eu a estudei um momento antes de falar. “Você passou de relaxada a tensa. Por quê?" Eu perguntei a ela sem rodeios. Não adianta agir como seu humor não mudou drasticamente em segundos.


Embora ela não tenha respondido imediatamente, seus olhos passaram rapidamente por cima do meu ombro em direção à pintura antes de ela pegar um copo do armário. "Eu não sabia que estava tensa", respondeu ela. Como o inferno, ela não sabia.


Eu entendi a diferença em seu comportamento agora. Eu perdi porque ela estava tão errada com sua linha de pensamento que não me ocorreu. Dulce obviamente acreditava que eu me importava mais com Lila do que eu. "A pintura", comecei. “Lila e Cruz, nosso passado, nada disso me incomoda. Eu superei tudo isso antes de sair de Sea Breeze na moto de Cruz.” Não havia razão para ela pensar que minha bagagem tinha algo a ver com seu chefe e ex-colega de quarto.


Os ombros dela relaxaram. Foi muito sutil, mas eu ainda notei.


“Ela nunca foi feita para ser minha. Não acredito que alguém seja meu futuro. Essa crença é ingênua.”


O sorriso de Dulce caiu um pouco então. Eu não conseguia pensar por que ela não concordaria. Estava claro que ela se sentia da mesma maneira. Ela não se abriu para os homens como a maioria das mulheres. Ser honesto sobre como me sentia não deveria prejudicar as coisas para ela. Deveria ser um alívio.


Peguei um dos jalapenos. "Uísque vai ficar bem", eu respondi a sua pergunta anterior. Então dei uma mordida na pimenta recheada na minha mão e a observei começar a preparar minha bebida.


"Gelo?" ela perguntou.


"Três cubos", respondi.


Ela cortou os olhos para mim com uma expressão divertida e contou três cubos de gelo antes de derramar o uísque. Isso foi mais do que duas onças, mas não muito. Ela tinha um bom olho.


Quando ela colocou o copo na bancada na minha frente, eu terminei o aperitivo na minha mão. “Isso é incrível. Obrigado por cozinhar. Teria prazer em levá-lo a algum lugar hoje à noite. Eu não esperava que você desse todo esse problema.”


"Não me agradeça ainda. Aqueles jalapeños empalhados eram uma trapaça. Comprei-os preparados na lanchonete do outro lado do estacionamento. Tudo o que eu precisava fazer era colocá-los no forno. Essa,” ela acenou para os outros itens de culinária, “é uma das poucas coisas que posso cozinhar. Não é nada de especial e você pode odiar. Se você faz, não precisa comer.”


Gostei de sua honestidade e capacidade de tirar sarro de si mesma. Ela não se importava em impressionar a mim ou a ninguém. Ela não deu desculpas para as coisas ou tentou ser alguém que ela não era. Ela estava confiante em quem ela era e não tentou encontrar um padrão mais alto para impressionar. Esse tipo de valor próprio era admirável. Também era sexy como o inferno.


"Se for ruim, podemos pedir pizza", afirmei o óbvio. Embora eu tenha dito a ela que eu era bom em tirá-la, agora eu a tinha sozinha, não queria desistir disso.


"Mexicano. Se não der certo, podemos pedir mexicano. Há um novo lugar na cidade e é gostoso. Além do mais, meu coração está em tacos.”


Eu quase disse que poderíamos ter ido lá, mas não fui. Se ela não mentiria sobre merda, nem eu. Não havia razão para dizer que queria sair quando queria ficar. Vim aqui para estar perto dela e apreciar o jeito que ela me fez sentir. Ficar longe de todos os outros só faria com que o efeito calmante que sua presença tivesse sobre mim fosse mais forte. Peguei outra pimenta e a comi enquanto ela pegava o que parecia tacos em pé dentro de algum tipo de ranhura que os segurava.


"Pelo menos parece comestível", disse ela com alívio em sua voz.


"Se são tacos, eu tenho que saber o que há no pote. Você mexeu bastante e estou tentando descobrir o que poderia acontecer com as tacos que precisam ser cozidas em uma panela e mexidas com tanta frequência.” Meu primeiro pensamento foi feijão ou arroz, mas ela trabalhou demais no que estava na panela para que também fosse.


"Queso", ela respondeu com um sorriso largo. “Posso não cozinhar muito, mas faço queso matador. E eles não são apenas tacos. Eles são tacos de garoupa assados."


Agora, eu comeria qualquer coisa que ela colocasse na minha frente se eu pudesse ficar perto dela por mais tempo. Essa foi a maior paz que experimentei no que pareceu uma vida inteira.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Dulce Coleções

Este autor(a) escreve mais 52 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

MAIO 26 / 7:40 PM Dulce Espinoza Eu sabia que depois do terceiro copo de vinho tinto estava no meu limite. O quarto copo tinha sido uma decisão idiota, mas ele estava sorrindo com a minha descrição animada daqueles que acreditam que a terra é plana e era tão raro esse novo Christopher mais escuro sorrir que eu senti como se tivesse conqui ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 130



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ana_vondy03 Postado em 14/05/2020 - 07:54:09

    Aaaa cheguei atrasada para o final, mas só posso dizer que amei poder acompanhar mais uma de suas histórias!

    • Dulce Coleções Postado em 16/05/2020 - 18:50:25

      Kkkk quem não é atrasada na vida kkkkk, que bom q gostou Aninha *-*

  • juliaf Postado em 13/05/2020 - 08:53:05

    nossa caiu uma lágrima aqui, final perfeito como sempre, você arrasa ♡

    • Dulce Coleções Postado em 13/05/2020 - 18:42:15

      Assim eu choro *-*, muito obrigada por ter acompanhado a história e gostado.

  • ttm Postado em 12/05/2020 - 20:11:31

    adoreeei o fim sz

    • Dulce Coleções Postado em 13/05/2020 - 18:41:48

      Fico muito feliz por ter gostado*-*

  • ana_vondy03 Postado em 10/05/2020 - 19:36:25

    Aaaaa não! Ja é o penúltimo! Vo chora! Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:51:35

      Vamos nos abraçar e chorar juntas Aninha

  • 🌹Queen🌹 Postado em 09/05/2020 - 19:22:38

    Mds o penúltimo. Vou choraaar

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:51:12

      Já estou deitada em posição fetal aqui

  • juliaf Postado em 09/05/2020 - 17:56:16

    Aaaaaaa eu sumi alguns dias e já está no penúltimo capítulo, eu to amando essa reta final,continue a escrever estou ansiosa pelo desfecho e pra ler novas fanfics suas. Bjoo sua linda

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:49:57

      Ain, vamos deitar em posição fetal e chorar cm o último capítulo... Com o fim dessa hj, hj msm já começarei outra aqui.

  • Dulcete_015 Postado em 09/05/2020 - 17:33:28

    Continuaa

    • Dulce Coleções Postado em 12/05/2020 - 19:48:48

      Continuando

  • ana_vondy03 Postado em 07/05/2020 - 19:12:57

    Aí deus! Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 09/05/2020 - 17:16:02

      Continuando amore

  • jujuflor Postado em 07/05/2020 - 01:10:12

    Leitora nova estou lendo a sua fic mas não cheguei onde está, mas creio q mais tarde eu chego, mas já estou amando oq estou lendo... Continuaaaaaaaaaaaaaa plisssssssssssssssssss

    • Dulce Coleções Postado em 09/05/2020 - 17:15:51

      Aí q bom q esteja gostando... Pena q só falta 2 capítulos pra acabar;-;

  • ana_vondy03 Postado em 04/05/2020 - 22:48:50

    (Só espero q ele n faça a burrada de abandonar a Dul) Continuaaa amoreee S2

    • Dulce Coleções Postado em 06/05/2020 - 19:55:11

      Ele q não seja doido kkkkk



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...