Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Beautiful Obsession [ Vondy ] Finalizada | Tema: DyC


Capítulo: Dois

261 visualizações Denunciar


              Pov Dulce


            


 


Quando eu acordei novamente, estava deitada numa superfície macia. Meus olhos pareciam costurados, como se fossem rasgar na hora que os abrisse. Sentia minhas mãos inchadas. A enxada tinha feito alguns cortes nela na noite passada e, droga... provavelmente inflamou por alguma bactéria na ferrugem. Para completar tudo, estava com uma dor de cabeça do inferno. 


Procurei abrir os olhos o mais devagar possível, mas a sensação de ele ser rasgado na ato de abri-los não diminuiu.


O lugar onde eu estava tinha as luzes apagadas, a não ser por um abajur na escrivaninha ao meu lado. Pela primeira vez desde os 13 anos, estava deitada em uma cama, que era, por sinal, a mais macia que eu poderia provar. Dois travesseiros afagavam a minha cabeça numa proteção que eu nunca havia sentido. Por cima de mim, um cobertor macio e quente o bastante estava disposto. A cama era a maior que eu já tinha visto e, embora as luzes principais do quarto estivessem apagadas, podia-se notar que o próprio era muito grande também. 


Puxei minhas mãos para que eu pudesse vê-las com muito esforço por conta da dor nos braços, mas consegui. Elas não estavam inchadas e sim enfaixadas cuidadosamente com pano medicinal. Fiz esforço para levantar um pouco o meu corpo, sentando-me na cama, fazendo-a se mexer bastante por conta da maciez. Com toda a certeza aquele não era um colchão normal. Do que seria feito? Nem tão pouco os travesseiros. Também eram macios ao extremo e por um momento eu desejei nunca ter que me levantar dali.


Onde eu estava, afinal? Não era um hospital de forma alguma. Parecia uma casa, ou melhor, o quarto de um castelo dos quais eu lia para as crianças quando conseguia pegar algum livro da biblioteca da escola. Tudo tão limpo e confortável. 


De repente, uma garota entrou no quarto com uma bandeja. A garota não parecia ser muito mais alta do que eu. Tinha os cabelos longos com lindas ondas. Usava um jeans preto rasgado e uma camiseta cinza com algo escrito que eu não identifiquei. Seus olhos eram claros e radiantes e ela possuía um lindo e amigável sorriso. Em cima da bandeja haviam um bule e um pano de um branco esplêndido. 


- Ah, você acordou! Finalmente! - ela exclamou


Eu não disse nada, mas minha expressão assustada falou por mim.


- Acho que devo me apresentar primeiro. - ela riu, simpática - Meu nome é Anahí. Sou irmã do Christopher. Você estava dormindo a três dias, estávamos todos muito preocupados! Achei que estava em coma, mas aí está você, vivinha e bem acordada!


- Christopher? - perguntei confusa


- Você vai conhecê-lo mais tarde. - ela explicou - Você tem um nome muito bonito. - ela sorriu. - Soa Doce.


Eu a olhei ainda confusa. Era mais informação e simpatia do que eu podia absorver em tão poucos muitos.


- Me desculpe. 


Forcei um sorriso, mas acredito que ele não tenha saído tão bom. Em outra ocasião seria maravilhoso conversar com Anahí, mas no momento eu estava um tanto atordoada demais.


- Então, me deixe ver essas mãos. - ela pediu


Estendi as mãos e ela as desenrolou cuidadosamente. Quando ela tirou a ultima parte do pano, um forte odor doce subiu pelas minhas narinas. Minhas mãos já não tinham as marcas que eu esperava e estavam um tanto sujas de algo verde.


- Sua pele absorveu bem, que ótimo. Achei que demoraria mais para curar. - ela sorriu, pegando o pano branco e molhando na água fervente do bule. Depois limpou as minhas mãos, tirando os restos verdes.


- O que era? - perguntei, interessada


- Ah, você fala! - fingiu-se de surpresa - Uma erva medicinal. Plantamos algumas aqui, não gostamos de ir a hospitais, então... é bom tê-las.


Anahí sorriu, colocando o pano na bandeja novamente e indo até o armário. De lá tirou uma toalha de um tecido aparentemente muito macio, rosa bem claro.


- Acho que você quer tomar um banho, não? - ela sorriu - Aqui está a toalha. - colocou a toalha em cima da cama - O banheiro é naquela porta. - ela apontou a porta, do lado esquerdo da cama, um tanto longe da mesma 


- Onde estão minhas roupas? - perguntei antes que ela saísse, notando somente agora que estava com uma camisola de seda rosa, um tanto curta demais


- Aqueles trapos? - ela perguntou - Christopher os queimou.


- Ele fez o que? - perguntei incrédula. Como assim ele queimou minhas roupas? Eu nem sei quem ele é, não tem o direito de fazer isso! E o que eu vou vestir?


- Ah, me esqueci de avisar. - ela colocou a mão na cabeça, em desaprovação consigo mesma - Venha! - agora ela tinha um sorriso no rosto


Me levantei da cama com um pouco de dificuldade em me estabilizar no chão, por conta da tontura que me embalou. O colchão não ajudou muito. A maciez era definitivamente muito estranha.


- O que há com esse colchão? - perguntei, querendo muito descobrir. Quando estava em cima dele parecia mais que estava boiando do que realmente em um colchão de molas ou o que fosse.


Ela riu, levantando o lençol que o cobria, mostrando uma superfície de borracha que tinha um líquido dentro. Oh meu Deus!


- É um colchão de água. - ela riu dos meus olhos arregalados - Agora venha, vou te mostrar a melhor parte!


Ela pegou minha mão e me acompanhou até o outro lado do quarto, que só agora eu pude perceber que era bem maior do que eu havia imaginado. Ela abriu duas portas que eu achei que dariam num guarda-roupa enorme, mas era mais do que isso. Ele dava para outro cômodo repleto de armários dos dois lados. Ela abriu o da direita onde havia apenas vestidos. Mais de 60 de gala e outros 200 mais simples, eu supus. O da direita tinha apenas camisas. Com certeza mais de 600, com várias calças de diversos estilos dobradas sincronizadamente e perfeitamente em baixo. Meus olhos brilharam, nunca tinha visto tanta roupa na minha vida. 


- Calma, ainda está só no começo! - ela disse, vendo minha expressão completamente maravilhada


Os armários pareciam brilhar, assim como todos os cabides e cavaletes de roupas e mais roupas. Anahí pegou na minha mão novamente, me levando ao fundo do comodo e abrindo mais um armário, onde haviam diversas saias e shorts de diversos estilos e cores. Eu me surpreendi ao olhar pro lado e ainda dar de cara com uma escada de madeira escura. Anahí me puxou para subirmos ela e no caminho de subida, haviam partições com diversos sapatos, tênis, sapatilhas, sandálias, botas e etc.


No cômodo de cima, havia mais um armário embutido enorme, mas o que mais me chamou atenção foi a enorme penteadeira na parede oposta desse armário. Diversos tipos de escovas e pentes ocupavam um lado. Do outro, haviam partições com coisas para preparar o cabelo, como: pranchas, babyliss e outros. A penteadeira possuía varias gavetas que eu não ousei abrir, mas em cima dela havia diversos tipos de maquiagem e enfeites para o cabelo. Na frente da mesma, havia uma cadeira, onde a mira para o espelho era perfeita para a minha altura.


O resto das paredes era revestido de espelhos, fazendo possível eu me ver em todos os ângulos imagináveis. Anahí sorria ao me ver tão estática. Aquilo era mais do que eu podia imaginar, tudo parecia brilhar e eu simplesmente não conseguia tirar a expressão de choque em meu rosto. Era tudo tão lindo e possuía minhas cores favoritas. O vermelho. Eu precisaria passar horas ali para notar todos os mínimos detalhes que deixava tudo tão lindo. Anahí abriu o último armário. Lá haviam casacos de todos os tipos. Pele, couro, moletom, sintéticos e até casaquinhos mais soltos e frescos.


- É tudo seu. -  disse, por fim


- O-o que? - minha voz saiu mais falha do que eu queria, muito mais


- Christopher mandou fazer especialmente para você. - sorriu - A penteadeira dá certo no espelho de acordo com a sua altura, as roupas são todas o seu número e os sapatos também. Foi tudo feito sob medida. Ele estava guardando tudo para você.


- M-mas ele nem me conhece, ele... - eu não conseguia falar nada


- Ele conhece mais do que você imagina, querida. - lançou-me um olhar sereno e feliz - Você gostou?


- Se eu gostei? - finalmente consegui olhar para ela - Eu amei! Isso tudo é tão lindo, tão perfeito! Eu não posso aceitar tudo isso, é demais para mim. Eu... eu não mereço. Nem tenho como agradecer a tudo isso, não tenho como recompensar a ele.


- Só aceite. Será mais do que uma recompensa para ele. Ele ficará muito feliz.


Minha boca ainda insistia em ficar no formato perfeito de um 'O'. Anahí seguiu em direção as escadas e eu desci com ela. Ela fechou a porta do mais-do-que-enorme closet, indo até a porta do quarto.


- Tome um banho relaxante, ok? Christopher vai querer te ver mais descansada no jantar. - ela riu


- Anahí! - a chamei antes que saísse do quarto, ela se virou, ainda sorrindo - Muito, muito obrigada. Eu nem tenho palavras...


- Tudo bem. - ela riu e se foi


Peguei a toalha e fui até o banheiro. Por mais que eu achasse que nada mais poderia me surpreender naquela casa, ainda consegui ficar de boca aberta com o banheiro enorme.


Tomei um banho demorado pensando em como teria que deixar tudo aquilo de lado. É claro que eu não ficaria naquela casa. Eu tinha as crianças para cuidar e provavelmente as coordenadoras já tinham sentido a minha falta. Senti uma dor repentina no peito ao pensar que elas poderiam estar batendo nas crianças por culpa do meu desaparecimento.


Eu agradecia muito àquele cara, Christopher, seja ele quem for, pelos presentes, mas eu não poderia ficar. 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Lene Jauregui

Este autor(a) escreve mais 30 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

                  Pov Dulce     Terminei de tomar banho e me enrolei na toalha, pensando no que colocaria para o jantar. Anahí havia dito que Christopher estaria presente e eu não sabia o que vestiria nessa ocasião, até porque não sabia como ele era, exatamente. Pensava em um h ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 49



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ana_vondy03 Postado em 17/04/2020 - 16:11:33

    Naaaao, estou triste que acabou! Mas me diz, vem história nova por aí?? Adorei poder acompanhar essa!!

    • Lene Jauregui Postado em 17/04/2020 - 22:25:54

      Vem sim amoré, logo logo estou de volta. Um beijo

  • biavondy15 Postado em 16/04/2020 - 20:58:36

    Essa fanfic é maravilhosa, estou simplesmente apaixonadaaa

  • ttm Postado em 16/04/2020 - 20:48:42

    continua amore

  • biavondy15 Postado em 16/04/2020 - 14:54:56

    Posta mais hoje, eu vou enlouqueceeeeeeeeeeer To amando!!!!!!!!!!!

  • ttm Postado em 16/04/2020 - 12:25:45

    continuaaaa

  • lariiidevonne Postado em 16/04/2020 - 12:07:30

    Mais, mais, mais e maaaaaaais! Posta mais PF haha :)

  • dada Postado em 16/04/2020 - 11:55:39

    Cont..

  • ana_vondy03 Postado em 15/04/2020 - 18:34:44

    Aaa continuaaa amoreee S2

  • lariiidevonne Postado em 15/04/2020 - 16:08:52

    Continua por favor :)

  • ttm Postado em 15/04/2020 - 13:45:28

    continua



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...